Oposição entra no Supremo para garantir CPI exclusiva da Petrobras

BrParlamentares de oposição foram pessoalmente nesta terça-feira (8) ao Supremo Tribunal Federal (STF) impetrar mandado de segurança para garantir a instalação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) no Senado para investigar exclusivamente denúncias envolvendo a Petrobras. A ação movida por PSDB, DEM e PSB também tem apoio de senadores independentes, como Pedro Taques (PDT-MT) e Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE).

“Na medida em que o governo, o Poder Executivo, a presidenta Dilma, mobiliza sua base parlamentar para abafar a investigação da Petrobras, na medida em que o presidente do Senado concorre para esse resultado ao enterrar a nossa CPI e dar preferência a uma CPI chapa branca do governo, só nos resta bater às portas do Supremo Tribunal Federal para defender o direito constitucional da minoria parlamentar”, disse o líder do PSDB, Aloysio Nunes (SP).

Oposição apresenta mandado de segurança no STF

Parlamentares de oposição alegam que a CPI exclusiva para investigar a Petrobras deve ter prioridade para ser instalada no SenadoAntonio Cruz/Agência Brasil

Na avaliação do senador, a decisão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), de instalar uma CPI mais ampla, como querem os senadores governistas, tem como único objetivo inviabilizar as investigações relacionadas à Petrobras. Hoje à tarde, em sessão que promete ser tensa, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado se reúne extraordinariamente para decidir se concorda com o entendimento do presidente. A palavra final sobre a questão, entretanto, será dada pelo plenário.

Como o requerimento de CPI apresentado pela oposição preencheu todos os requisitos previstos na Constituição, como fato determinado, número mínimo de assinaturas e tempo de duração, Aloysio Nunes questiona a reunião da CCJ de hoje e diz que o presidente do Senado tem o dever de instalar imediatamente a CPI específica.“Eu não reconheço a legitimidade da CCJ para discutir e para decidir esse assunto”, criticou.

Para Renan Calheiros, levar a questão ao STF não significa judicializar a CPI. “Eu sinceramente não acho ruim. Quando eu decidi [por uma CPI mais ampla], eu fiz questão de ouvir a Comissão de Constituição e Justiça, anunciei que nós ouviríamos o plenário e, quem sabe, será muito bom ouvir também o Supremo Tribunal Federal, porque essa é uma questão nova, inédita, e precisa ser resolvida definitivamente”, disse.

Já o líder do PT, senador Humberto Costa (PE), diz que, apesar do mandado de segurança da oposição, está confiante de que o STF não vá se opor a uma investigação mais ampla. “Nosso entendimento é o de que é necessário que se faça a investigação sobre a Petrobras, mas precisamos investigar outras coisas que envolvem dinheiro público federal e que, também no nosso entendimento, precisam de apreciação no Senado Federal”, ressaltou.


Enquanto a instalação da CPI não se define, a base governista conseguiu adiar hoje, na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA), requerimentos propondo audiência pública com José Sérgio Gabrielli, ex-presidente da Petrobras, e Nestor Cerveró, ex-diretor financeiro da BR Distribuidora, para explicar a compra da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. Gabrielli era presidente da Petrobras à época da compra e Cerveró foi o responsável pelo parecer que orientou a transação.


Os senadores da base governista que pediram o adiamento da votação do requerimento na CMA argumentam que, com a criação da CPI, Gabrielli e Cerveró serão chamados a dar explicações e o debate na comissão seria redundante.


Receita Federal cria tecnologia para combater importações irregulares

Receitafederal leaoA Receita Federal confirmou que desenvolve um sistema informatizado com a Empresa Brasileira de Correios (ECT) para fechar o cerco às importações irregulares de produtos por meio da internet. O sistema vai coletar dados das remessas postais e depois transformá-los em informações que permitirão à Receita traçar estratégias de fiscalização.

“Esse sistema informatizado é necessário para fazer frente a evolução [das importações irregulares]. Pegaremos os dados e processaremos utilizando inteligência e gestão de risco, sistema aplicado em todos os processos da Receita. A base de informações dos Correios ainda não é muito colaborativa: precisaremos de recursos como scanner etc”, informou Ernani Argolo Checcucci Filho, subsecretário de Aduana e Relações Internacionais da Receita. Ele disse também que não haverá mudança na legislação.

O fenômeno do aumento comércio eletrônico é mundial e não tipicamente brasileiro. A inclusão digital tem permitido cada vez mais a utilização de serviços em todo o mundo. As facilidades aumentam com o avanço da tecnologia. Dados da Receita mostram que, em 2012, houve 14,4 milhões de remessas postais internacionais, que podem ou não corresponder a solicitação de produtos. No ano seguinte, as remessas passaram para 20,8 milhões, ou seja um aumento de aproximadamente 44%.

“O projeto está em fase de desenvolvimento. Depende do Serpro [Serviço Federal de Processamento de Dados] e dos Correios: a previsão é que seja concluído no fim do ano. A Organização Mundial das Aduanas já tem há anos parceria com a UPU [União Postal Universal]. Nós nos espelhamos na experiência de êxito que existia lá”, disse.


O novo sistema permitirá ainda que o cidadão, ao comprar um produto, possa fazer a autoregularização e pagar os impostos antecipadamente. O princípio tributário é dar oportunidade da regularização: se a pessoa não se regularizar poderá receber multas e taxações.


As remessas estão centralizadas no Paraná, em São Paulo e no Rio de Janeiro: não foi definido se é preciso ampliar os serviços nesses locais ou se será necessário utilizar outras cidades que possam funcionar como centros de remessa.


A maioria das encomendas vem de avião. Encomendas até US$ 50 (de pessoa física para pessoa física) não geram tributação. Pessoas jurídicas não têm isenção de tributos. Recentemente, alguns contribuintes pessoas jurídicas entraram na Justiça e ganharam – em primeira instância – a possibilidade de fazer importações de produtos nesse valor com isenção.


Checcucci contesta os argumentos dos que acionaram a Justiça. Disse que a legislação visa a regular o mercado e proteger a indústria nacional. A tributação vem sendo aplicada desde 1999.


Ele informou também que não existe uma preocupação exclusiva com a China. “A China evidentemente tem uma indústria competitiva. Mas a preocupação do Estado brasileiro não é só com eles, é com o crescimento do comércio mundial online”, ressaltou.


Policiais federais fazem novo protesto por melhores condições de trabalho

 

 

Protestopf

Policiais federais fazem protesto para reivindicar melhorias de trabalhoElza Fiuza/Agência Brasil

Agentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal fizeram hoje (8) mais um ato de protesto por aumento salarial e melhores condições de trabalho. Desde o início de fevereiro, os policiais têm promovido paralisações pontuais com o objetivo de fazer com que o governo federal negocie com a categoria.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal, Flávio Werneck, diante da “intransigência” do governo nas negociações, a categoria está avaliando a possibilidade de uma paralisação por tempo indeterminado.

“Por enquanto, estamos fazendo as paralisações, mas poderemos parar por tempo indeterminado caso as negociações não avancem”, disse Werneck à Agência Brasil. Segundo ele, agentes, escrivães e papiloscopistas reivindicam reposição inflacionária aproximada de 38%, que corresponde ao período de sete anos.

Além disso, a categoria tem pressionado o órgão a apresentar uma proposta para definição das atribuições dos policiais federias. Segundo Werneck, hoje não estão estabelecidas as regras, os procedimentos e a definição de cargos para os policiais que atuam, principalmente, nas áreas de fronteira (marítima e terrestres), nos aeroportos e no controle químico e de armas.

“Sem atribuição, muito policiais estão atuam fora da atividade-fim. Aqui no edifício-sede da Polícia Federal, cerca de 70% dos policiais estão com desvio de função, trabalhando em áreas administrativas”, criticou Werneck.

Procurada pela Agência Brasil, a direção da Polícia Federal não se manifestou.

CCJ do Senado aprova projeto que reduz tributos de micro e pequenas empresas

Senadocongresso-nacionalA Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou hoje (8) parecer do senador Armando Monteiro Filho (PTB-PE) sobre o Projeto de Lei do Senado (PLS) 323/2010, que limita o poder dos estados na aplicação de substituição tributária para os optantes do Simples Nacional, o Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições. De acordo com o relator do projeto, cerca de 1 milhão de micro e pequenas empresas serão beneficiadas pela medida, que ainda será votada pelo plenário, por se tratar de projeto de lei complementar.

A substituição tributária é o regime pelo qual a responsabilidade pelo imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestação de serviços de transporte interestadual e intermunicipal, o ICMS, e de comunicação, devido nas operações ou prestações de serviços, é atribuída a outro contribuinte. Lei estadual poderá atribuir a contribuinte do imposto ou a depositário, a qualquer título, a responsabilidade por seu pagamento, hipótese em que assumirá a condição de substituto tributário. Assim, o contribuinte acaba pagando o imposto devido pelos clientes na cadeia de comercialização.

Em seu relatório, Armando Monteiro assinala que o projeto de lei tem o objetivo de coibir abusos dos estados (responsáveis pela cobrança do ICMS) no uso da substituição tributária (prevista no Parágrafo 7º do Artigo 150 da Constituição), no caso das micro e pequenas empresas que operam no Simples Nacional: elas tiveram perdas de R$ 1,7 bilhão no ano fiscal de 2008 decorrentes do mecanismo, conforme um estudo da Fundação Getulio Vargas (FGC), encomendado pelo Sebrae.

Segundo o relator do projeto, além disso, “a disseminação indiscriminada” do uso de substituição tributária do ICMS pelos governos estaduais vem causando uma série de impactos negativos na economia, como aumento do preço final da mercadoria ao consumidor, interferência negativa na livre concorrência, redução do capital de giro das empresas que atuam como substitutos tributários do ICMS e redução dos benefícios trazidos pelo regime diferenciado do Simples Nacional para as micro e pequenas empresas, o que fere a determinação constitucional de tratamento simplificado e favorecido a elas.

“Meu parecer amplia o alcance do projeto para melhorar o ambiente de operação das micro e pequenas empresas, pois os estados vêm alargando gradativamente a substituição tributária e penalizando as companhias com carga tributária excessiva. Por isso, uma das principais medidas do projeto é impedir que o Conselho Nacional de Política Fazendária amplie ou reduza a lista de produtos sujeitos ao mecanismo de substituição tributária por meio de resolução, o que só poderá ser feito por lei”, disse o senador.

Conforme o relator, o texto aprovado reduz os efeitos da substituição tributária sobre os optantes do Simples Nacional, “mas garante uma margem de utilização criteriosa por parte dos tesouros estaduais”. Para tanto, limita a pauta de operações sujeitas a esse tipo de tributação a uma relação de produtos “composta majoritariamente por mercadorias e bens específicos, em que a produção apresenta elevado grau de concentração e comercialização pulverizada”. A relação inclui entre, outros produtos, combustíveis e lubrificantes, energia elétrica, cigarros, águas, refrigerantes, cervejas, bebidas alcoólicas refrescantes (coolers), bebidas energéticas e isotônicas, veículos automotivos, motocicletas e medicamentos para uso humano ou veterinário.

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado aprovou ainda, na reunião de hoje, a realização de reunião conjunta, amanhã (9), com a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), às 14h30, para examinar emendas de plenário ao Projeto de Lei Complementar 99/2013, do Executivo, que reduz os encargos das dívidas de estados e municípios. O relator é o senador Luiz Henrique (PMDB-SC), que apresentou voto pela rejeição dessas emendas e a manutenção do texto aprovado pela Câmara dos Deputados.

O projeto substitui, como indexador dessas dívidas, o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), mais juros anuais de 4%, além de impor a taxa Selic como limite para a cobrança de encargos.

Primeiro leilão de linhas de transmissão de energia do ano será em maio

 EletricidadeA Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (8) o edital do leilão para contratação de serviço público de transmissão de energia elétrica nos estados do Pará, Amazonas, de São Paulo, da Bahia, do Ceará, Rio Grande do Norte, de Minas Gerais, Mato Grosso, do Piauí, Tocantins e Paraná.

Ao todo, serão leiloados 13 lotes com investimentos previstos de R$ 5 bilhões. O leilão está previsto para 9 de maio.

As linhas de transmissão deverão começar a funcionar num prazo de 24 a 42 meses após a assinatura dos contratos. A Receita Anual Permitida (RAP) máxima total dos lotes que serão leiloados foi estabelecida em mais de R$ 500 milhões.

A RAP é a receita anual que a transmissora terá direito pela prestação do serviço público de transmissão aos usuários, a partir da entrada em operação comercial das instalações. O vencedor do leilão será o proponente que apresentar o menor valor de RAP para cada lote.

Energia demandada ao Sistema Interligado Nacional cai mais de 6% em março

Grafico2O consumo de energia elétrica demandado ao Sistema Interligado Nacional (SIN) caiu 6,2% de fevereiro para março deste ano. Quando comparado à março do ano passado houve crescimento nos valores de carga de energia demandada ao SIN de 2,5%.

Os dados constam do Boletim de Carga Mensal de março divulgado hoje (8) pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e indicam que no resultado acumulado nos últimos 12 meses (taxa anualizada) a variação de demanda é positiva em 3,9%, em relação ao mesmo período anterior.

Considerando a integração de Manaus ao Sistema Interligado a partir do dia 9 julho de 2013 a carga demandada ao SIN atingiu 66.020 megawatts médio, indicando uma taxa de crescimento em março deste ano da ordem de 4%.

Na avaliação do ONS, a queda na demanda por energia em março foi motivada, principalmente, pelo menor número de dias úteis no mês, devido ao feriado de Carnaval, que neste ano foi em março, diferente do ano de 2013 quando ocorreu no mês de fevereiro.

Houve ainda, na avaliação do ONS, uma “possível” redução da carga industrial em março deste ano, uma vez que dados divulgados pela Sondagem da Indústria da Fundação Getulio Vargas referente ao mês, mostram redução de 0,2 ponto percentual no Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci), ao passar de 84,6% em fevereiro para 84,4% em março.

O Boletim de Carga Mensal indica, por outro lado, que no Subsistema Sudeste/Centro-Oeste os valores de carga de energia verificados em março deste ano uma variação negativa de 6,3% frente a fevereiro. Quando a comparação é feita tendo março do ano passado como base, o resultado é uma demanda positiva de 2,3%. No acumulado dos últimos 12 meses o Sudeste/Centro-Oeste apresentou variação acumulada positiva de 3,2%, em relação ao mesmo período anterior.

O boletim ressalta porém que, apesar do menor número de dias úteis ter influenciado na taxa de crescimento da carga em relação ao mesmo mês do ano anterior, a carga ajustada, que corrige esse efeito, indica que outros fatores também contribuíram para o desempenho.

“A redução do Nível de Utilização da Capacidade Instalada pode estar indicando uma diminuição da carga industrial desse Subsistema, cuja participação é de cerca de 60% da carga industrial do SIN” diz o boletim.

No Subsistema Sul, os valores de carga de energia verificados em março indicam crescimento de 4,9% em relação aos valores do mesmo mês do ano anterior. Em relação a fevereiro, a variação negativa é ainda maior que a do Subsistema Sudeste/Centro-Oeste e que média nacional: -12,1%. No acumulado dos últimos 12 meses, no entanto, o Sul apresentou crescimento de 6,1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Para o Operador Nacional do Sistema Elétrico as expressivas variações negativas nos Subsistemas Sudeste/Centro-Oeste e Sul em relação ao mês anterior devem-se, principalmente, “às altas temperaturas – superiores às esperadas, ocorridas no mês de fevereiro”.

No Subsistema Nordeste a demanda por energia em março foi 1,8% superior aos valores do mesmo mês do ano anterior; mas também acusa queda em relação a fevereiro: -1,3%. No acumulado dos últimos 12 meses o Nordeste apresentou crescimento de 5,3%, em relação ao mesmo período anterior.

A situação se repete nas mesmas bases de comparação também no Subsistema Norte: crescimento de 0,7% em relação a março do ano passado; queda de 0,5% quando comparada a fevereiro e elevação de 2,5% no acumulado dos últimos 12 meses, em relação ao mesmo período anterior. 

Ban Ki-moon apela para proteção a civis e fim do conflito na Síria

Siria3Ban Ki-moon apela para proteção a civis e fim do conflito na Síria ArteDjor

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, apelou hoje (8) às partes envolvidas no conflito na Síria a proteger a população civil e colocar fim à crise, após a confirmação de que um sacerdote jesuíta holandês foi assassinado ontem na cidade de Homs. Em comunicado, Ki-moon disse que o governo sírio e os grupos armados têm a obrigação legal e a responsabilidade moral de proteger civis.

“Devem fazer tudo o possível para evitar e prevenir a violência contra civis, incluindo os bombardeios e ataques aéreos indiscriminados sobre as áreas que habitam”, ressaltou o secretário-geral da ONU. O padre holandês foi assassinado por um indivíduo não identificado em frente a sua casa. Segundo Ki-moon, era “um homem que havia apoiado de forma heroica o povo sírio entre bloqueios e crescentes dificuldades”.

O secretário-geral demonstrou sua preocupação com informações de supostas execuções e também a atuação de grupos considerados terroristas em “atos brutais” contra a população. “Existe uma crença de muitos na Síria e outros lugares de que este conflito pode ser vencido militarmente. Mais violência só vai trazer mais sofrimento e instabilidade para a Síria e propagará o caos na região”, disse, apelando para o fim do conflito e permissão do acesso irrestrito de assistência humanitária ao país.

Em três anos, o conflito na Síria matou mais de 150 mil pessoas, de acordo com balanço divulgado na semana passada pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos. Deste total, 51.212 são civis, incluindo cerca de 8 mil crianças. Além das mortes, outra consequência do conflito, iniciado em março de 2011, é o número de regugiados. Somente no Líbano, o número de sírios registrados como refugiados passou de 1 milhão, transformando-o no país com a maior concentração de refugiados per capita do mundo, de acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.

Sarampo: mais de 40% dos casos no Ceará são em bebês de até 1 ano

 VacinaA Secretaria de Saúde do Ceará informou que 43% dos casos de sarampo identificados no estado foram registrados em bebês de até 1 ano. Ao todo, 125 pessoas foram infectadas pela doença desde janeiro deste ano.

O órgão explicou que a concentração do surto nessa faixa etária se deve à ausência de imunização, já que a vacina contra o sarampo só é aplicada aos 12 meses de vida. Dados do último boletim epidemiológico indicam que 16,8% dos casos são em menores de 6 meses e 26,4% em crianças com idade entre 6 meses e 1 ano.

Ainda de acordo com a secretaria, 60,8% das pessoas infectadas no estado são do sexo masculino e 39,2% do sexo feminino. A situação vacinal desses casos é a seguinte: 32,8% não eram vacinados por serem menores de 1 ano; 27% tinham a situação vacinal ignorada; 27% não eram vacinados e 13,1% tinham tomado uma dose da vacina.

Os principais sinais e sintomas apresentados pelos pacientes foram exantema, febre, tosse, coriza e conjuntivite. O boletim epidemiológico aponta que 25,4% dos casos exigiram hospitalização, mas  todos os pacientes evoluem bem.

Entre as estratégias adotadas pelo governo do estado na tentativa de interromper o surto estão: a busca retrospectiva de atendimentos feitos em unidades hospitalares com casos confirmados a partir de 25 de novembro de 2013 até a data atual; o deslocamento de equipe de laboratório para as residências de casos suspeitos atendidos nos ambulatórios para investigação epidemiológica e coleta de sangue; e o processamento de todas as amostras suspeitas de dengue que deram negativas.

A campanha de vacinação contra o sarampo, feita em caráter emergencial, já foi encerrada no estado. A maior parte dos municípios conseguiu alcançar a meta de 95% de imunização, mas pelo menos sete cidades ficaram abaixo do índice estabelecido. Em Camocim, apenas 47% das crianças com idade entre 6 meses e 5 anos receberam a dose.

Policiais federais reforçam ameaça de parar durante a Copa

PolicialfedralAgentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal fizeram hoje (8) mais uma manifestação no Rio de Janeiro para pressionar o governo a aprovar a reestruturação dessas carreiras e o reconhecimento de suas atribuições. Durante o protesto, no Aeroporto Santos Dumont, os policiais ergueram faixas e distribuíram panfletos aos passageiros.

Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Fedederal no Rio, André Vaz de Mello, a categoria ameaça parar durante a Copa do Mundo se não houver avanço na negociação com o governo federal até o início de junho.

“O governo sempre nos sinaliza que [se entrarmos em greve] vai nos substituir pelo Exército ou pela Força Nacional [no setor de imigração dos portos e aeroportos]. Mas não adianta substituir por um militar ou qualquer outro funcionário público [porque não vai saber como funciona o setor]. Então será um caos, vai parar. Ou então o governo federal poderá abrir a porteira e deixar entrar todo mundo, terrorista, procurados pela Interpol”, disse Mello.

Procurado pela Agência Brasil, o Ministério da Justiça informou, por meio da assessoria de imprensa, que não se pronunciará sobre a ameaça de greve dos policiais. O Ministério também disse que não há, por enquanto, um plano de contingência caso a greve seja decretada durante a Copa do Mundo.

 

Ucrânia: separatistas armados serão tratados como terroristas e criminosos

UcraniaseparaSeparatistas armados serão tratados como terroristas e criminosos Agência Lusa

O presidente da Ucrânia, Oleksandr Turchinov, disse hoje (8) que os separatistas que “pegam em armas e invadem edifícios” no Leste do país serão tratados como “terroristas e criminosos” e julgados com a severidade da lei. Segundo Turchinov, as forças militares não usarão armas contra manifestantes pacíficos.

Manifestantes pró-russos invadiram no fim de semana e controlavam ontem (7) cinco sedes administrativas do Estado nas três principais cidades do Leste do país: Donetsk, Lugansk e Kharkiv. Em Donetsk, os manifestantes que ocuparam o edifício da administração local proclamaram a criação de um Estado soberano da “República Popular de Donetski” e pretendem fazer um referendo sobre a soberania da cidade até 11 de maio.

Segundo o ministro do Interior da Ucrânia, Arsen Avakov, as forças especiais da polícia ucraniana desocuparam hoje a sede do governo regional na cidade de Kharkiv, que estava ocupada desde domingo (6) por manifestantes pró-russos. “Foram detidos cerca de 70 separatistas”, escreveu Avakov em sua conta no Facebook, acrescentando que a retomada do edifício foi realizada sem nenhum tiro disparado.

O governo russo, que ontem (7) foi acusado pelo primeiro-ministro ucraniano, Arseni Yatseniouk, de ter colocado em prática “um plano para desmembrar a Ucrânia”, com apoio aos separatistas, apelou hoje ao governo ucraniano que cesse os preparativos militares contra os pró-russos. “Nós apelamos ao cessar imediato de todos os preparativos militares, que arriscam desencadear uma guerra civil”, se pronunciou o Ministério de Relações Exteriores russo, que também afirma ter informações de que o governo da Ucrânia está usando agentes norte-americanos fardados com uniformes das forças especiais ucranianas nas operações.

*Com informações da Agência Lusa

Mantega discutirá crise mundial em Washington

Guido-Mantega-na-reuniao-do-G20-em-Paris-size-598O ministro da Fazenda, Guido Mantega, embarca hoje para os Estados Unidos onde participará da reunião de Primavera do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial (Bird). Antes, em São Paulo, deve se encontrar como o ministro de Finanças da Inglaterra, George Osborne. Mantega deve retornar ao Brasil no próximo domingo, informou o ministro da Fazenda.

Durante o encontro, a instituição liderada pela francesa Christine Lagarde deve discutir a situação da economia global que ainda enfrenta os efeitos da crise iniciada em 2008, destacadamente os problemas da Europa: a tensão na Ucrânia e as consequências para a economia da região da anexação, após referendo, da Crimeia pela Rússia. Agora, a situação voltou a se agravar: cresce o movimento de outros territórios reivindicando também a anexação.

O Brasil deve provocar, no encontro, em Washington, a retomada das discussões sobre a reforma do FMI, uma das bandeiras do país, emperrada desde 2010: a reforma objetiva obter maior influência dos países emergentes nas decisões do Fundo. A presidenta Dilma tem criticado a estrutura atual do Fundo por entender que o seu funcionamento não reflete “a nova configuração de forças” do mundo.

A agenda detalhada do ministro, em Washington, EUA, não foi divulgada, mas outro assunto a ser discutido é a criação do Banco do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). O banco deverá substituir, em parte, o papel do Banco Mundial e ao Fundo Monetário Internacional (FMI), dois tradicionais provedores de crédito dos países emergentes.

O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, deve participar também da reunião de Mantega como o ministro de Finanças da Inglaterra, George Osborne, em São Paulo. Depois, Tombini segue para a reunião do FMI e do Banco Mundial nos Estados Unidos.

IBGE: produção industrial cresce em sete dos 14 locais pesquisados

Industria_1Indústria cresceu 0,4% de janeiro para fevereiroArquivo/Agência Brasil

A expansão de 0,4% da produção industrial do país de janeiro para fevereiro deste ano reflete resultados positivos em sete dos 14 locais pesquisados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados fazem parte da Pesquisa Industrial Mensal/Produção Física Regional (PIM/PF Regional) que o instituto está divulgando hoje (8). Os números indicam que o aumento no ritmo da produção industrial nacional na passagem de janeiro para fevereiro, série com ajuste sazonal, teve como destaque a expansão de dois dígitos assinalada pelo Paraná (18,4%) e o crescimento de 4,7% observado no Amazonas.

Enquanto no Amazonas o crescimento da indústria registrou pelo segundo mês consecutivo, e passou a acumular em janeiro e fevereiro crescimento de 7,7%; no Paraná o resultado eliminou perdas de 15,9% registradas entre novembro de 2013 e janeiro de 2014.

Ainda na comparação mensal com ajuste sazonal, os dados indicam que no Rio de Janeiro o crescimento da produção industrial de janeiro para fevereiro foi de 1,0%; em Goiás (0,8%); São Paulo (0,7%);  no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina (0,5%), todos com resultados superiores à média mensal de 0,4%.

No Pará a variação foi nula; enquanto nos outros seis estados ou regiões pesquisadas a taxa foi negativa. No Espírito Santo, onde houve a maior retração, a queda chegou a -4,3%, após a produção industrial do estado ter avançado 2,2% no mês anterior; seguido de Pernambuco onde a queda foi de menos 3,9%, depois de quatro meses de resultados positivos consecutivos. Foram os dois estados que registraram as quedas mais expressivas de janeiro para fevereiro.

Como um todo, a Região Nordeste acusou queda na sua produção industrial de fevereiro de 1,7%; o Ceará (- 1,6%); Minas Gerais ( -1,6%) e Bahia ( -1,2%).

Cinco vítimas do desabamento de torre são atendidas em Maceió

Torre

A Secretaria de Saúde montou uma operação para socorrer as vítimas do desabamento no Moinho MotrisaOlival Santos/Divulgação Secretaria de Saúde

Cinco pessoas estão internadas no Hospital Geral do Estado (HGE) de Alagoas, vítimas do desabamento de parte da estrutura de uma torre do Moinho Motrisa, no bairro do Poço, em Maceió. De acordo com a assessoria de comunicação do hospital, elas passavam perto ao moinho quando foram atingidas pelos escombros.

O estado de saúde de Jonas Natanael dos Santos Feitosa, de 17 anos, é considerado gravíssimo. O jovem foi encaminhado para a UTI. José Cicero Bernardo da Silva, Ricardo Lima de Souza, José Gomes da Silva e Joseli Gregório de Andrade tiveram escoriações leves e seguem em observação, mas devem ser liberados ainda hoje (7).

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) enviou médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem ao local, além de 16 ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), duas motos e um helicóptero para ajudar a socorrer outras possíveis vítimas.  Equipes da Defesa Civil Municipal, da Polícia Civil, Polícia Militar, Secretaria Municipal de Infraestrutura e Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Maceió estão no local.

O Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBMAL) informou que acompanhou o resgate feito pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de apenas uma vítima até agora. Buscas continuam sendo feita na área ao redor da torre de alimentos que caiu. Segundo o Corpo de Bombeiros, há risco de novos desabamentos. A corporação estima que cerca de uma tonelada de trigo e terra soterrou a avenida.

Balança comercial inicia abril com déficit de US$ 470 milhões

 LavouraA soja é um dos produtos mais exportados pelo BrasilValter Campanato/Agência Brasil

A balança comercial brasileira iniciou abril com déficit (importações maiores que exportações) de US$ 470 milhões. O valor, resultado de US$ 4,33 bilhões em importações e US$ 3,86 bilhões em exportações, abrange os quatro primeiros dias úteis do mês. No ano, o déficit acumulado alcançou US$ 6,5 bilhões contra US$ 6 bilhões no final de março. No mês passado, a balança fechou com pequeno superávit, de US$ 112 milhões, pior resultado para o período desde 2001. Os dados relativos a este mês foram divulgados hoje (7) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

A média diária das exportações, que corresponde ao volume financeiro vendido por dia útil, ficou em US$ 965,8 milhões, crescendo 3% na comparação com a primeira semana de abril de 2013 e 4,1% ante março deste ano. Na comparação anual, as vendas de produtos básicos puxaram as exportações maiores, com alta de 9,7% principalmente em função de petróleo bruto, minério de alumínio, milho, carne suína, soja em grão, carnes salgadas e café em grão. Houve também alta de 2,6% na comercialização de semimanufaturados, com destaque para ouro, couros e peles; açúcar bruto e ferro-liga.

As vendas externas de produtos manufaturados, no entanto, não acompanharam o movimento de elevação, recuando 6,4% ante a primeira semana de abril de 2013. O motivo para as receitas menores obtidas com itens industrializados foi a queda no comércio de veículos de carga, automóveis de passageiros, autopeças, motores para veículos e partes, hidrocarbonetos, bombas e compressores e laminados planos.

Do lado das importações, a média diária ficou em US$ 982,7 milhões, 10,2% superior à registrada na primeira semana de abril do ano passado e 17,5% superior à de março de 2014. As aquisições do Brasil no exterior cresceram em relação a 2013 especialmente em razão de combustíveis e lubrificantes (alta de 27,8%), cereais e produtos de moagem (20,1%), aparelhos eletroletrônicos (alta de 18,9%) e instrumentos de ótica e precisão (12,5% maior).

CRATO – Monumento a N. S de Fátima está quase pronto !

 
Nada como uma grande vontade de vencer, a quem tem um projeto em mente. O Deputado Ely AGuiar transformou esta estátua a N.S. de Fátima no seu projeto de vida e de mandato. Questão de honra. Nós que acompanhamos desde o início, vimos como isso deu trabalho. Eu fui lá pessoalmente com o Ely acompanhar e fotografar logo no início. E aí está. Será um grande monumento. SE a cidade vai despertar para o turismo religioso, isso já é outra questão que caberia em inúmeras crônicas. Por enquanto, eu só quero dar meus parabéns ao Deputado, pela feliz iniciativa, e a tremenda força de vontade em NÃO DESISTIR, quando tudo parecia perdido.
Por: Dihelson Mendonça
Foto: Edson Silva

Depois de seis dias, novo tremor de terra é registrado em cidade do Ceará

Tremor de 2.8 foi registrado no limite das cidades Iracema e Jaguaribara. Em seis dias, é o segundo tremor de terra registrado no Ceará.

 

Um novo tremor de terra de magnitude 2.8 na escala Ritcher foi registrado às 10h42 desta segunda-feira (7) no Ceará. Esse é o segundo tremor de terra registrado no Estado em seis dias. De acordo com o Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte  (LabSis/UFRN), o epicentro preliminar foi determinado no município de Iracema, na divisa com o município de Jaguaribara, na Região Jaguaribara.

Dada a distância epicentral  uma determinação mais precisa será feita após a coleta de dados das estações mais próximas, revela o LabsSis. Segundo informações do técnico Francisco Brandão, da Defesa Civil do Ceará, o evento foi sentido em Jaguaribe. Informações coletadas por técnicos do laboratório confirmaram que o sismo também foi sentido no distrito de Mineiro, localidade ao sul do município de Jaguaribara, mas não na sede do município.

Paramoti
Na terça-feira (1º) um tremor de magnitude de 2.5 graus na Escala Ritcher foi registrado às 8h45 no município de Paramoti, a 103 quilômetros de Fortaleza. De acordo com Francisco Brandão, técnico da defesa Civil do Ceará, o temor foi registrado pelas estações sismográficas de Morrinhos e Sobral, na Região Norte do Ceará. O tremor teve o epicentro estimado em 7,5km de distância do centro da cidade. Outro tremor de magnitude 1.9 havia ocorrido há exatamente um ano, em 1º de abril de 2013.

Em 1997 foram registrados dois tremores de magnitudes 2.3 e 2.0 graus no dia 16 de fevereiro. Mais recentemente ocorreram dois eventos, um de magnitude 2.1, ocorrido em  2 de maio de 2012. Nesta quarta-feira (2), os técnicos Francisco Brandão, da Defesa Civil do Estado, e Eduardo Menezes, do Laboratório Sismológico da UFRN (LabSis/UFRN) irão à região para fazer um levantamento dos efeitos do tremor e conversar com a população e autoridades locais.
saiba mais

Escala Ritcher
Criada em 1935 pelo sismólogo americano Charles F. Richter, integrante do Instituto de Tecnologia da Califórnia, a escala Richter foi desenvolvida para medir a magnitude dos terremotos, que consiste no ato de quantificar a energia liberada no foco do terremoto. É uma escala que se inicia no grau zero e é infinita (teoricamente), no entanto, nunca foi registrado um terremoto igual ou superior a 10 graus na escala Richter. Um dos fatores é que ela se baseia num princípio logarítmico, ou seja, um terremoto de magnitude 6, por exemplo, produz efeitos dez vezes maiores que um outro de 5, e assim sucessivamente.

Tremor620

Tremor de terra atinge cidade de Iracema e Jaguaribe, no Ceará (Foto: Google/Reprodução)
 

Do G1 CE

Juazeiro do Norte: Ministério Público quer coibir abuso do álcool na Sexta-feira Santa

Padre-cc3adceroNa Sexta Feira Santa milhares de devotos sobem à Colina do Horto

A Promotora de Justiça Alessandra Magda Ribeiro Monteiro se reuniu com representantes da Polícia Militar, Demutran, Conselho Tutelar, Vigilância Sanitária e o padre José Ventureli, para tratar do período da Semana Santa em Juazeiro do Norte. Alessandra Madga que evitar os excessos que constantemente acontecem durante a subida do horto. Como sempre, a maior preocupação tem sido com a bebida alcoólica. Apesar de toda recomendação e fiscalização, são muitas as pessoas que teimam em subir ao horto embriagadas e, ainda por cima, conduzindo bebidas.

Este ano a fiscalização da Polícia Militar será mais rigorosa nos dois locais onde o fluxo de pessoas é do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) irá manter o controle na subida dos veículos que só terão acesso pela estrada nova. A Vigilância Sanitária atuará no comércio ambulante de comida e o Conselho Tutelar agirá na fiscalização dos menores de 18 anos, principalmente se estiverem desacompanhados e ou ingerindo bebidas alcoólicas. Os trabalhos terão início na quarta-feira a noite se serão intensificados na quinta e sexta-feira santa.

Segundo Alessandra Magda, é preciso dar um basta nos abusos. A promotora orientou ao Capitão Agra, que veio representado a Polícia Militar, para que recolhesse toda bebida em poder das pessoas que pretendam subir ao horto na semana santa. “Ali é um local de peregrinação e oração e, levar bebida, mesmo que seja vinho, é um desrespeito enorme ao local onde o Padre Cícero escolheu em vida para fazer seu retiro espiritual”, afirma a promotora, alertando que estará de sobreaviso para qualquer solicitação da policia, caso haja necessidade.

 Blog do Flávio Pinto News e colaboração de Roberto Bulhões C

URCA inicia inscrições para processo seletivo de professor temporário nesta terça (08)

UrcaSerão iniciadas nesta terça-feira (08) as inscrições do Processo Seletivo para Contratação de Professor Temporário da Universidade Regional do Cariri (URCA), nas Unidades de Iguatu, Campos Sales e Missão Velha. Serão destinadas 103 vagas para várias áreas dos cursos de Ciências Econômicas, Direito, Educação Física, Enfermagem, Ciências Biológicas, Letras e Matemática. As inscrições estarão abertas até o próximo dia 23 de abril. Os interessados poderão se inscrever, através do site da URCA, e no campus do Pimenta.

 

Locais de inscrição:

 

Os requerimentos de inscrição serão recebidos pela Comissão de Seleção na PROGRAD, Campus do Pimenta, à Rua Cel. Antônio Luiz, no. 1161 – CEP: 63.105- 000, Crato/CE, telefone (88) 3102-1244, bem como na Unidade da URCA localizada na Cidade de Iguatu, sito à Rua Evaldo Gouveia, no. 21, Bairro São Sebastião, Iguatu-CE, CEP: 63500-000, telefone: (88) 3581-3552, no horário das 9h00min às 12h00min e das 14h00min às 18h00min, de segunda à sexta-feira.

 

Os requerimentos de inscrição também poderão ser feitos através do endereço eletrônico:http://prograd.urca.br/concursos/ProfTemporario/, devendo a documentação exigida ser postada à Comissão de Seleção até o último dia de inscrição, através de SEDEX com Aviso de Recebimento (AR), no endereço Rua Cel. Antônio Luiz, no. 1161, Bairro Pimenta, Crato/CE, CEP.: 63.105 – 000.

 

A taxa de inscrição será no valor de R$100,00 (cem reais), a ser paga em qualquer agência da Caixa Econômica Federal, mediante depósito em favor da Universidade Regional do Cariri -URCA, Agência nº 0919-9, Operação nº 006, Conta Corrente nº 369-2, devendo o comprovante original do depósito ser afixado na ficha de inscrição.

 

Assessoria de Imprensa Universidade Regional do Cariri (URCA)

Universidades Estaduais: AL aprova PCCV a criação de 198 cargos

Universidades_estaduais_uece_urca_uvaA Assembleia Legislativa do Estado do Ceará aprovou os Projetos de Lei (PL) do poder executivo estadual criados para atender diretamente às demandas das universidades estaduais, compromissos assumidos pelo Governador Cid Gomes após o encerramento da greve nas instituições de ensino em 2013. Os projetos de lei tratam da regulamentação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) dos docentes estabelecendo critérios para alteração dos Regimes de Trabalho, para concessão e exclusão da Gratificação de Dedicação Exclusiva (DE) e disciplina os afastamentos para realizar pós-graduação (especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado).

 

O PCCV começou a ser implantado pelo atual governo entre 2008 e 2010, resultando num ganho real de 104% nos vencimentos dos professores da rede superior estadual, além da reposição da inflação. A medida torna Uece, Urca e UVA as universidades que melhor remuneram os seus professores no País, comparadas com universidades estaduais, federais e institutos federais de educação.

 

A política de valorização docente inclui ainda o incentivo do governo estadual à qualificação com cursos de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) e estágios de pós-doutorado em universidades nacionais e estrangeiras. Os docentes participam também de eventos científicos e acadêmicos.

 

SERVIDORES

 

Outro ponto atendido foi o que trata da reivindicação dos servidores técnico-administrativos. O Projeto de Lei aprovado institui a Gratificação de Incentivo Técnico-Administrativo (Gita) no percentual de 50% sobre a referência atual de cada servidor. A medida beneficia servidores ativos e inativos (aposentados e pensionistas), trazendo um impacto ao tesouro estadual de R$ 20 milhões por ano.

 

O mesmo projeto trata da criação de 198 cargos de técnico-administrativo (níveis médio e superior) para as universidades estaduais, que serão preenchidos mediante concurso público de provas e títulos, já autorizado pelo Governador e também acatado pela Assembleia Legislativa.

 

ESTUDANTES

 

Em relação à política de assistência estudantil, houve a destinação de R$ 10 milhões para cada uma das três universidades, que serão disponibilizados por meio de custeio finalístico e MAPP, conforme deliberação do movimento estudantil em consonância com a administração superior de cada uma das universidades.

 

No tocante a promessa de ampliação e reforma da Faculdade de Educação de Itapipoca (Facedi/Uece),  o Governador assegurou a construção de 22 novas salas de aula, a climatização e a criação de um novo curso de graduação naquela unidade.

 

Cenário da Educação Superior no Estado

 

A Universidade Estadual do Ceará (Uece), a Universidade Regional do Cariri (Urca) e a Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) tiveram seus investimentos quase triplicados durante a gestão do atual governo.

 

De 2007 a 2012 os investimentos aplicados nas três universidades cresceram todos os anos. Em 2006, último ano da gestão anterior, o somatório de investimentos foi de R$ 99 milhões, enquanto no ano de 2013 o total executado em forma de custeio, investimento e pagamento de pessoal foi de R$ 332 milhões, tendo como programação para o exercício de 2014 o montante de R$ 411 milhões. A definição da aplicação dos recursos é de inteira decisão das universidades.

 

O Estado também tem avançado no apoio à expansão do sistema de ensino superior federal, com o aporte financeiro no total de R$ 44 milhões, possibilitando a interiorização da Universidade Federal do Ceará, a implantação da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), em Redenção e ampliação da Universidade Federal do Cariri (UFCA). Além disso, houve a destinação considerável desses recursos para expansão dos Institutos Federais do Ceará (IFCE), que hoje conta com 23 unidades em funcionamento.

 

“Todo o apoio dado à expansão do sistema de ensino superior federal não trouxe prejuízo à atuação do Governo do Estado no repasse de recursos e na consolidação das nossas universidades estaduais”, destaca o secretário da Secitece, René Barreira.

 

Levando-se em conta as Instituições Estaduais de Ensino Superior (IEES) e o Instituto Centec, o número de matriculados nas estaduais passou de 34.053, em 2006, para 39.390, em 2013 na educação superior, indicando um acréscimo de 15,67%. Já na pós-graduação, houve uma elevação do número de matriculados de 655, em 2006 para 5.413, em 2013, apontando um crescimento de 826,4%.

 

Já no sistema de ensino superior federal a evolução se deu de maneira mais acentuada, por conta da expansão na capital e interior do Estado. Em 2006, eram 24.246 estudantes na graduação e 3.313 na pós-graduação, passando para 37.684 na graduação e 8.998 na pós-graduação com crescimento de 55,42% e 171,6% respectivamente.

 

Merece destaque o crescimento da qualificação do corpo docente nas Instituições Estaduais de Ensino Superior (IEES), passando de 360 especialistas em 2007 para 231 em 2013, de 779 mestres para 585, de 34 doutores para 449 e de 1 pós-doutor para 66, constatando-se que houve uma representativa melhoria na titulação de especialistas para mestres/doutores/pós-doutores.

Assessoria de Imprensa da Secitece

Encontro estadual e congresso internacional debatem humanização nos serviços de saúde

SaudeA Secretaria da Saúde do Estado realiza nesta terça-feira (08), o I Encontro de Humanização e Redes Sociais de Apoio aos Usuários do SUS (Sistema Único de Saúde), das 8 às 17 horas, no hotel Mareiro, Avenida Beira Mar, 2380, Meireles, com o objetivo de fomentar a troca de experiências e o diálogo entre os serviços de saúde e as redes sociais de apoio. A programação faz parte da Semana Nacional de Humanização, que o Ministério da Saúde promove entre 7 e 11 de abril, em continuidade às celebrações de 10 anos da Política Nacional de Humanização (PNH), iniciadas em 2003. Ainda como parte da programação da semana, a Sesa participará do 11º Congresso Internacional da Rede Unida, que acontece de 10 a 13 de abril, no Centro de Eventos do Ceará.

 

No stand da Sesa, as unidades da rede pública de saúde farão apresentação de experiências de humanização dos serviços. Já estão programadas apresentações do Hospital Geral de Fortaleza (HGF), Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), Instituto de Prevenção do Câncer (IPC) e Centro de Especialidades Odontológicas (CEO Centro). Com o tema central: “Girar Vida, Políticas e Existências: a delicadeza da Educação e do Trabalho no cotidiano do SUS”, o evento visa contribuir propositivamente com os processos de mudança na formação e desenvolvimento de profissionais da área da saúde, bem como na transformação do modelo de atenção à saúde e na busca da consolidação do Sistema Único de Saúde em seus princípios e diretrizes.

 

O congresso da Rede Unida – associação brasileira que reúne projetos, instituições e pessoas interessadas na mudança da formação dos profissionais de saúde e na consolidação de um sistema de saúde – terá a participação de docentes e estudantes das profissões da saúde e relacionadas, trabalhadores dos serviços de saúde, residentes e representantes de organizações comunitárias, controle social e movimentos sociais para o debate em torno da saúde, da educação, da gestão e do trabalho em saúde, da participação cidadã, na perspectiva do fortalecimento do SUS. A programação prevê a realização de 100 távolas, 219 rodas de conversa, 38 oficinas, 4 fóruns, 60 convidados estrangeiros e apresentações de quase 3 mil trabalhos.

 

HumanizaSUS

 

No Ceará, a Política Estadual de Humanização na Atenção e da Gestão em Saúde no SUS, coordenada pela Coordenadoria de Gestão do Trabalho e da Educação Permanente na Saúde (CGTES), foi instituída em 2013 e é baseada na Política Nacional de Humanização (PNH), lançada em 2003. A PNH busca colocar em prática os princípios do SUS no cotidiano dos serviços de saúde, produzindo mudanças nos modos de gerir e cuidar. Estimula a comunicação entre gestores, trabalhadores e usuários para construir processos coletivos de enfrentamento de relações de poder, trabalho e afeto que muitas vezes produzem atitudes e práticas desumanizadoras que inibem a autonomia e a corresponsabilidade dos profissionais de saúde no trabalho e dos usuários no cuidado de si.

Assessoria de Comunicação da Sesa

Dia Mundial do Combate ao Câncer: IPC alerta sobre câncer do colo de útero

8deabrildiadocombatecancer

No Dia Mundial do Combate ao Câncer, em 8 de abril, o Instituto de Prevenção do Câncer (IPC), unidade da Secretaria da Saúde do Estado, faz um alerta para a prevenção do câncer do colo do útero. O tumor é um dos mais frequentes na população feminina. No IPC, são realizadas em média dois mil atendimentos por mês, que vão de consultas ginecológicas a pequenas cirurgias, a mulheres em tratamento ou suspeita da doença. Dentre todos os tipos de câncer, o do colo de útero, é o que apresenta um dos mais altos índices de cura, se diagnosticado precocemente. “Prevenir é forma mais eficaz de combater a doença”, afirma a diretora médica do IPC, Ana Catarina Machado.

 

A prevenção da doença é feita através da realização regular de exames preventivos, sobretudo o Papanicolau, que detecta a doença nos estágios iniciais, aumentando assim as chances de sucesso do tratamento. O exame é simples, e realizado com a coleta da secreção do colo do útero, utilizando espátula e escovinha. Todas as mulheres que têm ou já tiveram atividade sexual, principalmente aquelas com idade de 25 a 59 anos devem fazer. Mulheres grávidas também podem fazer o preventivo. “O ideal é realizar o exame uma vez por ano. Em casos de alto risco, como quando a mulher tem HPV, é possível que seja recomendado com mais frequência, de seis em seis meses, por exemplo”, afirma a diretora.

 

O meio mais comum de contágio da doença é através da infecção pelo vírus HPV. Além de aspectos relacionados à infecção pelo vírus, outros fatores ligados a imunidade, a genética e ao comportamento sexual parecem influenciar na contaminação. Desta forma, o tabagismo, a iniciação sexual precoce, a multiplicidade de parceiros sexuais e o uso prolongado de contraceptivos orais são considerados fatores de risco para o desenvolvimento de câncer do colo do útero. A idade também é um fator importante no processo, já que, a maioria das infecções por HPV em mulheres com menos de 30 anos regride espontaneamente, ao passo que acima dessa idade a persistência é mais frequente.

 

 

Número de óbitos por câncer de colo do útero. Ceará, 2008 a 2013*   

Sexo

2008

2009

2010

2011

2012*

2013*

Feminino

247

264

240

252

277

223

 

Fonte: 2008 a 2011 MS/SVS/DASIS – Sistema de Informações sobre Mortalidade – SIM / 2012 e 2013 SESEA/COPROM/NUIAS                        

* Nota: dados parciais, sujeitos a revisão   

Assessoria de Imprensa do  IPC/Lacen / CIDH

Grandes empresas de internet ‘vão longe demais’ ao usar dados de internautas, diz estudo

InterneteSAN FRANCISCO – A capacidade de Google, Facebook e outras empresas de tecnologia de reunir dados pessoais dos usuários tem criado crescente desconforto entre americanos. A maioria está preocupada com o fato de as empresas de internet estarem invadindo demais suas vidas, mostrou uma nova pesquisa.

Google e Facebook lideram as listas de preocupações dos americanos sobre a capacidade de obter localização física e monitorar hábitos de consumo e comunicações pessoais, de acordo com um estudo conduzido por Reuters/Ipsos de 11 a 26 de março com cerca de 5 mil pessoas.

A pesquisa mostra uma crescente ambivalência em relação às empresas de internet, cujos populares serviços on-line, como redes sociais, e-commerce e ferramentas de pesquisa, se tornaram nos últimos anos gigantescos negócios.

Agora, quando as fronteiras entre os produtos da web e serviços do mundo real começam a se confundir, muitas das principais companhias de internet correm para colocar sua marca em serviços que vão desde utensílios de casa até drones e automóveis.

Com bilhões de dólares em dinheiro, ações em alta e um apetite por mais dados de usuários, Google, Facebook, Amazon e outras estão adquirindo uma série de companhias e lançando projetos ambiciosos de tecnologia. Mas suas ambições estão colocando os usuários em estado de alerta, de acordo com a pesquisa. Cerca de 51% dos entrevistados responderam “sim” quando indagados se essas três companhias, além de Apple, Microsoft e Twitter, estavam indo longe demais e se expandindo por muitas áreas da vida das pessoas.

A pesquisa tem margem de erro de 1,6 ponto percentual para mais ou para menos.

Aneel aprova redução de tarifa de energia para consumidores de energia da Ampla

Em reunião pública extraordinária feita hoje (7), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou redução tarifária de 0,74% para os consumidoresEletricidade2 residenciais de baixa tensão atendidos pela Ampla, beneficiando 1,9 milhão de clientes residenciais em todo o estado do Rio de Janeiro. O número de pessoas é ainda maior se for levado em conta os consumidores de baixa renda também atendidos pela concessionária e que foram também beneficiados pela decisão, mas cujo total não foi divulgado pela concessionária.

A Ampla atende a um total  de 2,5 milhões de unidades residenciais em 66 dos 92 municípios do Rio de Janeiro, incluindo os consumidores de baixa, média e alta tensão. A resolução da Aneel, em contrapartida, elevou em 8,11% o custo da energia elétrica para os consumidores de alta tensão e em 0,48% o custo para os consumidores de média tensão – comércios e pequenas industrias.

A redução, que é retroativa ao dia 15 de março, compõe o índice final da terceira revisão tarifária periódica da concessionária. Ao comunicar a redução, a Aneel, em nota, esclareceu que, para a definição da tarifa, são considerados os custos de geração da energia, de transporte até o consumidor (transmissão e distribuição) e os encargos setoriais.

No caso da Ampla, diz a nota, os principais fatores que influenciaram a revisão foram a maior participação da “energia nova” e a “energia velha” (gerada por usinas mais antigas, com parte de seus ativos já amortizados) mais cara do que previsto.

Dólar cai para R$ 2,22 e fecha no menor nível em quase seis meses

DolaresEm queda pelo segundo dia útil seguido, o dólar fechou na menor cotação em quase seis meses. O dólar comercial fechou hoje (7) vendido a R$ 2,22, no menor valor desde 30 de outubro do ano passado, quando a cotação havia atingido R$ 2,192.

Apenas hoje, a cotação caiu 1,06%. Na mínima do dia, por volta das 16h, o dólar chegou a ser vendido a R$ 2,2125. A divisa acumula queda de 5,45% nos últimos 30 dias e de 6% no ano.

A queda ocorre menos de uma semana depois de o Banco Central brasileiro ter aumentado a taxa Selic, juros básicos da economia, para 11% ao ano. Juros mais altos favorecem a entrada de capital financeiro do exterior porque tornam as taxas brasileiras mais atrativas em relação às das economias avançadas.

Também contribuiu para a queda do dólar o fato de a taxa de desemprego nos Estados Unidos ter se mantido em 6,7% em março, acima das expectativas das instituições financeiras. A resistência do desemprego em cair indica que o Federal Reserve (Fed), Banco Central norte-americano, mantenha os juros próximos de zero por mais tempo que o esperado.

No mês passado, o Fed havia indicado que poderia aumentar os juros da maior economia do planeta a partir de 2015.

Problemas no SUS ferem dignidade dos cidadãos, indica relatório

Presidente do CFM, Roberto D´Avila, apresentou relatório sobre a situação de grandes hospitais de emergênciaJosé Cruz/Agência Brasil

910185-medicos__3Casos de pacientes em macas espalhadas pelos corredores ou em colchões sobre o chão, falta de água em chuveiros e sanitários e cenários que se assemelham aos de uma enfermaria de guerra integram relatório divulgado hoje (7) pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). O órgão, em parceria com a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, visitou oito hospitais de urgência da rede pública. A conclusão: problemas estruturais no Sistema Único de Saúde (SUS) ferem a dignidade e os direitos da população.

De acordo com o relatório, os serviços de urgência e emergência enfrentam um duplo gargalo. O primeiro trata do atendimento congestionado provocado, segundo o documento, pela centralização do atendimento em poucos serviços. O segundo problema envolve a dificuldade em dar solução a casos de usuários que conseguem ser atendidos. A situação, segundo os médicos, gera uma fila também para sair do serviço, agravando a situação de carência e impossibilitando a admissão de novos usuários.

O subfinanciamento na saúde foi indicado como expressão maior da falta de prioridade dada ao setor. O deputado federal Arnaldo Jordy (PPS-PA), relator da comissão, lembrou que o Ministério da Saúde deixou de aplicar mais de R$ 100 bilhões no SUS ao longo dos últimos 13 anos e que, no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), apenas 11% das ações previstas para a área foram concluídas desde 2011.

“Não é um problema de agora. Vem se agravando, se acumulando. Não vai haver solução imediata e repentina, ainda que desejada”, disse. “A ideia é fazer com que isso tenha alguma repercussão. Vamos procurar o ministro da Saúde e o presidente do Supremo Tribunal Federal, porque há medidas judiciais que precisam ser tomadas”, completou.

A situação de subfinanciamento do sistema, segundo o relatório, tem sido agravada pelo baixo nível de ressarcimento de planos de saúde ao SUS em razão dos atendimentos que deveriam oferecer, mas que são feitos pela rede pública. A estimativa é que 25% dos atendimentos nas urgências envolvem usuários de planos de saúde.

O presidente do CFM, Roberto d’Ávila, cobrou do governo federal soluções definitivas e programas de Estado no lugar de programas de governo que, segundo ele, têm prazo de validade. “O Ministério da Saúde é o quinto em gastos para investimentos. Obras em cidades, estádios, tudo isso é maior. E, mesmo pequeno, o orçamento é mal executado e acaba voltando para o Tesouro para abater a dívida. Não é prioridade”, avaliou.

A previsão é que a comissão recomende ao Executivo, estados e municípios que adotem a Política Nacional de Atenção às Urgências, ampliando a participação no financiamento do SUS; ampliem a abrangência do programa SOS Emergência, para incluir todos os serviços públicos; reduzam a carência de quase 200 mil leitos hospitalares e criem mais leitos de apoio e de retaguarda; revisem os valores da tabela SUS para remunerar a prestação de serviços, e evitem a contratação provisória de recursos humanos, privilegiando o concurso público e a contratação pelo regime estatutário.

As informações foram colhidas nas seguintes unidades de saúde: Arthur Ribeiro de Saboya, em São Paulo, Souza Aguiar, no Rio de Janeiro e Hospital Geral Roberto Santos, em Salvador; Pronto-Socorro João Paulo II, em Porto Velho, Pronto-Socorro Municipal Mario Pinotti, em Belém; Hospital de Base, em Brasília, Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Porto Alegre e Pronto-Socorro Municipal de Várzea Grande (MT). As visitas contaram com o apoio de conselhos e sindicatos de profissionais da saúde, do Ministério Público e da Ordem dos Advogados do Brasil.

Senado adia votação sobre flexibilização d’A Voz do Brasil

Voz1O Conselho de Comunicação Social do Senado Federal decidiu fazer uma audiência pública sobre a proposta de flexibilização do programa A Voz do Brasil antes de votar um parecer sobre o assunto. A matéria estava na pauta da reunião de hoje (7) do conselho mas, a pedido do conselheiro Ronaldo Lemos, teve a votação adiada.

“Depois da última reunião, recebi um telefonema do conselheiro Daniel Slaviero [presidente da Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão] pedindo que façamos uma audiência pública para discutir melhor o assunto, antes de votarmos um relatório sobre ele. Fiquei sensibilizado com o pedido, e sugiro que a gente faça uma audiência pública antes, então”, justificou Ronaldo Lemos.

A proposta de flexibilização do programa A Voz do Brasil propõe que a transmissão do programa continue obrigatória, mas que as emissoras de rádio possam fazê-la entre as 19h e as 22h, conforme considerarem mais conveniente. Outra proposta, que está sendo analisada pelo conselho, vai em sentido contrário, e sugere que o programa seja considerado patrimônio imaterial, proibindo mudanças em seu formato e horário.

Os demais conselheiros presentes à reunião acataram o pedido de adiamento da votação e de audiência pública, mas ainda não foi marcada data. Eles também não anunciaram ainda quem serão os convidados para discutir o assunto.

Na mesma reunião, o Conselho de Comunicação Social também aprovou o envio de uma carta aos conselheiros da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), por meio do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), pedindo cautela na decisão de leiloar a faixa de transmissão de 700 mega-hertz (MHz) para internet 4G.

O texto pede que todas as partes interessadas no assunto sejam ouvidas antes do leilão. Atualmente, muitas emissoras de televisão abertas, públicas e comerciais, utilizam esse espectro. Elas têm receio de que a utilização para emissão do sinal 4G cause interferências nas transmissões. A tendência é que essas emissoras migrem para o sinal digital, mas até lá elas pedem que a possibilidade de prejuízo da transmissão em 700 MHz seja testada com cautela.

Os conselheiros decidiram ainda que vão acompanhar o debate sobre o novo Marco Civil da Internet, que chega ao Senado depois de ter sido aprovado na Câmara. O texto é polêmico e deverá mobilizar os senadores nos próximos meses.

 

Comissão da Verdade homenageia militares perseguidos pela ditadura de 1964

Comissc3a3o-da-verdade1O tenente-coronel da Aeronáutica Alfeu de Alcântara Monteiro, assassinado na Base Aérea de Canoas (RS) no dia 4 de abril de 1964, foi homenageado hoje (7) pela Comissão da Verdade de São Paulo Rubens Paiva. De acordo com a Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos (CEMDP), o oficial foi morto por arma de fogo ao resistir à prisão determinada pelo seu posicionamento contrário ao golpe militar de 1964. A contestação de militares ao regime e a perseguição que sofreram das Forças Armadas foi o tema da audiência.

A homenagem incluiu a exibição de uma reportagem relembrando a trajetória do militar. Segundo o acervo da CEMDP, ele participou na linha de frente do movimento pela legalidade, liderada pelo governador gaúcho Leonel Brizola e pelo comandante do 3º Exército, general Machado Lopes, em Porto Alegre. O grupo resistiu à intervenção militar que tentou impedir a posse do vice-presidente João Goulart, após a renúncia de Jânio Quadros, em setembro de 1961. Alfeu foi um dos responsáveis por impedir que caças decolassem da Base Aérea de Canoas para bombardear o Palácio Piratini, sede da resistência legalista, desobedecendo ordens superiores.

Durante a audiência, prestaram depoimentos os capitães Simão Keremian, Francisco Fernandes Maia, José Araújo Nóbrega e Moacir Correia, que foram perseguidos pela ditadura. O consultor da Comissão Nacional da Verdade (CNV), Paulo Cunha, que coordenou os trabalhos na Assembleia Legislativa de São Paulo, destacou a importância desses testemunhos para recuperar a verdade histórica do período militar. “Já temos contabilizados 27 militares que foram mortos no período pós-1964 e dez outros civis de origem militar que também foram dizimados”, destacou.

O capitão da reserva do Exército José Araújo Nóbrega relatou o período em que integrou o Movimento Nacionalista Revolucionário (MNR) e depois a Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), ao lado do capitão do Exército Carlos Lamarca, um dos líderes da oposição armada. Ele relembrou o momento em que se instalou com um grupo no Vale do Ribeira, em São Paulo. Segundo ele, o grupo não lutava para implantar o comunismo. “Éramos todos jovens interessados em acabar e mudar esse regime no Brasil, mas existia também a discussão sobre reformas sociais”, declarou.

O grupo passou a ser perseguido no Vale do Ribeira e, após se perder dos outros companheiros, Nóbrega foi preso e torturado. Por divergências políticas com o movimento, ele decidiu deixar a VPR e pedir asilo ao Chile. Enquanto estava lá, no entanto, foi novamente torturado após a deposição de Salvador Allende e instalação da ditadura do general Augusto Pinochet, em 1973. No episódio em que foi preso pela polícia chilena, ele pulou de um barranco para fugir e ficou pendurado em uma árvore. “Os carabineiros chegaram na borda, fizeram mais disparos, um que acertou o meu pé, outro a minha camiseta”, relembrou.

O capitão Simão Keremian, que atualmente preside a Associação Nacional dos Civis e Militares Aposentados e da Reserva (Acimar), destacou que nunca pertenceu a nenhuma organização política da época e que atuação dele estava identificada “com os militares legalistas em defesa das instituições democráticas”. Ele foi cassado em novembro de 1964. “Minha culpa foi ser fiel às autoridades legais constituídas”, avaliou. Keremian defendeu a revisão da Lei da Anistia. “[Esse período] transformou jovens oficiais em torturadores e assassinos, deixando-nos um passado vergonhoso de crimes imprescritíveis”, avaliou.

O sargento da Aeronáutica Francisco Fernandes Maia também foi expulso das Forças Armadas e teve os direitos políticos suspensos em 1967. Ele contou que assumiu uma postura crítica em relação às condições a que os sargentos eram submetidos, como não ter direito ao voto, não poder tirar o brevê para se tornar aviador e não poder casar durante cinco anos. “Antes disso, fui preso em 1965, acusado de pertencer ao Partido Revolucionário Trotskista. Impetrei quatro habeas corpus, mas só consegui sair nove meses depois”, apontou.

Fertilizante à base de composto mineral reduz poluição e aumenta produtividade

Um composto mineral, descoberto por meio de um projeto multidisciplinar que envolveu quatro instituições científicas vinculadas ao governo federal, pode produzir fertilizante que aumenta a produtividade agrícola e reduz, ao mesmo tempo, o impacto ao meio ambiente.

A pesquisa  foi desenvolvida pelo Centro de Tecnologia Mineral (Cetem), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação; pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa); pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); e  pelo Serviço Geológico do Brasil  (CPRM), do Ministério de Minas e Energia.  A invenção Composição Mineral Zeolítica, Processos de Modificação e Utilização teve patente concedida recentemente pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi).

A pesquisadora do Cetem Marisa Monte destacou hoje (7), em entrevista à Agência Brasil, que a parceria com a Embrapa foi essencial  para fazer uma inovação no uso do mineral para aplicação na agricultura. A partir da produção de concentrados zeolíticos (grupo numeroso de minerais que têm uma estrutura porosa),  foram efetuadas modificações nas propriedades de superfície dessas partículas, de modo que elas pudessem fazer a troca de nutrientes, que  é típico de materiais porosos.

No processo, foi utilizada uma zeólita do Brasil, encontrada no Maranhão,  que não é altamente pura como as zeólitas de Cuba, por exemplo, porque vem misturada com outras argilas. Marisa observou, porém, que “a mistura da argila com ela promove uma boa capacidade de troca e faz com que ela consiga usar esses nutrientes na agricultura”.

Outra vantagem desse material poroso, disse, é na irrigação. “Ele reduz  em 50% a necessidade do ciclo de irrigação”.  O trabalho  comparou, ainda, a utilização de  material comum incorporado com ureia (amônia), que é usado na agricultura, com o composto mineral desenvolvido a partir de concentrados zeolíticos.

“Com esse material, a gente descobriu que podia reduzir em 80% a perda de nutrientes na volatização”,  pelo fato de liberar mais lentamente e estar mais protegido. “O  aquecimento faz com que a amônia volatilize tanto quanto acontece quando você joga ureia a lance [no pasto ou no plantio]”. Isso significa que, como o composto zeolítico faz troca de nutrientes, ele capta o excesso e libera os nutrientes de forma bem lenta. “É como na alimentação infantil. Não adianta querer dar tudo de uma vez. Tem que dar aos poucos. A mesma coisa [se aplica] à planta, para ela crescer”, explicou.

 Laranja_embrapa

O composto mineral foi testado, com sucesso, em mudas de plantas cítricas Divulgação/Embrapa

Inicialmente, foram feitos testes para o crescimento de mudas de plantas cítricas. O Brasil é o primeiro do ranking mundial na produção de mudas, disse a pesquisadora do Cetem. Essas mudas crescem em ambientes fechados, livres de contaminação. O uso do material  para crescimento das mudas  aumentou em 40% a produtividade.

Depois, foram feitos testes com tomate, alface e arroz em ciclos de cultura. Também aí, os testes comprovaram que o material  libera lentamente os nutrientes. “Você pode usar o material em uma, duas ou três culturas diferentes”. Outros testes foram feitos com o plantio de flores, obtendo o mesmo resultado.

Marisa admitiu que a descoberta pode, “de certa forma”, vir a substituir a importação de fertilizantes pelo Brasil. “O consumo é menor do que utilizando fertilizantes solúveis, que não são produtivos. Então, de certa forma, você pode reduzir a importação. Porque, se ele libera [nutrientes] lentamente,  a planta pode ir  absorvendo no tempo que é compatível como o seu metabolismo, com o seu crescimento. Dá para você criar um protocolo analítico para essas coisas”.

Já de posse da patente, os pesquisadores têm intenção agora de comercializar o produto. Marisa informou que algumas empresas, entre as quais a Petrobras, já manifestaram interesse. Ela adiantou que a ideia de utilizar a matriz abre a perspectiva de usar o composto com outros minerais porosos, sempre com o projeto de utilização como fertilizante. Marisa salientou, ainda, que a aplicação  do material seria interessante na agricultura orgânica, porque pode fazer  incorporações nas zeólitas, e não utilizar produto químico.

De acordo com o Cetem, o invento é uma alternativa ao uso de fertilizantes solúveis, que poluem as águas e geram desperdício de nutrientes.

Processo de identificação de grupo de risco pode salvar pessoas da morte súbita

Coracao_BBC_A morte súbita – doença que mata mais que câncer de pulmão e de mama, drogas e acidente automobilístico juntos – é um dos temas que serão debatidos, a partir do próximo dia 9 (sexta-feira), no  31º Congresso de Cardiologia da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro (Socerj). O evento se estenderá até o dia 12 (segunda-feira).

Segundo informou hoje (7) à Agência Brasil a presidenta da Socerj, Olga Ferreira de Souza,  embora não haja estatística brasileira, estima-se que essa doença cause a morte de 250 mil a 300 mil pessoas por ano no Brasil.  “Um pouco menos que nos Estados Unidos”, comentou. Lá, a morte súbita mata de 350 mil a 450 mil pessoas por ano.

As pessoas que apresentam risco de morte súbita são pacientes que já sofreram infarto; têm uma disfunção no coração, uma doença no músculo cardíaco, ou seja, o coração crescido; ou apresentam alguma cardiopatia e outras doenças que ocorrem no músculo do coração. Um número menor de pessoas com risco engloba pacientes jovens com arritmia de origem genética. “Se você calcular o número de pessoas que têm infarto no Brasil, ou evoluem para insuficiência cardíaca, esse número é enorme. Daí essa estatística que nos assusta de morte súbita”, enfatizou a especialista.

De acordo com a presidenta da Socerj, 50% dos pacientes que infartam, morrem antes de chegar ao hospital para receber o primeiro atendimento. “Porque a causa da morte é uma arritmia. Nós tratamos de 50%, os sobreviventes, porque dá tempo de chegar com dor, com alguma coisa que a gente consegue entender”.

O 31º Congresso de Cardiologia da Socerj pretende debater como  identificar esses pacientes de maior risco, seja o jovem que quer desenvolver alguma atividade física, quer ser atleta, seja aquele que já tem  uma doença. Ao fazer a identificação do grupo de risco, Olga Ferreira de Souza disse que é possível prevenir a morte súbita. Basta que o paciente implante de um marcapasso chamado cardioversor-desfibrilador.

Trata-se de um aparelho pequeno,  implantado através de uma veia, que leva o  eletrodo até o coração. “Ele fica no tecido subcutâneo, não aparece, e reconhece quando existe uma arritmia no coração. Se essa arritmia ameaça a vida, por critérios que a gente programa no aparelho, ele emite um choque e reverte a arritmia. Ele consegue prevenir a morte súbita”.

Segundo a cardiologista, esse procedimento já vem sendo usado no mundo todo há alguns anos, inclusive na rede do Sistema Único de Saúde (SUS). “Ainda é uma tecnologia cara, mas faz a diferença. Salva vidas entre os pacientes de maior risco”, esclareceu.

A identificação desse grupo de risco é que não vem sendo feita, salientou. O congresso quer alertar para a importância dessa investigação, para que os pacientes possam se beneficiar dessa terapia. “Pelo sistema de saúde complexo, nosso, nem todo mundo tem acesso a essa investigação e ao tratamento com essa tecnologia”. A ideia é disseminar o trabalho de identificação do grupo de risco, entre os especialistas, reiterou a presidenta da Socerj.

Agência Brasil

A 23 dias do prazo final, 20 milhões de contribuintes não entregaram o IR

IrPouco mais de 7,3 milhões de contribuintes enviaram a Declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) à Receita Federal,  um mês após o início do recebimento. O número representa o total de documentos entregues até as 17h de hoje (7) e equivale a 27% dos 27 milhões de declarações que o fisco espera receber neste ano.

O prazo para entrega vai até 30 de abril. O programa gerador está disponível na página da Receita Federal na internet desde 26 de fevereiro, mas a transmissão dos formulários começou em 6 de março, assim como a liberação do aplicativo que permite o preenchimento da declaração em tablets e smartphones.

Neste ano, os contribuintes com certificação digital ou representantes com procuração eletrônica recebem, pela primeira vez, a declaração pré-preenchida. Por meio do Centro Virtual de Atendimento da Receita (e-CAC), eles têm acesso ao documento preenchido com antecedência pelo fisco e só precisam confirmar as informações para enviar a declaração.

As regras para o preenchimento da declaração foram divulgadas em 21 de fevereiro no Diário Oficial da União. Como nos outros anos, o contribuinte que enviar a declaração no início do prazo deverá receber a restituição nos primeiros lotes, a menos que haja inconsistências, erros ou omissões no preenchimento.

Também terão prioridade no recebimento das restituições os contribuintes com mais de 60 anos, conforme previsto no Estatuto do Idoso, além de pessoas com doença grave ou deficiência física ou mental.

O contribuinte pode tirar dúvidas sobre o Imposto de Renda pela internet. Está disponível no canal da Receita Federal no Youtube um vídeo com explicações sobre as novidades da declaração deste ano e com dicas para evitar erros no preenchimento das informações.

*Colaborou Daniel Lima

Torre de moinho desaba em Maceió

MoinhoUma estrutura de concreto da empresa alimentícia Moinho Motrisa desabou na tarde desta segunda-feira (7), em Maceió. De acordo com o governo de Alagoas, há suspeita de pessoas soterradas no local.

O Corpo de Bombeiros investiga neste momento imagens produzidas pelo circuito de segurança de um prédio vizinho ao moinho para confirmar se pessoas passavam pela região na hora do acidente. Cães farejadores do Batalhão de Operações Especiais também procuram possíveis vítimas.

A torre, que armazenava trigo, não suportou o peso e caiu, na Avenida Comendador Leão, no bairro do Poço. Residências e veículos foram soterrados. Além do Corpo de Bombeiros, a Polícia Militar e equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência trabalham no local do acidente. A reportagem tentou falar com responsáveis pela Moinho Motrisa, mas os telefones da empresa não atendem.

Aneel define novas tarifas de energia elétrica para quatro distribuidoras

Eletricidade2A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (7) o índice final da terceira revisão tarifária periódica da distribuidora Ampla, que fornece energia a 2,5 milhões de unidades consumidoras em 66 municípios do Rio de Janeiro. Com a revisão, os consumidores residenciais terão redução de 0,74% nas tarifas, e as indústrias terão aumento de 8,11%. Os índices são retroativos a 15 de março. A revisão da Ampla estava prevista para o mês passado, mas a diretoria adiou a decisão para incluir no processo os efeitos do decreto que permitiu o repasse de recursos para as distribuidoras.

A Aneel também aprovou hoje a revisão anual das tarifas da distribuidora Cemig-D. Os usuários residenciais terão aumento de 14,24% na conta de luz e as indústrias locais pagarão 12,41% mais caro pela energia, a partir de amanhã (8). A Cemig-D fornece energia a 7,7 milhões de consumidores de 805 municípios de Minas Gerais.

A Companhia Paulista Força e Luz (CPFL Paulista) teve aprovado reajuste de 16,46% para as residências e de 16,1% para as indústrias, também a partir de amanhã. A distribuidora atende a 3,9 milhões de unidades consumidoras localizadas em 234 municípios de São Paulo. Na área da Centrais Elétricas Matogrossenses (Cemat), o aumento será de 11,16% para os consumidores residenciais, e de 13,42% para as indústrias. A Cemat atende a 1,2 milhão de consumidores em 141 municípios de Mato Grosso.

Os processos de revisão e de reajuste tarifário aplicados pela Aneel são diferentes. A revisão das tarifas é feita, em média, a cada quatro anos, de acordo com o contrato de concessão de cada empresa e tem como objetivo analisar o equilíbrio econômico-financeiro da concessão. Por isso, pode haver aumento ou redução da tarifa.

O reajuste é anual, calculado de acordo com a variação de custos que a empresa teve no decorrer do período. A fórmula de cálculo inclui custos típicos da atividade de distribuição, sobre os quais incide o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), e o fator que subtrai os ganhos de produtividade, e outros custos, como energia comprada de geradoras, encargos de transmissão e encargos setoriais. Quando a distribuidora passa pelo processo de revisão tarifária, não se aplica o reajuste anual previsto nos contratos.

Garoto de 5 anos descobre falha de segurança no Xbox

GetRIO – Um garoto americano de apenas cinco anos descobriu uma grave falha de segurança na Xbox Live que permitia logar na rede on-line sem a senha correta. Kristoffer Wilhelm Von Hassel, que mora em San Diego, fez a descoberta ao conseguir entrar na conta do pai sem conhecer o código de acesso. A Microsoft corrigiu a falha e agradeceu oficialmente ao menino, incluindo-o em sua lista de pesquisadores reconhecidos de segurança.

Em entrevista à rede de TV local KGTV, Hassel contou que expôs a vulnerabilidade por acaso. Quando digitou a senha incorreta para acessar a conta do pai, o garoto foi levado a uma segunda tela de verificação de usuário. Intuitivamente, Hassel simplesmente apertou o botão de espaço e, para sua surpresa, teve sua entrada à conta do pai autorizada.

- Eu fiquei nervoso. Pensei que ele iria descobrir, que alguém viria roubar o Xbox – disse o menino à rede de TV.

Mas o pai, Robert Davies, ficou foi maravilhado com a descoberta do filho. Como Davies trabalha na área de segurança de software, rapidamente comunicou o feito de Hassel à Microsoft.

- Eu achei muito legal o fato de ele, com apenas cinco anos, achar uma vulnerabilidade e se concentrar nela – disse o pai-coruja à TV, acrescentando que seu prodígio já coleciona façanhas do tipo – Ele já fez isso umas três ou quatro vezes.

Como recompensa, a Microsoft incluiu o nome do garoto no rol de pessoas que contribuíram para a segurança de seus serviços online. Mas provavelmente Hassel gostou mais do outro mimo que recebeu: quatro jogos, US$ 50 e um ano de assinatura grátis da Xbox Live.

Facebook libera ligações por voz gratuitas no app Messenger

Facebook-layouts-blog-postRIO – O Facebook está mesmo interessado em melhoras suas ferramentas de troca de mensagens por smartphones. Após comprar o WhatsApp em negociação envolvendo US$ 19 bilhões, a rede social atualizou nesta quinta-feira o aplicativo Facebook Messenger para iOS e Android — o Windows Phone ficou de fora — , liberando chamadas gratuitas entre os usuários.

A novidade coloca o Messenger como concorrente de outros aplicativos como Viber e Skype, que permitem chamadas gratuitas via Wi-Fi ou conexão de dados 3G ou 4G. Mas diferente dos rivais, as ligações são permitidas apenas entre os contatos do Facebook. E os que utilizam o app.

Na semana passada, uma outra atualização liberou a criação de grupos pelo aplicativo, função que era possível apenas na versão web.

Nos testes realizados, a chamada sobre rede Wi-Fi funcionou bem, com pouco delay e sem interrupções. Para realizar uma ligação, basta clicar no símbolo do telefone, na parte superior direita da caixa de troca de mensagens. Não são todos os usuários que podem ser chamados: eles precisam usar o aplicativo no celular e estar logados no Facebook.

USP quer usar DNA de verme em planta para torná-la resistente à seca

Anidrobiose é a propriedade em que alguns vegetais sobrevivem sem água.  Estudo sugere desenvolver lavouras resistentes a períodos críticos de seca.

Adriano Oliveira e Analídia Ferri Do G1 Ribeirão e Franca

 

Dsc_0056_copy

Cláudia explica que 35 genes da anidrobiose em vermes já foram identificados (Foto: Analídia Ferri/G1)

Desenvolver plantas capazes de resistir a longos e críticos períodos de seca, ou mesmo com baixo volume de irrigação. Esse é o objetivo de uma pesquisa do Departamento de Biologia da Universidade de São Paulo (USP), em Ribeirão Preto (SP), que estuda o DNA de vermes anidrobióticos – capacidade de sobreviver sem água. A proposta dos pesquisadores é identificar os genes responsáveis por desencadear a anidrobiose e, por meio de engenharia genética, criar plantas transgênicas super resistentes ao calor e ao tempo seco.

O projeto é desenvolvido há quatro anos em parceria com a Universidade Nacional da Irlanda e a Universidade de Cambridge, na Inglaterra. A pesquisadora Cláudia Carolina Evangelista, de 24 anos, explica que cada verme possui cerca de 20 mil genes e, pelo menos, uma centena deles é responsável pela sobrevivência sem água. Até agora, 35 já foram identificados pelo grupo brasileiro.

“Se expostos a ambientes muito secos, esses organismos iniciam uma resposta molecular e ficam como se fossem cristalizados, ou seja, eles perdem a água do corpo e começam a acumular açucares, proteínas que formam uma espécie de vidro e que servem de proteção. Parece que está morto, mas não está, sobrevivem por muito tempo na seca”, afirma Cláudia.

Dados da Organização das Nações Unidas (ONU) apontam que, em 2013, o Brasil enfrentou a pior seca registrada nos últimos 50 anos, superando até 2012, que também já havia batido seu recorde. O primeiro trimestre de 2014 sinaliza que a falta de chuvas deve continuar em boa parte do país: o último verão em São Paulo foi o mais quente desde 1943, quando começaram as medições.

Além disso, ainda segundo a ONU, 72% de toda a água disponível no país é utilizada na irrigação de lavouras – a área irrigável é de aproximadamente 29,6 milhões de hectares. Neste aspecto, Cláudia explica que seria possível, por meio da anidrobiose, redirecionar os recursos hídricos destinados às lavouras comerciais, para o uso humano ou para a geração de energia. “As plantas ficariam estáveis por tempo indeterminado.”


Vermes1Pesquisadores da USP estudam código genético de
vermes para identificar genes da anidrobiose
(Foto: Analídia Ferri/G1)

Aplicação prática
O orientador da pesquisa no Brasil, o biólogo Tiago Campos Pereira, afirma que, uma vez descobertos todos os genes responsáveis pela anidrobiose, o método pode ser transferido para plantas por meio de engenharia genética, aplicando em culturas como milho, feijão, café e cana-de-açúcar, por exemplo. As plantas transgênicas sobreviveriam por longos períodos, até mesmo décadas, sem chuvas ou irrigação. “Só não funcionaria em plantas que têm muita água, como a melancia. Nesse caso, é inviável.”


Outra possibilidade de criação das plantas transgênicas, fora dos laboratórios, é a criação de um composto mineral, uma solução que seria pulverizada nas plantações e, penetrando nas plantas, permitiria a cristalização. “Mas essa opção é mais especulativa, porque exige uma pesquisa mais avançada”, afirma o pesquisador, destacando que o estudo deve ser finalizado em cinco anos.


Segundo Pereira, já existem empresas europeias aplicando esse princípio em vacinas. O medicamento é desidratado em uma matriz cristalizada, semelhante a um papel, sem necessidade de refrigeração. Quando chega ao destino, essas membranas são acopladas a uma seringa, recebem soro fisiológico e podem ser utilizadas normalmente.


ProdutorCunha contabiliza prejuízo no cafezal: perda com a
seca foi de 60% (Foto: Márcio Meireles/EPTV)

“É possível ir além: identificados todos os genes conseguiremos, através da engenharia anidrobiótica, preservar órgãos humanos, cristalizá-los e mantê-los em estado de suspensão, possibilitando mais tempo para encontrar doadores, em caso de transplantes. Seria um avanço na medicina”, afirma Pereira.


Solução no campo
Apesar de a aplicação prática da tecnologia anidrobiótica ainda parecer tema de literatura de ficção científica, o cafeicultor José Ricardo Cunha, de 41 anos, não descarta que a técnica possa ajudar a “salvar” a lavoura. Terceira geração da família na cafeicultura, Cunha afirma nunca ter vivido um período de escassez de chuva tão prolongado nos primeiros meses do ano, como em 2014.


As altas temperaturas e o clima seco prejudicaram os 200 mil hectares da propriedade, em Ribeirão Corrente (SP), fazendo com que a expectativa de colheita fosse reduzida em até 60%. “Afetou até a próxima safra, porque os pés de café não cresceram. Agora, não tem o que ser feito”, afirma Cunha, dizendo-se surpreso com a técnica proposta pelos pesquisadores da USP.


“Os produtores tem medo de apostar. A gente diz que a melhor variedade é aquela que se constrói dentro da fazenda. Eu tenho a mente mais aberta, mas confesso que nunca pensei nessa possibilidade. É interessante.”


Dsc_0030


Vermes têm cerca de 20 mil genes e cada um é testado individualmente, diz Cláudia (Foto: Analídia Ferri/G1)

Jornalista é morta durante cobertura das eleições no Afeganistão

Afeganistao_1 (1)Uma jornalista alemã da agência norte-americana Associated Press (AP) foi morta e outra ficou gravemente ferida hoje (4) no Afeganistão. Elas faziam reportagens sobre as eleições presidenciais deste sábado (5) e foram vítimas de disparos de um agente de polícia quando estavam dentro de um automóvel na área de uma delegacia.

“Anja Niedringhaus, de 48 anos, fotojornalista alemã internacionalmente reconhecida, teve morte imediata. Kathy Gannon, jornalista canadense, foi ferida e está recebendo cuidados médicos”, noticiou a AP. O crime aconteceu no Distrito de Tanai, na província de Khost, no Leste do Afeganistão.

Segundo a agência norte-americana, as duas jornalistas acompanhavam funcionários eleitorais que faziam a distribuição de boletins de voto para as eleições quando “um comandante de unidade chamado Naqibullah se aproximou do automóvel, gritou Allahu Akbar (Deus é grande) e abriu fogo contra elas, sentadas no banco de trás”. Depois, o comandante foi rendido e detido pelos outros policiais no local.

Anja é a terceira jornalista de mídias ocidentais morta no Afeganistão desde o início da campanha eleitoral. O anglo-sueco Nils Horner foi assassinado a tiro no centro de Cabul no dia 11 de março e o afegão Sardar Ahmad, da Agência France Presse, morreu em após um ataque suicida em um restaurante da capital em 21 de março.

O Ministério do Interior do Afeganistão informou, em comunicado, que condena com firmeza o ataque feito pelo policial e abriu inquérito para investigar o crime. A província de Khost fica a 230 quilômetros de Cabul, junto à fronteira com as zonas tribais do Paquistão, onde há forte presença da resistência dos talibãs, movimento fundamentalista islâmico nacionalista.

*Com informações da  Agência Lusa

Brasileiro teme mais o desemprego, diz pesquisa da CNI

EmpregoO brasileiro teme mais o desemprego e está menos satisfeito com a vida, revela a pesquisa trimestral Termômetros da Sociedade Brasileira, divulgada hoje (4), pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O Índice do Medo do Desemprego (IMD) aumentou 0,8% entre dezembro de 2013 e março deste ano, ao passar de 73 pontos para 73,6 pontos. O Índice de Satisfação com a Vida (ISD) recuou 1% no mesmo período, caindo de 103,2 pontos para 102,2 pontos.

De acordo com a CNI, na comparação com março de 2013, o IMD subiu mais, 6,7%, e de forma generalizada, disseminando-se praticamente  em todos os perfis da pesquisa (por sexo, idade, grau de instrução, renda familiar)  e nos domicílios (região, condição e tamanho do município).  Por região, a exceção foi o Nordeste, onde o temor do desemprego permaneceu estável em março sobre o mesmo mês de 2013.

Ainda segundo a CNI, o aumento do medo do desemprego entre dezembro de 2013 e março passado cresceu conforme a renda familiar, sendo mais alto entre os brasileiros de maior renda. Subiu de 3% entre aqueles de renda familiar até um salário mínimo a 14,2% entre aqueles com renda familiar acima de dez salários mínimos. A pesquisa Termômetros da Sociedade Brasileira revela ainda que, comparativamente a março de 2013, a satisfação com a vida recuou 2,2%.

A pesquisa Termômetros da Sociedade Brasileira foi realizada para a CNI pelo Ibope Inteligência entre 14 e 17 de março, com 2.002 entrevistas em 141 municípios.

URCA inicia inscrições de Processo Seletivo para Contratação de Professor Temporário na próxima segunda, 8 de abril

Urca

A seleção de professor temporário será voltada para as
Unidades Descentralizadas de Iguatu, Campos Sales e
Missão Velha

 

Serão inciadas no próximo dia 08, as inscrições do Processo Seletivo para Contratação de Professor Temporário da Universidade Regional do Cariri (URCA), nas Unidades de Iguatu, Campos Sales e Missão Velha. Serão destinadas 103 vagas para várias áreas dos cursos de Ciências Econômicas, Direito, Educação Física, Enfermagem, Ciências Biológicas, Letras e Matemática. As inscrições estarão abertas até o próximo dia 23 de abril. Os interessados poderão se inscrever, através do site da URCA, e no campus do Pimenta.

Locais de inscrição:

Os requerimentos de inscrição serão recebidos pela Comissão de Seleção na PROGRAD, Campus do Pimenta, à Rua Cel. Antônio Luiz, no. 1161 – CEP: 63.105- 000, Crato/CE, telefone (88) 3102-1244, bem como na Unidade da URCA localizada na Cidade de Iguatu, sito à Rua Evaldo Gouveia, no. 21, Bairro São Sebastião, Iguatu-CE, CEP: 63500-000, telefone: (88) 3581-3552, no horário das 9h00min às 12h00min e das 14h00min às 18h00min, de segunda à sexta feira.

Os requerimentos de inscrição também poderão ser feitos através do endereço eletrônico: http://prograd.urca.br/concursos/ProfTemporario/, devendo a documentação exigida ser postada à Comissão de Seleção até o último dia de inscrição, através de SEDEX com Aviso de Recebimento (AR), no endereço Rua Cel. Antônio Luiz, no. 1161, Bairro Pimenta, Crato/CE, CEP.: 63.105 – 000.
A taxa de inscrição será no valor de R$100,00 (cem reais), a ser paga em qualquer agência da Caixa Econômica Federal, mediante depósito em favor da Universidade Regional do Cariri -URCA, Agência nº 0919-9, Operação nº 006, Conta Corrente nº 369-2, devendo o comprovante original do depósito ser afixado na ficha de inscrição.

Mais informações:

Universidade Regional do Cariri (URCA)
Telefones: (88) 3102-1212 – 8812.5525 ramal 2617
www.urca.br – Crato, 30 de janeiro de 2014

Dilma diz que governo lança PAC 3 em agosto

Dilma_RousseffO governo deve lançar, em agosto, uma nova etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que será chamado de PAC 3. O anúncio foi feito, hoje (4), pela presidenta Dilma Rousseff durante entrevista à emissoras de rádio de São José do Rio Preto (SP), onde participará da entrega de unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida.

Dilma anunciou a nova etapa do PAC quando falava sobre a obra do contorno ferroviário de São José do Rio Preto. O edital da obra, lançado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), teve o certame suspenso porque o governo decidiu ampliar o projeto para que o trecho seja conectado à Ferrovia Norte-Sul.

“Por que o Dnit cancelou? Tínhamos uma visão de fazer um contorno pequeno, diante do fato da chegada da Norte-Sul vimos que não dava para fazer um contorno pequeno. É um pouco mais complexo. Ele exige um grande volume de sondagens e um levantamento topográfico muito preciso”, ponderou a presidenta.

A obra, segundo Dilma, será incluída no PAC 3. “Uma obra de ferrovia não acaba até 2014, agora o contrato, nós tomamos a decisão, vai estar no PAC 3, deixaremos estruturado”, disse. “Vamos lançar lá por agosto”, acrescentou.

A demanda pela construção de um contorno ferroviário na região aumentou depois de um acidente, em novembro do ano passado, quando um trem carregado de milho descarrilou e atingiu três casas de um bairro próximo à linha férrea.

Segundo o balanço mais recente do PAC 2 (2011-2014), divulgado em fevereiro, até dezembro de 2013, o programa tinha 82,3% das ações concluídas, com execução de 76,1% do orçamento previsto para o período.

Dieese: preço da cesta básica sobe em 16 das 18 capitais

Poliana_nascimento_world_skillsDieese aponta alta de preços de alimentos da cesta básicaArquivo / Agência Brasil

Os preços dos alimentos essenciais subiram, em março, em 16 das 18 capitais pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). As maiores elevações apuradas na Pesquisa da Cesta Básica de Alimentos foram registradas em Campo Grande (MS), 12,85%; Goiânia (GO), 12,61%; Porto Alegre (RS), 12,52%; e Curitiba (PR), 12,29%. Já Manaus (AM) e Belo Horizonte (MG) apresentaram retrações de -1,25% e -0,41%, respectivamente.

Porto Alegre foi a capital onde se apurou o maior valor para a cesta básica – R$ 356,17 -, seguido de São Paulo (SP), R$ 351,46; Florianópolis (SC), R$ 345,63; e Rio de Janeiro (RJ), R$ 345,11. Os menores valores médios foram encontrados em Aracaju (SE), R$ 225,82; em João Pessoa (PB), R$ 263,17; e Natal (RN), R$ 271,31.

Segundo o Dieese, com base no custo apurado para a cesta de Porto Alegre e levando em consideração a determinação constitucional que estabelece que o salário mínimo deve suprir as despesas de um trabalhador e sua família com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência, o valor necessário para uma família de quatro pessoas deveria ser R$ 2.992,19, em março, ou seja, 4,13 vezes o mínimo em vigor (R$ 724). Em fevereiro, o mínimo necessário era menor, equivalendo a R$ 2.778,63 ou 3,84 vezes o piso vigente.

No primeiro trimestre deste ano, 16 das 18 capitais apresentaram alta nos preços da cesta básica. As maiores elevações ocorreram em Goiânia (12,88%), em Brasília (11,49%), em Campo Grande (9,43%) e no Rio de Janeiro (9,38%). Já Belo Horizonte (-4,94%) e Natal (-0,75%) apresentaram retrações.

Em doze meses – de abril de 2013 a março deste ano -, houve um aumento em 12 cidades e
as maiores altas foram constatadas em Florianópolis (12,45%), Curitiba (11,8%), Porto Alegre (10,63%) e Rio de Janeiro (9,56%). As retrações foram observadas em Belo Horizonte (-8,38%), Aracaju (-8,18%), Manaus (-6,18%), João Pessoa (-4,18%), Salvador (-3,02%) e Natal (-2,84%).

Editor Marcos Chagas

Música de Qualidade - 24h!

300x250advert

VIDEOS EM DESTAQUE

GALERIA DE FOTOS

Previsão do Tempo


EDIÇÕES ANTERIORES

setembro 2014
D S T Q Q S S
« ago    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Rede Blogs do Cariri




Clique no Logo acima e visite o site oficial da Rede.

Mural Chapada do Araripe



TV CHAPADA DO ARARIPE



A TV Chapada do Araripe é composta por uma coleção de vídeos, entrevistas e reportagens. Escolha o vídeo que deseja assistir, clicando sobre o título. Veja mais detalhes na página da TV Chapada do Araripe.

HOMENAGEM DA SEMANA


CORREINHA

O Chapada do Araripe presta homenagens a um dos maiores mestres da cultura popular que faleceu em Crato recentemente, Francisco Correia de Lima, o Correinha, artista de várias linguagens atuante no município do Crato. Mestre Correinha nasceu no município de farias Brito no dia 14 de fevereiro de 1940, mas era um amante inveterado do Crato, município ao qual costumava fazer referências em suas canções. Talvez por não ter tido seu nome incluído nas listas anuais de mestres reconhecidos pelo Governo do Estado desde 2004, mestre Correinha tenha sido sepultado em meio a homenagens comoventes de moradores do município, mas, como ressaltaram amigos e familiares, sem o devido destaque por parte do Poder Público. Situação destacada durante a sua missa de corpo presente, enriquecida pelo acordeon de Hugo Linard, com quem Correinha gravou recentemente, 15 canções que agora constituem o último registro de sua obra. Segundo o próprio Hugo Linard, as canções registradas nesse último trabalho de Correinha em estúdio são, na maioria, inéditas. ´Ele gravou também ´Belezas do Crato´, mas as outras não tinham registro´, diz, citando canções como ´Coisas do meu sertão´, ´Exaltação a Barbalha´, ´Crato de Açúcar´ e ´Meu Cariri´ e ´Balanceio´. ´Fazia tempo que a gente tava cutucando ele, dizendo que ele tinha que gravar de novo. Ele fez dois compactos e outros discos, no tempo do vinil, além de vários cordéis´. Hugo Linard chama atenção para aspectos peculiares da trajetória de Correinha. ´Ele mantinha um bar aqui no Crato e ainda trabalhava como agente carcerário. Era tão querido que os presos pediram à família por ocasião do seu velório, para deixar um pouco o corpo dele lá na cadeia, para eles o homenagearem´.
Dalwton Moura

Jornal do Vicelmo

Todos os dias na Rádio Chapada do Araripe - Internet, a partir das 07:00, ouça o Jornal do Cariri com Antonio Vicelmo. O Jornal é retransmitido da Rádio Educadora do Cariri em tempo real. Você pode ouvir o programa através da nossa imensa rede de Blogs e websites. Alguns programas antigos estão disponíveis no nosso website Jornal do Vicelmo.

AUXÍLIO À LISTA

Dicas de Filmes



Por trás de todo o grande homem se esconde um professor, e isso era certamente verdade para Bruce Lee que aclamava como seu mentor um expert em artes marciais chamado Ip Man. Um gênio do Wushu (ou a escola de artes marciais da China), Ip Man cresceu numa China recentemente despedaçada pelo ódio racial, radicalismo nacionalista e pela Guerra. Ele ressurgiu como uma Fênix das Cinzas graças à suas participações em lutas contra vários mestres Wushu e lutadores de kung-fu - finalmente treinando icones de artes marciais como Bruce Lee. Esta cinebiografia do diretor Wilson Yip mostra a história da vida de Ip.

Como Publicar seu Artigo


Agora você pode entrar em contato conosco diretamente. Se vc deseja publicar algum artigo que julgue importante para o Cariri, entre em contato conosco. Todos os artigos aprovados serão devidamente creditados aos autores. Os melhores artigos merecerão destaque, e se continuados, os escritores e cronistas poderão se tornar membros permanentes doportal Chapada do Araripe. Contatos: MSN e E-mail: blogdocrato@hotmail.com

Quem somos Nós

O Chapada do Araripe é um site sem fins lucrativos, que visa promover a imagem da região do cariri cearense na Internet. Se você deseja publicar algum artigo no portal Chapada do Araripe, entre em Contato conosco.

Direitos Autorais:

DM Studio – Comunicação & Marketing. Algumas partes do Chapada do Araripe estão sob uma “Licença Creative Commons”, e outras, de acordo com seus respectivos autores, com “Todos os Direitos Reservados” –

www.chapadadoararipe.com - 2012

Contatos: Dihelson Mendonça – MSN e E-mail: blogdocrato@hotmail.com

© 2014 Chapada do Araripe - -