Maduro: Venezuela enfrenta campanha internacional para dividir o continente

Nicolas_maduro

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse hoje (22) que a América Latina enfrenta uma campanha da direita internacional para dividir o continente e também uma campanha dos meios de comunicação estrangeiros que “veiculam a imagem de que o país está à beira de uma guerra civil”.

Em uma conversa com correspondentes internacionais no fim da tarde, Maduro falou que enfrenta “uma tremenda campanha que busca gerar violência no país”, que vai contra a “revolução bolivariana”, e que, em última instância, quer dividir a região.

“Os presidentes da Colômbia, Juan Manuel Santos, do Chile, Sebastián Piñera, e do Panamá, Ricardo Martinelli, se deixaram levar pela pressão do Departamento de Estado dos Estados Unidos”, disse. Os três chefes de Estado deram declarações esta semana defendendo o direito de manifestação e pediram que o governo Maduro dialogasse com a oposição.

Maduro também citou nomes de empresas de comunicação que, na visão dele, estariam à serviço de “gerar violência no país”. “É isso [provocar uma guerra] que alguns canais internacionais como a CNN, Telemundo, Univision e Fox New querem mostrar”.

O presidente voltou a dizer que existe uma campanha mundial contra o país, com a qual se pretende justificar uma intervenção de alguma força externa nos assuntos internos da Venezuela. O presidente também convocou o presidente norte-americano Barack Obama para dialogar.

“Convoco você, presidente Obama, a um diálogo e designo o chanceler Elías Jaua para conversar com John Kerry [secretário de Estado norte-americano]. Aceite o desafio”, disse. Ele acusou o governo dos Estados Unidos de ter dado “luz verde” para um plano para retirá-lo do poder. “Ainda que neguem umas mil vezes, sei que isso aconteceu”.

No campo interno, Maduro também disse que não protegerá a ninguém que tenha usado armas nos recentes protestos no país. “Inclusive se são funcionários público, ou seguidores do chavismo”, disse. “Não protejo a ninguém que dispare em alguém durante manifestação”.

O presidente ressaltou que os funcionários do Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional (Sebin) que atuaram contra manifestantes no último dia 12  desobedeceram a ordem de voltarem ao quartel e permaneceram nas ruas.

“Pedi que ninguém saísse às ruas e muito menos com armas. E saíram com armas. Isso se parece muito com o formato do golpe de Estado de 2002. Eu estou investigando tudo isso e se descobrirmos elementos de que há conspiradores dentro do governo ou de que se tenha comprado algum funcionário, eu revelaria ao país”, disse.

*Com informações da Tv Multiestatal Telesur

Leandra Felipe* – Correspondente da Agência Brasil/EBC|Agência Brasil

Ministro do STF defende reforma e diz que há escassez de boa política no Brasil

Stf

O ministro Luís Roberto  Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), defendeu hoje (21) a urgência de uma reforma política no país. Segundo Barroso, a expansão do Judiciário nas decisões da vida pública brasileira deve-se, sobretudo, à escassez de boa política no pais. Ao ministrar a aula inaugural na Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro, Barroso abordou os temas judicialização da Política e Separação dos Poderes.

Barroso disse que a escassez de boa política talvez seja uma marca da atualidade no Brasil e que a constatação não é apenas dele, mas também da sociedade e da classe política. Segundo ele, é preciso romper com a inércia e reconhecer “a necessidade urgente, quase desesperada, de uma reforma política no país”. O ministro exemplificou com o atual modelo de financiamento de campanhas eleitorais, que, segundo ele, dá uma centralidade exorbitante ao dinheiro. “O dinheiro é o grande eleitor no Brasil, mas nenhuma democracia pode viver sem um debate de ideias, onde quem tem mais dinheiro financia-se melhor e faz o programa de televisão mais caro”, afirmou Barroso, Para ele, houve um descolamento entre a classe política e a sociedade civil, que faz mal à democracia.

O ministro ressaltou, entretanto, que quem deve fazer a reforma é o Congresso Nacional, e não o Supremo. “Essa reforma picotada e eventual feita pelo Judiciário não é boa, porém, acaba sendo o único instrumento pelo qual se tenta empurrar essa agenda”. Para ele, a superposição da vontade do Judiciário sobre a vontade política do Legislativo e do Executivo deve ocorrer somente em situações excepcionais, quando a violação à Constituição for muito ostensiva. Ele citou os casos julgados pelo STF das uniões homoafetivas e do aborto a fetos anencéfalos. “As minorias, muitas vezes, não podem contar com o processo político majoritário, e o Judiciário não deve faltar a elas, se se tratar de um direito fundamental.”

Além da proibição do financiamento de campanhas políticas por empresas, o ministro citou situações em que o Judiciário alargou seu campo de atuação para atender a demandas sociais que não estavam sendo atendidas pelas instâncias políticas ordinárias, como a recente decisão do STF sobre a fidelidade partidária. “Não é possível eleger-se num partido e no dia seguinte mudar-se para outro”, afirmou. “Tal situação não está prevista na Constituição, nem em lei alguma, mas, interpretando o princípio democrático, o Supremo considerou [a situação] fraude à vontade política.”

Para Barroso, outro ponto que favorece à judicialização  é o fato de a Constituição Brasileira ser muito extensa e detalhada. “Costumo dizer que a Constituição Brasileira só não traz o amor verdadeiro em três dias”, brincou o ministro. “Procurando, quase tudo é possível postular na Constituição.”

Ao falar sobre a expansão do Judiciário, o ministro disse que é problemática e não deve ser considerada uma instância natural das decisões da vida política. “Ninguém deve achar que o modo natural de produzir decisões políticas em uma democracia sejam os litígios perante o Poder Judiciário”, ressaltou Barroso. De acordo com ele, o excesso de judicialização tem efeito excludente, pois só tem acesso ao processo judicial quem tem acesso a uma linguagem e formação específicas. Ele provocou gargalhadas ao classificar de medonha a expressão embargos infringentes e dizer que mútuo feneratício (modelo de contrato de empréstimo sobre o qual incidem juros) assemelha-se a uma expressão do Kama Sutra (texto indiano que descreve o comportamento sexual humano).

Como advogado, Barroso atuou no Supremo Tribunal Federal em casos como uniões homoafetivas, fim do nepotismo e cotas raciais. Já como ministro, suspendeu a decisão da Câmara de Deputados, que manteve o mandato do então deputado Natan Donadon (sem partido-RO), mesmo condenado pela Suprema  Corte, e votou contra o financiamento eleitoral por empresas.

Projeto quer quebrar sigilo de quem faz doações em campanhas por pessoas físicas

Da Coluna Radar, da Veja Online:

Dinheiro2“Líder do DEM na Câmara, Mendonça Filho apresentou ontem um projeto para tirar do armário quem doa fortunas a políticos. A iniciativa é inspirada na farra de recolhimentos milionários por parte dos mensaleiros José Dirceu, João Paulo Cunha, José Genoino e Delúbio Soares, que, em poucos dias, somaram milhões de reais para quitar suas dívidas – as financeiras, claro – com a Justiça.

O projeto obriga os bancos a exigirem CPF ou CNPJ de quem contribui com qualquer quantia em campanhas realizadas por pessoas físicas. A regra só não vale para doações eleitorais, como era de se esperar.

Se a proposta for aprovada, os bancos serão obrigados a fornecer esse dados a quem quer que seja, sem a necessidade de determinação judicial. O pidão poderá fazer como Dirceu e seus companheiros e abrir um site para receber os agrados, desde que emita recibo e divulgue seus generosos amigos.

O povo

Homenagem a Luiz Gonzaga chega a Fortaleza

Dragaodomar

Nos dias 21, 22 e 23 de fevereiro, Fortaleza recebe o musical “Gonzagão, a Lenda”, espetáculo multipremiado que já foi visto por 65 mil no Brasil. As apresentações na cidade são promovidas pela Rede, empresa do grupo Itaú Unibanco, para homenagear um dos maiores nomes da música brasileira. “É muito importante valorizarmos a obra de Gonzagão, artista que é um marco para o povo nordestino e para o Brasil”, diz Cristiane Magalhães, diretora de Marketing de Negócios do Itaú Unibanco.

O musical “Gonzagão, a Lenda”, idealizado pela produtora Andréa Alves, com texto e direção de João Falcão, é uma homenagem ao grande ícone da cultura brasileira. Há um ano em cartaz e com diversos prêmios e lindas críticas na bagagem, o espetáculo foi visto por cerca de 65 mil pessoas no Rio de Janeiro e em São Paulo e foi vencedor do Prêmio Shell de Teatro 2012 de Melhor Música; do 7º Prêmio APTR de Melhor Produção; e do Prêmio FITA 2013 nas categorias Melhor Espetáculo (Júri Popular), Melhor Direção e Melhor Figurino.

Sobre o espetáculo

Oito atores e uma atriz se revezam no palco em uma viagem musical pela trajetória do Rei do Baião. Como em qualquer história de homem que vira mito, a vida de Luiz Gonzaga tem passagens em que as versões de seus biógrafos não convergem, em que realidade e fantasia se confundem. Mas o autor e diretor João Falcão se sentiu livre para tratar mais do mito do que do homem.

“É a história de Luiz Gonzaga, mas não é Wikipédia”, diz Falcão, que evitou qualquer didatismo na construção do texto, embora tenha lido vários livros sobre um dos artistas mais importantes da música brasileira, morto em 2 de agosto de 1989, cujo centenário de nascimento foi comemorado em dezembro de 2012.

A opção por uma abordagem teatral, não enciclopédica, fica explícita logo no início da peça, quando uma trupe se apresenta para contar a “lenda do Rei Luiz”. Os atores desta trupe anunciam que encenarão uma história iniciada “no sertão do Araripe lá pelos idos do século XX”. As referências são maciçamente nordestinas, sobretudo pernambucanas.

Luiz Gonzaga nasceu no município de Exu, de onde saiu aos 17 anos para ganhar o mundo. João Falcão também é de Pernambuco, da cidade de São Lourenço da Mata. “A festa mais importante da minha casa era a de São João, e São João era Luiz Gonzaga. Ele era patrimônio do povo, mais do que qualquer outro artista. Poucas músicas que estou usando no espetáculo descobri agora. A maioria eu sabia de cor, já sabia tocar”, conta ele, que também é compositor.

Na história do rei do baião, João Falcão se permitiu rebatizar duas mulheres importantes da vida do músico, Nazarena (o primeiro grande amor) e Odaléa (a mãe de Gonzaguinha) como Rosinha e Morena, respectivamente, nomes que aparecem em músicas do compositor. E ainda se permitiu criar um encontro que nunca aconteceu: Luiz Gonzaga e Lampião, dois mitos nordestinos.

Também há espaço para se falar da originalidade de Gonzaga, um artista que, a partir dos ensinamentos de seu pai, Januário, criou em sua sanfona um gênero, o baião, e o transformou em sucesso e patrimônio nacionais. Dentre as cerca de 40 canções que estão no espetáculo há sucessos como “Cintura fina”, “O xote das meninas”, “Qui nem jiló”, “Baião”, “Pau-de-arara” e sua mais célebre criação, “Asa branca”.
De acordo com a linha não dogmática de todo o espetáculo, o musical não ficou preso à estrutura básica do forró, que é sanfona-triângulo-zabumba. No conjunto dos quatro instrumentistas virtuoses que atuam no palco, há, além do sanfoneiro (Rafael Meninão) e do percussionista (Rick De La Torre), um violoncelista (Daniel Silva) e um rabequeiro e violeiro (Beto Lemos).

Os arranjos de todas as músicas foram elaborados pelos quatro músicos, que por conta da longa temporada estão em grande sintonia e presenteiam a plateia com improvisos em todas as apresentações, um privilégio para o espectador e uma renovação diária para a montagem. Beto Lemos rouba a cena em “Assum Preto”, em um solo de rabeca que já foi aplaudido durante cinco minutos em cena aberta.

 
SERVIÇO

Musical Gonzagão – A Lenda
Quando: dias 21 e 22, às 20h e dia 23, às 19h
Onde: Anfiteatro do Dragão do Mar
Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia)

Assessoria de Comunicação e Marketing do Instituto Dragão do Mar

Documento do Seminário da UVA será apresentado na Secitece

UvaOs resultados do Seminário das Universidades Públicas Estaduais/UVA, realizado nos dias 4 e 5 de fevereiro em Sobral, foram consolidados em um documento que será apresentado pela reitora, professora Maria Palmira Soares de Mesquita, na sexta-feira, 21 de fevereiro, em reunião na Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), com encaminhamento ao Governo do Estado.

Para elaboração do documento da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) foram realizadas reuniões nos dias 19 e 20 de fevereiro, na Sala dos Conselhos Superiores, no campus Betânia, com a participação da administração superior e de representantes do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Sindicato dos Docentes (SINDIUVA) e do Sindicado dos Servidores Técnico-Administrativos (Sinsesc). Foi feita  uma síntese dos relatórios dos Grupos de Trabalho política de assistência estudantil; política de pessoal docente; infraestrutura: redimensionamento e expansão; política de pessoal técnico-administrativo; autonomia e financiamento público das universidades; democracia e universidade.

No documento está, por exemplo, a proposta de reajuste salarial dos servidores técnico-administrativos para o mês de fevereiro, a garantia do governador Cid Gomes de R$ 10 milhões para política de assistência estudantil e o levantamento da demanda de vagas para subsidiar a elaboração de edital de concurso público para professor efetivo.

Assessoria de Comunicação e Marketing Institucional da UVA

Cid Gomes assina ordens de serviço para novas obras de abastecimento d’água

Abastecimento_2014

O Governador Cid Gomes assina nesta quinta-feira (20), às 09 horas, no Palácio da Abolição ordens  de serviço para autorizar o início das obras de 55 sistemas de abastecimento d’água, que serão executadas através do Programa Água para Todos. O Programa é uma parceria entre o Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), e o Ministério da Integração Nacional. A solenidade contará com as presença do secretário do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins.

As obras contarão com investimento de cerca de R$ 9,6 milhões e atenderão comunidades dos municípios de Baixio, Cariús, Iguatu, Lavras da Magabeira, Saboeiro, Catarina, Cedro, Quixelô, Acopiara, Caririaçu, Crato, Mautiti, Barbalha, Missão Velha, Assaré, Juazeiro do Norte e Campos Sales .”Essas obras serão iniciadas logo após a assinatura das ordens de serviço. Nossa orientação para as empresas é que as obras comecem o mais breve possível, e esperamos entregar esta etapa até o final do primeiro semestre”, afirmou o secretário Nelson Martins. Serão beneficiadas 2.748 famílias.


O Programa Água para Todos prevê a construção total de 1350 sistemas de abastecimento. Na ocasião,também será autorizada a licitação para obras de 53 sistemas de abastecimento d’água nos municípios de Acopiara, Assaré, Baixio, Barbalha, Campos Sales, Catarina, Cedro, Crato, Farias Brito, Granjeiro, Icó, Iguatu, Juazeiro do Norte, Jucás, Lavras da Magabeira, Mauriti, Nova Olinda, Orós, Porteiras, Quixelô, Saboeiro, Santana do Cariri, Tarrafas, Umari e Várzea Alegre. O investimento será de R$ 12.225.936,85, beneficiando 2.857 famílias.


“Estamos nos empenhando para concluir as licitações e assinar as ordens de serviço até o dia 19 de março”, concluiu.


O governador Cid Gomes destacou que até o final de 2014 a meta é universalizar o abastecimento d’água em todo o Ceará eque o Governo vai buscar os parceiros necessários para viabilizar esse projeto. “Temos dois importantes parceiros para esta política, o Governo Federal e o Banco Mundial, que financia o Projeto São José III”.


São José III


Também será autorizado o início das obras de 24 sistemas de abastecimento d’água em outros 14 municípios: Aiuaba, Assaré, Potengi, Campos Sales, Tauá, Catarina, Aracati, Cascavel, Guaiuba, Maranguape, Graça, Ipu, Reriutaba e Santa Quitéria. Serão beneficiadas 3.434 famílias, representando o investimento de R$ 12,8 milhões.


 


PAIS


Durante a solenidade também será assinado contrato com a empresa vencedora da licitação para fornecer o material de irrigação para a implantação de 363 projetos de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS) em 19 municípios cearenses. Serão atendidas 1.890 famílias, que terão a oportunidade de desenvolver uma agricultura sustentável e sem o uso de agrotóxicos.


O projeto vai Alcântaras, Barroquinha, Catunda, Chaval, Cariré, Granja, Hidrolândia, Ipueiras, Massapê, Martinópole, Piris Ferreira, Meruoca, Monsenhor Tabosa, Nova Russas, Reriutaba, Santa Quitéria, Uruoca e Viçosa do Ceará.


O investimento total será de R$ 3,4 milhões, sendo R$ 1,4 milhão da Fundação Banco do Brasil e R$ 1,4 milhão do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (FECOP). Outros R$ 600 mil serão aplicados de recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).


 


Serviço:


 


Dia 20/02 – Solenidade de Assinatura de Ordem de Serviço do PSJ III e Programa Água para Todos


 


Às 9h, no Auditório do Palácio da Abolição


Rua Silva Paulet, nº 400 – Meireles – Fortaleza/CE


Assessoria de Comunicação da SDA

Chuvas ainda são insuficientes para recarga em reservatórios

Chuvas2

Em Crateús a precipitação foi de 52mm na sede do município, mas na zona rural da cidade já há pasto para os animais. Na Fazenda Aliança, por exemplo, ocorreu o aumento de volume de água no açude local

Foto: Silvania Claudino

No período de 7 horas da segunda-feira e o mesmo horário de terça-feira choveu em 58 municípios

Crateús. Esta cidade registrou a segunda maior chuva do Estado, dentre os 58 municípios que registram precipitações no período compreendido entre 7 horas da manhã da segunda-feira (17) e o mesmo horário de terça-feira (18), segundo a Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme). Foram 52mm de chuva na zona urbana. Choveu também na zona rural.

As precipitações animam população e agricultores, mas ainda não são suficientes para maior recarga nos açudes. A maior chuva no período ocorreu na região Centro-Sul, em Várzea Alegre, cujo pluviômetro marcou 55,4mm. A terceira maior precipitação foi em Lavras da Mangabeira, na região do Cariri, com 43mm.

Na região da Ibiapaba choveu em maior número de municípios, com 17 registros, sendo as maiores em Nova Russas, com 30mm; Graça com 17mm; em Guaraciaba do Norte 9mm; Ipueiras e Hidrolância 8mm e Reriutaba 7,8mm. Destaque também para a região do Sertão Central e Inhamuns, que choveu em 13 dos 36 municípios.

Depois do município de Crateús, as maiores foram em Assaré com 27,4mm; seguido de Quixadá com 25,8mm.

Segundo a previsão do tempo divulgada pela Funceme, o Ceará deve permanecer com nebulosidade variável e chuvas em todas as regiões ao longo do dia de hoje. O órgão explica que isso ocorre em virtude da influência da proximidade de um ramo da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) e do Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN).

Animais

Em Crateús, com as chuvas dos últimos dois dias, o clima melhorou e já há pasto e água para os animais, mas a preocupação com a recarga de reservatórios para o abastecimento humano ainda persiste, pois as chuvas ainda não foram intensas na região a ponto de possibilitar a recarga dos reservatórios. Alguns pequenos açudes e riachos na zona rural aumentaram seu volume, mas o abastecimento humano continua comprometido.

População e autoridades comemoram as chuvas, o clima ameno e a economia de água. Cerca de dez por cento das comunidades abastecidas pela operação pipa já devolveram seus tickets do mês, após terem abastecido suas cisternas com as águas das últimas chuvas, segundo a Defesa Civil.

Conforme o coordenador do órgão, Teobaldo Marques, as precipitações aumentaram a esperança de um bom inverno, contudo, são necessárias precipitações mais intensas para garantir tranquilidade para a população do município.

“Em termos de recarga dos reservatórios as chuvas ainda não são suficientes. O Açude Carnaubal aumentou seu volume, o que alivia um pouco, mas está longe das necessidades da cidade. Estamos otimistas com a chegada de mais chuvas para garantir o abastecimento humano”, destaca Marques.

O coordenador comemora a renovação do pasto, a garantia de água para os animais e o plantio por parte dos agricultores, possíveis graças às recentes chuvas caídas no município.

“O inverno está muito bom para o plantio e já amenizando a situação dos animais. A mudança no clima também melhora porque diminui o consumo e tudo isso já faz diferença na economia de água”, acrescenta.

Para o Sindicato dos Trabalhadores Rurais, a frequência das últimas chuvas é um grande alento para o agricultor, após praticamente três anos de seca.

“Choveu em todo o município nos últimos dias e a frequência da chuva molha bem a terra. Os trabalhadores do campo estão bem animados e logo já teremos feijão florando em algumas regiões do município”, destaca Enoque Marques, secretário da entidade.

O líder lamenta ainda a dificuldade na recarga dos reservatórios. “Para o abastecimento necessitamos de mais chuvas, que temos esperança que virão nos próximos dias”, observa.

Mais informações:

Funceme , Avenida Rui Barbosa, 1246, Aldeota, Fortaleza-/CE , telefone: (085) 3101-1088

Defesa Civil de Crateús

Telefone: (88) 3692.3315.

Silvania Claudino
Repórter

Chuvas

Diario do Nordeste – Regional

Atraso nas obras do aeroporto causa prejuízos para Juazeiro

Aeroportojn2

Serviços têm sido lentos, sobretudo no entorno do aeroporto Orlando Bezerra

FOTO: ELIZÂNGELA SANTOS

Demora nos serviços de expansão tem causado perdas tanto ao setor aeroportuário, quanto ao próprio município

Juazeiro do Norte. A demora na liberação dos depósitos judiciais referentes ao pagamento das desapropriações de terrenos próximos ao Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes poderá gerar enormes prejuízos ao projeto de expansão do terminal aeroportuário, segundo apontam técnicos ligados ao setor de turismo deste município. Nos cerca de 486 mil metros quadrados de área desapropriada deverão ser realizadas obras que garantirão maior comodidade a passageiros do aeroporto e assegurarão maiores condições de pouso e decolagem de aeronaves de maior porte.

O pagamento dos depósitos deveria ter sido realizado no mês de dezembro do ano passado, tão logo foram fechados os acordos envolvendo os proprietários dos terrenos, a Prefeitura de Juazeiro do Norte e a Infraero, responsável pela liberação dos recursos da ordem de R$ 15,8 milhões.

Com os investimentos, os serviços referentes ao projeto de expansão do aeroporto deveriam ter sido iniciados a partir do mês de janeiro deste ano. Pelo projeto, as obras de ampliação e modernização garantem ao terminal aeroportuário a elevação da atual capacidade anual de usuários. Hoje, a capacidade de uso do terminal é de até 150 mil passageiros.

Quando as obras estiverem concluídas será possível atender a um público estimado em até 800 mil pessoas. Com a incorporação das áreas desapropriadas, o espaço total do aeroporto passará a ser de 1.774.740 m².

O atraso na liberação dos depósitos referentes às ações judiciais para desapropriação dos terrenos se dá devido a solicitação realizada pela Infraero à Justiça, onde a empresa requereu prazo de 90 dias para iniciar a realização dos depósitos. O pedido foi atendido pelo juiz Federal José Eduardo de Mello Vilar Filho, titula da 16ª Vara Federal de Juazeiro do Norte, no dia 17 de dezembro do ano passado.

Emperrando

Questões que acabam emperrando a expansão do sítio aeroportuário vêm se acumulando nos últimos anos. No ano passado a Infraero anunciou que realizaria a entrega dos Módulos Operacionais Provisórios (MOPs), em 22 de julho, data em que se comemora o aniversário de Juazeiro do Norte.

A Infraero, no entanto, não conseguiu cumprir com o prometido e anunciou nova data para entrega dos módulos, início do mês de novembro, não conseguindo também concluir a realização dos serviços que resultariam na construção de novas áreas de embarque e desembarque e, ainda, na melhoria da infraestrutura de atendimento aos usuários, sobretudo, os passageiros do aeroporto.

“Nós não conseguimos compreender o que há de tão misterioso que acaba impedindo que as ações em prol da expansão do aeroporto de Juazeiro do Norte aconteçam”, diz o coordenador de turismo do município, Roberto Celestino. Segundo ele, desde o ano de 2010, recursos são alocados no sentido de propiciar o crescimento do sítio aeroportuário e, no entanto, acabam não sendo utilizados por esbarrarem em situações de ordem burocrática. “Em 2010, a bancada federal cearense no Congresso Nacional conseguiu alocar cerca de R$ 30 milhões para que obras pudessem ser realizadas visando o crescimento do aeroporto. No entanto, o recurso não pode ser utilizado porque naquela ocasião o gerenciamento do terminal era realizado pelo Estado e não pela Infraero”, comenta Roberto Celestino, informando, ainda, que no ano seguinte deputados e senadores cearenses rubricaram nova emenda no orçamento da União, desta vez na ordem de R$ 10 milhões, que acabou não sendo utilizada pelo mesmo problema do ano anterior. “Agora há esse retardo em relação aos depósitos judiciais referentes às desapropriações. Não entendemos o motivo da Infraero ter solicitado à Justiça mais três meses para realizar os pagamentos”, comenta.

Conforme o coordenador de turismo de Juazeiro do Norte, o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes foi o que mais transportou passageiros por metro quadrado de terminal no ano passado. Foram cerca de 397. 990 passageiros em área de 900 metros quadrados, totalizando uma margem de atendimento a 431 passageiros por metro quadrado Os números, segundo afirma, são maiores que os apresentados por aeroportos de grande porte como o Pinto Martins, em Fortaleza; Congonhas, em São Paulo, e o de Recife, em Pernambuco. “Em dados estatísticos, o aeroporto Pinto Martins e o de Recife operaram cerca de 1/3 do número de passageiros que foram atendidos em Juazeiro do Norte.


O coordenador informou, ainda, que em relação ao transporte de cargas nacionais, o aeroporto Orlando Bezerra de Menezes transportou quase um quarto de toda a produção desenvolvida no ano passado pelo aeroporto de Viracopos, em Campinas. “A produção é muito grande. Se não houver, com a máxima brevidade possível, a liberação destes depósitos para que a expansão do sítio aeroportuário aconteçam, há sérios riscos de enfrentarmos um lamentável processo de regressão”, avalia.


Comitiva


Ontem, uma comitiva encabeçada pelo prefeito de Juazeiro do Norte, Raimundo Macedo, esteve reunida com o presidente da Infraero, Gustavo do Vale, com a finalidade de agilizar os depósitos judiciais para o pagamento dos proprietários das áreas desapropriadas. Também foram expostos detalhes técnicos em relação as obras de acessibilidade ao aeroporto, num total de 8 km, que acontecem na Avenida Virgilio Távora. A reunião foi agenda pelo deputado federal Arnon Bezerra, que também participou do encontro, ao lado do coordenador de turismo do município, Roberto Celestino.


Até o fechamento desta edição, no entanto, não houve informações sobre o resultado da reunião. A reportagem tentou ouvir o superintendente do aeroporto, Roberto Germano de Souza Araújo, que segundo sua secretária Estela Ruth, estava indisponível para contato. Também foram realizadas ligações para o número celular do superintendente. Todas as ligações, no entanto, acabavam direcionadas à caixa postal.


Roberto Crispim
Colaborador


Mais informações:

Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária
Avenida Virgílio Távora, 4000
Bairro Aeroporto – Juazeiro
Telefone: (88)3311-6524


Diario do Nordeste – Regional

VÍDEO – ENTREVISTA COMPLETA – Funcionário denuncia perseguições e clima de terrorismo dentro da SAAEC

VEJA A ENTREVISTA COMPLETA:

 

 

 
 

 

No último domingo, dia 16 de Fevereiro, um grupo de funcionários da SAAEC veio até nosso estúdio para denunciar maus-tratos, intimidações e o que eles chamam de “terrorismo” acontecendo dentro da empresa de fornecimento de água do Crato, a SAAEC. Veja aqui a entrevista completa com o seu representante, o Sr. Antonio Paes, delegado sindical que faz relatos minuciosos à respeito de práticas ilegais, e inclusive do que ele caracterizou também como espionagem e assédio moral. O caso vai para o Ministério Público.
 

 

 

 

 

www.blogdocrato.com
 

www.tvchapadadoararipe.com

Nos ataques a ônibus em Fortaleza, a Polícia quase ficou na parada

Onibuss-625x352

Com o título “Onda de ataques a ônibus: a quem interessa?”, eis o Editorial do O POVO desta quarta-feira. Não se pode dar vez a esse absurdo que, lamentavelmente, expõe a fragilidade do aparelho de inteligência da área da Segurança. Confira:

Fortaleza está sendo acossada por uma onda de incêndios criminosos de ônibus da rede de transporte coletivo urbano. Em menos de 48 horas seis veículos foram queimados em ações realizadas em bairros periféricos da capital, incluindo a área metropolitana.

As hipóteses concentram-se na possível retaliação de criminosos após a morte de dois detentos no sistema penal, no último domingo. Será? As coisas apresentam-se (inclusive as hipóteses) como se fossem uma réplica do que sucede no Sudoeste do País. Já chegamos, realmente, a esse nível de sofisticação criminosa, no Ceará? Quais razões teriam para ativar a reação repressora das polícias e se autoprejudicarem (não só em relação ao livre trânsito dos grupos criminosos, mas, à própria vida interna nos presídios, alterando sua rotina – uma das coisas mais detestáveis para os presos?).

Por outro lado, é muito estranho, por exemplo, que isso venha seguido de um ataque a tiros à sede da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), no último domingo à noite. Pode ser lida, também (além do aspecto intimidação, um tanto quanto sem nexo) como uma tentativa inidentificável de criar uma desestabilização mais ampla, de teor ainda obscuro? As perguntas são muitas.

Mais uma vez, revela-se aquilo que já é conhecido: a fragilidade do nosso sistema de segurança pública e a necessidade de desenvolver uma ampla rede de informação. Mas, isso não se faz apenas com quadros específicos, mas com a cooperação da população. Para obter esta, é necessário entender que a questão da segurança pública não deve ficar centralizada nas mãos das polícias, mas numa instância política coordenadora que tenha possibilidade de articular as políticas públicas de uma forma geral, pois a violência não consegue ser resolvida apenas com repressão.

Outras dimensões dessa violência estão centradas nas próprias polícias, erodindo a confiança que a população poderia ter nelas. Por exemplo, não podem deixar de ser punidos rigorosamente – se comprovado – os policiais suspeitos de espancar um homem até a morte no bairro Maraponga, na última quinta feira. A tortura e o presumível assassinato do padeiro Francisco Ricardo clama aos céus. Sem extirpar esses cancros internos, a área da segurança pública continuará a ter pés de barro para enfrentar o desafio geral.

O povo

Suspensa divulgação de casos de sarampo no CE

Vacina-300x199

Após 14 anos sem registro da doença, o surto de sarampo em 2014 pegou o cearense de surpresa e deixou a população em estado de alerta. Semanalmente a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) divulga boletins com o número de casos. Porém, desde o último dia 7 os dados não vêm sendo divulgados. Os dois últimos boletins registraram significativo aumento do número de casos. Foram 11 em 31 de janeiro, saltando para 62 no do último dia 7, o que representa aumento de 463,6%. Outros 147 casos estão sendo investigados.

Para imunizar o maior número possível de pessoas, as secretarias municipais e estadual de Saúde prorrogaram até o último domingo (16) a campanha de vacinação. Ontem, no entanto, ainda não havia sido divulgada a cobertura vacinal atingida. O Ministério de Saúde informa que foram enviadas para o Ceará 380 mil doses da vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo, rubéola e caxumba.

Para pensar estratégias de eliminação do sarampo e da rubéola em todo o País, o Ministério da Saúde criou em janeiro deste ano a Comissão Nacional de Especialistas para a Eliminação do Sarampo, da Rubéola e da Síndrome da Rubéola Congênita. Compete à ela acompanhar as atividades da Secretaria de Vigilância em Saúde sobre o tema, analisar informações referentes à eliminação de cada doença, propor estudos adicionais caso os dados disponíveis no país sejam insuficientes ou inconsistentes, além de analisar e emitir parecer sobre o relatório nacional que será apresentado à Organização Pan-americana da Saúde.

Preocupado com o crescente número de casos no Ceará e em Pernambuco, o governo de São Paulo fez um alerta à população paulistana a recomendar para quem pretende viajar para estes estados nordestinos que tome a vacina do sarampo pelo menos dez dias antes da viagem.

Perfil

Dentre os casos confirmados, 50% são menores de um ano de idade e 69,3% são do sexo masculino. Maior parte dos casos confirmados estão concentrados em Fortaleza (55), seguido de Uruburetama (3), Caucaia (1), Itaitinga (1), Jaguaribe (1) e Maranguape (1).

Anastácio Queiroz, infectologista e professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) acredita que, com a campanha de imunização que vem sendo realizada, o Ceará tem tudo para controlar ou fazer com que os casos sejam novos sejam esporádicos. “Não tenho preocupações com a Copa do Mundo. Supõem-se que as pessoas que virão são vacinadas. Há um trabalho intenso, até pela necessidade de controle já que é uma doença de transmissão muito fácil”, salienta.

O especialista acrescenta que está confiante de que o Estado terá o controle da doença e informa que não foram registrados óbitos e nenhum caso grave de sarampo. Em casos suspeitos é feito um bloqueio até que haja confirmação laboratorial, que saí em um dia. Em relação aos boletins do sarampo que não vem sendo divulgados, a reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Sesa, mas não obteve resposta.

Luana Lima
Repórter

 

Diário do Nordeste

ONU pede que “vozes opostas” na Ucrânia dialoguem

Ucrania

A alta comissária das Nações Unidas (ONU) para os Direitos Humanos, Navi Pillay, pediu hoje (19)  que as partes em confronto na Ucrânia se controlem o máximo possível, depois de enfrentamentos entre manifestantes e policiais nas últimas 24 horas terem deixado, pelo menos, 25 pessoas mortas. A alta comissária pediu também investigações urgentes e independentes para esclarecer os fatos e estabelecer responsabilidades – inclusive o possível excesso de força. Por causa das mortes, o governo ucraniano declarou luto nacional no país amanhã (19). 

“Eu condeno fortemente as mortes e insto que governo manifestantes ajam para neutralizarem a tensão e tomarem medidas rápidas para encontrarem uma solução pacífica para a crise”, disse Pillay, em nota.

 

Além das mortes, 241 pessoas foram hospitalizadas, incluindo 79 policiais e cinco jornalistas.Agência Lusa

No comunicado, Navi Pillay falou sobre a necessidade do respeito ao direito à reunião pacífica, segundo garantido por normas internacionais de direitos humanos. “A Ucrânia tem de dialogar entre essas vozes opostas para que sejam respeitadas as obrigações legais do país, compromissos políticos baseados em padrões internacionais  e as recomendações feitas pelo sistema internacional de direitos humanos”, disse a alta comissária. 

A crise política na Ucrânia começou no final de novembro quando milhares de pessoas saíram às ruas para protestar contra a decisão do presidente Viktor Yanukóvich, de suspender os preparativos para assinar um acordo de associação com a União Europeia e reforçar os laços com a Rússia. Depois de algumas semanas de trégua nos confrontos, nos últimos dois dias os enfrentamentos voltaram a ocorrer, especialmente na capital do país, Kiev.

Nesta quarta-feira, o papa Francisco manifestou preocupação com os acontecimentos no país e pediu que as partes cessem a violência.  Os Estados Unidos, por meio do secretário de Estado, John Kerry, informou que a violência é inaceitável e que a questão não será solucionada com “derramamento de sangue”. A Rússia condena os protestos e acredita que a oposição quer conduzir um golpe de Estado.

 

Carolina Sarres – Repórter da Agência Brasil|Agência Brasil

Hospital no Rio atende a três vezes mais pacientes do que sua capacidade

Hospitalrj

A emergência do Hospital Estadual Getúlio Vargas, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, está enfrentando problemas de superlotação. Segundo a própria Secretaria Estadual de Saúde, responsável pela unidade, o número de pessoas que procura o local é três vezes maior do que a capacidade de atendimento.

Com a greve dos hospitais federais, nos últimos dias, a secretaria informou que o problema piorou e o número de pacientes que buscam a emergência do Getúlio Vargas chega a ser quatro vezes maior do que sua capacidade.

A superlotação da unidade é um dos motivos que levaram médicos e outros profissionais de saúde a fazer hoje (19) um protesto em frente à unidade. Os manifestantes também pediram melhores condições de trabalho e criticaram a decisão do governo de colocar o hospital sob a administração de uma Organização Social (OS).

“Os funcionários e médicos [da unidade] decidiram protestar por melhores condições de trabalho, pela contratação de profissionais de saúde, porque há carência de recursos humanos, por melhores salários. Há muita coisa que precisa fazer para melhorar o atendimento à população”, disse o presidente do Conselho Regional de Medicina do Rio (Cremerj), Sidnei Ferreira, que apoiou a manifestação.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a orientação é não recusar atendimento a pacientes. Ainda segundo o órgão, há dificuldade de preencher o quadro de profissionais na unidade, mesmo oferecendo o pagamento de R$ 2,5 mil por plantão de 24 horas.

“Diante disso, a secretaria vem reorientando o modelo de gestão com a administração por Organização Social (OS). Com relação aos profissionais estatutários, todos os servidores continuarão nas unidades e terão opções de manter sua situação, receber gratificação optativa ou, se desejar, serem transferidos após a entrada da OS”, diz nota da Secretaria de Saúde.

Decreto que regulamenta Lei Anticorrupção está na Casa Civil, diz ministro

CorrupicaoO ministro da Controlodaria-Geral da União, Jorge Hage, disse hoje (19) que o decreto que regulamentará a Lei Anticorrupção aguarda análise da Casa Civil. Aprovada em janeiro, a lei poderá punir as empresas envolvidas em práticas ilegais com multa de até 20% do faturamento.

Segundo Hage, o decreto não apresenta “nenhum ponto de divergência relevante”, e será publicado após aprovação da presidenta Dilma Rousseff. “Há consenso em praticamente todos os artigos, e agora está sob cuidados da Casa Civil”, afirmou, após evento na Fundação Getulio Vargas, no Rio.

O decreto que regulamenta a lei apresentará os critérios para aplicação de multas, prazos, além de agravantes e atenuantes como o acordo de leniência para empresas envolvidas com corrupção.

O acordo de leniência incentiva uma pessoa ou empresa envolvida em corrupção a confessar participação no crime, com a possibilidade de receber benefícios, como a extinção da ação punitiva e a redução das penas.

Em outro sentido, a Lei Anticorrupção responsabiliza as empresas que se obtiverem vantagens com a corrupção, mesmo que não tenha agido diretamente no crime, mas beneficiada por ato praticado por entidade contratada ou fornecedora.

Segundo o ministro, a expectativa é que as multas variem entre 0,1% a 20% do faturamento ou entre R$ 6 mil e R$ 60 milhões, caso não fique comprovado o valor do faturamento. Jorge Hage avalia que a lei cumprirá sua principal função, que é prevenir a corrupção nas empresas brasileiras.

“Estamos mais preocupados com os efeitos preventivos da lei nos atos lesivos, atos de corrupção, do que com os procedimentos para aplicação de penas. Esperaria, no mundo ideal, que nunca tenha que aplicar as penas, mas estou feliz de que sejam pesadíssimas, por só assim tem efeito dissuasório [faz desistir]“, afirmou.

Durante palestra na fundação, o ministro destacou que, mesmo sem regulamentação, a lei estimula mudanças no ambiente de negócios, programas de compliance (regras internas para impedir a corrupção), de transparência com fornecedores, preocupação com quem se consorcia e de quem adquire. “Logo depois da sanção da lei, vimos as empresas buscando especialistas no assunto”, revelou.

Destino de líder da oposição na Venezuela deve ser decidido hoje

Leopoldo

A fiscal-geral da Venezuela, Luísa Ortega Días, informou que o líder da oposição Leopoldo López se apresenta ainda hoje (19) para uma audiência no Palácio da Justiça. A informação foi dada pela juíza em entrevista à emissora venezuelana União Rádio. Segundo Luísa Ortega, a audiência vai decidir se o líder permanecerá detido e, caso confirmada a prisão, para onde ele será encaminhado.

“Devemos esperar pelo fim da audiência para saber para onde López será levado, se é que será preso. Lembro à população que obstruir vias, fazer bloqueios e depredar são ações criminosas”, disse. Ela pediu que os cidadãos que querem a paz “reflitam antes de agir com violência nas ruas” e acrescentou que manifestações pacíficas estão previstas no Artigo 68 da Constituição venezuelana.


Manifestantes começam a se concentrar em frente ao Palácio de Justiça para pedir que o líder de oposição seja liberado. Pela manhã em Caracas, já havia manifestação e “panelaços” em protesto à detenção de López.


Leandra Felipe – Correspondente da Agência Brasil/EBC|Agência Brasil

PF cumpre mandados de prisão em aldeia indígena do MS

Policia-federal

A Polícia Federal cumpre hoje (19) cinco mandados de prisão na aldeia indígena de Jaguapiré, localizada no município de Tacuru (MS). De acordo com a corporação, a Operação Silvo também tem como objetivo restabelecer a ordem pública e permitir a prestação de serviços públicos essenciais nas aldeias Jaguaripé e Sassoró.

O comunicado da Polícia Federal informou que os problemas na região começaram no início de janeiro, quando um grupo de índios manteve em cárcere privado cinco agentes de saúde da Secretaria Especial de Saúde Indígena,  além de ter subtraído uma viatura utilizada pelos servidores.

“A suspensão dos serviços vinha causando enormes prejuízos às comunidades indígenas, acarretando, por exemplo, a interrupção do tratamento médico de índios doentes”, destacou a corporação.

Iace aponta desconfiança no crescimento da economia

Dinheirotempo

O Indicador Antecedente Composto da Economia (Iace) para o Brasil caiu 1,1%, em janeiro, ao atingir 125 pontos ante uma alta de 0,9% em dezembro e de uma queda de 0,4% em novembro. Seis dos oito componentes desse índice influenciaram nesse resultado, segundo ao Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV), que faz o levantamento conjunto com a instituição independente norte-americana The Conference Board.

O economista Paulo Picchetti, da FGV-Ibre, afirmou que esse recuo está associado a uma “certa desconfiança” mensurada por meio das várias pesquisas de sondagens com empresários, incluindo ainda o comportamento observado no mercado de capitais. Porem, ele destacou que, no acumulado de seis meses, o índice manteve-se em alta de 0,3%.

“Enquanto a maioria dos dados relacionados à atividade econômica brasileira reforça que um cenário de incerteza prevaleceu ao longo dos últimos meses, o desempenho do mercado de trabalho e do setor de consumo continuam a indicar expectativas positivas, embora não muito expressivas, de crescimento em 2014″, defendeu ele por meio de nota.

Já o economista Jing Sima, do The Conference Board, observou ser prematuro prever um ambiente recessivo. “É muito cedo para sugerir uma piora ainda maior de um ambiente econômico, que já se apresenta enfraquecido”, apontou ele.

O Indicador Coincidente Composto da Economia (Icce) do Brasil – igualmente apurado pelas duas instituições – mostrou elevação de 0,4%, em janeiro com a marca de 128,5 pontos ante um recuo de 0,6%, em dezembro. Três dos seis componentes levaram a esse resultado.

Transações com cartões de crédito e de débito cresceram 17,8% em 2013

Grafico2

Os brasileiros utilizaram 17,8% mais cartões de crédito e de débito durante o ano passado na comparação com 2012, segundo balanço divulgado hoje (19) pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs). O volume relativo a essas transações somou R$ 853 bilhões em 2013.

Apenas os cartões de crédito, em 2013, registraram alta de 15,3% em relação a 2012, somando R$ 553 bilhões. As transações feitas com cartão de débito somaram R$ 300 bilhões, alta de 22,5% na mesma base de comparação. Com relação à quantidade de transações, em 2013, houve alta de 14% nos dois tipos de cartões, na comparação com 2012, um total de 9,3 bilhões de usos. O cartão de crédito, além disso, foi a quarta maior modalidade na composição da carteira de crédito dos bancos emissores.

Durante o ano passado, os cartões representaram, em média, 28% do consumo total dos brasileiros. No último trimestre, o percentual atingiu 30% pela primeira vez no país. A quantidade de terminais que aceitam cartões também cresceu: passou de 3,5 milhões de terminais no primeiro semestre do ano passado para 3,8 milhões no segundo semestre. Para o presidente da Abecs, Marcelo Noronha, o pagamento por meio de cartões é crescente no país. “Você chega numa banca de jornal, na feira, na praia e quer pagar com cartão”, disse.

Segundo Noronha, a perspectiva para 2014 é um crescimento ainda maior. As transações com cartões de crédito e de débito sobem para R$ 1 trilhão, o que representa uma alta de 17,1%. “A tendência é uma penetração ainda maior [dos cartões] em todos os países, mas ainda no Brasil, onde o setor investiu fortemente na captura”, declarou.

Os programas de recompensa, como de milhagens, devolveram aos consumidores de cartões R$ 2,4 bilhões em 2013. No ano passado, o montante foi de R$ 2,1 bilhões.

O tempo de permanência dos consumidores no rotativo do cartão foi de, em média, 18 dias. “A pessoa não fica lá indefinidamente, pagando o ano inteiro, porque você tem muitas opções de sair do rotativo”. Noronha disse que os emissores têm estimulado o parcelamento do valor do rotativo, já que a taxa de juros dessa forma de pagamento é menor.

O comprometimento da renda do brasileiro atingiu 22% e o endividamento ficou em 45%. Para o presidente da Abecs, esse percentual alto de endividamento está associado ao crescimento do financiamento de imóveis, e não ao pagamento de contas a curto prazo, o que é um sinal positivo. “Isso mostra que o brasileiro, na verdade, não está endividado”, declarou.

Resultado do fluxo cambial em fevereiro supera o de igual período de 2013

GraficoacendenteO fluxo cambial, movimento de entrada e saída de dólares do país, registrou entre os dias 3 e 14 de fevereiro saldo parcial de US$ 318 milhões de dólares, de acordo com boletim divulgado hoje (19) pelo Banco Central.

O resultado permitiu ao país ficar com um fluxo cambial no ano de US$ 1,92 bilhão, já que em janeiro foram registrados mais US$ 1, 61 bilhão. O resultado é bem melhor do que o registrado em mesmo período do ano passado, quando o fluxo estava negativo em US$ 3,96 bilhões.

O resultado parcial  foi mantido positivo graças aos resultado do dia 7, quando o fluxo teve superávit de US$ 1,08 bilhão, e dos dias 10 e 12, com US$ 689 milhões e  US$ 782, respectivamente. Os dados do Banco Central não permitem identificar o motivo do bom resultado desses dias. Nos demais dias o fluxo ficou negativo.

O saldo parcial de US$ 318 milhões em fevereiro foi alcançado graças ao resultado da conta financeira de US$ 1,72 bilhão, pois a conta comercial registrou déficit de US$ 1,40 bilhão.
 

Carvalho: parte de conflitos sociais decorre de maior consciência de direitos

 

 

Gilberto

Brasília – O ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência da República, participa do seminário Conflitos Fundiários em DebateMarcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, disse hoje (19) que parte dos conflitos sociais no país decorre da maior consciência de segmentos da população, antes marginalizados, sobre seus direitos. “A maior mobilidade social e a crescente tomada de consciência por parte de muitas pessoas que, até então, não tinham seus direitos reconhecidos são algo positivo, mas que agrava os conflitos”, disse o ministro durante um seminário, no Ministério da Justiça, sobre conflitos fundiários.

“Quando você começa a mexer com a sociedade, permitindo a mobilidade social, é natural que essa consciência de direitos aflore e que grupos que aceitavam passivamente a dominação comecem a se mobilizar e a lutar por seus direitos, enfrentando os conflitos”, acrescentou o ministro.

Ele comentou as declarações do deputado e presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, Luís Carlos Heinze (PP-RS). Em um vídeo, gravado em novembro de 2103 e que veio a público recentemente, Heinze afirma que a Secretaria-Geral da Presidência da República aninha (reúne) “quilombolas, índios, gays, lésbicas e tudo o que não presta”.

“Não temos que analisar essas palavras apenas pela grosseria que representaram. Elas são uma manifestação sincera de um pensamento que infelizmente está na inconsciência de grande parte da nossa sociedade, para quem o que presta é o que está dado, o intocável, e a quem incomoda todos os que antes estavam quietinhos na senzala, na aldeia ou sendo discriminados silenciosamente e que, agora, passaram a se agitar”, disse o ministro.

De acordo com o gabinete da presidenta da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos Humanos da Câmara, deputada Erika Kokay (PT-DF), a coordenação da frente decidiu, em reunião feita hoje pela manhã, entrar com representação na Corregedoria da Câmara, por quebra de decoro parlamentar, e também na Procuradoria-Geral da República, por incitação ao crime e à violência. O grupo prepara ainda hoje as representações contra o deputado Luís Carlos Heinze. A previsão é que elas sejam protocoladas amanhã (20). Também será preparada uma nota de repúdio em nome da frente parlamentar.

Carvalho afirmou ainda que setores do próprio Poder Executivo são contrários a tudo o que entendem como insurgência. “Há, no aparelho de Estado, sobretudo no Poder Executivo, uma posição favorável à mentalidade de que tudo que fere a ordem estabelecida é um problema. E, muitas vezes, cabe a nós, do Poder Executivo, a tarefa inglória e ingrata de cumprir uma ordem com a qual, podemos não estar de acordo, mas que, como homens públicos, temos que cumprir.”

Sobre os conflitos fundiários, Carvalho disse não haver desconforto entre os diversos segmentos do governo federal nem mesmo com o Poder Judiciário. “Conseguimos trabalhar com o método da mediação todas as vezes em que se precisa intervir. Isso tem sido muito confortável para a gente”, completou o ministro, ao defender a negociação e a mediação como as únicas formas de solucionar conflitos como a disputa por terras entre comunidades tradicionais e produtores rurais.

Museu do Amanhã abre sala de visitação

Museu-do-amanha

Um dos maiores empreendimentos culturais públicos-privados do Rio de Janeiro, o Museu do Amanhã, no Píer Mauá, zona portuária do Rio de Janeiro, com inauguração prevista para primeiro de março de 2015, oferece a partir de hoje (19) sala de visitação com vídeos e aplicativos sobre os impactos das atitudes do homem em relação ao meio ambiente.

De acordo com o curador do museu, Luiz Alberto Oliveira, os 80 metros quadrados com vídeos e ferramentas interativas oferecem prévia do que será o museu, de 15 mil metros de quadrados. “É aperitivo da estrutura narrativa do que será o Museu do Amanhã. Um museu de ciência aplicada, de exploração de possibilidades de futuro:  a ideia é que o visitante aqui, nesta salinha, tenha uma primeira mostra do que será o conteúdo completo do museu”, disse ele.

Oliveira explicou que 13 temas são explorados nos dispositivos interativos e nos vídeos, relacionados com cinco grandes tendências: mudança do clima, aumento da população e da longevidade, aumento do número e da qualidade de artefatos mais próximos da população, alteração drástica da biodiversidade e expansão muito rápida do conhecimento.

O local fica no canteiro de obras do museu.  A entrada é franca e a sala funciona de terça a domingo das 10h às 17h. A sala conta ainda com maquete do edifício, idealizado pelo arquiteto Santiago Calatrava, que prevê a utilização de recursos naturais do local, como captação de energia solar e uso da água da Baía de Guanabara na climatização do interior do Museu e reutilizada no espelho de água.

O curador disse que a o museu terá na entrada um portal cósmico de 360 graus. “É um ovo negro de grandes dimensões. O chão desaparece, o teto desaparece e você é arremessado a escalas do universo que estamos desabituados a experimentar com a vista desarmada,” disse ele. “Então você vai explorar as dimensões astronômicas, moleculares e a complexidade na vida na terra”, disse ele ao ressaltar que, além da exposição permanente,  o museu  organizará exposições de arte que dialoguem com a ciência e a proposta do museu.

O museu é considerado pela prefeitura do Rio uma das mais importantes peças do plano municipal de revitalização da zona portuária. Orçado originalmente em 130 milhões, o projeto agora vai custar R$ 215 milhões, custeado com a venda dos Certificados de Potencial Adicional de Construção (Cepacs) da prefeitura e executados pela Concessionária Novo Rio. É iniciativa da prefeitura e da Fundação Roberto Marinho e tem patrocínio do Banco Santander, que investirá R$ 65 milhões nas obras. O projeto conta também com o apoio do Governo do Estado e do Governo Federal.

O secretário geral da Fundação Roberto Marinho, Hugo Barreto, salientou que o local, que fica ao lado do terminal de cruzeiros do porto, servirá de atração turística e de reflexão para cerca de 1 milhão de turistas que chegam à cidade anualmente em navios. “A ideia é que o visitante vindo aqui não tenha apenas algumas pequenas informações sobre o museu, mas sim vivenciar as escolhas que ele faz e que afetam o amanhã”, disse Barreto.
 

Eduardo Azeredo renuncia a mandato de deputado federal

EduardoAzeredo

Em clima de surpresa para quase todos os parlamentares, o deputado Eduardo Azeredo renunciou hoje (19) ao mandato na Câmara dos Deputados. A carta, entregue pelo filho de Azeredo, Renato Azeredo, no início da tarde, foi lida em plenário minutos depois, oficializando o afastamento do político, réu na Ação Penal 536, o processo do mensalão mineiro.

No processo em análise do Supremo Tribunal Federal (STF) , Azeredo foi apontado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, como o “maestro” no suposto esquema. Janot afirma que o tucano desviava recursos públicos em benefício próprio para financiar sua campanha política. E pede que o ex-deputado seja condenad a  22 anos de prisão pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro.

Eduardo Azeredo não veio para Brasília. Na carta, ele afirma que as pessoas que assumem a atividade política estão vulneráveis a situações ditadas por ataques, pressões e interesses de adversários.

“Uma tragédia desabou sobre mim e minha família, arrasando o meu nome e a minha reputação”, destacou. Segundo ele, as acusações feitas a ele foram baseadas em testemunhos e documentos falsos.

Eduardo Azeredo disse, no documento, que a contratação da agência de Marcos Valério, foi uma “infeliz coincidência” que o colocou em situação de suspeita e garantiu que não é culpado de nenhum ato de peculato. “Não fiz empréstimo fictício para minha campanha de reeleição ao governo de Minas em 1998”, completa.
 
O presidente nacional do PSDB e senador, Aécio Neves (MG), que, ainda pela manhã dizia que apenas tinha “ouvido falar sobre a renúncia”, tentou afastar qualquer rumor de que a decisão tivesse sofrido qualquer pressão do partido que disputa o processo eleitoral deste ano. “Que eu saiba não foi nenhuma [pressão do PSDB]. Foi uma decisão de foro íntimo que tem de ser respeitada”.

Aécio Neves ainda acrescentou que Azeredo “é conhecido e reconhecido em Minas Gerais como homem de bem” e que sua decisão não provocará qualquer influência nas campanhas do partido.

Por duas vezes, ao longo das últimas semanas, Eduardo Azeredo ameaçou se manifestar no plenário sobre as acusações feitas no processo, mas cancelou os dois pronunciamentos. O presidente do partido em Minas Gerais, deputado Marcus Pestana (MG), daria hoje (19) uma declaração sobre a situação do ex colega e leria parte do pronunciamento de Azeredo.

Com a leitura da carta de renúncia, que ainda será publicada no Diário Oficial do Congresso Nacional, a vaga de Azeredo deverá ser ocupada pelo deputado João Bittar (DEM-MG), que hoje é suplente em exercício e será efetivado, segundo informou a Secretaria-Geral da Mesa Diretora. A vaga de Bittar passa a ser ocupada pelo deputado Ruy Muniz (DEM-MG) ou por Edmar Moreira (PR-MG), que ficou conhecido por ter um castelo de R$ 25 milhões no interior de Minas Gerais registrado em nome dos filhos.

*Colaborou Pedro Peduzzi

Para educadores, fobias sociais são cada vez mais frequentes em crianças

Muitas escolas não contam com funcionários atentos ao bem estar de cada estudante nem dispõem de terapeutas e psicólogos acessíveis

Sharon Noguchi – San Jose Mercury News

SAN JOSE – Uma estudante popular e talentosa da escola Los Altos High, nos Estados Unidos, recebeu uma mensagem de texto dos pais quando estava na escola, pedindo-lhe que voltasse para casa para conversar sobre suas notas. A aluna, que também era uma atleta de destaque, tinha obtido várias notas A – e uma nota D. Ela pediu para sair da aula de inglês, pois queria ir ao banheiro, mas não voltou. A jovem desmaiou, sofrendo um debilitante colapso nervoso.

 

Gaveta-292

Divulgação
Muitas crianças suportem o estresse durante anos antes de sucumbirem

A aluna, que não quis ter o nome revelado por causa do estigma das doenças mentais, não é a única a sofrer desse problema.

Educadores dizem ver um aumento no número de casos de depressão, ansiedade e fobia social entre os estudantes. A gravidade dos distúrbios mentais entre os estudantes aumentou, dizem eles, afetando até crianças mais novas, embora muitos suportem o estresse durante anos antes de finalmente sucumbirem.

“Eu sabia disfarçar muito bem”, disse a aluna de Los Altos High, hoje no último ano, que foi posteriormente diagnosticada com depressão aguda e distúrbio de déficit de atenção, diagnóstico ao qual seus pais resistiram durante seis meses e no qual muitas das pessoas que a conheciam não puderam acreditar.

“Fui ensinada a vender minha própria imagem, a apertar os botões corretos, a dizer as coisas certas”, acrescentou ela, até que, um dia, “tudo desabou”.

O estresse cada vez maior não aflige apenas os filhos dos mais ricos e bem preparados do Vale do Silício, que frequentam escolas ao lado de colegas motivados e destinados à faculdade. Embora ainda não se reflita nas incompletas e atrasadas estatísticas nacionais, a tendência parece ultrapassar divisões étnicas, de classe, renda e capacidade acadêmica.

“Observamos isso em todo o espectro demográfico”, disse Gloria Dirkmaat, diretora especial de ensino a secretaria de ensino médio de San Mateo.

Pânico. Na escola Overfelt High, de San Jose, os ataques de pânico entre os alunos aumentaram subitamente. No semestre passado, os casos de ansiedade também aumentaram entre os adolescentes de outras escolas da região.

“Temos crianças que chegam a nós com necessidades maiores em relação à saúde mental, e isto está ocorrendo cada vez mais cedo”, disse Judith Cameron, da secretaria de ensino do Vale de San Ramon.

Nem todas as escolas observaram um aumento na incidência de problemas de saúde mental. Mas muitas não contam com funcionários atentos ao bem estar de cada estudante nem dispõem de terapeutas e psicólogos facilmente acessíveis.

Isso está mudando. Desde um surto de suicídios entre alunos das escolas do ensino médio de Palo Alto, ocorrido quatro anos atrás, a secretaria de ensino treinou professores, criou mecanismos de segurança, ofereceu mais orientação e agora está treinando todos os estudantes em técnicas de intervenção nos casos de pessoas que podem ameaçar o suicídio.

As escolas do Vale de San Ramon contrataram um orientador para cada escola do ensino fundamental 2 e médio para o ano escolar atual com o objetivo de lidar com a saúde mental. E uma escola de Morgan Hill contratou mais terapeutas para tratar de problemas de depressão entre alunos do quarto e quinto anos.

Dois anos atrás, a secretaria de San Mateo criou duas turmas para estudantes com fobias sociais. Há duas outras turmas para aqueles com ansiedade e depressão, além de duas turmas para estudantes com problemas emocionais mais graves. De acordo com Gloria Dirkmaat, todas elas estão cheias.

Tradução de Augusto Calil

Grupo incendeia o sexto ônibus em Fortaleza

Ataque ocorreu no Km 10 da BR-116 e ninguém ficou ferido. Segundo testemunhas, sete pessoas participaram do crime.

Queima_bus4

Sete homens pediram aos passageiros descerem e
colocaram fogo (Foto: Reprodução/TV Verdes Mares)

Sete homens incendiaram um ônibus no Bairro Messejana, em Fortaleza, na madrugada desta terça-feira (18).  É o sexto ataque a coletivos na Região Metropolitana de Fortaleza em menos de 48 horas. Três ataques deixaram os ônibus totalmente destruídos. Ninguém ficou ferido.

De acordo com a Polícia Militar, o crime ocorreu por volta da meia noite próximo ao Km 10 da BR-116 nas proximidades do viaduto da Messejana. Testemunhas relataram à polícia que um homem solicitou a parada do ônibus e, em seguida, outros seis, armados e com gasolina subiram no coletivo e pediram para todos os passageiros descerem.  O Corpo de Bombeiros foi acionado e controlou as chamas. O ônibus fazia a linha 631 – Carlos Albuquerque.

Paralisação
Devido ao ataque, os empresários de ônibus solicitaram a retirada dos coletivos das ruas. Houve tumulto no Terminal de Papicu. Os coletivos apenas entravam no terminal e estacionavam em seguida.

Os passageiros ficaram revoltados e alguns esperaram por mais de duas horas para deixar o terminal. Cinco carros da Polícia Militar fizeram a segurança do Terminal do Papicu para evitar um conflito.

Investigações
A Polícia Civil do Ceará investiga os ataques. De acordo com o delegado geral da Polícia Civil, Andrade Júnior, os incêndios podem ter relação com a morte de dois detentos neste domingo (16). “Existe uma possibilidade, mas não é a única linha investigativa”, afirma o delegado. Quatro ônibus foram incendiados na noite deste domingo em Fortaleza.

O primeiro incêndio foi registrado às 22h40 do domindo, no Jardim América. O segundo ocorreu à meia-noite, na saída do terminal de ônibus do Siqueira. Outros dois ônibus tiveram queima parcial também durante a noite de domingo, no Bairro Conjunto Ceará. Além dos ataques aos ônibus, a sede da Secretaria, que fica no Bairro Aldeota, foi alvejada.

Do G1 CE

Beata Maria de Araújo ganhará busto na Praça do Marco Zero que terá o seu nome

Bustobeata

A Beata Maria de Araújo vai ganhar um busto e dará seu nome à Praça do Marco Zero construída ao lado da cúpula da Praça dos Romeiros. A solenidade ainda faz parte do centenário de morte da religiosa ocorrido no dia 17 de janeiro de 1914 quando Juazeiro do Norte tinha apenas três anos de emancipação política. O ato será presidido às 17 horas desta segunda-feira, dia 17 de fevereiro, pelo prefeito Raimundo Macedo e reunirá pesquisadores, religiosos e parentes da beata.

Outro evento previsto na programação para esta segunda será o lançamento da terceira edição do famoso livro “Milagre em Joaseiro”, do professor e escritor norte americano Ralph Della Cava que desembarcou em Juazeiro na manhã deste domingo. A solenidade será no SESC começando as 18 horas com um conserto musical reunindo Afonso Gadelha e Daniel Sobreira. Uma hora depois, a abertura com o professor Geová Sobreira.

Caberá ao professor Renato Casimiro apresentar “Della Cava e a Nova História de Juazeiro”, seguido pelo pronunciamento do autor e a sessão de autógrafos. O último ato pelos 100 anos de morte da beata tinha acontecido em 20 de janeiro quando houve o sepultamento simbólico da religiosa, descerramento de uma placa colocada pela Secretaria de Cultura e Romarias em alusão à data de morte da protagonista dos milagres, celebração de missa em sufrágio de sua alma, apresentações de grupos folclóricos e a exibição do filme “Milagre em Juazeiro”.

Na época, o cortejo entre a Praça Padre Cícero e a Capela do Socorro foi liderado pelo prefeito Raimundo Macedo e reuniu profissionais liberais, historiadores e pesquisadores sobre a história dos fatos miraculosos ocorridos a partir de março de 1889 no município. No início daquele mês a hóstia transformou-se em sangue na boca da Beata Maria de Araújo quando Juazeiro se tornou a Meca do Cariri. Em seu discurso, o prefeito apontou a beata como uma das pessoas mais importantes do município.

Regularização fundiária será concluída no Ceará em 2014

Governodoestadoce

Gazeta de Notícias – O Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) e do Instituto do Desenvolvimento Agrário (Idace), assinou convênio com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), através da Secretaria do Reordenamento Agrário (SRA) que vai permitir a conclusão do processo de regularização fundiária no Ceará até o final de 2014.

Pelo novo convênio, o Estado do Ceará vai começar o processo de regularização fundiária em 12 municípios: Pindoretama, Cascavel, Alto Santo, Potiretama, Iracema, Ererê, São João do Jaguaribe, Tabuleiro do Norte, Jaguaribe, Jaguaretama, Ibicuitinga e Pereiro. O investimento total será de R$ 7,5 milhões, sendo R$ 6,4 milhões do MDA e a contrapartida do Estado de R$ 1,1 milhão.
Quem acompanhou a reunião foi secretário de reordenamento agrário do MDA, Ademar Almeida, que destacou o trabalho que vem sendo feito no Estado do Ceará para concluir o processo de regularização fundiária. “Com esse convênio, nós vamos concluir a regularização fundiária no Estado, o que significa universalizar todo esse processo no Ceará, permitindo aos agricultores familiares segurança jurídica para acessar as políticas de crédito e assistência técnica”, afirmou Ademar.
O secretário do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, destacou que a expectativa é regularizar mais de 8 mil propriedades rurais nos 12 municípios até o final de 2014. Cerca de 13 mil imóveis devem ser cadastrados para esse processo. “Queremos concluir o processo até o final de dezembro deste ano e vamos contar com o apoio das Prefeituras Municipais para a conclusão deste processo”, afirmou o secretário.
Audiências públicas
O Idace vai realizar audiências públicas, na próxima semana, nos municípios de Cruz e Viçosa do Ceará para esclarecer sobre o processo de regularização fundiária. Na próxima terça-feira (18) será realizada audiência pública em Cruz, na quinta (20), o encontro será em Viçosa do Ceará, na sexta-feira (21) será em Caucaia e no próximo dia 24 de fevereiro (segunda-feira) o processo será em Pacoti, no Maciço do Baturité.
Está em andamento o processo de georreferenciamento e topografia para fazer a identificação dos imóveis que ainda não possuem o título de terra. Segundo o superintendente estadual do Idace, Ricardo Durval, este é o primeiro passo para iniciar o processo de regularização fundiária nos municípios. “Nas audiências públicas, nós explicamos como o processo funciona e como será a atuação do Idace para cadastrar os imóveis que vão receber os títulos de terra. Vamos esclarecer as dúvidas dos moradores”, explicou.
O Programa de Regularização Fundiária do Ceará é um dos maiores da América Latina e executado em parceria com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). O Programa de Regularização Fundiária do Ceará tem começo, meio e fim. “A entrega de títulos de terra representa o reconhecimento da cidadania do homem do campo, lhe garantindo a segurança jurídica da propriedade rural da terra onde ele nasceu”, afirmou o secretário Nelson Martins.

Governo do Estado

Juazeiro do Norte recebe primeiro painel com especialistas do Projeto Setores Portadores de Futuro

Fiec

A Federação das Indústrias do Estado do Ceará(FIEC), tendo à frente o Instituto de Desenvolvimento Industrial do Ceará(INDI), realiza a primeira série de painéis com especialistas do Projeto Setores Portadores de Futuro para o Ceará, no interior cearense,  entre os dias 19 e 25 de fevereiro. Juazeiro do Norte, no Cariri, recebe o primeiro painel, no próximo dia 19 de fevereiro, do meio-dia às 18 horas, no IU-á Hotel, localizado no bairro Lagoa Seca. Depois de Juazeiro do Norte, serão realizados painéis em Iguatu, no próximo dia 21 de fevereiro, no Diocesano Hotel, e em Russas, no dia 25 de fevereiro, no Crede-10. Em Março, uma segunda série de painéis será realizado em Quixadá, Sobral, São Gonçalo do Amarante e Fortaleza, entre os dias 18 e 27 desse mês.
O Projeto Portadores do Futuro quer enxergar a perspectiva da Indústria Cearense, em 10 anos, identificando as atividades econômicas antenadas às tendências tecnológicas mundiais, de modo a contribuir com o desenvolvimento econômico do Ceará.  O Estado é primeiro Estado do Nordeste, terceiro do país, a aplicar a metodologia do Projeto Setores Portadores de Futuro desenvolvido pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná(FIEP).
Este exercício de prospecção sobre o futuro tem por objetivo priorizar os setores industriais cearenses que contribuirão para o desenvolvimento do estado, considerando as 7 mesorregiões: Sul, Centro-Sul, Sertões,  Jaguaribe, Norte e Região Metropolitana de Fortaleza.   Nesse exercício será possível projetar a posição dos setores industriais em relação às tendências tecnológicas, econômicas e industriais internacionais, num horizonte de 10 anos.
A metodologia de trabalho compreende  ainda a realização de estudos sobre a economia e a indústria e também sobre tendências tecnológicas, sociais, industriais internacionais. Estes estudos estão prontos e servirão de subsídio para a realização de painéis regionais compostos por formadores de opinião de cada região. Por região, estão sendo convidados 40 especialistas. Eles vão responder a um questionário online, via tablets, para que listem os setores econômicos mais relevantes em cada Região.  O uso do tablet vai reduzir o tempo de sistematização dos dados de 1 hora e meia para 15minutos.
Esses encontros com especialistas vão formar uma base de conhecimento juntamente com a carta de tendências tecnológicas. Assim, será possível identificar setores e tendências tecnológicas que poderão se tornar alvos de estratégias e ações antecipadas para  cada região, por meio de Rotas Estratégicas, com objetivo de situar o Estado em posição competitiva de destaque, contribuindo para o desenvolvimento sustentável com maior igualdade regional.

Ceará é Notícia

 

Em viagem ao Nordeste, Dilma anuncia recursos para mobilidade

Dilma_Rousseff

Cumprindo agenda na Região Nordeste, a presidenta Dilma Rousseff inicia nesta terça-feira (18) uma série de anúncios de investimentos em mobilidade urbana. Novos recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2 para a área de transportes foram prometidos pelo governo no ano passado, após as manifestações que levaram milhões de pessoas às ruas de várias cidades brasileiras.

Em Teresina, o primeiro compromisso da presidenta é uma entrevista a emissoras locais de rádio e TV, às 10h. Uma hora depois, participa da cerimônia de anúncio dos investimentos na capital. Segundo o governo estadual, parte dos recursos a serem anunciados será utilizada em obras de melhoria e expansão do metrô da cidade.

Ao lado do governador Wilson Nunes Martins (PSB) e do prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), Dilma também vai entregar cinco máquinas motoniveladoras e 35 pás carregadeiras, com investimento de R$ 14 milhões. Nessa segunda-feira (17), ela participou da entrega das chaves de 92 máquinas a municípios mineiros em Governador Valadares (MG).

De Teresina, a presidenta segue para Maceió, onde também anuncia recursos para a mobilidade urbana e entrega veículos a prefeituras. O montante dos investimentos não é revelado antecipadamente pelo Planalto, mas deve contemplar obras para a melhoria do transporte na capital alagoana, cujo prefeito é Rui Soares Palmeira (PSDB).

Na cerimônia, marcada para as 15h, os dois últimos caminhões-pipa serão entregues a municípios atingidos pela seca, juntamente com 17 caminhões-caçamba. Esses últimos, utilizados na conservação de estradas municipais, vão beneficiar 20 mil famílias de agricultores e uma população rural superior a 145 mil pessoas, de acordo com o Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Agência Brasil

Investimento externo na China cresce 16,1% em janeiro

Grafico-barras-informacoes-estatisticas-1307461137

O investimento externo direto na China aumentou 16,1% em janeiro, somando US$ 10.76 milhões, anunciou hoje (18) o Ministério do Comércio chinês. Quase 90% desse valor – US$ 9.55 milhões – vieram de um conjunto de dez países e regiões asiáticas, principalmente Hong Kong, Taiwan, o Japão, a Tailândia e Cingapura.

Comparado a janeiro de 2013, o investimento proveniente daquele grupo de países e regiões aumentou 22,2%, enquanto o da União Europeia caiu 41,25%. O investimento oriundo dos Estados Unidos cresceu 34,9%, para US$ 369 milhões. A área de serviços atraiu US$ 6.330 milhões, correspondendo a 58,8% do total.

Os números “mostram a confiança dos investidores internacionais” na economia chinesa, disse um apresentador da Televisão Central da China. Este foi o segundo indicador importante divulgado pela China em uma semana.

Na terça-feira passada (11), a Administração Geral das Alfândegas Chinesas anunciou que o comércio externo do país cresceu 10.3% no primeiro mês do ano, para US$ 382.4 milhões, com saldo de US$ 31.86 milhões favorável à China.

Também em janeiro de 2014, o investimento da China fora de suas fronteiras aumentou 47,2% em relação ao mesmo período do ano passado, para US$ 7.23 milhões.

A China é a segunda economia mundial, superada apenas pelos Estados Unidos, e o primeiro exportador. Em 2013, o Produto Interno Bruto (PIB) chinês cresceu 7,7%, excedendo a meta de “cerca de 7,5%” preconizada pelo governo.

*Com informações da Agência Lusa

Irã tem “vontade política” de chegar a acordo sobre programa nuclear

Ira1

O Irã tem “vontade política” de chegar a um acordo com as grandes potências sobre o seu programa nuclear, declarou o ministro iraniano dos Negócios Estrangeiros, Mohammad Javad Zarif, citado hoje pela agência oficial de notícias Irna.

“Nós estimamos que é possível chegar a um acordo e viemos para cá com a vontade política de conseguir”, disse Mohammad Javad Zarif após jantar de trabalho nessa segunda-feira (17) com a chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton.

As negociações entre o Irã e o Grupo 5+1 (formado pelos Estados Unidos, a Rússia, China, França, o Reino Unido e a Alemanha) estão sendo retomadas hoje em Viena, com o objetivo de alcançar um acordo definitivo que permita encerrar uma década de crise entre Teerã e o Ocidente.

“Se todas as partes participarem das negociações com a vontade política de chegar a uma solução, nós teremos resultados positivos, mas isso leva tempo”, acrescentou Ashton.

Ontem, o guia supremo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei, disse que as negociações “não vão levar a lado nenhum”.

*Com informações da Agência Lusa

Emprego na Alemanha bate novo recorde

Grafico2

O número de pessoas com emprego na Alemanha atingiu, no quarto trimestre do ano passado, novo recorde ao crescer 0,6% em termos anuais, para 42,2 milhões de pessoas, informou hoje (18) o Gabinete Federal de Estatísticas do país.

Em relação ao terceiro trimestre do ano, o número de pessoas com emprego na maior economia europeia subiu 0,5%, uma taxa ligeiramente menor que o aumento médio dos últimos cinco anos entre o terceiro e quarto trimestres.

O crescimento do emprego no setor dos serviços foi o principal responsável pelo aumento. Se as previsões se confirmarem, 2014 será o oitavo ano consecutivo em que a Alemanha atinge novo máximo de ocupação laboral.

*Com informações da Agência Lusa

enezuela vive expectativa de novos protestos marcados para hoje

Protestos_na_venezuela_-_avn

Venezuela vive a apreensão de nova onda de manifestações e marchas. Foto AVN

A Venezuela vive a apreensão de uma nova onda de protestos e marchas marcadas para hoje (18). O líder do Partido da Vontade Popular, Leopoldo López, convocou simpatizantes para saírem às ruas e acompanhá-lo em manifestações que chamou de “resistência”, antes que ele se apresente à Justiça. O governo de Nicolás Maduro também convocou a população que o apoia para uma marcha pela paz, contra as manifestações  “da direita fascista” 

A segunda-feira (17) foi de “relativa calma”, embora tenham ocorrido manifestações em algumas regiões. O metrô de Caracas teve sete estações fechadas durante a tarde, devido aos confrontos entre os funcionários do serviço de transporte e manifestantes.

Apesar de um clima moderado nas ruas, nas redes sociais e nos meios de comunicação locais, a oposição e o governo trocaram acusações e difundiram notícias que denunciaram a manipulação de informações de ambos os lados, como a publicação de fotos montadas, supostamente para incriminar os opostos (por exemplo, fotos falsas de pessoas feridas).

A ministra de Comunicação e Informação, Delcy Rodríguez, denunciou, em sua conta no Twitter, que grupos de direita teriam planos de ações violentas para hoje. Ela comentou a denúncia vinculada na estatal Venezuelana de Televisão (VTV), que revela que representantes da direita teriam contratado 300 sicários (como são chamados assassinos contratados) para promover a violência na capital durante as marchas.

“Alerto a comunidade internacional, porque grupos violentos planejam para hoje tomar o poder à força”, escreveu em sua conta no Twitter. De acordo com as denúncias difundidas pela emissora de TV estatal, setores de oposição teriam um fundo de 120 milhões de bolívares para o pagamento dos assassinos.

Entre os opositores, o clima mostra diferenças. Leopoldo López manteve o plano de manifestações, ainda que o governo tenha dito que ele não poderia fazê-lo e que será capturado.

O governador do estado de Miranda, Henrique Capriles, procura afastar-se de López, mas mantém as críticas ao governo de Maduro. Em carta divulgada nessa segunda-feira (17), ele pediu que a Constituição do país seja respeitada e defendeu o diálogo como caminho.

“É o momento para que o governo mostre a vocação humanista que tanto proclama. Esperamos que o governo se retifique, que desarme grupos paramilitares e que cesse com a repressão e a tortura. Que aprove recursos para a compra de alimentos, remédios e papel para a impressão de jornais”, diz a carta.

Desde o início dos protestos, Capriles atribui parte da violência a grupos armados de civis, segundo ele, os coletivos socialistas apoiados pelo governo. Ele disse que respeita posições distintas (de outros opositores), mas que é preciso ter cautela e caminhar para “uma solução real”, em vez de criar “expectativas irreais e personalistas”.

O governo de Nicolás Maduro nega que existam coletivos armados envolvidos nas manifestações.

*Com informações da Agência Lusa

|Leandra Felipe – Correspondente da Agência Brasil/EBC|Agência Brasil

Chuvas não melhoram nível dos reservatórios

 Rio
Na região Nordeste, os reservatórios das hidrelétricas estão com 42,4% da capacidade de armazenamento de energia
FOTO: CID BARBOSA

O subsistema Sudeste/Centro Oeste está com 35,5% da sua capacidade, menor nível desde 2001

Rio. Apesar da ocorrência de chuvas em áreas importantes, como São Paulo e Goiás, que abrigam os principais reservatórios do subsistema Sudeste/Centro Oeste, o relatório do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) informou ontem (17) que a situação dos reservatórios não apresenta variação significativa em relação à da semana passada. No último domingo, conforme o ONS, os reservatórios deste subsistema estavam com 35,5% de sua capacidade máxima, percentual estável em relação ao sábado. Este é o nível mais baixo desde 2001.

No subsistema Nordeste, o nível está em 42,4%, enquanto os reservatórios do Sul operam com 43% da capacidade. A situação mais confortável, de acordo com os dados do ONS, é a da região Norte, com 72,4% do volume total de água armazenada.

O pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espacial (INPE), Gilvan Sampaio, pondera que a falta de chuvas em pleno verão se tornará cada vez mais frequente no Brasil nos próximos anos. A razão é o aumento da temperatura em todo o globo terrestre, o que tende a potencializar a intensidade dos eventos climáticos no futuro.

Como o sistema elétrico brasileiro é predominantemente hidroelétrico, o pesquisador chamou atenção para a importância de o setor estar preparado para lidar com as mudanças climáticas. “Os extremos climáticos serão mais frequentes. Quando chove, chove com maior intensidade. O período seco será mais prolongado e intenso. Essas questões precisam ser incorporadas na operação das hidrelétricas brasileiras”, afirmou.

Temperaturas

O aumento das temperaturas tem colocado em xeque uma máxima conhecida entre os especialistas em meteorologia, de que no Brasil o verão é chuvoso e o inverno, seco. Em 2014, tem ocorrido o oposto, com o verão extremamente seco. A causa é um bloqueio atmosférico formado por uma massa de ar quente e seca, que tem impedido o avanço das frentes frias causadoras das chuvas.

Sampaio explica que, normalmente, esse sistema de alta pressão se forma no meio do oceano Atlântico. Porém, essa massa se posicionou mais próxima ao continente desta vez. Além de impedir as chuvas, o sistema de alta pressão se caracteriza por temperaturas elevadas, como pode ser observado nos sucessivos recordes de temperaturas registrados nas principais cidades brasileiras nas últimas semanas.

A ocorrência desse fenômeno gera o aumento da temperatura dos oceanos, intensificando o processo de evaporação. Com isso, nuvens mais profundas são formadas e, uma vez “furado” o bloqueio atmosférico, chuvas mais intensas ocorrem. No fim de semana passado, uma frente fria conseguiu superar a massa de ar quente e seca, ocasionando chuvas no Sul e no Sudeste. Em alguns municípios no interior de São Paulo, as chuvas foram tão fortes que pontos de alagamentos foram registrados, obrigando famílias a deixarem as suas casas. Contudo, o especialista afirma que a massa de ar quente e seca voltará a ganhar força nas duas próximas semanas, elevando novamente as temperaturas. A falta de chuvas, aliada ao consumo elevado de energia, contribuiu para reduzir significativamente o nível dos reservatórios.

Diário do Nordeste

Secult lança nesta terça-feira (18) Editais 2014

Editais_Secult_2014

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará realiza nesta terça-feira (18), às 16 horas, no Teatro Carlos Câmara (Rua Senador Pompeu, 454, Centro), o lançamento dos Editais 2014, garantindo recursos para a execução de projetos nas diversas linguagens artísticas, de forma democratizada e aberta à participação de proponentes de todo o Estado. Ao Edital Mecenas do Ceará e ao Edital Carnaval do Ceará, lançados, respectivamente, em dezembro de 2013 e em janeiro deste ano, vão se somar o Edital Ceará de Incentivo às Artes, o Edital Ceará de Cinema e Vídeo, o Edital Ceará da Paixão e o Edital Ceará Junino, todos com recursos ampliados em relação às edições anteriores.

Ao todo, são mais de R$ 11,6 milhões de reais em investimento direto do Governo do Estado para a realização de projetos culturais, fomentando produção, formação e difusão, impulsionando a economia da cultura e, principalmente, beneficiando o cidadão, com o acesso a produtos culturais de qualidade, contribuindo para uma maior proximidade entre artistas e público e para o fortalecimento de nossas expressões artísticas e nossa identidade cultural.

Os editais a serem lançados são fruto de um amplo processo de debate com a sociedade, através de consulta pública, da formação de grupos de trabalho e da realização de reuniões, na sede da Secult, com produtores, artistas e representantes de todas as linguagens.

O Edital Ceará de Cinema e Vídeo 2014 terá investimento total de R$ 4.450.000,00. Para a categoria de Produção (incluindo Desenvolvimento de roteiro de longa-metragem, Longa-metragem, Curta-metragem, Projetos para TV e Novas Mídias) serão destinados R$ 2.618.000,00. Para a categoria de Desenvolvimento do Cineclubismo o investimento será de R$ 662.000,00. Para a categoria de Formação em Audiovisual (Técnico profissionalizante, Eventos de Formação em Audiovisual, Exibidores e Cineclubistas), o investimento será de R$ 1.170.000,00.

O Edital Ceará de Incentivo às Artes 2014 contará com investimento total de R$ 4.450.000,00. Para Literatura (Criação Literária, Ensaio e Quadrinhos) serão destinados R$ 424.000,00. Para Teatro, Dança e Circo o investimento será de R$1.780.000,00 (R$ 708.000,00 para Teatro, o mesmo valor para Dança e R$ 364.000,00 para Circo.

A Música contará com R$ 708.000,00, em recursos destinados às categorias de Apoio à Manutenção de Grupos Musicais, Pesquisa Teórica ou de Linguagem, Circulação e/ou Montagem de Show, Álbum Fonográfico Inédito – Estúdio e Prensagem.

Para as Artes Visuais o investimento será de R$ 1.198.000,00. O Prêmio Alberto Nepomuceno de Composição para Bandas de Música terá R$ 64.000,00 e o Prêmio Chico Albuquerque de Fotografia contará com R$ 340.000,00.

O Edital Ceará da Paixão 2014 contará com R$ 624.000,00, para as categorias de Evento Tradicional Popular e de Espetáculo Cênico. O Edital Ceará Junino 2014 disponibilizará R$ 2.120.000,00, para as categorias Festival de Quadrilhas Juninas (R$ R$ 420.000,00) e Apoio aos Grupos Juninos (R$ 1.700.000,00).

“O lançamento dos editais concretiza um aporte importante de recursos no fomento à formação, à produção e à difusão cultural no Ceará, democratizando o acesso aos recursos investidos pelo Governo do Estado, beneficiando artistas, produtores e público”, destaca o secretário executivo da Secult, Paulo Victor Feitosa. “O processo de debate com a sociedade foi muito importante para o aperfeiçoamento dos editais, levando em conta desde aspectos técnicos e formais, até a melhor utilização dos recursos de acordo com as demandas de cada linguagem”, complementa.

O lançamento dos Editais Secult 2014 também destacará a retomada das atividades do Teatro Carlos Câmara, que contará com Edital de Ocupação, para apresentação de propostas de programação, por parte de artistas e produtores. A partir do dia 18/2, os Editais estarão disponíveis no site da Secult (www.secult.ce.gov.br).

Assessoria de Comunicação da Secult

Barbalha tem o maior índice de poluição de veículos a Diesel no Ceará

FumaçaO Programa de Combate à Fumaça Negra, de responsabilidade da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), constatou que a cidade de Barbalha é a que mais polui o meio ambiente após a realização de 166 blitz na capital e no interior do estado do Ceará em mais de 22.600 veículo a Diesel.

Barbalha foi a cidade que apresentou o maior número de autuações em 2013. Durante 8 blitz na cidade dos verdes canaviais, 54 veículos foram flagrados emitindo fumaça acima dos níveis pré-estabelecidos por lei ficando dois pontos acima da média para todo o estado.

A Região do Cariri, portanto, continua a liderar esse ranking negativo. No ano anterior, 2012, o Crato foi o recordista. Contudo, na atual pesquisa a média da cidade cratense diminuiu, ficando em igualdade com a média estadual.

“Essa é uma região importante para a economia do Ceará, o que acaba gerando um tráfego intenso de caminhões. A pouca distância entre os municípios também favorece para um grande movimento de transpores alternativos”, justificou Francisco de Oliveira, coordenador do Programa de Combate à Fumaça Negra.

Medição

Para monitorar a intensidade do material expelido, a Semace utiliza a escala de Ringelmann Reduzido, composta por cinco níveis colorimétricos, que variam do cinza claro ao preto total. O teste é feito visualmente. Na ocasião, o técnico da Superintendência compara a cor da fumaça emitida pelo carro com a coloração contida em um dos níveis da escala.

Nos casos em que o veículo se enquadra em 20 e 40%, referentes às cores mais claras, o automóvel está dentro dos padrões. Já quando apresenta 60, 80 e 100% de escuridão na fumaça, o carro recebe um auto de infração.

Ao realizar essas fiscalizações, a Semace procura minimizar a poluição atmosférica ocasionada pela emissão de fumaça dos veículos movidos a diesel. Além disso, a autarquia visa mostrar à sociedade a necessidade de ter sempre o veículo regulado e com a manutenção em dia para que a poluição seja mínima e dentro dos parâmetros estabelecidos por lei. O programa existe desde 1990 e o percentual de carros poluindo chegava a 34,5%.

Site Miséria

Pastor que usava cobras em cultos morre ao ser picado nos EUA

Cobra-300x225

Um pastor americano que utilizava cobras durante seus cultos morreu depois de ser mordido por um exemplar da espécie neste sábado (15), no estado de Kentucky, nos Estados Unidos. Ele já havia aparecido no programa do canal National Geographic “Snake Salvation” manipulando os animais.

De acordo com uma nota do Departamento de Polícia de Middlesboro, alguém acionou a emergência na manhã do sábado falando que uma pessoa havia sido mordida por uma cobra em uma igreja.

Quando a ambulância chegou, os socorristas foram informados de que Jamie Coots tinha ido para sua casa. Encontrado, Coots recusou tratamento médico. As equipes de emergência deixaram o local e, quando retornaram cerca de uma hora depois, já encontraram o pastor morto.

Nos cultos com os animais, os fiéis seguram as cobras nas mãos enquanto oram, o que é considerado um teste de fé.

Coots foi pego em flagrante em janeiro de 2013 transportando três cascavéis e duas copperheads de Knoxville, no Tennessee, para a sua igreja. Oficiais do estado confiscaram as cobras, e Coots se declarou culpado por posse ilegal de animais selvagens. Foi-lhe dado um ano de liberdade condicional sem supervisão.

 

G1

Supremo decidirá sindicância que apura uso de celular na prisão por Dirceu

STF_

O juiz Bruno André Silva Ribeiro, da Vara de Execuções Penais (VEP) do Distrito Federal, decidiu hoje (17) que a palavra final sobre a sindicância instaurada para apurar se o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu usou celular dentro do Complexo Penitenciário da Papuda, onde está preso, será do Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com o juiz, caberá ao Supremo decidir o caso, mesmo com o processo sendo conduzido pela VEP. A questão deverá ser analisada pelo presidente da Corte, ministro Joaquim Barbosa, relator da Ação Penal 470, o processo do mensalão. Dirceu cumpre pena de sete anos e 11 meses em regime semiaberto.

Após a audiência marcada para o dia 25 deste mês, às 14h, na qual Dirceu vai prestar depoimento no processo de sindicância, o magistrado vai pedir que o Ministério Público apresente manifestação e encaminhar o processo disciplinar ao STF. Caberá ao Supremo decidir sobre o arquivamento do processo ou punição do ex-ministro.

“Com as manifestações, extraia-se cópia da documentação pertinente e do respectivo termo de audiência, certifique-se e junte-se aos autos da execução, remetendo-se os originais ao Supremo Tribunal Federal para deliberação acerca do arquivamento ou, em caso contrário, da punição ao preso, com seus consectários legais (regressão ao regime fechado, perda dos dias remidos e definição de nova data-base para benefícios)”, decidiu o juiz. 

Segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo, publicada no dia 17 de janeiro, Dirceu conversou por telefone celular com James Correia, secretário da Indústria, Comércio e Mineração da Bahia. Segundo a reportagem, a conversa ocorreu com intermediação de uma terceira pessoa que visitou Dirceu. Na ocasião, a defesa do ex-ministro negou que a conversa tenha ocorrido, mas a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal abriu processo administrativo para investigar o caso. 

O processo de sindicância envolvendo o ex-ministro foi arquivado pela direção do presídio, mas a VEP determinou que a apuração fosse reaberta porque as partes envolvidas, como Dirceu e agentes penitenciários, não foram ouvidas. A decisão fez com que o pedido de trabalho externo fosse suspenso. Dirceu recebeu proposta para trabalhar no escritório do advogado José Gerardo Grossi, atuando na pesquisa de jurisprudência de processos e ajudando na parte administrativa. A jornada iria das 8h às 18h e ele teria uma hora de almoço.

No entanto, em ofício enviado à VEP, o Centro de Internamento e Reeducação, parte do presídio destinada a presos em regime semiaberto, informou que arquivou o caso porque não havia necessidade de apuração da suposta falta grave cometida. O diretor da unidade prisional concluiu que o fato era “inverídico”. Ao tomar conhecimento da medida, a Justiça determinou que a investigação fosse concluída e que os depoimentos do ex-ministro e dos agentes penitenciários, tomados.

Editor Nádia Franco

Governo articula manutenção de veto a projeto de novos municípios

VETOEm articulação para manter os vetos presidenciais, que serão analisados pelo Congresso nesta quarta-feira (19), o governo discute com as lideranças soluções alternativas para apresentar a deputados e senadores. O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), disse que uma nova proposta será apresentada para que seja mantido o veto ao projeto que define critérios para a criação, incorporação, fusão e o desmembramento de municípios brasileiras.

Segundo o senador, a base aliada no próprio Senado tenta apresentar nesta terça-feira (18) um texto semelhante, mas que torna as regras mais flexíveis no Norte e no Centro-Oeste, um pouco mais rígidas no Sul e no Sudeste, e mais rígidas ainda no Nordeste. Outro critério a ser incluído no novo projeto será o número de eleitores da região.

“Nas regiões Norte e Centro-Oeste é que, de fato, a gente encontra situações em que há necessidade de desmembrar municípios. Há municípios gigantescos onde a possibilidade de a sede do município, a prefeitura fazer chegar as políticas públicas até aquela região, se torna difícil”, disse, exemplificando que o município de Altamira (PA) é maior que todo o estado de Sergipe.

Apesar de a presidenta da República argumentar, na justificativa para os vetos, que a mudança geraria um aumento das despesas para manter a estrutura administrativa dos novos municípios, Humberto Costa disse que este não foi o motivo para a a articulação da base. “Isso está fora de cogitação. Não vai haver nenhum aumento do FPM [Fundo de Participação dos Municípios]. Vai haver uma redistribuição”, afirmou o senador.

De acordo com o líder, a maior preocupação é com uma possível politização da criação de municípios, “que isso possa ser interpretado no sentido de uma abertura de porteira para criação de novos municípios, vai se criar despesas dos municípios, mas não dos recursos do governo federal”. O senador participou, nesta noite, de reunião no Palácio do Planalto entre líderes do governo no Congresso e a ministra da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência, Ideli Salvatti.

O texto vetado tramitou mais de dez anos no Congresso e o governo teme que quase 400 cidades sejam criadas a partir das novas regras. Ao informar que ainda não há uma estimativa de quantos municípios seriam criados segundo os critérios da contra-proposta, o senador avaliou que o número pode diminuir no Nordeste (em menor proporção), no Sul e no Sudeste.

“Há uma contra-pressão da sociedade no sentido de achar que criar novos municípios não seria uma boa medida a ser adotada pelo Congresso”, declarou Humberto Costa.

Agência Brasil

Juiz encerra os trabalhos de hoje (17) do julgamento do Massacre de Carandiru

Carandirujulgamento

Após o interrogatório de duas testemunhas de acusação, o juiz Rodrigo Tellini Aguirre Camargo decidiu encerrar, por volta das 18h30, os trabalhos de hoje (17) da terceira etapa do julgamento do Massacre do Carandiru. Amanhã, os depoimentos prosseguem com os interrogatórios de duas testemunhas de defesa, a partir das 10h30.

Nesta etapa do julgamento, 15 policiais, integrantes do COE (Comando de Operações Especiais), serão julgados pela morte de oito presos que ocupavam o quarto pavimento (ou terceiro andar) da antiga Casa de Detenção do Carandiru.

Ao final dos trabalhos de hoje, o advogado Celso Machado Vendramini, que defende os policiais, disse que seus clientes estão sendo julgados sem provas. Apesar disso, ele encarou que os depoimentos tomados hoje foram favoráveis aos réus. “Entendo que, com relação aos policiais que estão sendo julgados hoje, [os depoimentos de hoje] não influenciaram em nada com relação a estes réus e à culpabilidade deles até porque, no quarto pavimento em que eles se encontravam, onde tinha 60 celas, foi encontrado apenas um disparo de arma de fogo dentro de uma cela só”, disse o advogado.

Para Vendramini, não se pode imputar culpabilidade aos policiais pois não é possível determinar qual policial é responsável pela morte de qual detento. “Não se pode acusar pessoas sem sequer um laudo de confronto balístico. Como é que se vai acusar alguém? Como se vai saber quem matou quem? Isso é acusar no escuro, fazer uma loteria”, acrescentou.

Segundo Vendramini, amanhã deverão ser ouvidas duas testemunhas de defesa: o ex-secretário de Segurança Pública, Pedro Campos, e um agente penitenciário, cujo nome não foi ainda revelado. Um dos desembargadores que ele pensava interrogar não será ouvido por problemas de saúde.

Em entrevista aos jornalistas após o primeiro dia de julgamento, os promotores Márcio Friggi de Carvalho e Eduardo Olavo Canto Neto disseram ter provas da culpa dos policiais e informaram que estas provas serão apresentadas no decorrer do julgamento.

Para Carvalho, o fato de ter sido encontrada apenas uma marca de bala no quarto pavimento do Pavilhão, um dos argumentos que estão sendo utilizados pelo advogado dos réus para comprovar que não houve massacre, não inviabiliza o trabalho da acusação. “Os corpos estavam lá e as marcas de balas nos corpos estavam lá e isso vai ser apresentado como prova para os jurados”, disse.

Para o promotor Eduardo Olavo Canto Neto, a acusação vai conseguir provar novamente, como já ocorreu nas duas etapas anteriores de julgamento, a culpa dos policiais. “Na nossa opinião, este é um prosseguimento dos julgamentos anteriores. Acreditamos que os jurados e a sociedade, mais uma vez, não vão acatar este tipo de conduta e estes abusos por parte da Polícia Militar e eles serão condenados”, disse.

A primeira testemunha a ser ouvida hoje foi o perito criminal Osvaldo Negrini,  que falou que não houve confronto entre policiais e detentos, pois as marcas de bala que ele encontrou no presídio foram disparadas praticamente em uma única direção: de fora para dentro das celas.

A segunda testemunha de acusação foi Moacir dos Santos, que era diretor da Divisão de Segurança e Disciplina da Casa de Detenção do Carandiru e substituto imediato do então diretor do presídio, José Ismael Pedrosa. Em seu interrogatório, Santos disse que o massacre que ocorreu no Pavilhão 9 da extinta Casa de Detenção do Carandiru, em São Paulo, não foi provocado por um confronto entre policiais e detentos, pois os presos não portavam armas de fogo.

Uma terceira testemunha, o ex-detento Marco Antonio de Moura, que seria ouvida hoje, chegou a ser intimada pela Justiça, mas não pôde comparecer ao Fórum Criminal da Barra Funda, onde o julgamento está ocorrendo, e foi dispensada.

O maior massacre do sistema penitenciário brasileiro aconteceu no dia 2 de outubro de 1992, quando 111 detentos foram mortos durante a invasão policial para reprimir uma rebelião no Pavilhão 9 do Presídio do Carandiru.

Juiz encerra os trabalhos de hoje (17) do julgamento do Massacre de Carandiru

Carandirujulgamento

Após o interrogatório de duas testemunhas de acusação, o juiz Rodrigo Tellini Aguirre Camargo decidiu encerrar, por volta das 18h30, os trabalhos de hoje (17) da terceira etapa do julgamento do Massacre do Carandiru. Amanhã, os depoimentos prosseguem com os interrogatórios de duas testemunhas de defesa, a partir das 10h30.

Nesta etapa do julgamento, 15 policiais, integrantes do COE (Comando de Operações Especiais), serão julgados pela morte de oito presos que ocupavam o quarto pavimento (ou terceiro andar) da antiga Casa de Detenção do Carandiru.

Ao final dos trabalhos de hoje, o advogado Celso Machado Vendramini, que defende os policiais, disse que seus clientes estão sendo julgados sem provas. Apesar disso, ele encarou que os depoimentos tomados hoje foram favoráveis aos réus. “Entendo que, com relação aos policiais que estão sendo julgados hoje, [os depoimentos de hoje] não influenciaram em nada com relação a estes réus e à culpabilidade deles até porque, no quarto pavimento em que eles se encontravam, onde tinha 60 celas, foi encontrado apenas um disparo de arma de fogo dentro de uma cela só”, disse o advogado.

Para Vendramini, não se pode imputar culpabilidade aos policiais pois não é possível determinar qual policial é responsável pela morte de qual detento. “Não se pode acusar pessoas sem sequer um laudo de confronto balístico. Como é que se vai acusar alguém? Como se vai saber quem matou quem? Isso é acusar no escuro, fazer uma loteria”, acrescentou.

Segundo Vendramini, amanhã deverão ser ouvidas duas testemunhas de defesa: o ex-secretário de Segurança Pública, Pedro Campos, e um agente penitenciário, cujo nome não foi ainda revelado. Um dos desembargadores que ele pensava interrogar não será ouvido por problemas de saúde.

Em entrevista aos jornalistas após o primeiro dia de julgamento, os promotores Márcio Friggi de Carvalho e Eduardo Olavo Canto Neto disseram ter provas da culpa dos policiais e informaram que estas provas serão apresentadas no decorrer do julgamento.

Para Carvalho, o fato de ter sido encontrada apenas uma marca de bala no quarto pavimento do Pavilhão, um dos argumentos que estão sendo utilizados pelo advogado dos réus para comprovar que não houve massacre, não inviabiliza o trabalho da acusação. “Os corpos estavam lá e as marcas de balas nos corpos estavam lá e isso vai ser apresentado como prova para os jurados”, disse.

Para o promotor Eduardo Olavo Canto Neto, a acusação vai conseguir provar novamente, como já ocorreu nas duas etapas anteriores de julgamento, a culpa dos policiais. “Na nossa opinião, este é um prosseguimento dos julgamentos anteriores. Acreditamos que os jurados e a sociedade, mais uma vez, não vão acatar este tipo de conduta e estes abusos por parte da Polícia Militar e eles serão condenados”, disse.

A primeira testemunha a ser ouvida hoje foi o perito criminal Osvaldo Negrini,  que falou que não houve confronto entre policiais e detentos, pois as marcas de bala que ele encontrou no presídio foram disparadas praticamente em uma única direção: de fora para dentro das celas.

A segunda testemunha de acusação foi Moacir dos Santos, que era diretor da Divisão de Segurança e Disciplina da Casa de Detenção do Carandiru e substituto imediato do então diretor do presídio, José Ismael Pedrosa. Em seu interrogatório, Santos disse que o massacre que ocorreu no Pavilhão 9 da extinta Casa de Detenção do Carandiru, em São Paulo, não foi provocado por um confronto entre policiais e detentos, pois os presos não portavam armas de fogo.

Uma terceira testemunha, o ex-detento Marco Antonio de Moura, que seria ouvida hoje, chegou a ser intimada pela Justiça, mas não pôde comparecer ao Fórum Criminal da Barra Funda, onde o julgamento está ocorrendo, e foi dispensada.

O maior massacre do sistema penitenciário brasileiro aconteceu no dia 2 de outubro de 1992, quando 111 detentos foram mortos durante a invasão policial para reprimir uma rebelião no Pavilhão 9 do Presídio do Carandiru.


Música de Qualidade - 24h!



300x250advert

VIDEOS EM DESTAQUE

GALERIA DE FOTOS

Previsão do Tempo


EDIÇÕES ANTERIORES

abril 2014
D S T Q Q S S
« mar    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Rede Blogs do Cariri




Clique no Logo acima e visite o site oficial da Rede.

Mural Chapada do Araripe



TV CHAPADA DO ARARIPE



A TV Chapada do Araripe é composta por uma coleção de vídeos, entrevistas e reportagens. Escolha o vídeo que deseja assistir, clicando sobre o título. Veja mais detalhes na página da TV Chapada do Araripe.

HOMENAGEM DA SEMANA


CORREINHA

O Chapada do Araripe presta homenagens a um dos maiores mestres da cultura popular que faleceu em Crato recentemente, Francisco Correia de Lima, o Correinha, artista de várias linguagens atuante no município do Crato. Mestre Correinha nasceu no município de farias Brito no dia 14 de fevereiro de 1940, mas era um amante inveterado do Crato, município ao qual costumava fazer referências em suas canções. Talvez por não ter tido seu nome incluído nas listas anuais de mestres reconhecidos pelo Governo do Estado desde 2004, mestre Correinha tenha sido sepultado em meio a homenagens comoventes de moradores do município, mas, como ressaltaram amigos e familiares, sem o devido destaque por parte do Poder Público. Situação destacada durante a sua missa de corpo presente, enriquecida pelo acordeon de Hugo Linard, com quem Correinha gravou recentemente, 15 canções que agora constituem o último registro de sua obra. Segundo o próprio Hugo Linard, as canções registradas nesse último trabalho de Correinha em estúdio são, na maioria, inéditas. ´Ele gravou também ´Belezas do Crato´, mas as outras não tinham registro´, diz, citando canções como ´Coisas do meu sertão´, ´Exaltação a Barbalha´, ´Crato de Açúcar´ e ´Meu Cariri´ e ´Balanceio´. ´Fazia tempo que a gente tava cutucando ele, dizendo que ele tinha que gravar de novo. Ele fez dois compactos e outros discos, no tempo do vinil, além de vários cordéis´. Hugo Linard chama atenção para aspectos peculiares da trajetória de Correinha. ´Ele mantinha um bar aqui no Crato e ainda trabalhava como agente carcerário. Era tão querido que os presos pediram à família por ocasião do seu velório, para deixar um pouco o corpo dele lá na cadeia, para eles o homenagearem´.
Dalwton Moura

Jornal do Vicelmo

Todos os dias na Rádio Chapada do Araripe - Internet, a partir das 07:00, ouça o Jornal do Cariri com Antonio Vicelmo. O Jornal é retransmitido da Rádio Educadora do Cariri em tempo real. Você pode ouvir o programa através da nossa imensa rede de Blogs e websites. Alguns programas antigos estão disponíveis no nosso website Jornal do Vicelmo.

AUXÍLIO À LISTA

Dicas de Filmes



Por trás de todo o grande homem se esconde um professor, e isso era certamente verdade para Bruce Lee que aclamava como seu mentor um expert em artes marciais chamado Ip Man. Um gênio do Wushu (ou a escola de artes marciais da China), Ip Man cresceu numa China recentemente despedaçada pelo ódio racial, radicalismo nacionalista e pela Guerra. Ele ressurgiu como uma Fênix das Cinzas graças à suas participações em lutas contra vários mestres Wushu e lutadores de kung-fu - finalmente treinando icones de artes marciais como Bruce Lee. Esta cinebiografia do diretor Wilson Yip mostra a história da vida de Ip.

Como Publicar seu Artigo


Agora você pode entrar em contato conosco diretamente. Se vc deseja publicar algum artigo que julgue importante para o Cariri, entre em contato conosco. Todos os artigos aprovados serão devidamente creditados aos autores. Os melhores artigos merecerão destaque, e se continuados, os escritores e cronistas poderão se tornar membros permanentes doportal Chapada do Araripe. Contatos: MSN e E-mail: blogdocrato@hotmail.com

Quem somos Nós

O Chapada do Araripe é um site sem fins lucrativos, que visa promover a imagem da região do cariri cearense na Internet. Se você deseja publicar algum artigo no portal Chapada do Araripe, entre em Contato conosco.

Direitos Autorais:

DM Studio – Comunicação & Marketing. Algumas partes do Chapada do Araripe estão sob uma “Licença Creative Commons”, e outras, de acordo com seus respectivos autores, com “Todos os Direitos Reservados” –

www.chapadadoararipe.com - 2012

Contatos: Dihelson Mendonça – MSN e E-mail: blogdocrato@hotmail.com

© 2014 Chapada do Araripe - -