Artigos escritos por Willames

Por que você age de forma estúpida quando está a fim de alguém

Paixao

Se apaixonar, se encantar, ficar a fim de alguém – tudo isso é divertido e emocionante, mas também extremamente propenso a fazer com que até mesmo as mais racionais das pessoas tomem decisões realmente estúpidas.

Ó, céus, por quê?

Cientificamente falando, a atração humana ainda é um mistério muito grande. Há uma tonelada de diferentes variáveis que afetam o quanto nos sentimos atraídos por alguém, incluindo preferências de personalidade, tendências culturais, pressões sociais e parceiros potenciais disponíveis.

Biologicamente falando, no entanto, há uma série de produtos químicos diferentes que contribuem para um estado alterado da mente quando alguém nos chama a atenção.

Amor = química

De uma forma muito real, se sentir atraído por alguém é muito parecido com estar sob o efeito de drogas. A liberação de substâncias químicas no nosso cérebro e corpo cria um estado mental alterado, em que nos comportamos de forma diferente do que normalmente faríamos.

Conheça alguns dos diversos produtos químicos que nadam através de seu cérebro quando você vê uma pessoa bonita:

  • Adrenalina: quando você vê alguém que está atraído, seu corpo libera adrenalina em seu sistema. Adrenalina é responsável por fazer o coração acelerar e as mãos suarem. Ela coloca seu corpo em estado de alerta, te preparando para uma ação imediata, aumentando os níveis de tensão e estresse. Também libera dopamina e endorfina.
  • Dopamina: quando você se sente eufórico ou sente prazer, a dopamina é a culpada. Ela é uma faca de dois gumes, no entanto. Responsável por estímulos gratificantes, ela acaba alimentando comportamentos que viciam. Isso é benéfico (esperamos) em relacionamentos românticos positivos, mas também afeta condutas negativas, como abuso de drogas. Em outras palavras, quando você está apaixonado por alguém, seu corpo o recompensa com produtos químicos que te fazem se sentir bem, sendo essa uma boa decisão ou não (agora faz total sentido o fato das pessoas continuarem interessadas por alguém, mesmo que isso só lhes faça sofrer).
  • Serotonina: quando você não consegue tirar alguém de sua cabeça, a serotonina é geralmente a culpada. Ou, mais precisamente, a falta dela. Essa queda na criação de serotonina também está presente em pessoas com transtorno obsessivo-compulsivo. Ou seja, ser apaixonado por alguém provoca um estado químico semelhante a uma condição que de outra forma seria tratada com remédios em um ambiente profissional.
  • Testosterona: os níveis de testosterona (que oscilam regularmente) afetam a atração em ambos os sexos. Níveis mais altos de testosterona em homens os levam a ser mais atraídos por mulheres com faces mais “femininas”. Por outro lado, um estudo mostrou que as mulheres veem homens com altos níveis de testosterona como mais atraentes e masculinos, embora isso afete principalmente julgamentos a curto prazo.
  • Estrogênio: um grande número de estudos demonstrou que a atração do sexo feminino é afetada em uma variedade de formas pelo estrogênio e o ciclo de ovulação. Por exemplo, uma pesquisa demonstrou que os homens que simplesmente cheiram a camisa de uma mulher que está ovulando têm um aumento considerável na produção de testosterona.

Nenhum destes produtos químicos ou reações determina sozinho quem você é ou como você se comporta. Sua personalidade é mais do que apenas a soma total das substâncias químicas liberadas em seu cérebro. No entanto, em termos gerais, você não tem como evitar essa onda de sensações quando está perto de alguém por quem sente atração. E isso, é claro, causa problemas.

“Eu não fiz isso”

Conforme todos os produtos químicos se manifestam no seu organismo, você pode ver alguns efeitos selvagens e surpreendentes sobre o seu comportamento. Clássico momento: “Não, eu não acabei de fazer isso”. Mas fez.

Por exemplo:

  • Homens ficam mais burros quando acham que as mulheres estão lhe assistindo. Um par de estudos mostraram que, quando os homens foram simplesmente informados de que uma mulher estaria lhes observando realizar um teste cognitivo, eles foram pior. As mulheres não apresentaram diferença no desempenho, independentemente do sexo de seu observador. Se isto é devido à pressão da sociedade para os homens impressionarem as mulheres, ou se é uma condição biológica, os pesquisadores não sabem.
  • Nós pensamos que somos mais semelhantes às pessoas que estamos atraídos do que realmente somos. Basta que aquela pessoa por quem você tem uma queda lhe diga que gosta de uma coisa que você também gosta, que você basicamente pensa que ela é sua alma gêmea – mesmo que vocês tenham um gosto comum por pizza, junto com todas as outras pessoas do universo. De acordo com uma pesquisa feita na Universidade de Iowa (EUA), não só as pessoas que são atraídas por alguém acreditam que têm mais em comum com essa pessoa do que realmente têm, como também tendem a avaliar seus parceiros de forma mais positiva quando estão apaixonadas (é isso mesmo, o amor é cego, surdo e facilmente impressionável).
  • Nós pegamos pequenos maus hábitos das pessoas que gostamos. Pesquisas mostram que, quando estamos namorando alguém novo, temos uma tendência a pegar seus maus hábitos. Felizmente, este efeito também pode ser aplicado a comportamentos positivos. Mais importante, não parece estender-se fortemente para hábitos catastroficamente ruins (a não ser que a pessoa já seja propensa a esse comportamento).
  • Ambos os sexos diminuem as expectativas para evitar a solidão. Não é preciso da ciência para chegar a essa conclusão, mas só por graça uma pesquisa da Universidade de Toronto (Canadá) confirmou o que já sabíamos: quanto mais medo de ficar só uma pessoa têm, mais propensa ela é a se comprometer com menos para encontrar um parceiro.
  • Optamos por ficar com um parceiro ruim, porque temos medo de perdê-lo. Qualquer economista poderia dizer-lhe que um produto em alta demanda e pouca oferta sobe em valor. O economista comportamental Dan Ariely explica que isso acontece com nossos relacionamentos também. Se uma pessoa está explorando opções para namorar, pode ser mais propensa a apostar em alguém que está prestes a perder, independentemente da qualidade da pessoa. Famoso “agora eu quero porque não posso ter”.

Estamos longe de terminar essa lista. Não há limite para o número de maneiras que os seres humanos deixam suas emoções atrapalharem seus julgamentos (e só algumas foram exaustivamente exploradas em um cenário científico).

A conclusão é clara: misture atração, hormônios e comportamento humano, e você tem uma receita para o ridículo.

Como evitar o ridículo

A boa notícia é que você pode tomar melhores decisões, mesmo se você estiver encharcado de emoções. Mas não é fácil.

Para começar, é ideal entender que a sua ansiedade, nervosismo ou medo é uma condição da sua própria psique e não necessariamente a realidade.

Muito da experiência negativa das emoções é o encobrimento. É quando você resiste, oculta ou tenta mudar as emoções que você experimenta. Quando você faz isso, coloca tanta pressão e foco naquelas emoções que elas são mantidas no lugar. Se você não se “agarrar” àqueles pensamentos e emoções, novos pensamentos e emoções surgem.

A capacidade de identificar e gerenciar emoções é conhecida como inteligência emocional. Alta inteligência emocional pode levar a tomada de melhores decisões, apesar de estressores que desencadeiam reações como as descritas acima.

Uma pesquisa da Universidade Yale (EUA) descobriu que o efeito da inteligência emocional na tomada de decisão é profundo. Eles convidaram participantes a preparar um discurso de improviso, o que gerou ansiedade. Em seguida, os mesmos participantes foram questionados se queriam se inscrever para uma clínica de gripe.

Os resultados mostraram que as pessoas com inteligência emocional mais elevada eram mais conscientes de que a ansiedade que sentiram não estava relacionada com a decisão sobre a clínica da gripe. Embora apenas 7% das pessoas de baixa inteligência emocional se inscreveram para a clínica, 66% das pessoas com inteligência emocional superior fizeram isso.

Desenvolver a inteligência emocional é uma disciplina em si, e, como com a inteligência regular, ela pode crescer ao longo do tempo. Você pode aprender a desenvolver a inteligência emocional através da escrita de seus sentimentos ou apenas falando deles com os outros.

Confira alguns exercícios que você pode fazer para melhorar sua inteligência emocional:

  • Identifique e reduza o estresse no momento: identificar fatores de estresse e desenvolver hábitos de respiração, adiando uma ação precipitada, além de relaxamento muscular pode te ajudar a se acalmar e não fazer besteira.
  • Reconheça emoções muito fortes e as mantenha afastadas: o autocontrole emocional não é apenas eficaz na gestão da raiva. Enquanto a raiva e o romance podem ser muito diferentes, as mesmas estratégias se aplicam: estar ciente de suas próprias emoções e se acalmar para não tomar decisões precipitadas.
  • Aprenda os conceitos básicos de comunicação não verbal: todo mundo ao seu redor está em constante comunicação, mesmo que não digam nada. Aprenda a ler esses sinais para avaliar a sua situação melhor.
  • Utilize o humor para fazer conexões e resolver problemas: você não precisa necessariamente ser um comediante, mas saber quando usar o humor para resolver conflitos pode se provar muito beneficial.
  • Resolva conflitos de forma positiva: há uma enorme diferença entre discutir e efetivamente resolver problemas. Em linhas gerais, evite a primeira opção e parta para a segunda, na qual você tenta resolver um problema pacificamente lidando com suas emoções e se acalmando antes de falar algo do qual se arrependa.

Por fim, por mais inteligente emocionalmente que você seja, não há “cura” para estar apaixonado (e consequentemente agir como um idiota). No final do dia, é você contra milhões de anos de evolução humana. Boa sorte! [LifeHacker] hypescience

Ceará emprega mão de obra carcerária nas obras do Centro de Formação Olímpica do NE

Cof-ne

O Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Justiça e Cidadania e a Secretaria Especial da Copa, assinou um termo de cooperação do Programa Mãos que Constroem, que emprega egressos nas obras do Centro de Formação Olímpica do Nordeste (CFONE), em Fortaleza. Esta é a segunda vez que a parceria é firmada.

Oriundos do sistema penal, cinco novos funcionários já foram contratados. Eles passaram por uma ampla triagem psicológica e social, que levou em conta a baixa periculosidade, bom comportamento e vontade de se reintegrar na sociedade. Durante o transcorrer da obra, novos egressos serão incorporados, somando-se aos demais funcionários da empresa. A mão de obra carcerária recebe atenção e acompanhamento semanal da Coordenadoria de Inclusão Social do Preso e do Egresso (CISPE), vinculada à Secretaria da Justiça e Cidadania, que fiscaliza o cumprimento da carga horária e ainda garante o acompanhamento social da família.

“Pelas obras da Arena Castelão vimos que, com responsabilidade na triagem e no acompanhamento, é possível promover verdadeiramente a reintegração à sociedade da pessoa privada de liberdade. Importante salientar também a preocupação do Governo do Estado que o investimento feito com o recurso público para as novas obras retorne para a sociedade por meio de ações concretas de inclusão social”, afirma o Secretário Especial da Copa 2014, Ferruccio Feitosa.

Para a secretária da Justiça e Cidadania, Mariana Lobo, estes programas de inclusão social da pessoa presa no mercado de trabalho são motores para diminuição da violência. “Temos experiências concretas e exemplos reais de pessoas que, ao darmos uma oportunidade de trabalho, abrimos para ela uma grande possibilidade de não rescindir no crime. Estamos desenvolvendo ainda, dentro e fora do cárcere, uma série de cursos profissionalizantes e buscando parceiros do lado de fora para empregá-los. Em 2013, foram 848 pessoas capacitadas, principalmente na área da construção civil. Sabemos que o quanto é importante ofertar estas vagas de trabalho para que estas pessoas possam recomeçar e estabelecer uma nova vida”, informa.

O programa Mãos que Constroem do Governo do Estado do Ceará busca contribuir para a ressocialização dos detentos, reduzindo a possibilidade de reincidência criminal com oportunidades reais de emprego e cursos profissionalizantes. Amparado na Resolução 96 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), oferta vagas de trabalho na área da construção civil, através de parceiros da iniciativa privada, com intuito de contribuir na inclusão social da pessoa privada de liberdade.

O programa tem capilaridade nas obras públicas estaduais, já tendo colocado presos nas obras da Arena Castelão e de mobilidade urbana com o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), ambas da matriz da Copa do Mundo Fifa 2014(TM), além de obras de urbanização do Rio Maranguapinho, incluída no Programa Aceleração de Crescimento (PAC II), do Governo Federal. Mais recentemente os presos trabalharam na Casa Cor Ceará 2013. O termo de cooperação é assinado entre Estado e as empresas deixando a responsabilidade da custódia do trabalhador assistido ao Estado; cabendo à empresa ofertar o posto de trabalho e efetuar o pagamento das atividades laborativas.

Direito ao trabalho

O preso tem o direito social ao trabalho (art. 6º da Constituição Federal). O trabalho do preso, conforme artigo 28, parágrafo 2º da Lei de Execução Penal, não está sujeito ao regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), mas a atividade laboral permite abreviar o tempo de duração da sentença (remição). A contagem do tempo para o fim de remição será feita em razão de 01 dia de pena por 03 dias de trabalho (art. 126 da LEP). O preso recebe ¾ do salário mínimo. No acordo feito, os presos iniciam no trabalho com o salário da LEP e, em 60 dias, serão incorporados a folha de pagamento com CLT tal qual os demais profissionais da obra.

Sobre o Centro Olímpico

A obra teve início em agosto de 2013 e já está com 15% de execução. O CFONE vai formar com a Arena Castelão o maior complexo esportivo do Brasil, com um total de 313.000m². Vai atuar em três eixos desportivos: desporto educacional, que despertará e estimulará os estudantes à prática esportiva; o desporto participativo, para que a comunidade faça do equipamento uma área de lazer de qualidade e saudável; e o desporto de alto rendimento, voltado para a prática de esporte competitivo, em especial para atletas nordestinos.

Na estrutura estarão abrigadas 26 modalidades olímpicas, além de outras que ainda não integram o programa das Olimpíadas do Rio de Janeiro, como o futsal. Além disso, terá o maior ginásio esportivo do Brasil – o único com cadeiras retráteis. Ele será multiuso e terá capacidade para 17.100 pessoas sentadas (evento esportivo) e 21 mil pessoas (evento cultural). O novo equipamento também vai ter camarotes, bares, salão e sala para transmissões, praça de alimentação e alojamento para até 248 atletas.

Assessoria de Comunicação da Sejus

“Os negros que seguram o chicote para bater em outros negros não são meus irmãos”‏

Ubisoft1

Voltando ao mensalão
Há um sentimento majoritário cristalizado na consciência da maioria das pessoas que formaram opinião sobre o julgamento da ação penal 470, o dito “mensalão”, de que os fatos narrados na denúncia são verdadeiros e o ministro relator Joaquim Barbosa, tão rasgadamente admirado por uma parcela significativa do grupo que compõe essa maioria, agiu de acordo com a lei e portanto cumpriu com seu papel judicante ao atuar incisivamente, algumas vezes confrontando seus colegas de plenário até com laivos de grosserias e destemperos verbais para que os réus fossem condenados e exemplarmente punidos acabando com a impunidade nos crimes de corrupção cometidos pelos “ricos e poderosos da república”.
Os ricos e poderosos nesse caso não são os empreiteiros donos das grandes construtoras: Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, Odebrecht e Queiroz Galvão, apenas para ficar nos quatro maiores que juntos tocam obras orçadas em 138 bi e que têm um poderoso lobby no congresso nacional atuando com toda sorte de pressões para influenciar e direcionar o Orçamento Geral da União de acordo com seus interesses pessoais, financiadores dos caixas de campanha dos partidos políticos do atual sistema eleitoral do PT ao PSDB. Caixa dois que fique bem claro, depois chamado de dinheiro não contabilizado.
Não são os banqueiros dos grandes conglomerados econômicos: Bradesco, Itaú, Santander, Opportunity e outros. Não são as grandes operadoras do sistema de telecomunicação nacional: Oi, Vivo, Tim,Claro etc… Não são as multinacionais que subornaram políticos do PSDB em São Paulo no agora conhecido “trensalão”: Alstom e Siemens. 
Não são as grandes mineradoras, enfim não são os que figuram na Lista de Furnas, os corruptores que estão aí desde o arco da velha contaminando as campanhas políticas, financiando a compra de votos de eleitores e de parlamentares, subjugando os congressistas para que se voltem contra os interesses maiores da nação. Esses que se tornam vencedores de licitações viciadas e entregam obras superfaturadas e de péssima qualidade como podem ser vistas a olhos nus nas estradas recém construídas e já esburacadas, mal sinalizadas, um cemitério a céu aberto, apenas para ficar nesse exemplo. 
Os ricos e poderosos nesse caso são por ordem alfabética: Delúbio Soares, José Dirceu, José Genoíno e João Paulo Cunha. Pausa para rir. Segundo a opinião dominante os responsáveis pelo maior escândalo de corrupção da república, mesmo que folheando as páginas do processo todo o “desvio” chegue a cifra de pouco mais de 70 milhões de reais, tidos como dinheiro público, embora não haja nenhuma prova que confirme isso.
Aí depois de desmontada toda a farsa, os fatos demonstram a ignomínia, o absurdo que o caso encerra. Descobre-se que tudo que o rico e poderoso Genoíno possui é uma casa e um carro seminovo fruto de quase 30 anos de vida pública. Ex prefeitos e ex vereadores de vários municípios brasileiros têm mais patrimônio do que José Genoíno. Ex prefeitos de apenas 2 mandatos quando muito. Mesmo assim a manada exige que Genoíno fique confinado numa cela de prisão pagando por crimes que não cometeu. 
O instrumento para a execução é o cargo de um dos poderes da república conferido a um desequilibrado que usa a toga para promoção pessoal, para escada de uma carreira política, o responsável mor pelo espetáculo teatral das prisões seletivas dos réus em pleno feriado da República com ampla cobertura midiática, uma execração pública que atenta contra aos mais comezinhos direitos constitucionais e ainda tem quem aplauda e vibre com isso. Operadores de direito inclusive, conforme pode -se facilmente constatar nos comentários depreciativos à honra dos condenados nas redes sociais.
Se se perguntar a qualquer um desses que aprova o justiçamento dos “mensaleiros” pelo carcereiro Joaquim Barbosa se eles aprovariam que um inocente fosse condenado a pena de prisão por crimes que não cometeu, seriam os primeiros a estufarem  o peito e a dizer: não! 
O horror, a revolta, a indignação seriam maiores se se perguntasse: e se o condenado fosse alguém que você conhece, que mora em sua cidade, que é pessoa decente, mas enredada numa trama caiu vítima de uma cilada, de uma armação e acusada por um dos poderes do Estado de ter cometido crimes que não praticou foi condenada e presa e na prisão permanecerá reclusa por 10 anos mesmo sendo inocente? O rubor e a revolta indignariam a ponto de causar comoção, protestos veementes.
E se descobrissem que os réus demonstraram por meio de sua defesa que não há provas que os incriminem, que as acusações são falsas e um dos juízes responsáveis por condená-los ou absolvê-los, de aplicar o direito, não falo nem de fazer justiça, mas de aplicar o direito, função primordial de um ministro do STF, simplesmente ignorasse tais provas e declarasse: “Sua defesa não me interessa, concordo que não há provas contra você, mas eu sou juíza e posso condená-lo e o farei porque a literatura jurídica me permite?” Não é um exercício de mera retórica, uma peroração, isso aconteceu literalmente pela voz covarde da ministra Rosa Weber, conforme registrada pelas câmeras da TV justiça durante o julgamento da famigerada ação penal 470
Os muitos que estão a favor do linchamento público dos réus, de suas condenações, que cumpram pena de prisão, que o julgamento foi justo e que Joaquim Barbosa é um herói só pensam assim porque acreditam que o que a imprensa diz do julgamento é verdade. Nunca folhearam uma página do processo. Desconhece a defesa dos réus. 
O inquérito sigiloso de Nº 2474 que ficou nas mãos de Barbosa como peça à parte da ação penal 470, um cerceamento da defesa dos réus. Por enquanto apenas aponta do iceberg está exposta, quando sua dimensão for completamente conhecida, a iniquidade desse julgamento por fim receberá a atenção daqueles que a ignoram merecendo a justa indignação que nos acomete. Nós que temos acompanhado pari e passu o seu desenrolar ao desfecho macabro que lhe foi dado.
* Texto escrito e enviado por Kid Jansen de Alencar Moreira

Especialista defende que peso máximo de mochilas seja 10% do peso corporal

Mochila-pesada

Na hora de comprar o material escolar, um item merece atenção especial: a mochila. Com o peso muitas vezes excessivo, devido à quantidade de livros e outros materiais, as mochilas precisam ser adequadas para distribuir bem o peso e não prejudicar a postura dos estudantes. Os pais devem ficar atentos para evitar que os filhos carreguem peso maior que o recomendável.

A Academia Americana de Pediatria considera que o ideal é que a mochila tenha entre 10% e 20% do peso corporal do estudante. Há instituições que defendem o percentual de 15%. O ortopedista pediátrico e professor na Santa Casa de São Paulo, Claudio Santili, explica que falta consenso porque não há pesquisas conclusivas sobre o tema. Ele defende que o peso máximo do material escolar carregado pelos estudantes seja 10% do peso corporal.

O uso de mochilas com peso excessivo, especialmente se carregadas de forma inadequada, pode provocar dores e até problemas na postura, explica Santili. “Se for carregada de forma inadequada, apenas de um dos lados do corpo, vai provocar contração da musculatura do lado oposto e a criança pode ter dor muscular. Se isso se prolongar, pode levar à postura inadequada”.

Ao escolher uma mochila, é importante que ela seja leve. Quando estiver vazia, não deve pesar mais que meio quilo. O ideal é que seja de duas tiras, pois as de tira única para o ombro não distribuem o peso uniformemente, o que pode causar problemas de postura. O estudante deve tensionar as tiras para que a mochila fique bem junto ao corpo e aproximadamente a cinco centímetros acima da linha da cintura.

As alças devem ser acolchoadas, reguláveis e com largura mínima de quatro centímetros na altura dos ombros. Tiras estreitas podem causar compressão nos ombros e restringir a circulação. É interessante também concentrar os objetos mais pesados no centro da mochila e mais próximos das costas. As orientações foram elaboradas pelo Proteste e pela Sociedade Brasileira de Ortopedia Pediátrica.

As discussões em torno do excesso de peso das mochilas de crianças e adolescentes resultaram em um projeto de lei, aprovado em novembro do ano passado na Comissão de Assuntos Sociais do Senado, que determina que as mochilas devem ter, no máximo, 15% do peso do estudante. O projeto também obriga as escolas a ter armários para os estudantes guardarem material. O texto, no entanto, não prevê nenhum tipo de fiscalização, nem sanções para quem descumprir a norma. O projeto ainda precisa retornar à Câmara dos Deputados.

(Agência Brasil)

Governo e comando de greve definem pontos para o fim da paralisação das universidades estaduais

Greve-700x450

Na última segunda-feira (13), o Governo do Estado e o comando de greve das três universidades estaduais cearenses (Uece, Urca e UVA) se reuniram para definição de acordo para suspender a paralisação das atividades nas instituições de ensino. Estiveram presentes no encontro o governador Cid Gomes; o secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior, René Barreira; o presidente da Assembleia Legislativa, José Albuquerque; os deputados federais Artur Bruno, Chico Lopes e José Guimarães; além de representantes do comando de greve das universidades estaduais.

 

Durante a reunião, o Governo assumiu os seguintes compromissos em relação à pauta emergencial da greve:

 

1 – Regulamentação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) dos docentes;
2 – Assistência Estudantil, com a destinação de R$ 10 milhões para cada uma das três universidades, a serem disponibilizados a partir do dia 27/1;
3 – Concurso público para professor efetivo, com autorização de editais de concurso a serem honrados após a realização de seminários nas três universidades e que terão, dentre outros objetivos, a identificação da demanda no número de vagas de cada instituição;
4 – Ampliação e reforma da Facedi/Uece, em Itapipoca, além da criação de um novo curso de licenciatura nesta unidade.

 

Tão logo a greve seja encerrada, serão realizados os seminários em cada uma das três universidades estaduais. A coordenação dos eventos estará sob a responsabilidade da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece).

 

Tendo em vista, ainda, a suspensão da greve por parte dos servidores técnico-administrativos desde o dia 19 de dezembro de 2013, foi solicitado, durante audiência entre secretário da Secitece e Governador, um estudo à Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag) sobre a repercussão financeira das reivindicações dos servidores, o qual já foi concluído.

Assessoria de Imprensa da Secitece

Crateús festeja Coluna Prestes pelos 88 anos

Crateús. Há 88 anos, entre os dias 13 e 14 de janeiro, um grupo liderado por Luiz Carlos Prestes chegou neste município, único local do País onde houve confronto entre policiais e o grupo da Coluna Prestes, movimento político de resistência que percorreu o País em 1926. Esse é um dos fatos importantes da memória do povo deste município e será hoje relembrado por meio de uma programação especial. A iniciativa é da Prefeitura Municipal, em parceria com a Academia de Letras de Crateús (ALC).

Crateus

A programação inicia com um passeio pelos pontos de Crateús, onde o grupo de Prestes esteve à época da passagem, com destaque para o memorial . Em cada parada, serão lembrados acontecimentos do movimentoFOTO: SILVANIA CLAUDINO

A programação inicia às 16h com um passeio de trenzinho pelos pontos da cidade, onde o grupo de Prestes esteve à época da passagem por Crateús. Em cada parada, os acadêmicos padre Geraldo Oliveira Lima e Flávio Machado contarão os acontecimentos históricos referentes a cada local. Será um percurso histórico por seis pontos, começando pela prédio da Estação Ferroviária (RFFSA), na Praça Gentil Cardoso. Ali, segundo o historiador Flávio Machado, é um dos principais pontos. “Alguns desses locais chegaram a ser dominados pelo grupo de Prestes, como o prédio da Estação. Eles se apoderaram e iam tomar outros locais. No passeio visitaremos esses locais e contaremos sobre o combate que houve nesses pontos, já que em Crateús foi a única cidade que houve confronto”, destaca Machado.

Ele conta ainda que, em sua infância e juventude, ouviu muitos relatos de familiares, parentes e pessoas que viveram naquele período, conhecido também na cidade como “A Passagem dos revoltosos”. O historiador relata que a população da cidade e região temia a chegada do grupo e muitas pessoas se apavoravam e até iam para outros locais. Depois do prédio da RFFSA, o trenzinho levará os visitantes para a Catedral Senhor do Bonfim, seguindo para uma residência na Rua João Tomé, local onde os revoltosos da Caminhada Prestes mantiveram o primeiro contato com o povoado de Crateús. Passará ainda na Rua Padre Macedo, conhecida como “rua da pimenta”, onde também houve contato com os revoltosos e por último o cemitério, onde estão sepultados os dois soldados mortos no combate.

Após o passeio, haverá concentração na Praça Gentil Cardoso, local em que está situado o Monumento à Coluna Prestes. Ali haverá exibição do filme “A história de Luiz Carlos Prestes”. Em seguida os acadêmicos farão comentários e observações acerca da passagem da intentona comunista pela cidade. Para o historiador, a data merece ser lembrada para registrar junto às novas gerações, principalmente. “É a primeira vez que Crateús s manifesta com respeito à comemoração dessa data”, ressaltou.

 
Diário do Nordeste

Começa fiscalização no Mercado Pirajá em Juazeiro

A ação visa proibir a atividade de cargae descarga de mercadorias no entorno do local

Juazeiro do Norte. A fiscalização que proíbe carga e descarga de mercadorias no entorno do Mercado Pirajá, nesta cidade, foi deflagrada no início da semana. A ação é para cumprir um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) celebrado no final do ano passado entre a gestão deste município, a Central de Abastecimento (Ceasa) do Cariri e a Associação dos Permissionários do Mercado, através de determinação do Ministério Público do Estado do Ceará.

MercadopirajaFuncionários da Prefeitura da cidade foram designados para realizar a limpeza da área do estacionamento do Mercado. O local estava repleto de lama e de lixo. Agora a ação é promover a limpeza do lugar FOTO: ROBERTO CRISPIM

O documento estabelece que a comercialização de produtos hortifrutigranjeiros vendidos no atacado só poderá ser realizada na própria Central de Abastecimento, local onde os permissionários do Mercado do Pirajá deverão ser abastecidos. O acordo, no entanto, não vinha sendo cumprido por comerciantes que atuam nas imediações do local.

Segundo o coordenador da Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos de Juazeiro do Norte (Semasp), Roberto Sampaio, após a realização do Termo de Ajustamento, todos os proprietários de barracas que funcionam no entorno do Pirajá foram orientados a cumprir o que havia sido estabelecido através de campanha educativa lançada pelo governo local.

“Foi orientado que até o dia 10 deste mês o Termo seria colocado em prática e que, até a data limite, todos os proprietários de barracas em funcionamento no entorno do Mercado, bem como aquelas existentes no espaço interno do galpão, iriam se preparar para adquirirem suas mercadorias diretamente na Ceasa. No entanto, mesmo após a realização da campanha e das solicitações feitas pela Semasp, ainda há comerciantes comprando mercadorias diretamente de caminhões que teimam em estacionar na Avenida Ailton Gomes ou em outras artérias próximas”.

Sampaio disse que a fiscalização deve ocorrer de forma contínua durante todo este mês. Ele explicou que equipes de fiscalização da Semasp realizarão plantões nas áreas próximas da comercialização de 6 às 22 horas, com apoio de outros órgãos da administração local, evitando, desta maneira, que haja o descumprimento do acordo determinado pelo Ministério Público.

“Embora não tenhamos, ainda, observado nenhum veículo de grande porte realizando descarga de mercadorias desde que a fiscalização foi iniciada, a determinação é de que as equipes permaneçam no local. Havia denúncias de que caminhões estariam estacionando nas imediações do mercado por volta das 18 horas e permaneciam realizando a descarga das mercadorias até altas horas da madrugada. Se houver nós vamos coibir”, frisou.

Multas

O coordenador lembra que quem não seguir as orientações poderá ter a mercadoria apreendida e o caminhão recolhido ao pátio do Demutram. “O termo estabelece multa diária de R$ 2 mil para a administração pública municipal, o mesmo valor para a empresa a Ceasa Cariri e para a empresa SR. Empreendimentos, responsável pela administração do mercado. Quem descumprir vai ter que pagar cerca de R$ 1 mil, no caso dos comerciantes que vendem em grosso e R$ 500 para os permissionários e comerciantes informais”, explicou.

Segundo o gerente técnico da Ceasa, Hamilton Lira, já é possível perceber aumento no fluxo de veículos que se deslocam ao entreposto. Em média, segundo ele, o número alternava entre 10 a 12. Hoje, após a celebração do Termo de Ajustamento, saltou para 85. A procura por boxes e espaços livres também aumentou e a gerência da Ceasa Cariri está cadastrando os interessados e avaliando os espaços de permissão de venda. Além disso, foi definido um novo horário de compra de produtos que deve acontecer de 4 horas da manhã até o meio-dia nas feiras de terça-feira e sexta-feira.

Para alguns proprietários de bancas que funcionam fora do Mercado do Pirajá, no entanto, a determinação poderá ocasionar prejuízos. É o que avalia o comerciante Tico do Milho, como é popularmente conhecido. Ele afirma que será obrigado a aumentar o valor do produto para não contabilizar perdas. “Vou ter que comprar na Ceasa, em Barbalha, gastando frete de carro ou então gasolina. Quem vai acabar pagando por isso é o freguês”, completou.

O vendedor Francisco Valdetário é outro que discorda da medida. Ele defende que ao invés de impedirem a descarga de mercadorias nas imediações do mercado, a Prefeitura e o Ministério Público deveriam se preocupar em criar condições de limpeza e melhores condições de trabalho aos comerciantes que atuam tanto no interior do galpão como na área externa.

“Isso aqui é uma vergonha. A maioria dos comerciantes que hoje estão na rua eram permissionários que pagavam seus aluguéis em dia. Colocaram a gente para fora com promessa de melhoramento na parte interna e até hoje ninguém mais voltou pro mercado. Outra coisa é a falta da coleta de lixo. Falta interesse em resolver o problema”.

Já para Sampaio, os problemas detectados no Mercado do Pirajá são de responsabilidade da empresa SR Empreendimentos, que há cerca de três anos gerencia o empreendimento. Diz que a Prefeitura já estuda meios legais para obrigar a empresa a criar novos espaços para locação de boxes no interior do mercado, oportunizando, desta forma, a desobstrução das artérias atualmente ocupadas por comerciantes.

“A gestão vai obrigar que a SR determine espaço para que estes comerciantes possam realizar suas vendas dentro do mercado. Isso, no entanto, será realizado em um segundo momento”.

ROBERTO CRISPIM
COLABORADOR

Mais informações:

Secretaria MunicipaldoMeio
Ambiente e Serviços Públicos
Avenida Ailton Gomes,s/nº
Timbaúbas,Juazeiro do Norte
Telefone: (88)3566.1044

 
Diário do Nordeste

Programação do Centenário de morte da Beata Maria de Araújo

Centenário de morte da Beata Maria de Araújo

 

CentenariodeMortedaBeataMariadeAraujo

Programação do dia 17 de janeiro de 2014 (sexta-feira):

5h – Alvorada festiva nos principais pontos de Juazeiro do Norte

15h – Cortejo Centenário de morte da Beata Maria de Araújo. Com saída da Praça Padre Cícero até a Capela do Socorro

15h30 – Coral Fênix. Local: Largo do Socorro

16h – Descerramento da placa alusiva ao Centenário de morte da Beata Maria de Araújo

18h – Caminhada saindo da casa onde faleceu a Beata Maria de Araújo. Trajeto: Rua Padre Cícero, 239, até a Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

19h – Missa em Ação de Graças pelo Centenário de morte da Beata Maria de Araújo. Local: Igreja de Nossa Senhora do Pepéruo Socorro

20h – Grupos de Tradição. Local: Praça Padre Cícero

21h – Apresentação do filme Milagre em Juazeiro. Local: Padre Cícero.

 

Programação de 14 a 21 de janeiro de 2014:

14 a 16 de janeiro, 19h30 – Tríduo Beata Maria de Araújo. Local: Círculo Operário São José

17 a 19 de janeiro, 17h às 22h – Feira de Artesanato; Tenda Artesão: Beata Maria de Araújo; Tenda: Nossos Escritores. Local: Praça Padre Cícero

17 a 22 de janeiro, 20h – Terreiro de Fronteiras – Brasil e Turquia apresenta Cinema de Fronteiras (exibição de filmes turcos). Local: Praça Padre Cícero.

18 e 19 de janeiro, 20h – Apresentação musical. Local: Praça Padre Cícero.

 

Postado por Ravena Monte

GENTE DE BEM.

Mary Zaidan.

Exatamente um ano atrás, Erenice Guerra, amiga do peito e sucessora de Dilma Rousseff na Casa Civil, deixava o Palácio do Planalto sob a acusação de tráfico de influência. Fechava, assim, o ciclo de dois mandatos do presidente Lula – um governo que pode se gabar de ser o protagonista do maior e mais sofisticado esquema de corrupção já engendrado no país.
De Waldomiro Diniz, flagrado em vídeo, em 2004, cobrando propina para financiar candidatos do PT e do PSB, a José Dirceu, definido pelo procurador-geral da República como “chefe da quadrilha”, ao reincidente Antonio Palocci, todos estão aí, livres, leves e soltos.
Erenice saiu esperneando, culpando o tucano José Serra, dizendo-se vítima de um candidato “aético e derrotado”. Entrou com um processo contra a revista Veja, que fizera as denúncias. Desistiu da ação em meados deste ano, depois de a Corregedoria Geral da União (CGU) imputar-lhe acusações idênticas às da revista.
Na prática, a amiga abraçada efusivamente por Dilma no dia de sua posse só recebeu mesmo duas condenações da Comissão de Ética da Presidência. Coisas que não servem para nada.
No governo Dilma, nem isso a Comissão de Ética e a CGU se deram ao trabalho de fazer.Calaram-se frente a Antonio Palocci, pego novamente em suas estripulias, desta vez envolvendo a multiplicação estratosférica de patrimônio no mesmo ano em que coordenava a campanha da agora presidente.
Nem pensaram em agir quando as denúncias de roubalheira implodiram o Ministério dos Transportes, derrubando o aliado Alfredo Nascimento, do PR. Muito menos cogitaram investigar os outros dois ministros do aliado PMDB, Wagner Rossi, da Agricultura, e o serelepe Pedro Novais, que paga motel, governanta e motorista particulares com dinheiro público.
Homem que o seu padrinho, senador José Sarney, diz ter “reputação ilibada”, Novais já voltou para a Câmara dos Deputados, porto seguro para quem se locupleta.
Ao estilo de seu antecessor, que estimulou malfeitores ao passar a mão na cabeça de cada um deles, Dilma Rousseff também é um poço de perdão. Ainda que colecione o recorde de ministros demitidos por corrupção em apenas 100 dias, Dilma afaga um a um.
Com a caneta, usa o traje de faxineira tão bem visto pela sociedade e abominado pelos seus. Com palavras e gestos, adula cada um dos que demite e os partidos que os abriga.
“Minha base aliada é composta de gente do bem”, assegura a presidente. Mais do que uma afronta, a frase, dita em entrevista ao Fantástico, da TV Globo, é um nocaute nos que ainda apostavam que Dilma tinha alguma intenção de zelar pela coisa pública.

Mary Zaidan é jornalista, trabalhou nos jornais O Globo e O Estado de S. Paulo, em Brasília. Foi assessora de imprensa do governador Mario Covas em duas campanhas e ao longo de todo o seu período no Palácio dos Bandeirantes. Há cinco anos coordena o atendimento da área pública da agência ‘Lu Fernandes Comunicação e Imprensa, @maryzaidan

 

Barbalha-CE: Prefeito Zé Leite demite 800 servidores sem avisar, segundo vereadores

 
O prefeito contesta a denúncia. Segundo Zé Leite, nenhum dos setores da Prefeitura está paralisado. Segundo ele, houve uma decisão judicial, mas a administração está tomando todos os cuidados para manter os serviços.
Os vereadores de Barbalha, Rildo Teles (PSL) e Bosco Vidal (PR), denunciam que a administração do prefeito José Leite Gonçalves (PT) aproveitou o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado com o Ministério Público do Estado (MP-CE), para fazer demissões em massa, deixando serviços públicos essenciais comprometidos. Foram cerca de 800 destituições em dezembro de 2013.
No TAC assinado em novembro de 2013, durante audiência pública realizada pelo Ministério Público Estadual, através da 2ª Promotoria de Barbalha, ficou acordado que a Prefeitura estaria impedida de contratar funcionários temporários e teria que realizar concurso público, em um período de seis meses. Os vereadores observam que as demissões poderiam ser feitas de forma gradativa e somente após um levantamento das reais necessidades dos contratados nos setores em que estavam lotados.
O vereador Rildo Teles chama a atenção para setores como a saúde, que acabou sendo prejudicada com a decisão. “Temos informações de que, no Centro Materno Infantil, foi grande a quantidade de vacinas que se perderam, por falta de tratamento adequado, ou seja, por falta de pessoal”, disse Rildo, observando que o Prefeito tenta suprir as necessidades remanejando profissionais de outros setores, sem funções afins. O vereador exemplificou a tentativa de remanejamento de pessoas da educação para saúde.
Já o vereador Bosco Vidal chamou a atenção para o fato da Câmara Municipal ter aprovado, nas últimas sessões de 2013, vários projetos de criação de cargos comissionados. “Que Zé Leite convoque os cargos criados para que os setores mais importantes da administração não fiquem desfalcados e a população não seja prejudicada”, disse Bosco.
Entre os setores mais prejudicados e, segundo os vereadores, já com serviços comprometidos, estão as Secretarias de Saúde, Educação e Ação Social. Na Educação, há uma preocupação de que o ano letivo de 2014 seja prejudicado pela impossibilidade de contratação desses profissionais, já que não há movimentação da administração para a organização do concurso.
Segundo os vereadores, é grave a situação, por exemplo, do Sítio Betânia, o mais distante da sede do Município, onde o transporte escolar paralisou por falta de motorista. Em algumas comunidades, e até em escolas da sede, o ano letivo de 2013 ainda não acabou. Os parlamentares observam que a situação voltou ao normal após a ameaça de levar o caso a 19º Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação (Crede).
Prefeito contesta
Sobre a denúncia, o prefeito Zé Leite, observou que nenhum dos setores da Prefeitura está paralisado. Segundo ele, houve uma decisão judicial, mas a administração está tomando todos os cuidados para manter os serviços. “O que estamos fazendo é um remanejamento dos servidores. E, na realidade, nenhum deles foi demitido; apenas não houve renovação dos contratos temporários, que venceram em 31 de dezembro. Nós vamos realizar o concurso público e, por isso, não havia necessidade de renovação de contratos”, disse Zé Leite.
O prefeito informou, ainda, que o edital do concurso deve sair até o final de fevereiro, com realização entre março e abril. Zé Leite ressalta que não existe setores paralisados porque foi feito um levantamento das necessidades dos setores e a administração já estava fazendo um substituição natural de contratados por concursados. “Já foram chamados médicos, enfermeiros, dentistas, contabilizando mais de 350 concursados convocados. Apenas nos casos em que não existem concursados, como vigilante e auxiliar de serviços gerais está acontecendo o remanejamento”, disse o Prefeito.
A administração de Barbalha deve realizar o segundo concurso na gestão de Zé Leite. No primeiro, foram aprovadas 268 vagas e, segundo o próprio prefeito, chamados mais de 400 profissionais aptos. No segundo, os participantes devem concorrer a mais de 350 vagas nas mais diversas secretarias.
A decisão administrativa aconteceu após entrevista da Procuradora do Município, Ana Keive Cabral, ao Jornal do Cariri, em dezembro de 2013, quando disse que a contratação de temporários é uma realidade brasileira. A Procuradora disse que, mesmo com o combate feito pelo MP, a contratação temporária está prevista na Constituição Federal. Ana Keive observou, ainda, que o problema em Barbalha é a amplitude da Lei Municipal, o que, segundo ela, estava sendo atualizada.
Fonte: Jornal do Cariri 

Prefeito de Campos Sales pede deixar a prefeitura e disputar cadeira federal

Uma provável decisão do prefeito de Campos Sales, Moésio Loiola (PSD), está deixando base e oposição surpresas. É que o prefeito reuniu, em um jantar, os vereadores aliados da sua administração e deixou a entender que irá se afastar da Prefeitura para disputar uma vaga na Câmara Federal.
A mensagem ficou clara quando o Moésio pediu, em seu discurso, que a base se mantenha unida em torno do vice-prefeito Valdir Júnior. Segundo análises de bastidores, o ex-deputado estadual só disputou a Prefeitura porque havia a clara possibilidade de perder a eleição, caso fosse outro o candidato.
Agora, Moésio mostra que, realmente, não tem mais disposição para o Executivo. Ele quer voltar à sua praia, o parlamento.
Fonte: Ceará News7

Sesc realiza 21 dias de mostra de cinema no Cariri

Mostra-21-2014-300x107

A 6ª edição da Mostra 21 traz como tema “Biosfera XXI, o Poder e o Capital” e acontece de 13 de janeiro a 2 de fevereiro. O projeto é uma parceria entre o Sesc* e Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB). Com entrada gratuita, durante 21 dias são exibidos filmes em três salas de cinema do Crato e de Juazeiro do Norte, nos horários da tarde e noite.

Os filmes escolhidos para esta edição estão fora do sistema, ou mesmo que estejam inseridos nele, falam e criticam suas bases. A proposta é discutir sobre dois pilares da política, o Poder e o Capital, já que estão inseridos em todas as relações sociais da atualidade. Incentivando a discussão crítica dos espectadores, ao final de cada exibição, é promovida uma discussão que estimula comentários e o debate.

As exibições nas Unidades Crato e Juazeiro do Sesc, as exibições acontecem sempre às 19h. Já no Cine Café do CCBNB, os filmes são exibidos aos sábados, às 17h30.

 

Sobra a Mostra 21

A Mostra 21 é um projeto anual, que acontece através de uma parecria entre o Sesc (Unidades Crato e Juazeiro do Norte) e o Centro Cultural Banco do Nordeste (CCBNB). A proposta é ser um evento esclarecedor, iluminador quanto às mais relevantes e diversas possibilidades do cinema. A heterogeneidade da linguagem, as temáticas, formas, origens e motivações do filme são representadas na mostra.

 

 

Programação:

 

Dia 13/1
Filme: Tempos Modernos / Dir. Charles Chaplin

Local: Unidade Crato do Sesc (R. André Cartaxo, 443)

Horário: 19h

Dia 14/1
Filme: Germinal / Dir. Claude Berri

Local: Unidade Crato do Sesc (R. André Cartaxo, 443)

Horário: 19h

 

Dia 15/1
Filme: O Poderosos Chefão – Parte I / Dir. Francis Ford Coppola

Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (R. da Matriz, 227)

Horário: 19h

 

Dia 16/1
Filme: Deus da Carificina / Dir. Roman Polanski

Local: Unidade Crato do Sesc (R. André Cartaxo, 443)

Horário: 19h

 

Dia 17/1
Filme: Retratos da Vida / Dir. Claude Leiouch

Local: Unidade Crato do Sesc (R. André Cartaxo, 443)

Horário: 19h

 

Dia 18/1
Filme: Caindo no Ridículo / Dir. Patrice Leconte

Local: CCBNB (Rua São Pedro, 337, Centro – Juazeiro do Norte).

Horário: 17h30

 

Dia 19/1
Filme: O Som ao Redor / Dir. Kleber Mendonça Filho

Local: Unidade Crato do Sesc (R. André Cartaxo, 443)

Horário: 19h

 

Dia 20/1
Filme: O Que você faria… / Dir. Marcelo Piñeyro

Local: Unidade Crato do Sesc (R. André Cartaxo, 443)

Horário: 19h

 

Dia 21/1
Filme: Ventos da Liberdade / Dir. Ken Loach

Local: Unidade Crato do Sesc (R. André Cartaxo, 443)

Horário: 19h

 

Dia 22/1
Filme: O Poderoso Chefão – Parte II / Dir. Francis Ford Coppola

Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (R. da Matriz, 227)

Horário: 19h

Dia 23/1
Filme: A Separação / Dir. Asghar Farhadi

Local: Unidade Crato do Sesc (R. André Cartaxo, 443)

Horário: 19h

 

Dia 24/1
Filme: A Corporação / Dir. Marck Achbar e Jennifer Abbott

Local: Unidade Crato do Sesc (R. André Cartaxo, 443)

Horário: 19h

 

Dia 25/1
Filme: Passoline: Um Delito Italiano / Dir. Marco Tulio

Local: CCBNB (Rua São Pedro, 337, Centro – Juazeiro do Norte).

Horário: 17h30

 

Dia 26/1
Filme: Febre do Rato / Dir. Claudio Assis

Local: Unidade Crato do Sesc (R. André Cartaxo, 443)

Horário: 19h

 

Dia 27/1
Filme: Cosmopolis / Dir. Davi Cronenberg

Local: Unidade Crato do Sesc (R. André Cartaxo, 443)

Horário: 19h

 

Dia 28/1
Filme: O Corte / Dir. Costa-Gavras

Local: Unidade Crato do Sesc (R. André Cartaxo, 443)

Horário: 19h

 

Dia 29/1
Filme: O Poderoso Chefão – Parte III / Dir.Francis Ford Coppola

Local: Unidade Juazeiro do Norte do Sesc (R. da Matriz, 227)

Horário: 19h

 

Dia 30/1
Filme: Z / Dir. Costa-Gavras

Local: Unidade Crato do Sesc (R. André Cartaxo, 443)

Horário: 19h

 

Dia 31/1
O Grupo Baader Meinhof / Dir. Uli Edel

Local: Unidade Crato do Sesc (R. André Cartaxo, 443)

Horário: 19h

 

Dia 1/2
Filme: Estado de Sítio / Dir. Costa-Gavras

Local: CCBNB (Rua São Pedro, 337, Centro – Juazeiro do Norte).

Horário: 17h30

 

Dia 2/2
Filme: Esses Amores / Dir. Claude Lelouch

Local: Unidade Crato do Sesc (R. André Cartaxo, 443)

Horário: 19h

 

 

Informações: (88) 3512.3355

 

www.sesc-ce.com.br

Agente consular visita brasileiro detido nos EUA após e-mails falsos de bomba em avião

Agente-consular-visita-brasileiro-detido-nos-EUA

Brasília – Um representante do Consulado-Geral do Brasil em Miami, nos Estados Unidos, vai visitar nesta quarta-feira (15) Francisco Fernando Cruz, no Centro de Detenção Federal, para verificar as condições físicas e psicológicas do brasileiro de 22 anos, preso no dia 9 de janeiro, suspeito de ter enviado e-mails com ameaças de bomba em um avião para a polícia de Miami e para a companhia aérea TAM.

Nessa terça-feira, Cruz teve uma audiência preliminar e a Justiça não determinou fiança para o brasileiro. Ele aguarda preso a próxima audiência, marcada para 24 de janeiro. Cruz foi indiciado por ameaça à aviação comercial internacional, um delito federal. Se condenado, pode pegar pena máxima de cinco anos de prisão e pagar multa de US$ 250 mil. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, um defensor público americano foi designado para o brasileiro, mas um assessor jurídico do consulado também vai acompanhar o caso.

De acordo com o FBI (a Polícia Federal norte-americana), no dia 8 de janeiro um e-mail foi enviado para a polícia de Miami e outro para a TAM com suposta ameaça de bomba a um voo da empresa aérea, previsto para o dia 10 de janeiro, de Miami para Brasília. A polícia identificou que os e-mails vieram de um computador da Universidade Estadual de Montclair, em Nova Jersey, e teve acesso às imagens da universidade que mostraram a pessoa que utilizou o terminal. Cruz foi identificado como o autor das mensagens. O brasileiro viajou de Nova York para Miami, onde ia pegar o voo contra o qual fez a ameaça, e foi preso no dia 9.

Em nota, a TAM informa que foi notificada pelas autoridades dos EUA sobre a suposta presença de bomba a bordo de uma de suas aeronaves. “Para garantir a segurança dos clientes e da tripulação, a companhia, como já fez em outras circunstâncias de alarme falso, reforçou a inspeção de todas as cargas despachadas, assim como dos passageiros. Após intensa investigação com às autoridades competentes, foi confirmada que a ameaça era falsa. Portanto, nenhum risco foi detectado à segurança do voo JJ8043 (Miami-Brasília). A aeronave decolou normalmente na sexta-feira (10), no horário previsto”, disse o comunicado.

Agência Brasil

Petrobras amplia reservas de petróleo no Brasil em 1,5%

Rio de Janeiro – A Petrobras ampliou em 1,5% suas reservas de petróleo e gás natural no Brasil em 2013. Em nota divulgada na noite de ontem (14), a estatal informou que se apropriou de reservas equivalentes a 1,09 bilhão de barris.

Ao descontar as vendas nas participações de blocos (45 milhões de barris) e a produção nacional de petróleo no ano (800 milhões), a empresa conseguiu agregar às suas reservas 244 milhões de barris. O volume é equivalente a 110 dias de produção, considerando a média de 2,2 milhões de barris diários de 2013.

Com o aumento, a empresa agora tem uma reserva provada de 15,97 bilhões de barris no Brasil. A apropriação de novas reservas foi conseguida devido, principalmente, à declaração de comercialidade de duas áreas da cessão onerosa do pré-sal da Bacia de Santos: os campos de Búzios (antes conhecido como área de Franco) e Sul de Lula (antiga área Sul de Tupi).

No exterior, a Petrobras se apropriou de reservas equivalentes a 52 milhões de barris, volume insuficiente para repor suas vendas de ativos e produção, de 172 milhões de barris. Com isso, as reservas internacionais de petróleo da estatal caíram de 711 milhões de barris em 2012 para 592 milhões em 2013.

Agência Brasil

Tocantins poderá plantar algodão transgênico

 

Brasília – O estado do Tocantins foi autorizado a plantar algodão transgênico. A Portaria nº 30, publicada hoje (15) no Diário Oficial da União, retira o estado da Zona de Exclusão de plantio de algodão geneticamente modificado. O Tocantins foi incluído nessa zona por meio da Portaria nº 21, de 13 de janeiro de 2005.

A Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) elaborou um parecer técnico para retirar o estado da Zona de Exclusão, aprovando a medida. De acordo com a Secretaria de Agricultura e Pecuária do Tocantins, a autorização foi expedida após pedido do governo estadual. Com a medida, a secretaria espera ampliar a produção de 5 mil para 40 mil hectares este ano.

Para pedir a autorização, o governo estadual argumentou que a ampliação do plantio de algodão pode contribuir para o desenvolvimento regional e para controlar a presença da lagarta Helicoverpa Armigera, que devasta as lavouras.

Em 2005, quando foi definida a Zona de Exclusão, o objetivo da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) era preservar a cultura de algodão nativo e selvagem no país, evitando cruzamentos. Mas, na época, foram definidas as áreas que poderiam ser incluídas ou retiradas da Zona de Exclusão.

Agência Brasil

Festa de Nosso Senhor do Bonfim ganha título de Patrimônio Imaterial Nacional

 

Brasília – A Festa de Nosso Senhor do Bonfim, que ocorre em Salvador desde 1745, se torna hoje (15) Patrimônio Imaterial Nacional. O título será entregue pela ministra da Cultura, Marta Suplicy, e pela presidenta do Instituto Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Jurema Machado, ao governador da Bahia, Jaques Wagner, ao prefeito de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto, ao arcebispo dom Murilo Krieger, ao superintendente do Iphan-BA, Carlos Amorim, e ao juiz da secular Irmandade de Nosso Senhor do Bonfim e Nossa Senhora da Guia, Arthur Napoleão.

O registro da festa como patrimônio cultural brasileiro foi aprovado em 5 de junho do ano passado pelo Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural.

A celebração é considerada uma das mais simbólicas no estado e articula duas matrizes religiosas distintas – a católica e a afro-brasileira. Os rituais começam com um cortejo – que sai da Igreja da Conceição da Praia, no bairro do Comércio – e seguem até a Basílica Santuário Senhor Bom Jesus do Bonfim, na Colina Sagrada, península de Itapagipe, onde é feita a lavagem das escadarias.

“Mais que uma grande manifestação religiosa da Bahia, a celebração é uma referência cultural importante na afirmação da cultura baiana, além de representar um momento significativo de visibilidade para os diversos grupos sociais”, informou o Iphan.

Agência Brasil

Mato Grosso está em estado de emergência fitossanitária

Brasília – O Ministério da Agricultura determinou estado de emergência fitossanitária no estado de Mato Grosso. A medida foi tomada devido ao ataque da praga Helicoverpa Armigera em áreas de produção agrícola. Com a declaração de estado de emergência, será implementado o plano de supressão da praga. A medida vale por um ano e foi adotada por meio de portaria publicada na edição de hoje (15) do Diário Oficial da União.

Outra portaria altera as regras de importação de produtos agrotóxicos, que tenham como ingrediente ativo a substância Benzoato de Emamectina para fins de contenção da praga Helicoverpa Armigera.

De acordo com essa portaria, para importar o produto é necessário o registro ou a autorização expedida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Também é preciso registro do estabelecimento do importador no órgão competente, no estado ou no Distrito Federal. A Secretaria de Defesa Agropecuária do ministério emite a autorização emergencial e temporária para a importação do produto.

A portaria também estabelece que, para quantificar o volume a ser importado de Benzoato de Emamectina, o órgão estadual de defesa agropecuária apresentará para o ministério a estimativa de área a ser plantada no período de validade da emergência, com identificação das culturas agrícolas hospedeiras da praga.

O controle de estoque, armazenamento e distribuição do Benzoato de Emamectina será de responsabilidade do importador. Para a importação, o interessado deve procurar a Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do ministério, no estado onde estiver ocorrendo a emergência fitossanitária.

Agência Brasil

Economia global deve crescer 3,2% este ano, prevê Banco Mundial

Da Agência Brasil*

Grafico2

Brasília – A economia mundial vai crescer 3,2% em 2014, estabilizando nos 3,4 e 3,5% nos dois anos seguintes – aumento de cerca de 1 ponto percentual em relação aos 2,4% de 2013, prevê o Banco Mundial em seu relatório bianual Perspectivas Econômicas Globais. De acordo com o documento, divulgado hoje (15) em Washington, a economia mundial deverá se fortalecer em 2014, e os países desenvolvidos devem conseguir se recuperar da crise financeira mundial, ao fim de cinco anos.

A estabilização do crescimento acima dos 3% neste e nos próximos dois anos terá como base não só a produção de riqueza nos países em desenvolvimento e o forte crescimento chinês, mas também a aceleração econômica dos países desenvolvidos, segundo o relatório. Porém, o documento aponta risco para esse resultado otimista, entre os quais, o aumento das taxas de juros e as consequências do fim do estímulo à economia nos Estados Unidos.

“O crescimento parece se fortalecer, quer nos países em desenvolvimento quer nos países desenvolvidos, mas os riscos continuam a ameaçar a recuperação econômica global”, disse o presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, considerando que “o desempenho das economias avançadas está ganhando fôlego, o que deve suportar um crescimento mais forte nos próximos meses nos países em desenvolvimento”.


No entanto, “para acelerar a redução da pobreza, as nações em desenvolvimento têm de implementar reformas que promovam a criação de emprego, o fortalecimento dos sistemas financeiros, além de lançar redes de segurança social”, alertou Jim Yong Kim.

O crescimento nos países em desenvolvimento vai aumentar de 4,8% em 2013 para 5,3% este ano e 5,5 e 5,7% nos dois anos seguintes, indicando um crescimento mais baixo do que nos anos antes da crise financeira, algo que, considera o Banco Mundial, não é preocupante, uma vez que essas taxas de crescimento acima de 7% eram insustentáveis no médio prazo.

Os países desenvolvidos deverão crescer 2,2% este ano, estabilizando nos 2,4% em 2015 e 2016, liderados pelos Estados Unidos, que deverão ter aumento de aproximadamente 3% ao ano, ao passo que na zona do euro o crescimento da economia deve ficar em 1,1% este ano e 1,4 e 1,5% nos próximos dois anos.

“Os indicadores econômicos globais mostram melhorias, mas não é preciso ser especialmente astuto para ver que há perigos escondidos por baixo da superfície. A zona do euro já saiu da recessão, mas o rendimento individual continua a cair em vários países. Esperamos que os países em desenvolvimento cresçam acima de 5% em 2014, com alguns países comportando-se consideravelmente melhor, como Angola, com 8%, China, com 7,7%, e Índia, com 6,2%”, disse o economista-chefe e vice-presidente do Banco Mundial, Kaushik Basu.

O relatório sobre as perspectivas econômicas globais nota ainda que “apesar de os principais riscos que preocupavam a economia mundial nos últimos cinco anos terem sido ultrapassados, os desafios subjacentes continuam” e, pior, os orçamentos, principalmente nos países em desenvolvimento, já não têm margem para manter os estímulos fiscais e orçamentais.

Assim, o Banco Mundial sugere aos líderes políticos que se concentrem agora na resposta que vão dar à significativa contração do sistema financeiro, visível no aumento das taxas de juros para empréstimos, na redução dos fluxos de capital e na redobrada cautela com que os bancos, de uma forma geral, encaram novos investimentos e créditos.

*Com informações da Agência Lusa

Receita paga hoje lote residual de restituições do IR

IR_23

Brasília – A Receita Federal paga hoje (15) lote de restituições residuais do Imposto de Renda Pessoa Física 2013. A consulta foi disponibilizada no dia 8, no site da Receita. Além das declarações de 2013, foram retirados da malha fina lotes do Imposto de Renda Pessoa Física 2012, 2011, 2010, 2009 e 2008. 

Ao todo, serão pagos R$ 159,9 milhões para 73.581 contribuintes. Os valores estarão disponíveis no banco nesta quarta-feira. Parte dos recursos foi liberada prioritariamente para contribuintes idosos ou com deficiência física ou mental ou moléstia grave, como determina a lei.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita Federal na internet, ou ligar para o Receitafone, no 146. Caso o valor não seja creditado, o contribuinte pode contatar pessoalmente qualquer agência do BB ou entrar em contato com a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais) e 0800-729-0001 (demais localidades) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em qualquer banco.

Os montantes de restituição para cada exercício, e a respectiva taxa Selic aplicada, podem ser acompanhados na tabela a seguir:


*Fonte: Receita Federal

 Agência Brasil

Naufrágio mata mais de 200 pessoas que fugiam da guerra no Sudão do Sul

Da agência Brasil*

Suldao

Juba – Pelo menos 200 civis do Sudão Sul morreram hoje (14) em um acidente de ferry (balsa), no estado do Alto Nilo, quando fugiam de combates na cidade de Malakal, anunciou o porta-voz do Exército, Philip Aguer.

“As notícias que nos chegam dão conta de 200 a 300 pessoas, incluindo mulheres e crianças. O barco estava superlotado. Todos se afogaram. Eles fugiam dos combates que foram retomados na cidade de Malakal”, disse Aguer.

Foram registrados fortes combates em Malakal, onde as forças rebeldes tentaram tomar o controle da cidade, que já mudou de mãos duas vezes desde que o conflito começou no Sudão do Sul, em 15 de dezembro.

“Há novamente combates dentro e em torno de Malakal”, disse o representante das Nações Unidas no Sudão do Sul Toby Lanzer, acrescentando que a base das forças de manutenção de paz ficou cheia de pessoas a procurar abrigo, tendo o número de refugiados aumentado de 10 mil para 19 mil.

O Exército relatou ainda combates em outras áreas, como ao sul de Bor e em torno da cidade de Rajaf. Segundo as Nações Unidas, cerca de 400 mil civis fugiram de casa no último mês.

O conflito em curso desde 15 de dezembro afeta as rotas de abastecimento, leva os comerciantes a se deslocar e provoca aumento dos preços dos alimentos e dos combustíveis, além de levar à ruptura dos mercados locais, que são cruciais para as populações dependentes da agricultura e da pesca.

O Sudão do Sul, independente desde julho de 2011 do Sudão, é palco, desde 15 de dezembro, de combates entre as forças governamentais e rebeldes. Os combates, que se intensificaram no domingo, já causaram milhares de mortos e cerca de 200 mil deslocados.

Para evitar que a crise se transforme em uma guerra civil, vários países africanos estão envolvidos em esforços de mediação e tanto os Estados Unidos quanto a União Europeia enviaram representantes especiais para a região.

*Com informações da Agência Lusa

Inflação para a terceira idade termina 2013 abaixo da média nacional

Inflacao21Rio de Janeiro – A inflação acumulada em 2013 para as famílias compostas majoritariamente por pessoas com mais de 60 anos ficou abaixo da média nacional, informou hoje (14) a Fundação Getulio Vargas. O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade (IPC-3i) teve variação de 2,10% no quarto trimestre e encerrou o ano com 5,48%, abaixo dos 5,63% do Índice de Preços ao Consumidor (IPC).

O resultado do último trimestre representa uma aceleração de 1,91 ponto percentual em relação ao terceiro, que tinha sido encerrado com inflação de 0,19%. A alta foi constatada em todas as classes de despesas pesquisadas.

O grupo alimentação foi o maior responsável pelo ritmo mais intenso da inflação, já que deixou uma taxa negativa de 1,79% no terceiro trimestre para encerrar os três meses seguintes subindo 3,56%. As hortaliças e os legumes se destacaram entre os componentes do grupo, trocando uma queda de 33,25% por uma alta de 12,77%.

No grupo transportes, em que a taxa evoluiu de -0,51% para 1,95%, a gasolina teve papel determinante, com alta de -0,08% para 3,78%. Em habitação, o crescimento do condomínio residencial de 0,15% para 2,30% foi um dos principais responsáveis pelo aumento da taxa de 1,04% para 1,75%.

Nos outros grupos, as altas foram: em educação, leitura e recreação, de 0,89% para 2,51%; em vestuário, de 0,40% para 2,31%; em comunicação, de 0,17% para 0,91%; em despesas diversas, de 0,53% para 1,61%; e em saúde e cuidados pessoais, de 1,19% para 1,49%.

Agência Brasil

Atentado marca início de referendo da nova Constituição egípcia

Da Agência Brasil*

Egito-bandeira

Brasília – Uma bomba explodiu hoje (14) em frente a um tribunal da cidade do Cairo, capital do Egito, pouco antes de os locais de votação serem abertos para o referendo à nova Constituição do país – passo decisivo na legitimação do poder transitório, depois da destituição do ex-presidente Mohamed Mursi pelos militares, em julho de 2013. O atentado não deixou vítimas e é o último de uma série de ações violentas que ocorrem há meses no país mais populoso da região árabe, com cerca de 85 milhões de habitantes.

Mais de 52,7 milhões de eleitores estão convocados hoje e amanhã (15) a votar o novo texto constitucional. As previsões indicam que a Constituição deve ser aprovada fornecendo uma base legal ao Executivo de transição e abrindo o caminho para novas eleições legislativas e presidenciais que deverão decorrer até o final de 2014.

Na sequência do afastamento de Mursi, o Parlamento foi dissolvido e a Constituição, redigida por uma Assembleia Constituinte de maioria islâmica, recebeu diversas emendas.

A Aliança Nacional de Apoio à Legitimidade, uma coligação islâmica liderada pela Irmandade Muçulmana contra a deposição de Mursi, anunciou que vai boicotar o referendo.

O grupo Jovens contra o Golpe, ramo juvenil da coligação islâmica, também prometeu boicotar a consulta e promover atos de desobediência civil.

Os partidos e grupos incluídos na Frente de Salvação Nacional, o principal bloco da oposição que se opôs ao mandato de Mursi e que inclui seis partidos, anunciaram apoio à nova carta.

*Com informações da Agência Lusa

Livro reflete sobre os ´Anos de Chumbo´ vividos em Crato

Obra contextualiza no município os movimentos democráticos de resistência

Juazeiro do Norte. Um período que jamais será esquecido nas páginas da história do Brasil passa a ter um documento inédito também no Cariri, com o recém-lançado “Anos de Chumbo: O Movimento Político Estudantil e a Ditadura Militar do Crato”, do escritor, jornalista e pesquisador Jurandy Temóteo. Foram vários anos dedicados à obra, que pela primeira vez reúne nomes importantes de participantes ativos de um processo que mudou o País.

AnosdechumboO trabalho não teve ainda lançamento oficial, mas chama a atenção pela rica composição de dados e pluralidade de informações fotos: elizângela santos

O professor Jurandy adentrou aos meandros de um período em que procurou mostrar as suas diversas facetas. Mostra de que forma o Crato recebeu essa realidade, como os movimentos, em especial o estudantil, e se comportou com a fase em que os militares assumiram o poder. Na obra, ele cita o período em que o Crato teve a visita do então presidente da República, Castelo Branco, político cearense, que inclusive está registrado na capa do trabalho. Ele veio presidir as festividades dos 200 anos do Crato, em 21 de junho de 1964, a convite do então senador Wilson Gonçalves.

As prisões de jovens e idosos são relatadas pelo autor, mesmo sem acusações formais, na calada da noite, foram levados como subversivos. As pessoas eram conduzidas à delegacia de Juazeiro do Norte e em seguida levados para Fortaleza, para as celas do Dops. As arbitrariedades cometidas, com ameaças de tortura, são ditas pelas próprias vítimas. Para o professor Jurandy, o seu maior interesse foi poder inserir em um livro, com um rico acervo de fotografias, esse momento da história. Ainda haverá um segundo trabalho, provavelmente, para que seja relatada uma segunda fase desse momento da ditadura, já que havia um material extenso. A edição foi detalhada, para conter os principais acontecimento além dos relatos, incluindo de dona Almina Arraes, irmã de Miguel Arraes, e da prisão do jovem Valdesley Alves, poeta da cidade de Mautiri, preso de forma arbitrária e torturado. O trabalho não teve ainda lançamento oficial, mas chama a atenção pela rica composição de informações, pluralidade de informações sobre a ditadura, as vítimas do processo, e o comportamento da cidade na época. Como eram os festivais da canção e os meios de comunicação. Como essa realidade tenebrosa influenciava as pessoas.

Com vários livros editados, o professor aposentado da Universidade Regional do Cariri (Urca), produz e edita a revista A província, dentre outras publicações já realizadas e publicadas, escritas por ele e outros autores, por meio de sua editora. Segundo o professor Jurandy, há a história oficial e a real, considerada a parte marginal do processo. A que não consta as conveniências do momento. “Então, procurei dar vez e voz a esses personagens que com o tempo iriam se apagar, com as pesquisa e entrevistas”, diz ele.

Dentro desse contexto, para ele, ou se diz a verdade ou fica dentro da conveniência. “A gente passa e as coisas ficam. E temos essa riqueza de acontecimentos na nossa história”, ressalta. Anos de Chumbo começa com uma análise poética do trabalho de Valdesley Alves. A sua obra reflete algumas consequências do período da ditadura. No livro, é relatada a própria tortura sofrida pelo poeta, por uma barbalhense, Antonieta Duarte, que também sofreu pressões e foi perseguida. Atualmente é advogada e seu testemunho inédito foi registrado.

Horizonte

O horizonte geográfico do trabalho é o Crato, com as ramificações sobre a ditadura na região. Casos como o de Valdesley, Alberto Teles, família Arraes, são registrados por meio de entrevistas. São 13 ao todo, com nomes como o escritor e advogado, Emerson Monteiro, e o médio e político, Marcos Cunha.

Além disso, há o registro da memória iconográfica e testemunhos por escrito, para se ter um contexto das coisas que ocorreram na época.

O professor, que no período era estudante e fez parte do movimento estudantil, fez parte de um grande ciclo de amizades. Havia uma grande efervescência na época. “Fui um personagem, mas sempre abominei violência e era amigo das duas partes, mas que na verdade a gente não tinha tantos comunistas no Cariri, mas idealistas e jovens querendo defender o petróleo e a nação”, afirma ele.

No Cariri havia dois blocos, segundo o autor, um deles querendo defender o Brasil, e outra parcela querendo um movimento de libertação, com alguns comunistas, mas relata que os abusos eram demais. A própria imprensa era sempre do lado da direita. No livro estão relatados os discursos realizados na visita de Castelo Branco, com análise dos posicionamentos. (E.S)

Mais informações:

Professor Jurandy Temóteo
Crato
Telefones: (88) 9909.2138 – 3521.2552

Projeto faz uso da reciclagem no Cariri

Juazeiro do Norte. Um catador que usa a sua experiência para educar as pessoas de como melhor aproveitar o lixo e promover a conscientização ambiental. Há 18 anos, Francisco Alvino, presidente da Associação Engenho do Lixo, iniciou sua atividade como catador e está à frente da entidade, que também tem chamado a atenção de instituições de outros países, para a experiência de se trabalhar com o que é recolhido nas ruas e o seu melhor aproveitamento.

Engenholixo

O Engenho do Lixo, criado há seis anos, recebe materiais como lâmpadas fluorescentes, e repassa também baterias de celulares FOTO: ELIZÂNGELA SANTOS

O desafio agora é poder criar uma cooperativa regional, com a implantação do aterro consorciado, junto ao Governo do Estado, Universidade Federal do Cariri (UFCA), e a secretaria de Meio Ambiente da cidade de Juazeiro do Norte.

O Engenho do Lixo, criado hás seis anos, é o único local que recebe materiais como lâmpadas fluorescentes, e repassa também baterias de equipamentos como celulares, e faz o seu devido encaminhamento, além de lixo eletrônico. A cada mês são repassados pela associação cerca de 50 toneladas de lixo. As atividades do Engenho do lixo ainda contam com pouco apoio, principalmente no tocante ao poder público. Ele diz que empresas, principalmente de fora, têm visto com bons olhos as atividades da entidade.

O trabalho na associação, além da separação e compactação do lixo, também recolhe o óleo de supermercados e restaurantes para ser aproveitado, evitando que seja lançado no meio ambiente. Um banco de mudas é mantido no Horto. Mas, o catador que não conseguiu ter tanto estudo, vai mais além quando quanto à educação ambiental. Recentemente contou com uma visita de uma entidade de reciclagem de Cancún, no México, e recebeu o convite para conhecer a experiência naquele país.

Educacional

Enquanto isso, segue o trabalho político e também educacional. Quando se trata de alguma pauta relacionada ao meio ambiente ou leis que possam mexer com estatutos referentes às questões ambientais, ele faz questão de estar presente na Câmara Municipal da cidade. “É importante a gente conhecer e poder participar dos processos”, diz ele, ao ressaltar a importância da conscientização da sociedade sobre o que está acontecendo com a sociedade a partir da transformação da natureza.

A expectativa é agora poder participar de uma associação de recicladores em nível regional, com a instalação de um aterro consorciado, a ser construído na cidade de Caririaçu. A discussão já tem mais de cinco anos, mas até o momento o projeto não foi iniciado de fato. O aterro irá congregar 10 cidades da região.

Além do trabalho junto à associação, também é realizada atividade educacional com os catadores do na sede do engenho. Eles recebem aulas de alfabetização e também a visita semanal de um médico. Conquistas que há alguns anos eram inimagináveis. O trabalho de compensação ambiental é outra proposta do Engenho do Lixo, já responsável ao longo da sua existência, pelo plantio, pelos próprios catadores, de mais de mil mudas de árvores, principalmente frutíferas, em Juazeiro.

Seu Alvino desenvolveu um trabalho que pode parecer apenas simbólico, diante dos estragos causados nos últimos anos, com a poluição do rio Salgadinho. Ele realiza a retirada de lixo do local. “Tudo que se possa imaginar as pessoas depositam no rio, na natureza”, diz ele, ao ressaltar que ainda falta muito se melhorar em termos de conscientização.

O que se tem feito pela natureza, conforme o presidente da associação, ainda é muito pouco diante dos estragos causados. A experiência de um leigo que tem aprendido com a lida direta com os resíduos sólidos, conforme Alvino, tem sido importante em sua vida. Para ele, o pouco do que tem aprendido, compartilha com estudantes de escolas públicas e privadas do município e região do Cariri, além de universidades, de onde tem sido bastante requisitado. Já recebeu premiações de empresas multinacionais, como a Nestlé, como reconhecimento do seu trabalho, além da doação de equipamentos para aprimorar e multiplicar suas atividades.

Tanto o compactador de lixo e a máquina de processamento do óleo foram recompensas do trabalho, que hoje facilita as atividades. Antes eram processados apenas 200 litros de óleo para a comercialização junto à empresas como as de sabão. Hoje, são 1.500 litros. O trabalho também conta com parceria da Secretaria de Meio Ambiente de Juazeiro do Norte. Para Alvino, outro aspecto importante tem sido a participação em conferências, eventos e conhecer as políticas públicas de resíduos sólidos no Brasil. Ele destaca o assento aos catadores, pessoas que tem dado uma grande contribuição nesse processo de reciclagem do lixo. Ano passado, chegou a participar de conferências como representante de Juazeiro do Norte e da região do Cariri. Apresentou, durante o mês de outubro, o seu projeto em Brasília.

Para Alvino, a questão do lixo na região e principalmente na maior cidade, tem sido difícil de ser enfrentada. Ele avalia que o desafio agora é ter que implantar junto com a secretaria municipal, a coleta seletiva de lixo. “Acho que estamos fazendo a nossa parte e somos 40 catadores que sobrevivem do material do galpão”, afirma ele. (RC)

 
 Diário do Nordeste

Encontro termina em Juazeiro

MissionariosJuazeiro do Norte Após quatro dias de aprofundamento dos diversos temas que foram apresentados por delegados de base, religiosos, leigos e colaboradores, durante as plenárias e os trabalhos em grupos realizados no Ginásio Poliesportivo deste município, os milhares de missionários que compareceram ao 13º Encontro Interclesial de Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) retornaram ontem as suas regiões de origem com a certeza da fé renovada e com a esperança de melhoria na condição de vida dos povos que formam a população brasileira.

Missionários de todo o Brasil debateram, durante a última semana, diretrizes para ampliar o trabalho social junto às comunidades FOTO: ROBERTO CRISPIM

Durante toda a última semana, os missionários tiveram a oportunidade de debater, ouvir e sugerir soluções para as problemáticas que ainda afligem o cotidiano das populações divididas pelas regiões do País.

Entre as maiores preocupações apresentadas pelos representantes das centenas de comunidades, questões como saúde, educação, bem-estar social, abastecimento hídrico, miséria, fome, corrupção, proteção ao meio ambiente e às comunidades indígenas, além do combate as desigualdades sociais, foram as que mais chamaram a atenção dos participantes do evento.

Além de gerar oportunidade aos povos de expressarem suas angústias, medos, decepções e necessidades, o Encontro também serviu para, mais uma vez, estabelecer a união entre os que vivenciam o dia-a-dia das comunidades e a Igreja católica, num momento em que, conforme afirmam os próprios missionários, há uma preocupação maior por parte dos religiosos em contribuir para que as mudanças possam verdadeiramente acontecer em favorecimento das populações e comunidades.

Para o bispo diocesano do Crato, dom Fernando Panico, o Intereclesial também traz influências importantes aos milhares de romeiros que, periodicamente, visitam Juazeiro do Norte. “As lições que todos nós recebemos, e que também são absorvidas pelos nossos romeiros, ensinam que é preciso manter fortalecida a fé e a esperança, para que possamos, todos nós, alcançarmos dias melhores, a partir dos ensinamentos de Cristo e das bênçãos que nos são derramadas pelos santos mártires, pela Mãe das Dores e pelo próprio Padre Cícero”, frisou dom Fernando.

Roberto Crispim
Colaborador

DN

O acidente de Roberto Carlos – Enviado por Eudes Mamedio.

RobertocarlosTudo aconteceu no fatídico dia de São Pedro (29 de junho de 1947), padroeiro da Cidade de Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, onde Roberto Carlos nasceu. Portanto, era festa na cidade e como toda data comemorativa naquela época, tinha bandas tocando e muita agitação. E, claro, Zunga (apelido de Roberto na infância) não perderia oportunidade de ir prestigiar os festejo.
Roberto Carlos

Fifinha (Eunice Solino) era a melhor amiga do Rei, moravam na mesma rua e costumava ir à escola juntos. Nesse dia, ela foi recrutada por Roberto para ver os desfiles que agitavam a cidade.

Naqueles tempos, Cachoeiro era entrecortado por ferrovias e, portanto, era comum acidentes acontecerem. Lá, próximo ao centro, entre a rua e a linha de ferro, encontrava-se as duas crianças. Enquanto aguardavam um desfile escolar, uma professora temeu pela segurança de Zunga e Fifinha, pois elas não perceberam a aproximação de um trem que se aproximava. Mesmo gritando e sinalizando para as crianças saírem dali, a professora correu e puxou a menina, enquanto um assustado Zunga recuou e tropeçou, caindo na linha férrea – ele estava de costas para a ferrovia. Como não dava mais tempo, a professora tentou avisar o maquinista, mas já era tarde demais. A locomotiva avançou e a perna direita de Roberto Carlos ficou presa debaixo do vagão entre as rodas de metal.

Logo, uma multidão se aglomerava para ver o que aconteceu. Afinal era dia de festa e provavelmente o socorro demoraria – naqueles tempos poucas pessoas tinham automóveis na cidade. Mesmo assim, populares tentaram tirar a perna da criança, o que conseguiram com muito custo. Graças a um rapaz que trabalhava no Banco de Crédito Real, vendo que não dava para esperar a ambulância, ele mesmo estancou a hemorragia com seu paletó de linho branco. Roberto Carlos nunca esqueceu dessa cena e a registrou em uma de suas mais comoventes canções, O Divã: “Relembro bem a festa, o apito/ e na multidão um grito/ o sangue no linho branco…”.

O mesmo rapaz do “linho branco” chamado Renato Spíndola levou Zunga para o hospital (Santa Casa de Misericórdia). Dizem que a festa perdeu a graça naquele dia. Tudo bem, que era comum acidentes, mas geralmente eram bêbados que se acidentavam, nunca até então acontecera com uma criança – o Zunga da Rua da Biquinha.

Roberto Carlos foi atendido pelo médico Romildo Coelho, que se tornara amigo do cantor. O acidente fez com que a perna direita perdesse a sensibilidade, pois fora esmagada arrancando todos os nervos, por isso a criança não chorava muito. Zunga, ao ser atendido, estava muito mais preocupado com os sapatos novos que tinha ganhado para ir à festa do que com a sua perna, a qual ele não tinha noção da gravidade.

Na verdade, Roberto Carlos teve muita sorte, porque era comum nestes casos amputar a perna. Mas o Dr. Romildo era um sujeito moderno e havia lido um artigo médico que dizia que se devia cortar o mínimo possível os membros acidentados. Portanto, apenas entre o terço médio e o superior da canela foi amputado e um pouco abaixo colocaram uma roda de metal, o que impediu Roberto de perder os movimentos do joelho direito. Roberto Carlos passou o resto da infância andando de muleta, e apenas aos 15 anos colocaria a primeira prótese, quando já morava no Rio de Janeiro.

Blog do Sanharol

Altaneira sediará encontro de blogueiros do Cariri – Por Beto Fernandes

Blogueiros-encontro1

Com apoio da Prefeitura Municipal, será realizado dia 26 próximo em Altaneira o I Encontro de Blogueiros da Região do Cariri. A iniciativa é do editor do Blog de Altaneira, advogado Raimundo Soares Filho. Segundo o organizador um dos objetivos do encontro é justamente o de aproximar os blogueiros e fortalecer a rede de comunicadores através de temas palpitantes no sentido de melhorar, aperfeiçoar e ampliar a integração dos municípios que compõem a região mostrando suas potencialidades e adversidades. 
 
Dentre os temas a serem realizados estão a regulamentação do Marco Civil da Internet, a Força da Blogosfera no Momento Político: Como Evitar Vícios de Linguagem na Rede e os Crimes da Blogosfera.

Uma homenagem para os blogueiros de altaneira será realizada no final do evento que será realizado a partir de 08h00 na Escola 18 de Dezembro daquele município e as inscrições podem ser efetuadas no www.blogdealtaneira.com.br
Na segunda-feira, 13, estaremos entrevista o organizador do evento no Jornal Verde Vale da Rádio Verde Vale AM de Juazeiro.

BLOG DO JUAZEIRO

Ceará vence Barbalha por 2 a 0 e fatura Taça dos Campeões Cearenses

Campeao_comemoracao_1-300x169

O jogo em si teve mais substituições que futebol. O Ceará venceu o Barbalha por 2 a 0 e faturou o título da Taça dos Campeões Cearenses, neste sábado (11), na Arena Castelão. Atual campeão cearense, o Vovô enfrentou o campeão da Fares Lopes, mas não conseguiu converter a superioridade técnica em gols. Foram muitos, muitos chutes, mas as reais chances foram raras.

O Barbalha começou melhor, mas não aguentou o ritmo. Com um ataque poderoso, um bombardeio alvinegro começou cedo e resultou em dois tentos ainda no primeiro tempo, com Magno Alves e Anderson. Na volta do intervalo, o que se viu foi uma chuva de substituições e seca de chances de gol.

Vovô peca na pontaria e só marca no fim

O Barbalha bem que tentou, no começo do jogo. Com maior volume durante os cinco primeiros minutos, a Raposa do Cariri esboçou boas chances de gol com Edson Cariús, que não caprichou nas finalizações. E foi só. A partir daí, só deu Ceará, que só não goleou no primeiro tempo pela falta de pontaria dos atacantes.

Magno Alves, Assisinho, Bill, Vicente, Rogerinho… Muitos chutaram a gol. Os que conseguiram, pararam no goleiro Vitor Lagoa. Mas era uma questão de tempo até os gols alvinegros começarem a sair. Para ser preciso, 34 minutos. O primeiro foi com Magno Alves, que marcou um golaço ao driblar o goleiro Vitor Lagoa e chutar forte. Na sequência, Ricardinho cobrou falta e o goleiro do Barbalha espalmou. Na sobra, o zagueiro Anderson apareceu e empurrou a bola para ampliar no Castelão: 2 a 0.

Muitas substituições e pouco futebol

Na etapa complementar, as substituições começaram. Com apenas quatro minutos de jogo, Bill deu lugar a Tadeu e Magno Alves saiu para a entrada de Luiz Henrique. Mas as alterações demoraram a surtir efeito. Aos poucos, os técnicos foram trocando seus jogadores, completando as oito substituições possíveis durante a partida, mas nada de chances de gol.

Com as constantes trocas de jogadores e o tempo técnico, a partida perdeu ritmo e as chances de gols ficaram escassas. Tadeu era o jogador mais acionado do Ceará, mas não conseguia encaixar arremates ao gol. Vicente assustava com chegadas pela lateral, mas não caprichava na pontaria. No fim, sobraram trocas de jogadores e faltou futebol. Amaral ainda teve tempo de carimbar o travessão. E ficou nisso. Fim de papo no Castelão e título no bolso do Ceará.

Por: Globo Esporte / CE

Terremoto de 6,4 graus atinge Porto Rico; não há risco de tsunami

Terremoto

Um terremoto de 6,4 graus na escala Richter e de uns dez segundos de duração sacudiu hoje a maior parte de Porto Rico e inclusive foi sentido na vizinha República Dominicana, informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), que descartou o risco de tsunami.

Inicialmente informou de dois tremores simultâneos, embora minutos depois o organismo tenha corrigido seus dados e detalhou que o terremoto aconteceu no mar a 28,5 quilômetros de profundidade e a cerca de 96 quilômetros a noroeste de San Juan e 56 quilômetros a norte da cidade de Hatillo.

O tremor, um dos mais intensos dos que se tem registro na história recente de Porto Rico, aconteceu à 0h01 (horário local, 2h01 de Brasília) da segunda-feira, apenas um minuto depois de se completar quatro anos do devastador terremoto que deixou cerca de 300 mil mortos no próximo Haiti.

De fato, o tremor se gerou perto do limite da parte norte da placa do Caribe, a mesma que causou o fenômeno do Haiti.

Por enquanto não se informou de danos de importância e nas emissoras locais as autoridades se limitavam a pedir calma e a insistir em que se descartava a possibilidade de acontecer um tsunami. Além disso, lembravam que seria normal que acontecessem réplicas.

Mesmo assim foi ativado em Porto Rico o protocolo de emergência para terremotos.

Em pleno coração de San Juan, a capital do território, os imóveis tremeram e se pôde ver residentes e turistas sair para fora dos prédios alertados pelo tremor, que deu duas sacudidas.

Embora os tremores de terra sejam relativamente frequentes em Porto Rico, não é tão habitual que sejam de suficiente intensidade para serem percebidos.

Nos últimos sete dias foram registrados na ilha 27 tremores, 145 no último mês e 936 no último ano.

Minutos depois do tremor de hoje, que se prolongou por dez segundos, as redes sociais ficaram cheias de comentários sobre o que se notou em toda a ilha.

“Estava na porta e pensava que me sentia mal, que estava enjoado. Me afastei da mesa da recepção e me dei conta de que era um terremoto”, relatou à Efe Juan Otero, de 28 anos e vigilante de uma comunidade situada à beira do mar.

Segundo explicou, sua primeira reação “foi olhar para as câmeras de segurança pensando em que pudesse ver entrar água de um tsunami, porque nesse caso teria que dar o alarme”. De fato, alguns moradores do imóvel entraram imediatamente em seus automóveis para se afastar do litoral por temor do fenômeno.

“É a primeira vez que sinto um terremoto estando no solo, porque uma vez antes o notei estando em um carro, e sem dúvida foi o mais forte”, acrescentou Otero.

Na vizinha República Dominica o tremor chegou a ser sentido na própria capital e na cidade de Santiago, a segunda em importância do país, e nas zonas turísticas de Punta Cana e Bávaro.

Terra

Antes de enterro, Israel homenageia Sharon em funeral de Estado

Cerimônia contou com presença do vice-presidente americano Joe Biden e outros líderes mundiais

Biden_bibi_peres

 Netanyahu, Biden e Peres participam de cerimônia. Foto: Jim Hollander / Efe

JERUSALÉM – Israel prestou homenagem ao ex-primeiro-ministro Ariel Sharon no primeiro de dois eventos do funeral desta segunda-feira, 13.  O vice-presidente dos EUA, Joe Biden, compareceu à cerimônia realizada diante do Parlamento israelense, na qual o caixão de Sharon estava envolto numa bandeira de Israel.

“Estamos acompanhando ao lugar de descanso final, hoje, um soldado, um soldado excepcional, um comandante que sabia como vencer”, disse o presidente israelense, Shimon Peres.  Sharon morreu aos 85 anos, no sábado, após passar os últimos oito anos em coma provocado por um forte derrame.

A morte do ex-premiê reabriu um debate sobre seu legado. Adversário o acusam de conduta implacável em operações militares, enquanto aliados o exaltam como um gênio da estratégia que surpreendeu o mundo em 2005 ao retirar militares e colonos israelenses da Faixa de Gaza.

“A segurança de seu povo sempre foi a firme missão de Arik (Leão, o apelido de Sharon) -um compromisso inquebrável com o futuro dos judeus, seja a 30 ou a 300 anos de agora”, disse Biden.

Depois da cerimônia no Parlamento, o corpo de Sharon será levado de carro de Jerusalém para a fazenda da família dele, a cerca de 10 quilômetros de Gaza, onde o ex-premiê será enterrado ainda nesta segunda.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, lembrando que nem sempre concordava com Sharon em questões políticas – especialmente sobre a retirada de Gaza – saudou o compromisso do ex-líder com a segurança de Israel.

“Arik entendia que em matéria da nossa existência e segurança, precisamos permanecer firmes. Estamos comprometidos com esses princípios”, disse Netanyahu. / REUTERS

O Estado de S. Paulo

TCU investiga gastos do Banco do Brasil com brindes

TCU-1-300x198

Calendários e agendas, às vezes envelopados em material reciclado para dar um ar engajado ao “jabá”, outras vezes embalados como correspondência oficial, com tiras elásticas e grampos, aparentando terem sido postados pelo próprio Palácio do Planalto, se multiplicam sobre as mesas da burocracia de Brasília todo mês de janeiro.

A cultura de órgãos e empresas da administração pública federal de distribuir brindes, normalmente calendários com base triangular, no início do ano – menos dos Correios, que costumam atrasar, segundo constatou a CGU – virou alvo de investigação reiterada. Na administração pública, atrás de um agrado há casos de má gestão.

Auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) se debruçou sobre os gastos de R$ 56,2 milhões que o Banco do Brasil teve na compra de brindes, calendários e confecções de relatórios de gestão no primeiro e em parte do segundo mandato do ex-presidente Lula.

Em comunicado aos colegas do tribunal, na época, o então ministro e presidente da Corte Marcos Villaça criticou a distribuição de mimos, de forma geral. Na ocasião, disse não se ter recordado de ver tanto material repassado pelas estatais. “Impressiona-me, principalmente, o luxo desmedido, a riqueza dos livros promocionais e as faustas embalagens”, afirmou, ao autorizar a auditoria.

Desde 1990 um decreto presidencial – que continua em vigor – proíbe a realização de despesas com recursos do orçamento para compra de brindes, cartões e outros gastos similares.

O caso do BB foi encerrado em 2012, com o arquivamento do processo, porque os auditores do tribunal entenderam que a compra dos brindes são justificadas como ações de marketing de forma a fidelizar o cliente num mercado competitivo.

Em outra frente, o “mercado de brindes” mira uma relação de proximidade com servidores públicos e políticos.

Um dos casos mais rumorosos de distribuição de agrados ocorreu na Operação Navalha, ação da Polícia Federal deflagrada em maio de 2007, que desbaratou um esquema de desvio de recursos públicos de obras tocadas pela empreiteira Gautama.

Em documentos apreendidos na sede da empresa de Zuleido Veras, os policiais encontraram listas de mimos a políticos e funcionários públicos: uísques, ternos, gravatas e canetas de grife, além de agendas e calendários. Políticos que apresentaram emendas para obras da Gautama admitiram ter recebido os agrados.

Em 2006, o Congresso Nacional aprovou uma lei que proibiu a distribuição de brindes, camisetas, bonés, canetas, chaveiros, cestas básicas e quaisquer outros bens que de alguma forma possam proporcionar uma vantagem ao eleitor.

RICARDO BRITO – Agência Estado

Al Qaeda da Síria executa dezenas de islamitas rivais

Reuters

Siriaruas

O Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL), ligado à Al Qaeda, executou dezenas de rivais islamitas durante os últimos dois dias, conforme recuperava o controle sobre a maior parte do território que havia perdido na província de Raqqa, no norte da Síria, disseram ativistas no domingo.

Um dos ativistas, falando a partir da província na condição de anonimato, disse que até 100 combatentes da Frente Nusra, outra afiliada da Al Qaeda, e da brigada Ahrar al-Sham, capturados pelo EIIL na cidade de Tel Abiad, na fronteira com a Turquia, foram mortos a tiros.

Não houve confirmação independente sobre o relato.

(Reportagem de Khaled Yacoub Oweis)

Estadão

Selic deve subir 0,25 ponto percentual na reunião do Copom esta semana

Grafico2

Brasília – A taxa básica de juros, a Selic, deve subir 0,25 ponto percentual na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), marcada para amanhã e quarta-feira (15). A expectativa é de instituições financeiras consultadas semanalmente pelo BC.

Na reunião de fevereiro, deve ocorrer novo ajuste de 0,25 ponto percentual, com expectativa de manutenção da Selic em 10,5% ao ano até o final de 2014. Para 2015, as instituições financeiras consultadas pelo BC esperam nova alta da Selic que deve encerrar o período em 11,5% ao ano, contra 11,25% ao ano previstos na semana passada.

A Selic é usada para influenciar a atividade econômica e, por consequência, a inflação. Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida e isso gera reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

No ano passado, devido à alta da inflação, o BC elevou a Selic em 2,75 pontos percentuais. A taxa encerrou 2013 em 10% ao ano. Mesmo assim, a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) encerrou o ano em 5,91%.

O presidente do BC, Alexandre Tombini, admitiu, na última sexta-feira (10), que a inflação encerrou 2013 com resistência ligeiramente acima daquela que se antecipava. O BC esperava que a inflação em 2014 ficasse abaixo da de 2012 (5,84%).

Para este ano, as instituições financeiras esperam que a inflação continue em trajetória de alta. A projeção para o IPCA passou de 5,97% para 6%. Em 2015, a previsão foi mantida em 5,5%.

Tanto as estimativas para este ano e 2015 quanto o resultado de 2013 estão distantes do centro da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC (4,5%). Mas estão abaixo do limite superior, que é 6,5%.

Agência Brasil

Crise no Maranhão impõe agenda cheia ao governo do estado

Brasília – O governo do Maranhão tem uma série de atividades previstas na semana para buscar soluções à crise no sistema penitenciário do estado. Segundo a assessoria do governo, amanhã (13), a governadora Roseana Sarney deve receber os senadores que compõem a Comissão de Direitos Humanos do Senado, por volta das 12h30. Os senadores farão uma visita ao complexo prisional e se encontrarão com representantes da sociedade civil.

Também está previsto para o decorrer da semana uma série de reuniões dos representantes do Comitê de Ações Integradas do Maranhão. Até sexta-feira (24), haverá uma reunião geral na qual serão apresentados os primeiros resultados dos grupos de trabalho.

A situação dos presídios ganhou destaque com os ataques a ônibus em São Luís, comandados por presidiários do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. A situação gerou uma crise que mobilizou o governo local e o Ministério da Justiça.

Os ataques fizeram cinco vítimas, uma delas, Ana Clara, de 6 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu. Os demais permanecem internados. De acordo com os boletins médicos divulgados hoje (12), o quadro das vítimas é estável. Os dois pacientes transferidos do Maranhão para hospitais em Brasília e Goiânia, após sofrerem queimaduras durante ataques a ônibus em São Luís, continuam em estado grave. Os dois pacientes em tratamento no estado devem receber alta nesta semana.

O boletim médico do Hospital Geral de Goiânia informou que Márcio Ronny da Cruz permanece em estado grave, porém estável. Ele respira com a ajuda de aparelhos. Apesar da gravidade do quadro de saúde – 72% do corpo queimado – os médicos estão otimistas, pois as queimaduras não atingiram os órgãos internos, nem as vias respiratórias.

O Hospital Regional da Asa Norte, em Brasília, informou que Juliane Carvalho Santos também mantém quadro clínico grave, porém estável. Apesar de ainda fazer uso de oxigênio, ela apresentou discreta melhora no quadro respiratório. Está programado para amanhã um novo desbridramento, ou seja, um procedimento cirúrgico para retirada de tecido morto.

Ela é a mãe de Ana Clara e de Lorane Beatriz, de 1 ano e 6 meses, que sobreviveu ao ataque e está internada no Hospital Estadual Infantil Juvêncio Matos, em São Luís. Lorane, que teve lesões nos membros inferiores e em uma das mãos, ainda passa por curativos cirúrgicos e está recebendo antibióticos. Amanhã, ela deve passar por mais um curativo cirúrgico por volta das 7h. Após o procedimento será avaliada a possibilidade de Lorane receber alta.

Abyancy Silva Santos está sendo atendida no Hospital Geral do Maranhão, também em São Luís. Ela teve 10% do corpo queimado mas não corre risco de morte e pode receber alta a partir de terça-feira (14).

Agência Brasil

Alta do papel e do dólar pesam no preço do material escolar

 

 

Brasília – A alta do preço do papel, do dólar e a elevada carga tributária são os principais vilões do aumento do preço dos livros didáticos e de material escolar, segundo entidades ligadas ao setor. Em 2013, o dólar subiu pouco mais de 15% em relação ao real, encarecendo os produtos importados. Já o papel, segundo o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel), aumentou em torno de 12%. Somado a esse cenário, a Associação Brasileira dos Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares (Abfiae) aponta a alta cobrança de tributos, que pode chegar a 47% do preço final.

Na hora de comprar, os altos preços são evidentes. Mãe de três filhos, a bacharel em direito Raíres Cunha, chegou a gastar cerca de 20% a mais que no ano passado. O valor pago, relata, deve superar a mensalidade que paga no colégio particular onde os filhos estudam. As compras ainda não terminaram e ela já desembolsou mais de R$ 800. “E isso apenas para um dos filhos”, diz.

De acordo com as entidades do setor, os aumentos têm justificativa. Em relação aos livros, a presidenta do Snel, Sônia Machado Jardim, explica que ainda não foi feito um levantamento do reajuste este ano. “Vários aumentos ocorreram no último ano, causando impacto no custo de produção do livro. Por exemplo, o papel aumentou em torno de 12%, o dissídio da categoria foi 6,40%. Infelizmente, esses aumentos acabaram refletindo no preço do livro”.

Segundo ela, as isenções concedidas ao setor não são suficientes para garantir a diminuição dos preços. Desde 2004, o livro é isento do PIS e da Cofins, inclusive na importação, que variavam entre 3,65% e 9,25%, dependendo do regime tributário da empresa. “No mesmo período, só o reajuste salarial da categoria foi 79,96%, ou seja, o benefício da isenção fiscal teve seu reflexo acumulado ao longo desses dez anos pelo aumento dos insumos”, explica Sônia.

Nos itens de papelaria, como cadernos, canetas, cola, giz de cera, que fazem parte da lista de material dos estudantes, a Abfiae, que reúne marcas como a Faber-Castell, Tilibra e Bic, diz que não é possível padronizar a taxa de aumento. O setor é “bastante pulverizado e os preços variam muito de acordo com a concorrência”, argumenta o presidente da associação, Rubens Passos. Segundo ele, são os tributos que encarecem os produtos.  

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) mostra que a carga tributária responde por 47,49% do preço de uma caneta, por exemplo. No caso de uma régua, a taxa chega a 44,65%, e de um lápis, a 34,99%. A associação acredita que uma redução do PIS e da Cofins e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) poderia significar queda de 10%.

O professor da Fundação Getulio Vargas, no Rio de Janeiro, e especialista em varejo Roberto Kanter acrescenta outro componente para o aumento: o dólar. A alta da moeda norte-americana tem impacto nos produtos importados do setor, o que nem sempre é fácil de identificar. “Quando vemos na papelaria que um produto é de outro país, é fácil evitar a compra e economizar, mas boa parte dos produtos e insumos é importada pelas indústrias e elas revendem”.

Kanter ressalta que, no início do ano, a demanda cresce e o comércio aproveita para lucrar. “O ano de 2013 não foi bom para o varejo, o empresário aproveita então esse período de maior demanda para aumentar os preços. E nem sempre isso é proporcional ao aumento dos índices. Se um produto custa R$ 0,70, ele arredonda para R$ 1, sem perceber que isso representa um aumento de 40%”.

A dica do professor é fazer uma boa pesquisa de preço e optar por lojas menores, onde se possa negociar preços menores. Raíres Cunha está fazendo a pesquisa e deixou os itens de papelaria para as últimas compras. Ela adianta que na capital federal são encontrados produtos de todo preço. “Achei canetas bem baratinhas e canetas de até R$ 6”.


Veja abaixo a carga tributária sobre o material escolar:


Agenda Escolar: 43,19%
Apontador: 43,19%
Borracha: 43,19%
Caderno Universitário: 34,99%
Caneta: 47,49%
Cola Tenaz: 42,71%
Estojo para Lápis: 40,33%
Fichário: 39,38%
Folhas para Fichário: 37,77%
Lancheira: 39,74%
Lápis: 34,99%
Livro: 15,52%
Mochilas: 39,62%
Papel Pardo: 34,99%
Papel Carbono: 38,68%
Papel Sulfite: 37,77%
Pastas Plásticas: 40,09%
Régua: 44,65%
Tinta Guache: 36,13%
Tinta Plástica: 36,22%


Fonte: Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação



Agência Brasil

MEC divulga hoje resultado da primeira chamada do Sisu

 

 

Brasília – O Ministério da Educação (MEC) divulga hoje (13) o resultado da primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) na internet. Nesta edição, o Sisu oferece 171.401 vagas em 4.723 cursos de 115 instituições públicas de educação superior. O resultado do Sisu pode ser consultado também nas instituições participantes e na Central de Atendimento do MEC, por meio do telefone 0800-616161.

O Sisu seleciona estudantes com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os convocados devem fazer a matrícula no período de 17 a 21 próximo. O candidato que não comparecer à instituição na data prevista perderá a vaga.

O candidato selecionado na primeira opção de curso que não fizer a matrícula estará automaticamente fora do processo. Já o selecionado na segunda opção que não comparecer à instituição poderá continuar participando da chamada seguinte, quando ainda poderá ser selecionado na primeira opção.

O resultado da segunda chamada será divulgado no dia 27 de janeiro e a matrícula dos estudantes selecionados poderá ser feita de 31 de janeiro a 4 de fevereiro.

O estudante que não for selecionado em nenhuma das duas chamadas ou for selecionado na segunda opção poderá participar da lista de espera. A adesão deverá ser feita também no site do Sisu, de 27 de janeiro a 7 de fevereiro. Os estudantes serão convocados a partir do dia 11 de fevereiro.

Veja abaixo o cronograma do Sisu:

Agência Brasil

MEC abre inscrições para primeira edição do ProUni de 2014

Brasília – Estão abertas no site do Programa Universidade para Todos (ProUni) as inscrições para a primeira edição de 2014. O prazo vai até as 23h59 da sexta-feira (17). O estudante pode fazer até duas opções de curso. A primeira chamada dos estudantes pré-selecionados será divulgada no dia 20 de janeiro e a segunda no dia 3 de fevereiro. Este ano, o edital prevê uma mudança na lista de espera.

Pode participar da seleção o estudante que tenha feito a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 e obtido no mínimo 450 pontos na média das notas. O candidato não pode ter tirado 0 na redação e precisa ter cursado o ensino médio na rede pública ou com bolsa integral na rede privada.

O ProUni é destinado a alunos que querem concorrer a bolsas de estudo, integrais ou parciais, em instituições particulares de educação superior. As bolsas integrais são para os estudantes com renda bruta familiar, por pessoa, até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais são destinadas aos candidatos com renda bruta familiar até três salários mínimos por pessoa. O bolsista parcial poderá utilizar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para custear o restante da mensalidade.

Este ano, há mudança quanto aos procedimentos da lista de espera. Agora, o estudante que não for pré-selecionado nas duas chamadas regulares e quiser participar da lista terá de manifestar interesse pela internet e, em seguida, nas datas previstas em edital, comparecer à instituição de ensino na qual pretende estudar, com os documentos necessários.

Após esse processo, a instituição terá prazo para avaliar a documentação. O estudante selecionado receberá o resultado por meio do boletim do candidato, disponível na página do ProUni. Nas edições anteriores, o candidato tinha de manifestar interesse na lista de espera e aguardar a convocação da instituição.

Veja abaixo o cronograma do Prouni:

Inscrições: de 13 de janeiro a 17 de janeiro
 

Pré-selecionados em primeira chamada: 20 de janeiro

Comprovação das informações nas instituições: 20 a 24 de janeiro

Matrícula dos selecionados em primeira chamada: 20 a 29 de janeiro

Pré-selecionados em segunda chamada: 3 de fevereiro

Comprovação das informações nas instituições: 3 a 6 de fevereiro

Matrícula dos selecionados em segunda chamada: 3 a 10 de fevereiro

Adesão à lista de espera na internet: 13 a 14 de fevereiro

Comprovação das informações dos candidatos em lista de espera nas instituições: 19 a 20 de fevereiro

Matrícula dos selecionados em lista de espera: 21 a 26 de fevereiro

Agência Brasil

Dilma: Enem dá acesso ao ensino superior de forma democrática e por mérito do aluno

Brasília – A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (12) que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) garante acesso ao ensino superior de forma democrática, transparente e por mérito do próprio estudante. “Independentemente da renda da família”, ressaltou.

Ela lembrou que a nota da prova vale, por exemplo, como critério para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que terá o resultado divulgado hoje, e também para o Programa Universidade para Todos (ProUni), que abre inscrições nesta segunda-feira.

No programa semanal Café com a Presidenta, Dilma destacou que, este ano, o Sisu oferece 42 mil vagas a mais que em 2013, além de quase mil cursos a mais. Em 2010, segundo ela, eram oferecidas vagas em 180 municípios. Atualmente, 453 cidades contam com campus e universidades públicas participantes do programa.

“A expansão da Rede Federal de Ensino Superior permite que haja grande ampliação na oferta de oportunidades de estudo em todo o Brasil, nas capitais, mas, sobretudo, no interior do Brasil”.

Ainda de acordo com a presidenta, cursos como o de engenharia registraram 25 mil vagas à disposição, número 36% maior que o de 2013. Para os cursos de licenciatura, foram mais de 45 mil vagas (25% a mais que em 2013) e, para cursos de medicina, 2.925 vagas (60% a mais que em 2013).

Dilma lembrou que a Lei de Cotas prevê que as universidades federais e os institutos federais de educação reservem, pelo menos, 25% das vagas de todos os cursos para os estudantes das escolas públicas. Do total das vagas reservadas, uma parte será destinada aos estudantes das escolas públicas com renda até um salário mínimo e meio por pessoa, e para negros e indígenas.

“E temos uma notícia muito boa: as instituições federais foram além e as vagas reservadas para as cotas já estão em 37% de todas as vagas oferecidas pelo Sisu. Se você somar isso às ações afirmativas das próprias universidades, as vagas reservadas para as cotas chegam a 43% das vagas do Sisu. Isso mostra como o Brasil está empenhado em avançar para saldar uma dívida histórica e oferecer oportunidades a todos os brasileiros.”

Sobre o ProUni, que inicia as inscrições hoje, a presidenta destacou que serão oferecidas 190 mil vagas para estudantes que não têm condição de pagar a mensalidade em uma universidade particular. Todo aluno que estudou em escola pública e tem renda mensal até três salários mínimos por pessoa da família pode se candidatar a uma bolsa do programa. As inscrições vão até a próxima sexta-feira (17).

Agência Brasil

Transporte para a Colina do Horto é inseguro em Juazeiro

Um dos pontos mais visitados da “Terra do Padim” não dispõe de veículos adequados para levar os turistas

Juazeiro do Norte. Pneus carecas, má acomodação interna, lotação acima do permitido e, em alguns casos, falta de segurança. Esse é o perfil de veículos que fazem o transporte de romeiros, visitantes e moradores da Colina do Horto, um dos pontos turísticos mais visitados deste município. Diariamente, ônibus, vans e caminhões pau-de-arara trafegam por um percurso íngreme, repleto de curvas, levando no interior dos veículos pessoas curiosas em conhecer o local onde funciona o Museu Vivo do Padre Cícero.

TransportehortoPaus de arara ainda são utilizados para levar os visitantes ao ponto turístico FOTO: ROBERTO CRISPIM

Lá, há cerca de um século, existia o Casarão do Horto, onde o sacerdote realizava seus momentos de meditação e convivia com pessoas mais próximas. A movimentação no local cresce demasiadamente em período de romarias, aumentando, desta forma, a possibilidade de acidentes devido à precariedade de alguns veículos.

Em 2006, um ônibus que transportava cerca de 50 crianças pegou fogo por causa de problemas mecânicos. O acidente só não se transformou em tragédia por causa do motorista que, ao perceber o início do fogo, ordenou que as crianças saíssem do veículo. Antes que as chamas chegassem ao interior do ônibus, o motorista também conseguiu sair do carro que acabou despencando da colina, indo parar cerca de 150 metros distante da estrada.

Vítimas fatais

No ano seguinte, um caminhão F-4000 desgovernado, carregado de garis a serviço do município, chocou-se contra um dos coletivos da empresa Bom Jesus do Horto, que faz a linha de passageiros no bairro. Oito pessoas acabaram morrendo devido à gravidade do acidente. Motoristas de veículos de passeio também acabam sofrendo acidentes no trecho por causa da má condição dos automóveis. “O trecho de acesso à Colina do Horto é muito perigoso, se o carro de passageiros não estiver em plena condição de trafego, é provável que um acidente acabe acontecendo”, avalia o motorista de uma das empresas de ônibus que regularmente realizam o transporte de romeiros e visitantes ao local.

Conforme o profissional, embora a movimentação neste período ainda seja fraca, há veículos que chegam ao pátio do estacionamento apresentando aspectos de falta de revisão e necessidade de troca de pneus e reparos internos.

“A gente cansa de ouvir colegas motoristas que trabalham em empresas menores reclamando da falta de revisão dos carros ou, ainda, de problemas na parte mecânica, como caixa de embreagem e freio, por exemplo”, diz o motorista, que prefere não ser identificado.

Para o ambulante Cícero Francisco da Silva, que todos os dias trabalha na área do estacionamento da colina, alguns veículos realmente apresentam características de sucateamento.

“Tem caro de tudo quanto é jeito. A maioria dos veículos, hoje em dia, são novos. Mas tem carro velho também que vem pra cá com muita gente dentro”, diz ele.

Além dos ônibus, outra preocupação é a quantidade de carros pau-de-arara repletos de romeiros e visitantes estacionados no local.

Embora a maioria dos carros não ofereça a mínima garantia de segurança para quem utiliza este meio de transporte, muitos romeiros dizem preferir realizar o deslocamento à Colina utilizando os veículos, ao invés de ônibus ou carros mais confortáveis.

“O romeiro que paga promessa tem que andar é de pau-de-arara mesmo. A gente sabe que pode acontecer acidente. Mas faz parte da tradição do romeiro”, ressalta a agricultora Maria Nardeli de Lima, natural da cidade de Assaré.

Para Cícero Manoel Gonçalves, que trabalha no Horto há mais de dez anos, o problema em torno da existência de carros supostamente sucateados persiste devido à falta de fiscalização por parte das autoridades de trânsito no município. Ele alega que agentes do Departamento Municipal de Trânsito quase não são vistos no local e, quando há acidentes, demoram a chegar para auxiliar no resgate de vítimas ou para organizar o trânsito na área dos sinistros.

“Quase não aparece gente do Demutram por aqui. Quando aparece, ficam menos de dois minutos. Não tem fiscalização por aqui, não”, afirma.

O diretor do Departamento Municipal de Trânsito de Juazeiro do Norte, Jesualdo Alves Duarte, nega que a fiscalização não aconteça no local. Segundo ele, o número de servidores é pequeno, o que dificulta a permanência de agentes de trânsito na Colina do Horto, objetivando a fiscalização dos veículos que fazem o transporte de passageiros com maior frequência.

“Nós só possuímos 96 agentes. Deste total, 32 atuam no serviço interno. Até o mês de junho, será realizado concurso público para criação de cerca de 100 novas vagas para agente de trânsito no município “, informa o diretor do órgão.

Jesualdo Alves afirma que o Departamento de trânsito tem realizado blitze em diversos pontos da cidade e que, quando comprovada irregularidades, os procedimentos legais são realizados. “Sempre que comprovada irregularidade é feito o procedimento segundo o que determina a legislação em vigor”, diz ele, ressaltando que diversos veículos já foram apreendidos e recolhidos ao pátio do Demutran. “Há muitos veículos apreendidos. Inclusive, vans que faziam o transporte de passageiros à Colina do Horto”, concluiu o diretor, informando, ainda, que determinará a ampliação de fiscalizações na região do Horto.

ROBERTO CRISPIM
COLABORADOR

Mais informações

Departamento Municipal de Trânsito,
Rua Beata Maria de Araújo, S/N, Bairro Romeirão
Juazeiro do Norte
Telefone: (88)3566.1044

DN

Selic deve continuar a subir este ano para conter alta de preços, dizem especialistas

 

 

Brasília – A taxa básica de juros da economia (Selic), atualmente em 10% ao ano, deve continuar a subir em 2014 para conter a alta de preços no país, estimam especialistas. A primeira reunião deste ano do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), que define a Selic, está marcada para os dias 14 e 15 deste mês.

Ontem (10), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) fechou 2013 em 5,91%. Em 2012, a inflação ficou em 5,84%. A expectativa do presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, de que a inflação em 2013 seria menor do que a de 2012, não foi alcançada.

A previsão do Banco Central, divulgada no Relatório de Inflação, era que o IPCA ficaria em 5,8% no ano passado. O IPCA, em 2013, também fechou o ano acima da projeção de instituições financeiras consultadas semanalmente pelo BC (5,74%). O IPCA ficou acima do centro da inflação (4,5%), que deve ser perseguido pelo BC, mas abaixo do limite superior (6,5%).

Para o coordenador de Estudos Econômicos da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac,) Miguel Ribeiro de Oliveira, o Copom deve elevar a Selic em 0,5 ponto percentual na reunião da próxima semana. Oliveira acredita que, se o resultado da inflação no ano passado não tivesse ficado acima das expectativas, o comitê poderia aumentar a Selic em 0,25 ponto percentual nesta reunião.

Oliveira destaca que um dos fatores que estimularam a inflação no país foi a alta do dólar. O dólar em alta gera aumento da inflação no país porque encarece o preço de produtos e insumos importados. Para Oliveira, o Copom continuará a aumentar a Selic após a reunião deste mês, se houver alguma pressão maior no câmbio.

Para o economista Carlos Eduardo Freitas, ex-diretor do Banco Central, a inflação não está fora de controle, mas está se mantendo em patamar elevado. Para que a inflação ceda, é preciso manter o ciclo de alta da Selic. Além disso, Freitas destaca que o governo deveria reduzir gastos e ser mais transparente em relação às contas públicas, eliminando artifícios contábeis para cumprir a meta de superávit primário, economia para o pagamento de juros da dívida pública.

“Essa é a receita clássica [aumento da Selic e redução de gastos], desagradável, mas necessária no momento. Assim, a economia sairia com crescimento e investimentos”, diz Freitas.

Para o economista, se o governo reduzisse gastos, a Selic poderia fechar 2014 em 11% ao ano. “Se não tiver essa ajuda, acredito em 12,5% [ao ano].”

No ano passado, como medida para tentar conter a inflação, o Copom elevou a Selic em 2,75 pontos percentuais. Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida e isso gera reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Agência Brasil


Música de Qualidade - 24h!

300x250advert

VIDEOS EM DESTAQUE

GALERIA DE FOTOS

Previsão do Tempo


EDIÇÕES ANTERIORES

janeiro 2015
D S T Q Q S S
« dez    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Rede Blogs do Cariri




Clique no Logo acima e visite o site oficial da Rede.

Mural Chapada do Araripe



TV CHAPADA DO ARARIPE



A TV Chapada do Araripe é composta por uma coleção de vídeos, entrevistas e reportagens. Escolha o vídeo que deseja assistir, clicando sobre o título. Veja mais detalhes na página da TV Chapada do Araripe.

HOMENAGEM DA SEMANA


CORREINHA

O Chapada do Araripe presta homenagens a um dos maiores mestres da cultura popular que faleceu em Crato recentemente, Francisco Correia de Lima, o Correinha, artista de várias linguagens atuante no município do Crato. Mestre Correinha nasceu no município de farias Brito no dia 14 de fevereiro de 1940, mas era um amante inveterado do Crato, município ao qual costumava fazer referências em suas canções. Talvez por não ter tido seu nome incluído nas listas anuais de mestres reconhecidos pelo Governo do Estado desde 2004, mestre Correinha tenha sido sepultado em meio a homenagens comoventes de moradores do município, mas, como ressaltaram amigos e familiares, sem o devido destaque por parte do Poder Público. Situação destacada durante a sua missa de corpo presente, enriquecida pelo acordeon de Hugo Linard, com quem Correinha gravou recentemente, 15 canções que agora constituem o último registro de sua obra. Segundo o próprio Hugo Linard, as canções registradas nesse último trabalho de Correinha em estúdio são, na maioria, inéditas. ´Ele gravou também ´Belezas do Crato´, mas as outras não tinham registro´, diz, citando canções como ´Coisas do meu sertão´, ´Exaltação a Barbalha´, ´Crato de Açúcar´ e ´Meu Cariri´ e ´Balanceio´. ´Fazia tempo que a gente tava cutucando ele, dizendo que ele tinha que gravar de novo. Ele fez dois compactos e outros discos, no tempo do vinil, além de vários cordéis´. Hugo Linard chama atenção para aspectos peculiares da trajetória de Correinha. ´Ele mantinha um bar aqui no Crato e ainda trabalhava como agente carcerário. Era tão querido que os presos pediram à família por ocasião do seu velório, para deixar um pouco o corpo dele lá na cadeia, para eles o homenagearem´.
Dalwton Moura

Jornal do Vicelmo

Todos os dias na Rádio Chapada do Araripe - Internet, a partir das 07:00, ouça o Jornal do Cariri com Antonio Vicelmo. O Jornal é retransmitido da Rádio Educadora do Cariri em tempo real. Você pode ouvir o programa através da nossa imensa rede de Blogs e websites. Alguns programas antigos estão disponíveis no nosso website Jornal do Vicelmo.

AUXÍLIO À LISTA

Dicas de Filmes



Por trás de todo o grande homem se esconde um professor, e isso era certamente verdade para Bruce Lee que aclamava como seu mentor um expert em artes marciais chamado Ip Man. Um gênio do Wushu (ou a escola de artes marciais da China), Ip Man cresceu numa China recentemente despedaçada pelo ódio racial, radicalismo nacionalista e pela Guerra. Ele ressurgiu como uma Fênix das Cinzas graças à suas participações em lutas contra vários mestres Wushu e lutadores de kung-fu - finalmente treinando icones de artes marciais como Bruce Lee. Esta cinebiografia do diretor Wilson Yip mostra a história da vida de Ip.

Como Publicar seu Artigo


Agora você pode entrar em contato conosco diretamente. Se vc deseja publicar algum artigo que julgue importante para o Cariri, entre em contato conosco. Todos os artigos aprovados serão devidamente creditados aos autores. Os melhores artigos merecerão destaque, e se continuados, os escritores e cronistas poderão se tornar membros permanentes doportal Chapada do Araripe. Contatos: MSN e E-mail: blogdocrato@hotmail.com

Quem somos Nós

O Chapada do Araripe é um site sem fins lucrativos, que visa promover a imagem da região do cariri cearense na Internet. Se você deseja publicar algum artigo no portal Chapada do Araripe, entre em Contato conosco.

Direitos Autorais:

DM Studio – Comunicação & Marketing. Algumas partes do Chapada do Araripe estão sob uma “Licença Creative Commons”, e outras, de acordo com seus respectivos autores, com “Todos os Direitos Reservados” –

www.chapadadoararipe.com - 2014

Contatos: Dihelson Mendonça – MSN e E-mail: blogdocrato@hotmail.com

© 2015 Chapada do Araripe - -