CGU acha pviável aplicar lei anticorrupção a estatais

corrupicao

O ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage, avaliaou nesta terça-feira, 18, que a aplicabilidade da lei anticorrupção sobre empresas estatais será alvo de debates. "Isso ainda vai suscitar muita discussão", disse o ministro em palestra realizada em São Paulo, nesta terça-feira.

Hage afirmou que, em sua visão, caberia a aplicação de multas a empresas estatais, mas outras penas previstas na legislação como suspensão de atividades ou confisco de bens teriam um efeito negativo se aplicadas a esse tipo de empresa. O ministro lembrou o princípio da supremacia do interesse público para sustentar sua posição.

O ministro não citou diretamente, em sua fala no evento, a Operação Lava Jato da Polícia Federal, nem possíveis sanções à Petrobras, mas disse que a lei, na visão dele, pode ter efeito retroativo. Como exemplo citou a Sabesp, objeto de investigações em São Paulo, no contexto da crise hídrica. "Poderíamos chegar ao fechamento da Sabesp? Não é algo trivial", argumentou.

Na apresentação, Hage elogiou a lei e disse preferir o nome de "lei empresa limpa", já que, segundo ele, existiam outras leis anticorrupção já em vigor no País. Ele afirmou que a legislação foi um passo importante no esclarecimento de responsabilidade das empresas sobre envolvimento em atos de corrupção. "A lei é o coroamento de uma etapa", disse Hage. Ele falou, contudo, de outras medidas importantes que ainda não foram feitas no País, como a reforma política.

O ministro disse ainda esperar que a lei seja regulamentada em breve. Em vigor desde janeiro, a lei ainda não foi regulamentada por decreto presidencial. A demora na regulamentação foi alvo de críticas da ex-candidata à Presidência Marina Silva nas redes sociais nesta segunda.

Jorge Hage participa da Conferência Lei da Empresa Limpa, organizada pela Fundação Getulio Vargas.

 

Estadão

Ministério da Saúde oferece R$10 milhões para pesquisas em saúde infantil

ministeriosaude

Universidades e institutos de pesquisa de todo o Brasil têm prazo, até o dia 13 de janeiro, para inscrever trabalhos voltados para a saúde da criança. O edital lançado hoje (17) pelo Ministério da Saúde destina R$ 10 milhões para financiar pesquisas em áreas como, por exemplo, a do desenvolvimento motor e cognitivo infantil.

“A gente já tinha lançado, há cerca de um ano, um edital para a questão da prematuridade. Agora, a gente está avançando para além da prematuridade, em um esforço de pesquisa e inovação para os primeiros 1.000 dias da criança – fase decisiva para que elas tenham desenvolvimento saudável. Além de tratar a criança, de fazer com que ela viva, a gente quer que ela tenha plena capacidade cognitiva, que ela esteja com a alimentação adequada”, explicou o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Carlos Gadelha.

Os projetos de pesquisa deverão ter abordagem inovadora e determinar quais combinações de intervenções são mais eficazes para prevenir e tratar as consequências do nascimento, crescimento e desenvolvimento não saudáveis, e saber quando as intervenções são aplicadas com mais eficácia, além de integrá-las, de maneira prática, em um ciclo de cuidado contínuo. Amamentação, alimentação da mãe, forma de atendimento à mãe e ao bebê, tecnologias para diagnóstico de doenças, tudo isso pode ser alvo de pesquisa financiada pelo edital.

A ação faz parte do Programa Grandes Desafios Brasil: Desenvolvimento Saudável para Todas as Crianças, em conjunto com a Fundação Bill & Melinda Gates e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O governo federal entra com metade do financiamento e a Fundação Gates com a outra metade.

“A comunidade cientifica participa, mas o projeto também é voltado para gestores. Se qualquer pessoa que está no serviço de saúde, que cuida da saúde – seja formado em medicina, seja biólogo, alguém da área de farmácia ou enfermagem – tiver uma boa ideia, algo diferente, ela pode concorrer e ganhar o edital, e sua sugestão pode ser apresentada para incorporação pelo sistema de saúde”, explicou Gadelha.

Segundo o secretário, o edital é uma forma de o governo voltar a atenção da comunidade científica para as necessidades da população. Todos os projetos aprovados podem, depois, ser incorporados à rede pública de saúde. As inscrições podem ser feita no portal do CNPq.

Agência Brasil

Executivos presos negam existência de cartel em contratos com Petrobras

br

Presos na última sexta-feira (14), executivos das empresas Engevix Engenharia S.A. e da Construtora Queiroz Galvão S.A. negaram, em depoimento na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, a participação em um suposto cartel que superfaturava contratos da Petrobras para pagamento de propina a parlamentares e partidos políticos.

Aos policiais Carlos Eduardo Strauch Albero e Newton Prado Junior, da Engevix, e Idelfonso Colares Filho e Othon Zanoide de Moraes Filho, da Queiroz Galvão, disseram não ter conhecimento da formação de cartel. Os executivos foram ouvidos no fim de semana, mas os depoimentos só foram liberados nesta segunda-feira (17).

A existência do cartel atuando nas empresas com contrato com a Petrobras foi mencionada pelo ex-diretor da empresa Paulo Roberto Costa e pelo doleiro Alberto Youssef durante interrogatório no dia 8 de outubro. No depoimento, Costa disse que as empresas superfaturavam os custos, os lucros indiretos, o chamado BDI,  e repassavam 3% do valor dos contratos para agentes políticos.

A investigação da PF indica ainda que as contas bancárias das empresas MO Consultoria e GFD Investimentos, controladas por Youssef, receberam R$ 90 milhões entre 2009 e 2013 da Engevix e das empreiteiras Mendes Júnior, Galvão Engenharia e OAS.

Apesar de negarem a existência do cartel, os executivos da Engevix disseram ter tido contato com Youssef, que se apresentou como “senhor Primo”. Durante seu depoimento, Carlos Eduardo Strauch Albero disse inclusive que entregou um envelope no escritório do doleiro.“Fui entregar um envelope, a pedido da alta direção, no escritório desse senhor Primo, no bairro do Itaim, não lembro o exatamente o local”, disse Albero aos policiais. O executivo afirmou desconhecer o conteúdo do envelope.

Já o os executivos da OAS, José Aldemário Pinheiro Filho (presidente), Mateus Coutinho de Sá Oliveira (diretor-financeiro), Agenor Franklin Magalhães Medeiros (diretor vice-presidente da Área Internacional), Alexandre Portela Barbosa (advogado) e  José Ricardo Nogueira Breghirolli, funcionário, permaneceram calados durante o depoimento.

Realizada na última sexta, a sétima fase da Operação Lava Jato resultou na prisão de 20 pessoas, entre elas, o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque. Foram cumpridos seis mandatos de condução coercitiva e os investigados não localizados tiveram os nomes incluídos no sistema de procurados da PF.

As prisões ocorreram em São Paulo, no Rio de Janeiro, em Minas Gerais, em Pernambuco e no Distrito Federal. Os agentes apreenderam registros e livros contábeis, recibos, agendas, ordens de pagamento e documentos relacionamentos à manutenção e movimentação de contas no Brasil e no exterior. Foram apreendidos também HDs, laptops, pen drives, smartphones e agendas manuscritas e eletrônicas dos investigados.

Agência Brasil

Presidente do TCE-CE assina edição nº 1 do Diário Oficial Eletrônico

tcedigital

“Essa é mais uma iniciativa do Tribunal de Contas em busca de garantir maior transparência às ações públicas. Queremos que o cidadão exerça o controle social e os gestores públicos acompanhem as decisões de seu interesse.” A declaração é do presidente do TCE-CE, conselheiro Valdomiro Távora, que assinou eletronicamente a Edição nº 1 – Ano 1 do Diário Oficial Eletrônico da Corte de Contas, lançado nesta segunda-feira (17).

Criado dentro do Programa TCE 100% Digital, o DOE será o veículo de comunicação oficial dos atos processuais e administrativos da Corte de Contas, disponibilizado de segunda a sexta-feira, até as 17 horas, no Portal institucional. Economia, praticidade, agilidade e transparência estão entre as principais vantagens do Diário Oficial Eletrônico do TCE-CE.

Até o dia 14/2/2015, as matérias serão publicadas concomitantemente no DOE-TCE e no Diário Oficial do Estado do Ceará. Após este período, as publicações oficiais do TCE-CE serão realizadas exclusivamente no DOE-TCE, salvo se houver determinação expressa em lei ou contrato.

Pelo DOE, o cidadão irá acessar as decisões proferidas em processos analisados pelo Pleno da Corte cearense, editais de concorrência, consultas que trazem a orientação do TCE sobre como o gestor deve agir diante de determinada situação, auditorias operacionais que avaliam programas governamentais, entre outros. Também será possível acompanhar as atas das sessões, os editais de citação e de audiência, as resoluções, portarias, instruções normativas, atos administrativos e licitações, contratos e convênios do Tribunal.

Coordenador do projeto dentro do TCE 100% Digital, o secretário executivo da Escola de Contas, Paulo Alcântara, disse que a ideia de implementação de um Diário Oficial Eletrônico na Corte de Contas do Ceará surgiu em 2011, quando foi feito um levantamento dos DOEs em outros Tribunais.

(TCE)

Viçosa do Ceará respira música com edição de mais um festival

 

vicosa

Viçosa do Ceará recebe mais uma edição do Festival de Música. (Foto: Secult)

Viçosa do Ceará amanheceu mais musical neste final de semana. Neste sábado, primeiro dia do XI Festival Música da Ibiapaba, realizado pela Secretaria da Cultura do Governo do Estado (Secult) e pela Associação dos Produtores de Discos do Ceará (Prodisc) segue até o próximo sábado, dia 22. Duas oficinas de formação musical tiveram início pela manhã, na cidade serrana marcada pelo verde, pelo clima acolhedor e pelas históricas raízes culturais.
A primeira oficina foi destinada aos professores de música, ministrada pelo músico e integrante da Comissão de Curadoria do festival, José Brasil. A segunda oficina, de musicalização, está sendo ministrada pelo percussionista e luthier Marcos Melo, tendo como público jovens e crianças, que, além de aprender um pouco sobre teoria e prática musical, puderam construir instrumentos de percussão customizados utilizando materiais como garrafa pet, canos de PVC, entre outros.
Durante esta semana o Festival de Música na Ibiapaba terá uma série de oficinas e apresentações musicais em Viçosa do Ceará e em outros oito municípios da região de Ibiapaba, além de Sobral. Professores de música de Croatá, Tianguá, Fortaleza e Sobral já estão hospedados na histórica cidade de Viçosa para vivenciar mais uma edição do Festival Música na Ibiapaba. Preparados para participar da oficina de formação para educadores, eles se mostraram animados com a infraestrutura proporcionada pelo evento. Com a oferta da oficina, o festival reforça seu compromisso com a formação, contribuindo com multiplicadores do ensino musical.
Programação do festival
Depois das oficinas destes sábado e domingo, em Viçosa do Ceará, a partir de segunda-feira, 17/11, o Festival Música na Ibiapaba se espalhará entre os municípios da região. Com uma programação diversa e gratuita de shows, oficinas e cursos de teoria e de prática musical, o festival mantém sua característica de um evento de formação musical, oferecendo aos participantes a oportunidade de convivência com instrumentistas, intérpretes, pesquisadores e professores, cearenses e de outros estados. Haverá ainda shows de artistas como os cantores Marcos Lessa e Lídia Maria, além de grupos do Ceará, do Rio de Janeiro e de São Paulo.
Já os dias 21 e 22 serão destinados às apresentações finais dos alunos. No sábado, 22/11, será mostrado, em Viçosa do Ceará, o resultado do intercâmbio de experiências musicais e do trabalho realizado durante as aulas. Estudantes, professores e grupos musicais de renome nacional e regional estarão dividindo os palcos do Theatro D. Pedro II, da Igreja da Matriz e da Igreja do Céu.

Flavio Pinto News

Prefeito do Crato critica adversários e diz que vai chegar no fim de seu governo com mais de R$ 300 milhões em obras

 

Ronaldo

O prefeito Ronaldo acompanhou o andamento das obras do Minha Casa Minha Vida (Foto: Flávio Pinto)

Quem acompanhou o discurso que o prefeito Ronaldo Gomes de Mattos (PMDB) fez a empresários, políticos e parte da imprensa cratense, durante visita às obras do Programa Minha Casa Minha Vida, na sexta-feira (14), percebeu que o chefe do executivo daquele município deve encarar 2015 com mais rigor em sua ações.
Depois de explicar por quase 10 minutos a importância do Minha Casa Minha Vida para o município e falar de seus projetos para os próximo dois anos de governo, onde apontou como meta principal atrair R$ 332 milhões em obras para o Crato ao longo dos quatro anos de seu governo, Ronaldo criticou adversários políticos, principalmente, quem faz uso da imprensa para o que segundo ele classificou  tentativa de macular sua administração. "Quando assumi em 2013 pedi a meus assessores que fizessem levantamento de quanto o município havia recebido em obras no nos 12 anos. Para minha surpresa foram R$ 32 milhões. Pretendo atrair até o fim de minha gestão, 10 vezes esse valor. Em dois anos, já conquistei mais de R$ 200 milhões em obras junto aos governos Estadual e Federal", disse em tom de desabafo o prefeito.
Ronaldo revelou ser perseguido politicamente por vir da iniciativa privada e não ser político de carreira, como àqueles que ele considera adversários.  "Tentam repassar uma imagem negativa de meu governo e de forma orquestrada é feito por donos de meio de comunicação no município São utilizados microfones para me denegrir", destacou o prefeito sem citar nomes.
Vamos nós.
Para quem passou quase dois anos "calado" e acumulando críticas, o prefeito, pela primeira vez, saiu em sua própria defesa e aproveitou a imprensa no canteiro de obras para dar seu recado. "Vou realizar o melhor governo dos últimos 12 anos", pontou Ronaldo.

Flavio Pinto News

Urca abre Simpósio Internacional sobre Padre Cícero

peciceroestatua

Pesquisadores da religiosidade estarão reunidos no Cariri para realizar estudos e debates sobre um dos sacerdotes mais polêmicos da história do Brasil. O IV Simpósio Internacional sobre o Padre Cícero será aberto na noite desta segunda-feira (17), com a participação de mais de 20 pesquisadores e 600 inscritos do Brasil e exterior.
O evento será realizado de 17 a 21 de novembro. O intuito será responder ao questionamento E…Onde está ele? A abertura acontece às 19 horas, no Memorial Padre Cícero, em Juazeiro do Norte, com a conferência da irmã Annette Dumoulin, presidente de honra do Simpósio. Ela abordará o tema Padre Cícero e a Igreja na contemporaneidade (Pe. Cícero… E onde está ele?).O Simpósio é uma realização da Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Regional do Cariri (URCA), em parceria com a Diocese do Crato. Nos outros dias de sua realização, a programação será no auditório do campus Crajubar, da Universidade Regional do Cariri (Urca).
Reabilitação
O questionamento de onde está ele é uma sequência dos outros três simpósios, proporcionando uma abertura para várias áreas do conhecimento. O tema polêmico, como a reabilitação do Padre Cícero, deverá ser debatido durante a semana. Para Fátima, esse é o motivo maior da parceria da Diocese com a Urca, como órgãos realizadores, no intuito de fortalecer a necessidade de uma revisão eclesial e histórica dentro da Igreja.
O primeiro simpósio foi realizado no ano 1988, quando veio à tona a temática do Padre Cícero e os romeiros. No ano seguinte, o sacerdote e a beata Maria de Araújo que, junto com o padre, protagonizou o milagre do sangramento da hóstia, no ano de 1889. O contexto desse momento, que continua sendo alvo de estudos, foi debatido trazendo à tona pela primeira vez, de forma ampla, o nome da beata Maria de Araújo, que teve os seus restos mortais levados da Capela do Socorro. Ainda hoje estão desaparecidos, e como muitas questões relacionadas ao fenômeno, continuam sendo mistério.
São 26 anos de um evento que se tornou motivador para os estudiosos, no intuito de debaterem juntos um dos assuntos que ainda se torna polêmico, quando se trata de trabalhar a questão da religiosidade no campo da ciência. A coordenadora da Comissão de elaboração do simpósio, Sandra Nancy, pró-reitora de Extensão da Urca, afirma que a grande finalidade do evento é proporcionar o incentivo à pesquisa no âmbito da universidade, trazendo a temática para o centro dos debates.
(Com informações da Assessoria da Urca)

MPF no Ceará começa a ouvir alunos sobre suposto vazamento no Enem

enem_1
Tema da redação foi divulgado por mensagens eletrônicas, segundo alunos.
Presidente do Inep descarta cancelamento do Enem 2014.

Candidato diz ter recebido tema da redação do Enem às 10h50 no horário local, 11h50 no horário de Brasília (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)

O Ministério Público Federal no Ceará (MPF-CE) começou a ouvir nesta segunda-feira (17) os estudantes que denunciaram o suposto vazamento do tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014. A aluna de um cursinho de Fortaleza que diz ter recebido um áudio de um amigo com o tema da prova foi ouvida na manhã desta segunda, segundo o órgão.

Na sexta-feira (14), foi instaurada investigação a partir das matérias publicadas pela imprensa mostrando alunos do Ceará que dizem também ter recebido antecipadamente o tema da redação, "Publicidade Infantil no Brasil", de forma similar ao que ocorreu no Piauí. De acordo com a procuradora Nilce Cunha, do MPF, os três estudantes serão chamados a prestar depoimento e os celulares requisitados para perícia.

Três alunos que conversaram com o G1 na quinta-feira (13) informaram que receberam mensagens pelo celular com o tema da prova antes ou durante a realização do exame.

Um estudante de 20 anos, que mora em Fortaleza, disse que chegou ao celular dele às 11h50 uma mensagem com uma imagem mostrando o tema da redação na folha de prova. "Antes de chegar à prova, uma hora e dez minutos antes eu recebi uma mensagem de um colega de Campina Grande. Se a mensagem chegou de outro estado, de São Paulo, então, ela deve ter se espalhado em vários estados ainda antes da prova", afirmou. Não sei se vou entrar com alguma representação na Justiça, vou conversar com meus pais e com a direção", afirmou.

Uma estudante do ensino médio de 17 anos afirmou ter recebido uma mensagem em áudio no celular às 15h11 (horário de Brasília) e a viu logo após sair do local de prova. O áudio era de um amigo que soube do tema por ter visto uma imagem do carderno de prova que chegou via celular no WhattsApp, segundo a aluna.

Um terceiro aluno declarou ao G1 que também recebeu uma mensagem às 15 horas no celular também por WhatsApp.

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), José Francisco Soares, descartou, em Fortaleza, o cancelamento do Enem 2014 por causa de fraudes e suposto vazamento no Piauí. "Está completamente fora de cogitação", disse. "Não há nada que nos leve a essa direção”, afirmou. Até a manhã sexta-feira, quando Soares fez a declaração, não havia denúncias formalizadas na PF ou MPF sobre o caso dos três alunos cearenses.

Do G1 CE

Ceará deve vacinar 127 mil gestantes contra coqueluche em novembro

Vacina-300x199

Medida busca protege os recém-nascidos contra a doença, que recebem da anticorpos para seu filho, garantindo ao bebê imunidade nos primeiros meses de vida.

A vacina dTpa, que previne contra difteria, tétano e coqueluche está disponível nos 35 mil postos da rede pública do Ceará e a meta do Ministério da Saúde é que 127 mil gestantes sejam vacinadas em novembro. O reforço para grávidas e recém-nascidos busca reduzir a incidência e mortalidade causada pela doença entre os recém-nascidos. Esta é a quarta vacina para gestantes no calendário nacional.
No Ceará, já foram registrados 101 casos da doença e três mortes, entre 2011 e 2013; o estado recebeu 56,8 mil doses da vacina e, partir de novembro, terá cota mensal com 13,1 mil unidades da vacina. Em todo o país, a estimativa é imunizar mais de 2,9 milhões de gestantes e 324 mil profissionais da área de saúde. “Além dos profissionais que atuam na área neonatal, o desafio de vacinar as gestantes, que vão passar proteção aos seus bebês até que eles consigam cumprir o calendário completo de vacinação”, explicou o ministro da Saúde, Arthur Chioro.
A recomendação do Ministério da Saúde é para aplicação da dose entre as 27ª e a 36ª semanas de gestação, pois é o período que gera maior proteção para a criança, com efetividade estimada em 91%. A dose também pode ser administrada até, no máximo, 20 dias antes da data provável do parto. Profissionais de saúde que atuam nas maternidades e UTIs neonatais também receberão a vacina e terão que fazer o reforço a cada 10 anos.

Ao todo, o Ministério da Saúde adquiriu quatro milhões de doses, com investimento de R$ 87,2 milhões. Cada dose tem o custo de R$ 21,81e foram distribuídas para todas as unidades da federação, conforme o órgão, 1,2 milhões de doses. Com a dTpa, a mãe passa anticorpos para seu filho ainda no período de gestação, garantindo ao bebê imunidade nos primeiros meses de vida.

Doença

A proteção das crianças para coqueluche é feita com três doses da vacina Pentavalente (DTP, hepatite B e HiB), aplicada aos dois, quatro e seis meses de vida. Aos 15 meses e aos quatro anos a criança recebe o reforço com a vacina DTP. Entre 2011 e 2013, o Ministério da Saúde registrou 4.921 casos em menores de três meses, 35% dos casos do país neste período, que foram 14.128. Essa faixa-etária é ainda mais afetada em relação aos óbitos. No período, foram 204 óbitos, o que representa 81% do total nacional, que foi de 252 mortes.
A vacinação de gestantes é aprovada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), recomendada pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia e já está sendo adotada como uma das estratégias para o controle da coqueluche em vários países, como Estados Unidos, Alemanha, França, Holanda, Reino Unido, Austrália, entre outros. Os efeitos adversos são raros e podem incluir reações locais como dor, febre, enrijecimento e vermelhidão no local da administração da vacina. Qualquer evento adverso deve ser notificado imediatamente às autoridades de saúde.
Vacina
O esquema de vacinação completo da dupla adulto é de três doses (devendo ser reforçada a cada intervalo de dez anos) podendo ser tomada a partir dos 10 anos de idade. Se a mulher não tomou nenhuma dose da vacina antes de engravidar, é necessário tomar duas doses da dupla adulto, com intervalo de no mínimo 30 dias e complementar com a dTpa.
Caso a mulher tenha tomado uma dose da dT antes da gestação, ela deverá reforçar o esquema com mais uma dose da dT e outra da dTpa. Já para as mulheres que se preveniram com duas ou mais doses da dT, recomenda-se a dTpa administrada com apenas uma dose. Mulheres grávidas devem tomar uma dose da dTpa em cada gestação, independente de terem tomado anteriormente.

Redação O POVO Online com informações do Ministério da Saúde

Ceará ocupa 1º lugar em ranking nacional de acidentes graves em rodovias

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) dará início nesta terça-feira, 18, à Operação Trechos Críticos, priorizando os locais onde são registrados acidentes de maior gravidade

O Ceará está ocupando a primeira posição no ranking nacional de acidentes graves, no trecho do km 0 ao 10, da BR-222. A tabela que revela os pontos mais críticos de acidentes nas rodovias federais, compreendendo as BRs 222, 116 e 020, foi divulgada nesta segunda-feira, 17.

O número de acidentes graves nesses primeiros 10 km da BR-222, registrados de janeiro a setembro deste ano, é de 168, com 204 feridos graves e nove mortes. Esse mesmo trecho é também onde há maior ocorrência de acidentes envolvendo motos, 73% dos casos.

Em territórios cearenses, a BR-116 ocupa os 2º e 3º lugares em número de acidentes graves. Os trechos críticos estão entre os km 0 e 20. A média é de 58 acidentes graves nesses pontos. No ranking nacional dos pontos críticos, esses mesmos trechos da BR-116 ocupam o 16º e 18º lugares.

De acordo com a tabela divulgada pela Polícia, os dias da semana com maior ocorrência de acidentes graves na BR-222 são: sextas, segundas e quintas-feiras, respectivamente. Já na BR-116, o mesmo registro vale para os dias de domingo, sexta-feira, quinta-feira, segundas e terças-feiras, respectivamente.

Operação
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) dará início nesta terça-feira, 18, à Operação Trechos Críticos, priorizando os locais onde são registrados acidentes de maior gravidade, nas rodovias federais do Ceará.

Com a ação, a PRF pretende coibir acidentes relacionados principalmente ao excesso de velocidade, embriaguez ao volante, ultrapassagens proibidas, a falta do uso do cinto de segurança e, ainda, acidentes com motocicletas, que revelaram elevados índices.

O efetivo diário nas Unidades Operacionais montadas na ação receberá reforço de policiais lotados em outras regiões do Ceará, possibilitando que a fiscalização ocorra de forma ininterrupta.
A Operação Trechos Críticos será encerrada no próximo dia 30 de novembro.

Redação O POVO Online

Participação de importados na indústria bate recorde no terceiro trimestre

graficoacendente

A participação de produtos importados no consumo da indústria nacional alcançou 21,9% no terceiro trimestre de 2014, informou hoje (17) a Confederação Nacional da Indústria (CNI). De acordo com a entidade, o coeficiente de penetração das importações aumentou 0,8 ponto percentual em relação ao mesmo período de 2013, o maior nível desde o início da série histórica, em 2007.

Apesar do aumento da fatia dos produtos estrangeiros na economia interna, a indústria está proporcionalmente vendendo mais para o exterior. O coeficiente de exportação, que mede a fatia da produção industrial vendida para o mercado externo, foi 19,4%, também com alta de 0,8 ponto percentual na comparação com o terceiro trimestre de 2013.

As informações são do estudo Coeficientes de Abertura Comercial, feito pela CNI em parceria com  a Fundação Centro de Estudos de Comércio Exterior (Funcex). Em relação ao segundo trimestre, o coeficiente de penetração das importações subiu 0,1 ponto percentual e o coeficiente de exportação teve alta de 0,2 ponto.

O levantamento apontou o aumento dos coeficientes mesmo com a queda nas importações e das exportações industriais. De julho a setembro, o valor das importações da indústria, em dólares, caiu 1,1% em relação aos mesmos meses do ano passado. As exportações industriais caíram 0,4% na mesma comparação.

De acordo com a CNI, há uma tendência de redução no ritmo de crescimento do coeficiente de penetração das importações de produtos industriais nos próximos trimestres. As exportações da indústria, no entanto, não apresentam trajetória consistente de crescimento apesar da desvalorização do câmbio e da desaceleração do mercado doméstico.

O aumento do peso dos bens e das mercadorias estrangeiras no consumo industrial deve-se à indústria extrativa, cujo coeficiente de penetração das importações subiu de 49,9%, no segundo trimestre, para 51,1% no terceiro trimestre após dois trimestres de quedas consecutivas. O coeficiente de exportação também aumentou no trimestre passado, de 65,1% para 65,7%.

Na indústria de transformação, que responde pela maior parte da produção industrial, o coeficiente de penetração das importações ficou estável em 20,3%. Pela primeira vez desde o segundo trimestre de 2010, o indicador deixou de subir. O coeficiente de exportação aumentou apenas 0,1 ponto percentual, de 15,5% para 15,6%.

Agência Brasil

Tremor que rachou casas no Ceará teve magnitude 2,9

tremor2-300
Tremor causou fissura na residência de Raimunda
Cecília (Foto: Coreaú Online)
Teemor também foi sentido no distrito de Jordão, em Sobral. Casas ficaram com paredes rachadas, mas ninguém ficou ferido.
Foi de 2,9 a magnitude o tremor de terra sentido por moradores no município de Coreaú, na região norte do Ceará, na madrugada de domingo (16).  De acordo com análise do Laboratório Sismológigico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis/UFRN) divulgada nesta segunda-feira (17), o evento ocorreu às 2h17 e o epicentro foi registrado em Coreaú, a aproximadamente 8 quilômetros ao sul da cidade.

“Foi um grande susto. Teve um barulho forte, as pessoas sentiram o chão tremer e foram às ruas para saber o que tinha acontecido”, relata o soldado da Polícia Militar Ricardo Batista. O tremor acordou os moradores que forasm às ruas para saber o que estava acontecendo. De acordo com os técnicos do laboratório, o treemor também foi sentiudo no distrito de Jordão, em Sobral, na mesma região.

A força do sismo derrubou parte do telhado e rachou o muro de algumas residências de Coreaú, como na residência de Raimunda Cecília. “Acordei com a casa chacoalhando, fiquei com medo, meus filhos ficaram com medo. As telhas estavam todas tremendo e as paredes também. Na hora a gente temia que acontecesse um desastre, mas foi só um susto”, relata.

A parede da entrada da residência de Cecília ficou ranhuras, marcas do tremor de terra dessa madrugada. De acordo com policiais de Coreaú, não há registro de pessoas feridas ou danos estruturais graves por conta do sismo.

 

Coreaú tem pelo menos quatro registros recentes de tremor de terra de baixa intensidade nos últimos anos: em março de 2010, com tremor de 2,5 pontos;  em abril de 2010, com tremor de 2,7 graus; e em 2013, quando houve um sismo de 2,1.

De acordo com o Laboratório de Sismologia, Coreaú – e outras cidades no Norte do Ceará – recebem tremores de terra por conta de uma ranhura da placa tectônica meso-atlântica (entre a América e os continentes africano e europeu) que passa sob a região.

Desde 2008, a atividade sísmica da região é monitorada pelo Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O mais forte tremor registrado na região foi também em Sobral, em 2009, e chegou a 4,3. Esse tremor causou rachaduras em estruturas de concreto e derrubou móveis em residências e comércios. O tremor atingiu uma área de 200 quilômetros de raio e chegou a afetar cidades do litoral cearense, como Fortaleza.

Do G1 CE

Índice de Atividade do Banco Central registra alta de 0,59% no 3º trimestre

bcDesempenho surpreendeu positivamente os economistas. Indicador é considerado uma prévia do Produto Interno Bruto.

No Brasil, o Índice de Atividade do Banco Central registrou alta de 0,59% no 3º trimestre, na comparação com o período anterior. O desempenho surpreendeu positivamente os economistas. No 2º trimestre, o IBC-BR tinha ficado negativo.

O indicador é considerado uma prévia do Produto Interno Bruto, que é o conjunto de todos os bens e serviços produzidos pelo país em um determinado período.

G1

Petrobras e Eletrobras pesam no mercado financeiro

cms-image-000020355-660x330A  “Operação Lava Jato” da Polícia Federal, que investiga uma série de crimes financeiros dentro da Petrobras e com dois ex-diretores presos, seguiu respingando no mercado financeiro doméstico nesta segunda-feira. Além disso, rumores de irregularidades na estatal de energia, Eletrobras, também contribuíram para as quedas nos papéis da companhia e, consequentemente, as duas empresas puxaram a Bolsa de Valores de São Paulo.

As ações da Petrobras ON caíram 5,09% e Petrobras PN, 4,55%, Eletrobras PNB N1, 9,09% e Eletrobras ON N1, 7,79%. As ações de bancos e empresas de mineração também recuaram.

Nesta segunda-feira, a presidente da Petrobras, Graça Foster, disse que a estatal não está pronta para apresentar os balanços contábeis do terceiro trimestre de 2014. Os dados deveriam ter sido divulgados na última sexta-feira (14), mas o anúncio foi suspenso porque a auditoria responsável pelas contas da companhia, a PricewaterhouseCoopers, se recusou a assinar o balanço.

“Em face das eventuais denuncias e investigações da Operação Lava Jato, a companhia não está pronta para divulgar as demonstrações contábeis do terceiro trimestre de 2014, pois essas denúncias, se verdadeiras, podem impactar potencialmente tais demonstrações”, declarou Graça Foster, ao iniciar a apresentação do balanço operacional.

Foster anunciou também a criação da Diretoria de Governança, como parte das medidas para melhorar a gestão da companhia. “Propusemos ao Conselho de Administração (Consad), da Petrobras, que criássemos uma diretoria de governança”, disse, afirmando apoio unânime do conselho e a criação de 66 medidas para melhorar a gestão da petroleira.

Ainda por aqui, o dólar comercial fechou com ligeira alta e os juros futuros se dividiram.

ÁSIA

As bolsas encerraram em queda, com a economia do Japão em recessão e com as ações de Hong Kong em queda com o início do link com Xangai.

Ao final desta jornada, em Hong Kong, o principal indicador, o Hang Seng, caiu 1,21% aos 23.797 pontos; na China, o índice SSE Composite, da bolsa de Xangai, recuou 0,19% aos 2.474 pontos; na Coreia do Sul, o índice KOSPI Composite desacelerou 0,08% aos 1.943 pontos; na Índia, o índice BSE, da bolsa de Bombai fechou em alta de 0,47% aos 28.177 pontos; em Taiwan, o principal indicador, o TSEC Weighted, perdeu 1,10% aos 8.884 pontos; e no Japão, o índice Nikkei 225, da bolsa de Tóquio, recuou 2,96% aos 16.973 pontos.

A economia do Japão entrou em recessão no terceiro trimestre, caindo -0,4%. Na taxa anual, a baixa foi de -1,6%, mostrando como o aumento de impostos em abril freou o crescimento do país.

Com isso, o primeiro-ministro Shinzo Abe pode atrasar o plano de aumentar os impostos sobre o consumo para 10% no próximo ano.

EUROPA

As bolsas fecharam em alta nesta segunda-feira, influenciadas pelas empresas de mineração, ofuscando a preocupação com a recessão inesperada do Japão e com a saúde econômica global.

Por lá pesou também a fala de Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu  (BCE) de que o programa de estímulos poderá ser ampliado como incluir títulos do governo.

Hoje, em Londres, o índice Stoxx Europe 600 subiu  0,5% para ficar aos 337.19 pontos.

Ao final da jornada, em Milão, o índice FTSE-MIB subiu 1,33% aos 19.216 pontos; em Madri, o índice Ibex 35 ficou com alta de 1,59% aos 10.309 pontos; em Paris, o índice CAC-40 ficou com alta de 0,56% aos 4.226 pontos; em Frankfurt, o índice DAX 30 acelerou 0,58% aos 9.306 pontos; em Londres, o índice FTSE-100 ficou com alta de 0,26% aos 6.671 pontos; e, em Lisboa, o índice PSI-20 subiu 0,41% aos 5.178 pontos.

A balança comercial da Itália fechou setembro com superávit de 2,01 bilhões de euros, ficando abaixo da estimativa do mercado.

Na zona do euro, o superávit foi de 18,5 bilhões de euros, acima dos 10,8 bilhões de euros de setembro de 2013. As exportações subiram 4,2% nos países da moeda única em relação a agosto, enquanto as importações tiveram alta de 3%.

ESTADOS UNIDOS

Os principais índices acionários de Wall Street fecharam em alta nesta segunda-feira, com os investidores olhando para a Europa com os próximos passos do Banco Central Europeu (BCE), que sinaliza para a alteração  no programa de estímulos. Apenas a bolsa eletrônica Nasdaq recuou com recessão no Japão.

Além disso, o Grupo Nasdaq fez anúncio de 14 ações entram para um programa em que serão testados os efeitos de redução de taxas de negociação e descontos. A medida serve para quatro meses, já a partir do dia 2 de fevereiro de 2015.

Ao final da jornada, o índice Dow Jones subiu 0,07% aos 17.647 pontos; o índice S&P 500 ficou com alta de 0,07% a 2.041 pontos; a bolsa eletrônica Nasdaq recuou 0,37% aos 4.671 pontos.

A pesquisa Empire State de Manufatura indicou melhora nas condições de negócios em Nova York em novembro, passando de 6,2 para 10,2 pontos. O índice de novos pedidos subiu para 9,1 pontos, enquanto o indicador de novas encomendas avançou para 11,8 pontos.

A produção industrial dos Estados Unidos caiu 0,1% em outubro na comparação com setembro. Na comparação com outubro de 2013, a indústria americana cresceu 4%. No mês passado, o uso da capacidade instalada recuou -0,3 pontos percentuais para 78,9%.

BRASIL

Em dia de vencimentos de opções, a Bolsa de Valores de São Paulo operou no vermelho. Ao final do pregão, o Ibovespa recuou 1% aos 51.256 pontos. O volume negociado foi de pouco mais de R$ 9 bilhões.

“Podemos considerar que as bolsas globais estão enfrentando problemas como as do Japão, Europa e Estados Unidos, o que acabou pesando por aqui. Nesta segunda-feira também foi dia de vencimentos de opções”, disse o analista da corretora SLw Investimentos, Pedro Galdi.

Segundo economista, a ações da Petrobras foram puxadas para baixo com as denúncias de fraudes e as da Eletrobras com os rumores que podem atingir a estatal de energia.”Com esse cenário, há o repique de saída de capital estrangeiro. Outras empresas também viram suas ações em baixa, bem como os bancos”, completou Galdi.

Dentre as ações que integram o Ibovespa, as maiores altas ficaram Cielo ON (2,51% a R$40,10); Brasil ON (2,43% a R$25,08); Bradespar PN N1 (1,98% a R$14,45); Eletropaulo PN N2 (1,94% a R$7,37); e Qualicorp ON (1,63% a R$24,95).

Na outra ponta estiveram os papéis da Eletrobras PNB N1 (-9,09% a R$ 7,30); Eletrobras ON N1 (-7,79% a R$ 5,21); Usiminas PNA N1 (-6,93% a R$5,10); Petrobras ON (-5,09% a R$12,13); e Petrobras PN (-4,55% a R$12,60).

MOEDAS

O mercado cambial operou com volatilidade nesta segunda-feira, com as moedas emergentes se desvalorizando perante a norte-americana.

Na abertura, o dólar comercial seguiu em forte alta até por volta das 12h30 aos R$2, 605, perdeu força e acabou voltando. No interbancário, a divisa ficou cotada a R$ 2,600 na compra e R$2,601 na venda, alta de +0, 02%.

“O dólar ganhou das demais moedas acompanhando um pouco dos juros. Hoje, a cautela com a economia do Japão e com decisões de bancos centrais mexeram com a moeda.Considerando o dia com os demais mercados, podemos avaliar que aqui ficou no zero a zero”, pontuou o economista chefe da Gradual Investimentos, André Perfeito.

Para tentar conter o avanço do dólar, o Banco Central do Brasil (BCB) vendeu a totalidade dos 14 mil contratos de swap cambial, ofertados em operação para rolagem de títulos que vencem em 1° de dezembro. A operação totalizou US$ 680,2 milhões.

Os contratos foram oferecidos com dois vencimentos. Para vencimento em 3 de novembro do próximo ano, foram vendidos 4,3 mil contratos, no valor de US$ 209,9 milhões. Para 4 de janeiro de 2016, foram negociados 9,7 mil contratos, no valor de US$ 470,3 milhões.

O swap cambial é uma operação de câmbio em que há, simultaneamente, compra e venda de moedas. As operações do tipo são usadas para conter a alta do dólar e oferecer proteção (hedge) a empresas e bancos. Na sexta-feira (14), o dólar fechou acima de R$ 2,60 pela primeira vez desde 2005.

O euro fechou nesta segunda-feira em baixa, cotado a US$ 1,2456, frente aos US$ 1,2479 de sexta-feira.

O Banco Central Europeu fixou o câmbio oficial do euro em US$ 1,2496.

JUROS FUTUROS

Os DIs fecharam em alta nesta segunda-feira na BM&F. O que se viu foi uma divisão entre estabilidade na ponta curta e abertura no restante da curva de juros.

Perto do fechamento, os vencimentos para dezembro de 2014 seguiam estáveis a  11,08%; os contratos com vencimentos para janeiro de 2015 seguiam com alta de 0,01 p.p a 11,35%; os  vencimentos para abril de 2015 subiam 0,03 p.p a 11,82%; os contratos com vencimentos para julho de 2015 subiam 0,02 p.p a 12,15%; os contratos com vencimentos para janeiro de 2017 subiam 0,02 p.p a 12,76%; e os vencimentos para janeiro de 2021 seguiam estáveis a 12,74%.

“Hoje, os juros abriram e depois voltaram, mostrando que há uma cautela com as economias dos Estados Unidos e do Japão, o que acabou refletindo na ponta longa. O IBC-BR acabou pesando na ponta curta”, considerou o economista chefe da SulAmérica Investimentos, Newton Rosa.

A atividade econômica cresceu 0,4% em setembro, o terceiro mês que o índice de atividade econômica do Banco Central (BC) registra aumento.

O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica do Brasil, incorporando informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia.

Na comparação com agosto de 2013, o índice apresenta queda dessazonalizada de 0,24%. No acumulado do ano, em valores já ajustados, houve aumento de 0,01% na atividade econômica. Considerando os últimos 12 meses, o aumento do IBC ficou em 0,6%.

A inflação semanal avançou para 0,50% na segunda semana de novembro, de acordo com a Fundação Getulio Vargas. Na apuração da semana, quatro das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimo em suas taxas de variação, com destaque para o grupo habitação, que passou de 0,51% para 0,63%.

A inflação medida pelo índice geral de preços – 10 passou de 0,02% para 0,82% em novembro. Em novembro de 2013, a variação foi de 0,44%. No ano, a variação acumulada é de 2,87%. Em 12 meses, o índice acumula alta de 3,32%.

Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou em novembro variação de 0,16%, ante 0,14% do mês anterior.

Os analistas do mercado financeiro aumentaram a projeção para o dólar em 2014, estimando que a moeda encerre aos R$ 2,53, acima dos R$ 2,50 da semana passada, segundo o Boletim Focus elaborado pelo Banco Central em 14 de novembro.

Para 2015, a expectativa é que a moeda encerre aos R$ 2,61, acima dos R$ 2,60 da semana passada. Os preços administrados se mantiveram em 5,30% este ano e ficaram estáveis em 7% em 2015.

A inflação oficial deve subir de 6,39% para 6,40% em 2014. Para o ano que vem, a inflação deve ficar estável em 6,40%.

O Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), que se manteve em 5,22% em 2014 e permaneceu em 5,38% em 2015. A estimativa para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) teve alta de 3,38% para 3,44% em 2014, e cresceu de 5,54% para 5,57% em 2015.

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), a projeção ficou em 3,48% em 2014.

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil deve acelerar 0,21% este ano, acima dos 0,20% da projeção anterior. A produção industrial deve passar de -2,21% para -2,30%.

A previsão para a relação entre a dívida líquida do setor público (DLSP) e o PIB deve avançar de 35,20% para 35,80% em 2014 e subir de 35,90% para 36,00% em 2015.

A taxa básica de juros (Selic) deve se manter em 11,50% este ano. Em 2013, a taxa Selic encerrou em 10%. A próxima reunião do Copom está marcada para acontecer entre os dias 02 e 03 de dezembro.

PETRÓLEO

O preço do barril do petróleo Brent para entrega em janeiro fechou nesta segunda-feira em alta de 0,13% no mercado de futuros de Londres, cotado a US$ 79,31.

O petróleo do Mar do Norte, de referência na Europa, encerrou o pregão no International Exchange Futures US$ 0,10 abaixo do registrado na sexta-feira passada, de US$ 79,41.

Esta ligeira redução do preço aconteceu em um dia marcado pelo anúncio da aquisição, por parte da companhia russa Rosneft, de 1,6 milhão de toneladas de petróleo e 9 milhões de toneladas de derivados de petróleo venezuelano.

O barril do Texas fechou nesta segunda-feira com baixa de 0,23%, cotado a US$ 75,64 o barril, depois da recuperação parcial da sexta-feira e enquanto segue a crise de excesso de oferta de petróleo.

Ao fim do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York, os contratos futuros do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) para entrega em dezembro caíram US$ 0,18 em relação ao fechamento de sexta-feira passada.

O barril de referência nos Estados Unidos recuperou o ritmo descendente que está levando seu preço às cotações mais baixas em anos, enquanto a oferta do petróleo em nível internacional supera a demanda.

Por sua parte, os contratos de gasolina para entrega em dezembro caíram US$ 0,02, para US$ 2,02 o galão, enquanto os de gasóleo para calefação perderam US$ 0,01, até US$ 2,40.

Já os contratos de gás natural com vencimento em dezembro dispararam US$ 0,32 e terminaram o dia cotados a US$ 4,34 para cada mil pés cúbicos.

COMMODITIES

Contratos futuros do café fecham em baixa em Nova York
Contratos futuros do açúcar fecham em baixa em Nova York
Contratos futuros do cacau fecham com resultados mistos em Nova York

Com Ags, EFE, Empresa Brasileira de Comunicação e demais internacionais

Desmatamento na Amazônia brasileira subiu 467%, alerta ONG Imazon

desmatamento

O desmatamento na Amazônia brasileira aumentou 467% em outubro de 2014 com relação a outubro do ano passado, denunciou nesta segunda-feira a ONG Instituto Imazon, que comparou a área desmatada a mais de 24.000 campos de futebol.

Segundo o Sistema de Alerta do Desmatamento (SAD), da Imazon, o desmatamento nos nove estados amazônicos brasileiros foi de 244 km2. Em outubro do ano passado, a derrubada de árvores somou 43 km2. A SAD realiza suas medições em colaboração com o aplicativo Google Earth.

Sessenta por cento do desmatamento ocorreram em terras privadas ou sob o controle de ocupantes ilegais.

Além disso, entre agosto e outubro de 2014, os três primeiros meses do calendário oficial de medição do desmatamento do novo período, foram derrubados mais de 1.000 quilômetros quadrados de floresta, uma área equivalente à da cidade do Rio de Janeiro.

"Embora os dados não sejam oficiais, o SAD põe em dúvida a eficácia das atuais políticas de prevenção e controle ao desmatamento às vésperas de um evento internacional, que tem como desafio obter compromissos entre os países para reduzir as emissões de gases de efeito estufa", destacou a Imazon em uma nota de imprensa, em alusão à realização da XX Conferência sobre Mudanças Climáticas, que será celebrada em Lima, Peru, entre 1º e 12 de dezembro de 2014.

Para enfrentar o desmatamento da Amazônia, cada vez mais sofisticado, as autoridades brasileiras anunciaram, no começo do mês, a adoção de um novo e refinado sistema de alerta por satélites, assim como uma estratégia mais concentrada no crime organizado.

Após alcançar seu menor nível histórico, o desmatamento na maior floresta tropical do planeta, no período 2012/2013, quando atingiu 5.981 km2 (+29%).

O Brasil conseguiu reduzir o desmatamento, que alcançou 27.000 km2 em 2004, para 4.571 km2 no período 2011/2012, o mínimo histórico.

Os dados oficiais do último período 2013-2014, encerrado em agosto, serão divulgados no final de novembro. Mas dados parciais de detecção por satélite indicam que o desmatamento teria voltado a crescer.

 

AFP

Conservador Klaus Iohannis é eleito presidente da Romênia

ng3709218O conservador Klaus Iohannis, expoente da minoria alemã da Transilvânia, foi eleito o novo presidente da Romênia. Em pleito realizado no último domingo (16), ele alcançou 54,5% dos votos, contra 45,5% do primeiro-ministro social-democrata Victor Ponta.   

O resultado foi tido como uma surpresa no país, já que o premier aparecia à frente nas pesquisas e vencera o primeiro turno com 10% de vantagem sobre Iohannis (40% a 30%). No entanto, Ponta não deve deixar o seu cargo, mantendo o equilíbrio de forças dos últimos dois anos, período no qual ele conviveu com o presidente conservador Traian Basescu.   

Na madrugada de domingo, cerca de 20 mil pessoas foram às ruas da capital romena, Bucareste, para festejar a vitória de Iohannis, que se juntou aos manifestantes. O mandatário eleito prometeu ser o líder de todo o país e trabalhar para modernizar a nação.

Agência ANSA

‘Em hipótese alguma’, Duque proporá delação premiada, afirma advogado

advogadoduquie
Ex-diretor de Serviços da Petrobras foi preso pela PF na última sexta-feira. Sétima fase da Operação Lava Jato resultou na prisão de 23 investigados.

 

O advogado Renato de Moraes, defensor doex-diretor da Petrobras Renato Duque durante entrevista em Curitiba (Foto: Filipe Matoso / G1)

O advogado Renato de Moraes, que defende o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, preso na operação Lava Jato, afirmou nesta segunda-feira (17) em Curitiba que “em hipótese alguma” o cliente proporá acordo de delação premiada, a exemplo do que fizeram outros investigados.

Moraes acompanhou nesta segunda depoimento de Duque a policiais federais da Operação Lava Jato, deflagrada em março para investigar um esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas – durantes as investigações, a PF detectou desvios de recursos da Petrobras.

Renato Duque foi preso na sexta-feira (14) em casa, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e conduzido para a superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Em depoimento à PF e ao Ministério Público no mês passado, o ex-diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, que fez acordo de delação premiada e atualmente cumpre prisão domiciliar, disse ter conhecimento de irregularidades praticadas na Diretoria de Serviços, na época em que foi comandada por Duque.

 

OPERAÇÃO LAVA JATO

“Eu conversei com o Renato algumas vezes, e a única resposta que diz é que não tem o que delatar nem quem delatar. Então, não tem hipótese alguma de que isso aconteça”, declarou o advogado na Superintendência da Polícia Federal na capital paranaense.

Questionado sobre se o cliente aceitaria participar de acareação com o ex-diretor de Refino da Petrobras Paulo Roberto Costa, em razão de eventuais divergências nos depoimentos, Moraes disse a jornalistas que "a qualquer hora". O advogado disse ainda que Duque se colocou à disposição da Polícia Federal para prestar esclarecimentos posteriormente.

Moraes afirmou que Duque respondeu a todas as perguntas da PF e "repudiou" parte da delação de Paulo Roberto Costa, por citá-lo no processo. “Existem fragmentos de delação premiada [de Paulo Roberto Costa] e ele repudia tudo”, declarou.

“Teria um depoimento judicial do Paulo Roberto Costa em que ele teria dito que o proceder dele [Costa] na Diretoria de Abastecimento seria o mesmo que o da Diretoria de Serviços, cujo diretor era o Renato Duque. Ele [Duque] nega isso”, afirmou Moraes. Segundo o advogado, Renato Duque falou ainda sobre os 30 anos de atuação dentro da empresa e os procedimentos adotados pela diretoria de Serviços.

Além de Duque, foram confirmados depoimentos de ao menos outros nove presos, segundo alguns advogados que estiveram nesta segunda-feira na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Entre os que falaram aos delegados, estavam Erton Medeiros Fonseca, da Galvão Engenharia; Carlos Alberto Costa Silva, da UTC; Otto Sparenberg, da Iesa; e Agenor Franklin Magalhães Medeiros, da OAS.

Lava Jato
A operação investiga um esquema de lavagem de dinheiro que teria movimentado cerca de R$ 10 bilhões e provocou desvio de recursos da Petrobras, segundo investigações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal. Na primeira fase da operação, deflagrada em março deste ano, foram presos, entre outras pessoas, o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa.

A nova fase da operação policial teve como foco executivos e funcionários de nove grandes empreiteiras que mantêm contratos com a Petrobras que somam R$ 59 bilhões. Parte desses contratos está sob investigação da Receita Federal, do MPF e da Polícia Federal. Ao todo, foram expedidos, nesta sétima etapa, 85 mandados em municípios do Paraná, de Minas Gerais, de São Paulo, do Rio de Janeiro, de Pernambuco e do Distrito Federal.

Conforme balanço divulgado pela PF, além das 23 prisões, foram cumpridos 49 mandados de busca e apreensão. Também foram expedidos nove mandados de condução coercitiva (quando a pessoa é obrigada a ir à polícia prestar depoimento), mas os policiais conseguiram cumprir seis.

lava_jato

Filipe Matoso e Fernando CastroDo G1, em Curitiba

Santos não retomará processo de paz até que sequestrados sejam libertados

 

colombia1

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, manterá suspenso o processo de paz até que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) "demonstrem sua vontade de paz" e libertem os sequestrados, entre eles o general Rubén Darío Alzate.

Bogotá, 17 nov (EFE).- O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, manterá suspenso o processo de paz até que as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) “demonstrem sua vontade de paz” e libertem os sequestrados, entre eles o general Rubén Darío Alzate.
Em discurso ao país, Santos ressaltou sua decisão de seguir negociando no meio da guerra sem uma cessação de fogo bilateral.

Notícia postada por: Agência EFE

No Ceará, agentes de trânsito recebem carta com teor racista

 

cartace

Mulher resgatou carro e, no dia seguinte, entregou mensagem, diz Detran. Carta faz menção a servidor como ‘da cor da noite'; fiscais registraram BO.

O Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE) recebeu uma carta com ofensas, xingamentos e trechos de teor racista dirigida a servidores que participaram de uma operação de reboque. De acordo com o Detran, uma mulher que foi resgatar um carro rebocado, voltou ao órgão, no dia seguinte ao resgate, e entregou a carta à secretária do departamento de fiscalização. O carro foi rebocado em 11 de novembro por estar em uma vaga de táxi, na Rua Marcos Macedo. Os servidores registraram Boletim de Ocorrência. A mulher cujo nome aparece como sendo da autora da mensagem negou por telefone ter escrito o material.

De acordo com o Detran-CE, a mulher entregou três cartas, uma para o diretor do órgão e outras duas para os dois agentes. A mensagem menciona os dois servidores e ainda um terceiro homem, o motorista do reboque. O texto e a indicação de autoria que aparece no fim da carta estão digitados.

Na carta, ela diz que os dois rebocaram o carro injustamente e que o veículo foi danificado pelos agentes. Afirma ainda que o carro foi ”roubado” pelos agentes. "Sou a senhora proprietária do carro que vocês ‘roubaram’ ontem, pela manhã, na Rua Marcos Macêdo. Estavam  lá parados 4 carros, mas vocês acharam de só levar rebocado o meu. Um carro 0 KM, com apenas 10 dias de uso, sem nenhum arranhão, sequer que fosse, do tamanho de uma unha. E vocês colocaram na avaliação (está apensa a esta) que tinha arranhões, amassados e pneu cortado", escreveu. A carta não traz assinatura, mas tem mensagem e nome da motorista digitados.

Racismo
Em outro momento ela diz: "Seus desgraçados, excomungados, amaldiçoados: que o diabo, o satanás, o senhor das trevas acompanhe vocês a partir de agora". "Agora vou me referir ao cor da noite sem estrelas, o que estava  dirigindo o carro do reboque: hoje tu vive como gente, convivendo com gente, por causa da maldita princesa  Isabel", diz a carta.

Um dos servidores ao qual a carta foi dirigida, Eduardo Soares, disse em entrevista ao G1 que lamenta o caso. Segundo ele, os  agentes fizeram apenas o seu dever. "Entendemos a raiva por ter o carro rebocado. Realmente é chato você chegar ao local e não ver mais o seu veículo. No entanto, eu lamentei o teor das palavas escritas por ela na carta. Fiquei muito triste e não esperava esse tipo de agressão", afirmou Soares.

O Detran-CE informou que orientou os dois funcionários a fazer um Boletim de Ocorrência e acrescentou que setor jurídico vai analisar o caso. "O setor jurídico orientou os dois funcionários a fazer um Boletim de Ocorrência. E ao mesmo tempo dar entrada ao protocolo solicitando providências neste sentido. Vamos trabalhar para que os dois agentes sejam protegidos", informou o órgão de trânsito.

Ainda conforme o servidor, ele e o amigo de trabalho já acionaram o departamento jurídico do Detran-CE que prometeu tomar providências. "No outro dia, nós fizemos um Boletim de Ocorrência. Agora é esperar o que vai  acontecer. Espero que a Justiça seja feita", afirmou Soares.

Em entrevista por telefone, a mulher, que se diz servidora pública, negou a autoria da carta. "Tem a minha assinatura? Não. Então não fui eu. Não tem assinatura. Isso significa que não há provas materiais. Então, eu nego. Qualquer pessoa pode escrever qualquer coisa e entregar com o nome de qualquer pessoa”, disse.

carta620-2

Carta se refere a servidor negro como ‘cor da noite sem estrelas’ (Foto: Reprodução)

Do G1 CE, com informações da TV Verdes Mares

Quase 36 milhões de pessoas são vítimas da escravidão no mundo

escravidao
Segundo Índice Global de Escravidão de 2014 (GSI), número é cerca de 20% maior do que o estimado anteriormente. Brasil, onde apenas 0,0775% da população é afetada, recebe elogios por esforços do governo.

 

Cerca de 35,8 milhões de pessoas estão submetidas à escravidão moderna no mundo, divulgou o grupo de defesa de direitos humanos Walk Free Foundation nesta segunda-feira (17/11). Em seu segundo Índice Global de Escravidão (GSI, em inglês), a instituição afirma que, devido a novos métodos, o número de pessoas escravizadas no mundo é em torno de 20% maior do que o estimado anteriormente.

A Walk Free havia estimado em seu índice inaugural, no ano passado, que mais de 29 milhões de pessoas nasceram em condições de escravidão, eram traficadas para trabalhos sexuais, presas em servidão por dívidas ou exploradas através de trabalhos forçados.

"Há uma suposição de que a escravidão é algo de épocas passadas. Ou de que ela existe apenas em países devastados pela guerra e pela pobreza", disse Andrew Forrest, presidente do grupo de direitos humanos baseado na Austrália.

"Estes resultados mostram que a escravidão moderna existe em todos os países. Somos todos responsáveis pelas situações mais terríveis em que existe a escravidão moderna e a miséria desesperada que flagela nossos companheiros seres humanos", destacou Forrest.

Pelo segundo ano, a Índia lidera o índice de 167 países no número totalitário de escravos. Cerca de 14,3 milhões de indianos – de uma população total de 1,25 bilhão – são vítimas da escravidão, incluindo desde prostituição a trabalho forçado.

Já no quesito proporcional em relação ao número de habitantes, a Mauritânia manteve a liderança, com 4% de sua população sob o regime escravocrata. No país africano, a escravidão de mouros negros por parte de árabes berberes é enraizada na sociedade.

Em seguida na lista, aparece o Uzbequistão, onde, a cada outono, o governo local força mais de um milhão de pessoas, incluindo crianças, a trabalhar na colheita de algodão. Seguem Haiti e o Catar, sede da Copa do Mundo de 2022 e constantemente nas manchetes devido às condições de trabalho nos estádios. Em 2014, foram contabilizadas 29.400 pessoas vivendo em escravidão no Catar, enquanto, em 2013, o número estimado havia sido de pouco mais de 4 mil.

Os dados mostram também que, somados, os dez países com maior número de escravos são responsáveis por 71% da escravidão global. O índice define escravidão como o controle ou a posse de pessoas, privando-as de sua liberdade com a intenção de explorá-las com fins lucrativos ou sexuais, geralmente por meio de violência, coação ou fraude. A definição inclui também o rapto de crianças para servirem em guerras.

Segundo o relatório, a escravidão moderna contribui para a produção de pelo menos 122 produtos de 58 países. A Organização Internacional do Trabalho (OIT) estima que os lucros deste trabalho forçado giram em torno de 120 bilhões de euros (390 bilhões de reais) por ano.

"Desde o pescador tailandês que arrastam as redes de pesca com comida para os peixes, ao menino congolês na mineração de diamantes, da criança uzbeque colhendo algodão até os indianos que costuram bolas de futebol. Seu trabalho forçado é o que nós consumimos", diz o relatório.

Brasil recebe elogios

Na 143º posição, quando considerada a percentagem da população vivendo em condições de escravidão, o Brasil é o quinto melhor país não europeu na lista , atrás de Nova Zelândia, Austrália, Taiwan e Cuba.

Estima-se que 155.300 mil brasileiros, ou seja, 0,0775% da população, vivam sob escravidão no país. Os principais setores que se beneficiam do trabalho forçado no Brasil são a pecuária, agricultura (soja, café, laranja, cacau), mineração de ouro e cobre, colheita de castanhas, indústria têxtil e de enlatados.

Entretanto, segundo a fundação, o Brasil faz um trabalho pró-ativo contra a escravidão. "De 167 países, há apenas três (Austrália, Brasil e Estados Unidos) em que os governos atuaram na cadeia de fornecimento", destacou a diretora executiva da Walk Free, Fiona David.

"O Brasil mantém um diálogo com as indústrias em relação a atacar escravidão moderna nas cadeias de produção", diz o relatório. O documento destaca o compromisso durante a Copa do Mundo de 2014 de prevenir o uso de trabalho forçado e tráfico humando.

Com os melhores dados do índice, a Europa tem cerca de 566 mil pessoas envolvidas em formas de escravidão moderna – os dois melhores países na classificação são Islândia e Irlanda. "O tráfico para fins de exploração sexual foi responsável por quase 70% das vítimas identificadas, enquanto o tráfico para trabalhos forçados foi responsável por 19%", afirma o relatório.

"A crise econômica e as medidas de austeridade da União Europeia fizeram com que um número crescente de cidadãos búlgaros e romenos migrasse em busca de empregos melhor pagos. Alguns desses trabalhadores podem ser enganados ou coagidos a situações de exploração", concluiu o texto.

PV/afp/rtr/2014 Global Slavery Index

http://www.dw.de

Empresa admite ter pago propina a funcionários, diz presidente da Petrobras

gracaAlan Sampaio / iG Brasília

SBM Offshore não participará mais de licitações da Petrobras; apesar disso, contratos em andamento não serão suspensos

A presidenta da Petrobras, Graça Foster, confirmou, nesta segunda-feira (17), que a empresa holandesa SBM Offshore, com quem mantém contratos de locação de plataformas, confessou ter pago propina a funcionários da estatal para conseguir contratos. A empresa estrangeira, no entanto, não indicou a quem subornou, tampouco os valores da operação, destacou Graça Foster, que garantiu: daqui para frente, a companhia não poderá mais participar de licitações da estatal.

Graça Foster em audiência: ela diz que SBM não indicou a quem subornou e quanto pagou

A Petrobras tinha instalado uma Comissão Interna de Apuração para investigar a denúncia, à época em que surgiu, em fevereiro, e incluiu viagens aos Estados Unidos e à Holanda. Porém, não conseguiu comprovar ilegalidades. Nesta segunda, em entrevista para justificar o adiamento da divulgação do balanço contábil, a presidente da Petrobras revelou que após o término das investigações internas se deparou com uma prova irrefutável do suborno.

“A presidente recebeu uma ligação e uma carta, onde (sic) a SBM dizia que recebeu informação do Ministério Público holandês sobre os tais depósitos em contas na Suíça. De imediato, isso é uma prova avassaladora. É a própria empresa dizendo que tem essa informação [do pagamento de propina]”, disse o diretor de Exploração e Produção, José Formigli.

Com base nas informações, classificadas de “provas irrefutáveis de não conformidade”, apesar do desempenho considerado excepcional da SBM pela própria Graça Foster, as companhias não celebram mais contratos entre si. “Assim que soube, imediatamente, imediatamente mesmo, informamos à SBM que ela não participaria de nenhuma licitação conosco enquanto não fosse identificada a origem, nome de pessoas que estavam se deixando subornar”, frisou. Os oito contratos que já estão em andamento, no entanto, não serão suspensos, esclareceu ela.

Veja fotos da Operação Lava Jato:

A mesma decisão, de não suspender contratos, foi tomada no caso das empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que apura desvio e lavagem de dinheiro envolvendo políticos, funcionários da Petrobras e construtoras. A estatal tem dois ex-diretores citados no processo, ambos demitidos em 2012, quando Graça assumiu o comando da estatal.

O diretor de Engenharia, Tecnologia e Materiais da Petrobras, José Antonio Figueiredo, acrescentou que, além das provas, classificadas por ele como “avassaladoras”, a empresa contratada pode ser suspensa de novas licitações por um período de entre seis meses e dois anos. “Isso pode ocorrer por mau desempenho ou postura comercial inadequada”, disse.

A Petrobras informou ter pedido à Justiça o depoimento do ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa e contratou escritórios independentes e estrangeiros de investigação. A diretoria frisou que tomará medidas para recuperar a imagem da companhia e o dinheiro supostamente desviado na Lava Jato, relatado em depoimento dos presos.

A estatal não antecipou as medidas em avaliação para garantir a devolução do dinheiro de propina. “Essa estratégia está em desenvolvimento e ela é confidencial. Não posso antecipar algo que, por si só, precisa ser mantido em sigilo para o seu próprio sucesso”, reforçou Graça. Ela antecipou que a Petrobras criará uma Diretoria de Governança.

Um dos executivos investigados pela Polícia Federal confessou ao Ministério Público que havia um "clube" de empreiteiras para ganhar as licitações da petrolífera brasileira. Em depoimento, Augusto Ribeiro de Mendonça Neto, diretor da Toyo Setal, disse que pagou entre R$ 50 milhões e 60 milhões em propina ao ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque.

Por Agência Brasil

Justiça proíbe cobrança do Zona Azul no Crato

 

ZonaAzul_logo

A Prefeitura do Crato foi proibida pela Justiça de cobrar a taxa do Zona Azul, no Centro da Cidade. Em vigor desde o mês passado, a cobrança foi considerada ilegal pelo juiz José Flávio Bezerra Morais, da 2ª Vara Cível do Crato, por não ter sido votada na Câmara Municipal. O preço da taxa (R$ 2,00) também foi considerada abusiva.
A suspensão foi provocada por ação civil impetrada por um escritório de advocacia e pede ainda o reembolso dos valores pagos por motoristas.
O procurador do município do Crato, George Borges se encontra em Fortaleza e disse que ainda não foi comunicado. Segundo o procurador, é inviável a cobrança no valor de R$ 1,00 devido os prejuízos aos cofres do município que chegavam a R$ 18 mil/mês.
Para reaver o direito de cobrar a Zona Azul, a prefeitura terá de enviar mensagem para ser aprovada na Câmara Municipal e licitar a empresa.

 

zonaazulcrato

 

Cópia da decisão judicial (Reprodução)

Flavio Pinto News

Pane no sistema provoca filas na agência do Banco do Brasil, em Juazeiro do Norte

 

panebanco

Desde às 8h pessoas se aglomeram no hall da agência à espera de senha. (Foto:Flávio Pinto )

O descaso do sistema bancário chega a ser desumano em todo o país.  Aqui em Juazeiro do Norte,  o tratamento não é nem um pouco diferente.  Desde às 8h, dezenas de clientes se amontoam à espera de ter acesso às dependências da agência do Banco do Brasil, na rua São Francisco,  no Centro da cidade.
O sistema de informática está fora do ar e não tem previsão de retorno,  fazendo que clientes de todas as idades fiquem à mercê da boa vontade dos técnicos do banco.

Flavio Pinto News

Sudeste perde participação no PIB e Centro-Oeste e Nordeste crescem

pibnordesteDanielle Assalve/iG

Agronegócio impulsiona economia no Centro-Oeste

Segundo IBGE, em 2012, oito Estados concentravam 76,6% no PIB brasileiro; o Distrito Federal tem maior PIB per capi

A participação relativa das regiões Centro–Oeste e Nordeste no Produto Interno Bruto do País foram as que mais cresceram de 2002 a 2012. O Sudeste continua com a maior participação entre as regiões (55,2%), embora tenha recuado 1,5 ponto percentual em relação a 2002 (55,4,%).

Os dados do levantamento Sistema de Contas Regionais do Brasil foram divulgados nesta sexta-feira (14) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Nordeste passou de 13,4%, em 2002, para 13,6%, em 2012. A região Centro-Oeste saltou de 9,6% para 9,8% no período, enquanto a região Sul manteve a participação no PIB em 16,2% no período.O região Norte, assim como a Sudeste, teve queda na participação, baixando de 5,4% para 5,3% nos 10 anos analisados pelo IBGE.

Em 2012, os Estados São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Distrito Federal e Bahia concentravam 76,6% no PIB brasileiro. Em relação a 2002, este grupo perdeu 3,1 pontos percentuais de participação. São Paulo concentrava 32,1% do PIB brasileiro em 2012.

O Distrito Federal mostrou o maior PIB per capita (R$ 64 653,00), quase três vezes a média brasileira e quase o dobro do vice-líder, São Paulo (R$ 33 624,41). Maranhão (R$ 8 760,34) e Piauí (R$ 8 137,51) tinham os dois menores PIB per capita entre as 27 unidades da federação.

Centro-Oeste registrou o melhor resultado no conjunto de Estados

O avanço no Centro-Oeste (9,8%) chegou ao maior nível de participação na série. Goiás (2,8%) e Mato Grosso (1,8%) foram os que mais contribuíram para este ganho, pois a participação de ambos avançou 0,1 ponto percentual. Mato Grosso do Sul (1,2%) manteve a mesma participação de 2011, enquanto a do Distrito Federal (3,9%) recuou 0,1 ponto percentual.

Já no Nordeste a alta se deu com a influência do resultado da Bahia (3,8%) e de Pernambuco (2,7%), que alteraram suas participações no PIB brasileiro –  avanço 0,2 ponto percentual e recuo 0,1 ponto percentual, respectivamente, em relação a 2011.

Na região Sul, os Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina perderam participação relativa, ao passar de 6,4% para 6,3%, e de 4,1% para 4,0%, respectivamente. O Paraná (5,8%) manteve a participação de 2011.

No Norte a redução ocorreu em virtude da perda de participação do Amazonas, que recuou de 1,6% para 1,5% do PIB no período, enquanto os demais estados desta região mantiveram as mesmas participações de 2011.

8 Estados respondem por 76,6% do PIB

Em 2012, oito unidades da federação (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Distrito Federal e Bahia) representaram 76,6% no PIB brasileiro, mas esta participação conjunta recuou 0,5 ponto percentual em relação a 2011.

Na série 2002-2012, esse grupo de oito estados perdeu cerca de 3,1 pontos percentuais de participação para os outros 19 estados e atingiu o menor nível da série.

Avanço da fronteira agrícola, incentivos regionais, maior mobilidade das plantas industriais, além do aumento do consumo por parte da população com os menores rendimentos fora dos grandes centros, foram alguns dos fatores que influenciaram essa perda de participação.

A participação dos outros 19 estados (23,4%) subiu 3,1 pontos percentuais desde 2002. Os destaques para altas do Espírito Santo (0,6%), Mato Grosso (0,4%), Pará (0,4%), Maranhão (0,3%), Goiás (0,3%) e Pernambuco (0,3%).

Já Mato Grosso do Sul e Rondônia ganharam 0,2 ponto percentual, cada; enquanto Ceará, Piauí, Rio Grande do Norte e Paraíba ganharam 0,1 ponto percentual, cada, no mesmo período. Os demais mantiveram as participações de 2002.

Na comparação entre 2011 e 2012, os destaques foram o Rio de Janeiro, segunda economia brasileira, que avançou 0,3 p.p; Pernambuco, que avançou 0,2 p.p., alcançou a segunda melhor colocação neste quesito; além de Mato Grosso e Goiás que avançaram 0,1 p.p.

São Paulo foi o Estado com maior queda percentual no PIB

O Estado que mais perdeu participação foi São Paulo ( queda de 0,5 p.p.) indo de 32,6% em 2011 para 32,1% em 2012.

Amazonas, Bahia, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Distrito federal perderam cerca de 0,1 p.p. de participação, cada um. Os demais estados mantiveram a mesma participação do ano anterior.

Mais de 136 mil cisternas foram instaladas no Ceará

Cisterna_2014O Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretária do Desenvolvimento Agrário (SDA), fez um balanço da evolução da instalação de cisternas no Estado.

O Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretária do Desenvolvimento Agrário (SDA), fez um balanço da evolução da instalação de cisternas no Estado. Os programas são executados em parceria com o Governo Federal, tendo como executores o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Ministério da Integração Nacional e a Fundação Nacional de Saúde (FUNASA).

As cisternas de placas e polietileno que comportam 16 mil litros, são usadas para que as famílias possam beber e cozinhar no período de verão e estiagem, as cisternas de enxurrada, comporta 52 mil litros e é usada para produção de frutas e hortaliças. Ao todo no Ceará, já foram instaladas 95.966 mil cisternas de placas, em parceria com o MDS, e 34.180 cisternas de polietileno, em parceria com o Ministério da Integração.

O secretário do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, informa que já tem recurso garantido para instalação de mais 21.970 mil cisternas de placas e 14.592 mil cisternas de polietileno. Segundo o secretário já completa um total de 166.708 cisternas de placas e polietileno.

O total de cisternas cilíndricas instaladas em parceria com a Funasa é de 510, possuindo ainda recursos para a instalação de até 931 cisternas. As de enxurradas que junto possui um quintal produtivo totaliza 6.031 instaladas e com recurso para mais instalações de 8.842 cisternas.

“Lembrando que não é só a SDA que faz as instalações e produz as cisternas, nós temos também o DNOCS, Fundação Banco do Brasil, Banco do Nordeste.” Afirma o secretário. O valor total investido em parceria com MDS, que conta com a contrapartida do Estado é de R$ 180,8 milhões, sendo uma maior parte do Ministério do Desenvolvimento Social.

 

Assessoria de Imprensa da SDA

Operação prende quatro pessoas por fraude no Enem no Ceará e Paraíba

Delegada diz não haver ‘conexão’ entre prisões e suposto vazamento. PF também fez busca e apreensão no CE, PB e PI.

 

02Policial federal leva documentos apreendidos para sede em Juazeiro do Norte
(Foto: Reprodução/TV Verdes Mares)

A operação Apollo, da Polícia Federal, prendeu quatro pessoas na manhã desta sexta-feira (14) por fraude no Enem 2014. Duas prisões foram efetuadas em Juazeiro do Norte, no Cariri cearense, e duas na Paraíba. São três cearenses presos e um paraibano. Foram cumpridos ainda sete mandados de busca e apreensão em Juazeiro do Norte, quatro na Paraíba e um no Piauí.

Segundo a delegada da Polícia Federal Andréa Assunção, cerca de 40 alunos foram beneficiados com o esquema de fraude em 2013 e em 2014. Eles pagavam até R$ 30 mil para ter acesso ao gabarito da prova, mas a PF não detalhou como as respostas chegavam aos candidatos no momento da prova. Os alunos beneficiados pelo esquema fraudulento que estão em faculdade podem perder a matrícula.

Os quatro presos estão envolvidos na cooptação de canditados interessados em participar do esquema de fraude e de pessoas para fazer o teste e passar o gabarito das questões durante a prova, segundo a delegada Andréa Assunção.  Considerando dois flagrantes no sábado (8), são seis prisões relativas ao Enem 2014, dentro desta mesma investigação.

O superintendente regional da Polícia Federal, Renato Casarini; o presidente do Inep, Francisco Soares; e a delegada Andréa Karine Assunção, responsável pela segunraça do exame no Ceará, repassaram detalhes sobre a operação na manhã desta sexta, em Fortaleza. As fraudes beneficiam principalmente candidatos interessados em ingressar em medicina em universidades públicas.

Inep descarta cancelar Enem
O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), José Francisco Soares, descartou, em Fortaleza, o cancelamento do Enem 2014 por causa de fraudes e suposto vazamento. "Está completamente fora de cogitação", disse. "Não há nada que nos leve a essa direção”, afirmou.

Segundo ele, o Inep decidirá os procedimentos quanto ao suposto vazamento após o fim da investigação da Polícia Federal do Piauí. ”No nosso caso temos de esperar essa investigação para, então, procedermos a ação […]. O Enem não será cancelado. Estamos aqui diante de um fato completamente isolado que a policia está investigando […]. A isonomia será garantida a partir das informações que a polícia nos fornecer. É perfeitamente possível encontrar maneiras de restaurar uma isonomia em um evento localizado”, disse.

Vazamentos
De acordo com o delegado regional e com a delegada Andréa Karine as prisões não têm relação com o suposto vazamento do tema da redação denunciados por alunos no Piauí e Ceará nesta semana. "Não temos elementos que mostrem conexão entre os dois casos", disse.

Na quinta-feira (13), três alunos do Ceará disseram ter recebido antecipadamente o tema da redação do Enem 2014. Eles conversaram com o G1 e informaram que mensagens pelo celular com o tema "Publicidade Infantil no Brasil" foram enviadas a eles, de forma similar ao que ocorreu com  estudantes do Piauí. No Piauí, a Polícia Federal e o MPF-PI abriram inquérito para investigar o caso. No Ceará, até esta quinta não havia denúncias do gênero na Polícia Federal ou MPF.

Investigação
A investigação da Superintendência da Polícia Federal no Ceará sobre o esquema de fraude começou há 13 meses e pretende também identificar todos os beneficiados no esquema nas edições do Enem de 2013 e 2014. "Somente em 2013 foram cerca de 40 quarenta beneficiados. Estamos trabalhando na identificação dessas pessoas", disse a delegada Assunção.

A atuação da quadrilha tem como centro a região do Cariri, no sul do do Ceará, e se estende para outros estados. Segundo a Polícia Federal, o órgão responsável pela realização das provas do Enem, o Inep, "tem colaborado com as investigações desde o ano passado, fornecendo as informações necessárias à identificação dos investigados e à elucidação da fraude". Os presos foram indiciados pela prática dos crimes de fraudes em certames públicos e organização criminosa.

 

Prisões no domingo
No sábado (8), a Polícia Federal prendeu duas pessoas suspeitas de passar o gabarito do exame em mensagens no celular em Juazeiro do Norte. Elas foram autuadas pelo crime de fraude em concurso de interesse público.

Os candidatos presos se inscreveram com sabatistas, que fazem o exame em horário diferenciado. "Eles foram presos com os gabaritos das provas nos celulares. Ainda não podemos saber como eles tiveram acesso, estamos no começo da investigação", disse, neste fim de semana, a delegada da Polícia Federal Andréia Assunção, responsável pela segurança do Enem no Ceará.

Os presos foram liberados após pagamento de fiança no valor de R$ 6 mil e vão aguardar o julgamento. Se condenados, eles podem pegar pena de um a quatro anos de prisão. O crime ocorreu na noite de sábado (8) e divulgado neste domingo (9).

Vazamento na edição 2011
Em 2011, uma escola privada de Fortaleza teve acesso antecipado a 16 questões do Enem, que foram compartilhadas entre os alunos. Os candidatos que tiveram acesso prévio tiveram as questões anuladas.

Na época, o Ministério Público Federal chegou a pedir a anulação da prova, mas a Justiça não deu decisão favorável ao procurador Oscar Costa Filho.

Do G1 CE

TCU aponta irregularidades em obras no Ceará

TCE (1)

Entre as obras apontadas, pelo TCU, no Ceará, o grande destaque foi o Cinturão das Águas, com 11 irregularidades.

O Tribunal de Contas da União (TCU) encontrou irregularidades em 12 obras no Ceará. Os problemas vão de “fiscalização superficial” até superfaturamento. Os dados fazem parte do relatório de fiscalização de obras feito pela Corte, conhecido como "Fiscobrás".

Entre as obras apontadas, pelo TCU, no Ceará, o grande destaque foi oCinturão das Águas. Há foram encontradas 11 irregularidades. A obra é feita em parceria com o Ministério da Integração Nacional. Também foram apontados problemas nas obras da Linha Sul do Metrofor.
Sobre este, o Metrofor afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que “os valores dos itens apontados pelo TCU como de indícios de sobrepreço não foram pagos pelo Metrofor às empresas fornecedoras à época”. Já sobre as obras do Cinturão das Águas, ninguém da Secretaria de Recursos Hídricos do governo do Estado ou do Ministério da Integração Nacional foi encontrado para comentar o assunto.

Redação O POVO Online

Camilo Santana define equipe de transição de governo no Ceará

Camilo-Santana-2-300x199

Equipe começa atividades na próxima semana, diz governador eleito. Vice-governadora eleita do Ceará, Izolda Cela, está na equipe.

O governador eleito do Ceará, Camilo Santana, definiu nesta quinta-feira (13) a equipe de transição da administração estadual. O grupo iniciará os trabalhos na próxima semana, segundo a assessoria de Camilo.

A vice-goverdora eleita Izolda Cela, o deputado estadual Mauro Filho, o engenheiro Eudoro Santana, o chefe de gabinete Danilo Serpa e o secretário adjunto da Secretaria do Planejamento Carlos Eduardo Sobreira, além do próprio Camilo, formam a equipe.

A equipe se reuniu nesta quinta-feira pela primeira vez terá reuniões diárias com todas as áreas do executivo estadual a partir da próxima semana.

Do G1 CE

Universidade Federal do Cariri sedia encontro internacional sobre desertificação

ufcA Universidade Federal do Cariri receberá entre os dias 19 e 21 de novembro o Seminário Internacional “Convivência com o Semiárido: desafios e possibilidades no âmbito das ações para o combate à desertificação”. O seminário integra a programação do I Encontro de Intercâmbio Técnico dos Países de Língua Portuguesa no âmbito das Nações Unidas para o combate à desertificação, com atividades que ocorrem a partir deste domingo, 16, e se estendem até o dia 27, nos estados do Ceará, Pernambuco e Paraíba.

No Cariri Cearense, a programação terá início na próxima quarta-feira, 19, às 20h, com a palestra magna sobre o papel da universidade na construção de culturas, proferida pelo vice-reitor da UFCA, Ricardo Ness, no campus de Juazeiro do Norte. Na quarta-feira, 20, as palestras acontecerão no campus da UFCA em Barbalha, onde a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO Brasil), institutos e agências dos países de Língua Portuguesa debaterão sobre cooperações técnicas. Os movimentos sociais que atuam no combate à desertificação também comporão as atividades do dia, em roda de conversa. No último dia, 21, as universidades brasileiras protagonizam a programação, quando discutirão sobre o alcance das instituições no ensino e na pesquisa para convivência com o semiárido.

A primeira edição do Encontro de Intercâmbio é uma promoção do Ministério do Meio Ambiente, Comissão Nacional de Combate à Desertificação, Instituto Nacional do Semiárido, Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura, Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, UFCA, Unilab e Fundação Araripe.

cearaagora.com.br

Pesca ilegal será mapeada do espaço

 

Força conjunta entre Google, SpaceQuest e dois grupos ambientalistas resulta em ótimo serviço

fishhh

MAPA MOSTRA PESCA ILEGAL ACONTECENDO NO PLANETA (FOTO: REPRODUÇÃO)
Nova tecnologia chega para mapear – e tentar diminuir – a pesca ilegal no planeta. Se depender do inédito recurso, a atividade criminosa que acontece diariamente em escala industrial pode estar com dias contados.

A proposta dos ambientalistas é utilizar sofisticadas tecnologias para acabar com a “capa de invisibilidade” dos grandes navios pesqueiros atuantes em áreas ilegais. Segundo a FAO (Food and Agriculture Organization), mais de três quartos do estoque pescado já excede seus limites sustentáveis – dentre disso, muito desse material permanece não registrado e irregular.

Mas com a ajuda do SpaceQuest e do Google, os ativistas finalmente conseguiram os fundos financeiros para utilizar informações de satélites nessas procuras. Os dois grupos ambientalistas Oceana e Skytruth foram os primeiros a construir um sistema de vigilância global, capaz de localizar a pesca ilegal em qualquer lugar do planeta.

O protótipo chamado Global Fishing Watch foi lançado durante a conferência de IUCN World Parks, em Sidney. A ferramenta fez uso do software de mapas do Google, seguindo mais de 25 mil navios registrados como pesqueiros ou que estavam se movendo em regiões que sugeririam o mesmo.

Contudo, o teste foi realizado com informações de 2012 e 2013, mas “o plano é construir um modelo público que se aproximará em data e tempo”, conta Jackie Savitz, da Oceana. “Então você poderá notar a ação criminosa com diferença de dias ou horas, rápido suficiente para denunciar”, continua a ativista.

Com quatro satélites operando ao seu favor, o SpaceQuest continuará a rastrear transmissões de rádio que os grandes navios são obrigados a enviar. E apesar do sistema não ser considerado “perfeito”, os avanços conquistados com essa técnica são muito grandes. O filtro consegue transformar 3.7 bilhões de sinais enviados por navios em 300 milhões, chegando a um número médio de 25 mil barcos pescando em alto mar.

O próximo passo é possibilitar aos navios notificações em live stream para os satélites. “O nosso produto não está longe de ser uma plataforma pública. Tudo tem funcionado bem com a ajuda do Google”, diz Woods.

Mas por enquanto o protótipo só está trabalhando com os barcos marcados na “lista negra” dos grupos ambientais: “ Os governantes normalmente sabem dessas atividades, mas mesmo assim não fazem nada. Nós vamos usar essa ferramenta para apontar o problema e trazer a pressão pública. Quem sabe eles não decidem fazer seus trabalhos?”, completa o ativista.

http://revistagalileu.globo.com/

Quatro motivos para acompanhar o G20

g20Encontro, realizado na Austrália, tem como missão definir medidas para retomada de economias (Foto: AFP)

 

Encontro de líderes dos países mais ricos deve abordar economia global e servirá para discussões comerciais envolvendo o Brasil.

 

A presidente Dilma Rousseff participa, neste fim de semana, da cúpula do G20, grupo que reúne os países mais industrializados do mundo (19 nações mais a União Europeia), em meio a tentativas de destravar relações comerciais e retomar o crescimento econômico global.

O grupo engloba dois terços da população mundial e 85% da riqueza do planeta. Os encontros do G20 partem do princípio de que o grupo é pequeno o bastante para tomar decisões de forma relativamente rápida e grande o suficiente para que tais decisões tenham um impacto significativo – ainda que nem sempre esses acordos sejam alcançados, e muitas vezes a cúpula tenha mais promessas do que efeito prático.

Há quem diga, porém, que só o fato de tantos líderes mundiais estarem reunidos cara a cara já ajuda a avançar em itens importantes da agenda mundial.

Neste ano, em Brisbane (Austrália), estes são alguns dos temas em debate, mesmo que não colocados oficialmente em pauta.

Retomada econômica
O G20 foi elogiado, após a crise de 2008, pela implantação de medidas que ajudaram na recuperação da economia global. Mas críticos dizem que houve poucos avanços recentes, em meio à falta de consenso e de reformas para dar continuidade à recuperação.

A meta definida na reunião de ministros das Finanças do grupo, em fevereiro, é de fazer os países do G20 crescerem 2% nos próximos quatro anos.

"Para isso, tomaremos medidas concretas (…), incluindo aumentar investimentos, estimular o emprego, fortalecer o comércio e promover a competição, além de medidas macroeconômicas", diz documento de fevereiro.

A tarefa não é nada fácil: só no caso do Brasil, a previsão do FMI é de que o país cresça meros 0,3% neste ano e 1,4% em 2015. O Fundo também prevê uma recuperação lenta em alguns países europeus.

O G20 também quer colocar na mesa de discussões pontos como coordenação fiscal e a diminuição de barreiras comerciais.

Outro tema que faz parte do que o G20 chama de esforço para o fortalecimento econômico mundial é o combate à corrupção. Um problema que fez o G20 criar em 2010 uma força-tarefa especial para lidar com o assunto.

Interesses brasileiros
E é justamente com a intenção de reforçar a economia brasileira que a presidente Dilma Rousseff deve discutir comércio e negócios com presidentes como Barack Obama (EUA), Xi Jinping (China) e Vladimir Putin (Rússia). A China é o principal parceiro comercial do Brasil, à frente dos EUA, enquanto a Rússia não faz parte do grupo de 10 nações com que o Brasil mais faz negócios.

Com os EUA, a agenda é ampla: além da relação comercial com Washington, acredita-se que o encontro entre Dilma e Obama marque o início de uma reaproximação bilateral após as denúncias de espionagem americana. A conversa deve incluir segurança cibernética e pode significar a retomada de conversas em temas como eliminação dos vistos de viagens para cidadãos dos dois países e acordos de transferência de tecnologia.

Eventuais conversas com os presidentes russo e chinês devem envolver a ampliação do comércio bilateral – por exemplo, mais espaço para a carne brasileira no mercado russo.

De ebola à Ucrânia
Embora não façam parte da pauta oficial das discussões do fim de semana, três assuntos também devem disputar as atenções dos líderes do G20 em Brisbane: a epidemia do vírus ebola na África, a luta contra o grupo extremista autodenominado "Estado Islâmico", bem como a intervenção da Rússia na Ucrânia.

Na reunião dos ministros da área econômica, os países do G20 reconheceram que o ebola poderá afetar seriamente o crescimento e a estabilidade econômica nos países afetados e na África como um todo. Um recente relatório mundial estimou que o ebola pode ter um impacto econômico da ordem de US$ 30 bilhões até o final de 2015. Dados oficiais apontam que 5,1 mil pessoas já morreram da doença no oeste da África, além do registro de casos isolados do vírus em países como EUA e Espanha.

O "Estado Islâmico", cujo avanço na Síria e no Iraque desafia a campanha de bombardeios realizada pela coalizão comandada pelos EUA, também é um assunto que deverá vir à tona nos pronunciamentos.

O tema mais sensível, porém, é a Rússia: a crise na Ucrânia, país sob a esfera de influência de Moscou, deve ser discutida. O assunto pode causar uma saia-justa para a presidente Dilma Rousseff: além de o Brasil fazer parte do grupo de países emergentes Bric – do qual a Rússia faz parte -, o governo brasileiro até agora se esquivou de comentários sobre a questão ucraniana.

O governo da Ucrânia e o Ocidente acusam a Rússia de enviar soldados para combater ao lado de separatistas no leste ucraniano. O Kremlin nega as acusações. O conflito deixou ao menos 4 mil mortos nas regiões de Donetsk e Luhansk.

O Ocidente diz ainda que há fortes evidências de que o voo da Malaysia Airlines MH17, que caiu no leste da Ucrânia durante uma viagem entre Amsterdã e Kuala Lumpur (com 298 pessoas a bordo, todas mortas), teria sido derrubado por mísseis fornecidos pela Rússia a rebeldes. Moscou, por sua vez, culpa as tropas do governo ucraniano.

Clima
O jornal britânico Guardian relata que o comunicado final do G20 pode incluir um parágrafo sobre mudança climática. O tema é polêmico, já que a posição original da Austrália (anfitriã do encontro) era de que a cúpula deveria focar apenas "temas econômicos".

O que mudou o cenário foi o acordo sem precedentes, anunciado na quarta-feira, entre Barack Obama e Xi Jinping, limitando futuras emissões de gases do efeito estufa por parte de EUA e China.

O anúncio não apenas coloca o clima como um tema "quente" no G20, como pode ajudar a levar adiante as negociações para um acordo climático global.

Da BBC

Obama exorta Mianmar a proteger minoria étnica

obama-mianmarBarack Obama em Mianmar: para ele, governo legítimo se baseia “no reconhecimento de que todas as pessoas são iguais perante a lei”
Yangon – Em seus comentários mais contundentes sobre o tema até o momento, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu a Mianmar nesta sexta-feira que ponha fim à discriminação contra a etnia rohingya, exortando o governo a conceder direitos iguais à minoria muçulmana perseguida.

A maioria dos 1,1 milhão de muçulmanos rohingya não têm cidadania e vive em condições semelhantes às do regime sul-africano do apartheid no Estado de Rakhine, no oeste do país predominantemente budista. Quase 140 mil ficaram desabrigados após confrontos com os budistas da etnia rakhine em 2012.

Obama, que está em Mianmar para a cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean), afirmou que um governo legítimo se baseia “no reconhecimento de que todas as pessoas são iguais perante a lei”.

“A discriminação contra um rohingya, ou qualquer outra minoria religiosa, eu acho, não expressa o tipo de país que a Birmânia quer ser no longo prazo”, afirmou Obama em uma coletiva de imprensa com a líder pró-democracia Aung San Suu Kyi na casa da ativista, na cidade de Yangon.

Suu Kyi, que conquistou o Prêmio Nobel da Paz em 1991 por seu empenho para levar a democracia a Mianmar, também conhecida como Birmânia, tem se mostrado notavelmente em silêncio sobre o sofrimento dos rohingya.

O preconceito contra o grupo minoritário é generalizado em Mianmar e muitos se referem a eles como bengalis, termo que implica que são imigrantes ilegais de Bangladesh, apesar de viveram na região há várias gerações.

Suu Kyi exortou o povo de Mianmar a “aprende a viver em harmonia”, mas não chegou a mencionar nenhum grupo específico.

O termo rohingya é depreciativo em Mianmar, e autoridades do governo criticaram o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, por tê-lo usado em uma coletiva de imprensa na capital, Naypyitaw, na quarta-feira.

“Sempre dizemos à ONU que não aceitamos que eles usem este termo todas as vezes que têm uma chance”, declarou o vice-ministro das Relações Exteriores, Thant Kyaw, aos repórteres no dia seguinte.

Nesta sexta-feira, o jornal estatal New Light of Mianmar publicou uma carta aberta a Ban do ministro-chefe do Estado de Rakhine, Maung Maung Ohn, que expressou “profunda decepção” e disse que o uso do termo por parte da comunidade internacional “alienou a população de Rakhine”.

Phil Robertson, vice-diretor da Ásia da entidade humanitária Human Rights Watch, afirmou que tais comentários refletem “a hostilidade (do governo) em relação aos rohingya”.

Da REUTERS

ONU diz que Estado Islâmico comete crimes contra a Humanidade na Síria

is2

O grupo Estado Islâmico (EI) tem cometido crimes contra a Humanidade e crimes de guerra em grande escala nos territórios que controla na Síria, acusa a Comissão de Inquérito das Nações Unidas sobre os crimes neste país dirigida pelo brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro.

Em seu primeiro relatório detalhado sobre o grupo publicado nesta sexta-feira em Genebra, a Comissão estabelece uma longa lista de crimes, documentados por cerca de 300 depoimentos de vítimas e testemunhas, com assassinatos em massa contra grupos étnicos e religiosos, decapitações, escravidão sexual e gravidez forçada.

"O grupo armado tem uma política de sanções discriminatórias, tais como impostos ou conversões forçadas com base na identidade étnica ou religiosa de suas vítimas, destruindo locais religiosos e expulsando sistematicamente comunidades minoritárias", ressalta o relatório.

"Os ataques em larga escala e sistemáticos" contra a população civil curda e contra a minoria religiosa yazidi constituem "crimes contra a Humanidade", assim como os desaparecimentos forçados em ataques contra civis nas regiões de Aleppo e Ar Raqqah, acompanhados de crimes e torturas, acrescenta o relatório.

O grupo Estado Islâmico "decapitou, fuzilou, apedrejou homens, mulheres e crianças em lugares públicos em cidades e vilarejos no nordeste da Síria", diz ainda o relatório de 20 páginas. Os corpos das vítimas são normalmente expostos na cruz por três dias, as cabeças são cravadas em portões de parques "como um aviso ao público sobre as consequências de se recusar a submeter-se à autoridade do grupo armado."

Ex-prisioneiros relataram que o pior tratamento nos centros de detenção são reservados aos suspeitos de pertencer a outros grupos armados, aos jornalistas e àqueles que colaboraram com a imprensa estrangeira.

O relatório também destaca os abusos contra as mulheres, notando que as famílias aterrorizadas casam suas meninas menores de idade às pressas para não serem forçadas a casá-las com combatentes do grupo jihadista. Ele também caracteriza como "crime contra a Humanidade" a escravidão sexual imposta às mulheres yazidis, vendidas, estupradas e algumas engravidadas.

A Comissão, apenas destinada a investigar a situação na Síria, não analisa o que acontece em território iraquiano sob o controle do grupo armado.

A Comissão investiga a região, mas não está autorizada pelo governo sírio a visitar a Síria.

AFP

Comissão da ONU presidida por brasileiro acusa EI de crimes de guerra

onu

O grupo Estado Islâmico (EI) cometeu crimes de guerra e contra a humanidade devido ao extermínio de minorias étnicas, técnicas para aterrorizar os civis, violência sexual contra mulheres e recrutamento de crianças, acusou, hoje (14), uma comissão da Organização das Nações Unidas (ONU). Esses crimes foram denunciados pela comissão que investiga as violações dos direitos humanos no conflito armado da Síria, reunindo pela primeira vez evidências da situação dos civis nos territórios em que atua o grupo terrorista.

Trata-se de um relatório que poderia ser a origem para um eventual processo pela justiça internacional contra os responsáveis. O documento se baseia em mais de 300 entrevistas com mulheres, homens e crianças que viveram ou vivem nas áreas sob o controle do grupo extremista muçulmano Estado Islâmico. Presidida pelo brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro, a comissão destacou as atrocidades praticadas pelos jihadistas e alertou que “a sua capacidade militar aumentou”, com a mobilização mais rápida e um poder de fogo maior, que permite surpreender os seus oponentes e garantir uma superioridade.

Nas zonas que impôs a sua autoridade, as detenções arbitrárias, torturas, execuções, castigos corporais públicos – incluindo mutilações – e outros tipos de abusos são cotidianos, segundo a comissão. O Estado Islâmico promove “amputações e aplica chicotadas nas pessoas em espaços públicos. Aos homens, amputam as mãos por supostos roubos e os dedos por fumar. Os homens também podem ser submetidos a chicotadas por estarem acompanhados de uma mulher que não consideram vestida apropriadamente”, entre outras situações que dão lugar a castigos, relata o documento.

A partir das entrevistas feitas, os comissários da ONU supõem que “sempre” há cabeças e corpos exibidos em praças e outras vias públicas, como advertência para o resto da população. A comissão da ONU na Síria – que também conta com a americana Karen Abu Zayd, a suíça Carla del Ponte e o tailandês Vitit Muntarbhorn – considera que “submeter as pessoas a mutilações, desfigurá-las permanentemente ou deixá-las incapacitadas, removendo algum membro, são casos de crime de guerra”.

No caso das minorias étnicas, o Estado Islâmico tem perseguido os yazidi e os curdos, que tradicionalmente vivem no Norte da Síria, que fugiram dos ataques promovidos pelos jihadistas. “Como consequência das ações do Estado Islâmico, que vão contra as normas internacionais humanitárias e constituem crimes de guerra por deslocamento de civis, a demografia do Noroeste da Síria foi alterada”, assinalou a comissão. O Estado Islâmico proclamou um califado em junho e controla regiões do Norte do Iraque e da Síria.

justicaemfoco.com.br

Fortaleza é a cidade do país que mais contratou em outubro, diz Caged

A capital cearense contratou 3.633 novos profissionais em outubro. Nova Lima, em Minas Gerais, foi a cidade que mais demitiu.

fortaleza_-_ceara_-_brasil

Fortaleza foi a cidade que mais criou vagas em outubro (Foto: Wikipedia/Creative Commons)

Fortaleza foi a cidade brasileira que mais contratou no mês de outubro, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta sexta-feira (14) pelo Ministério do Trabalho. Os 20 municípios que mais contrataram, por sua vez, criaram 24.348 vagas no país. As capitais Fortaleza (CE), Rio de Janeiro (RJ) e Belo Horizonte (BH) foram as que mais abriram postos de trabalho em outubro.

Nova Lima (MG), Salvador (BA) e Pontal (SP) foram os municípios com mais postos que deixaram de existir. O país fechou 30.283 vagas no mês, o pior resultado para outubro desde, pelo menos, 1999.

No mês passado, as admissões somaram 1.718.373, enquanto os desligamentos ficaram em 1.748.656. Foi o pior desempenho em admissões para meses de outubro desde 1999. Em outubro de 2013, foram abertas 94.893 vagas formais, de acordo com dados oficiais.

Acumulado do ano
No ano, o saldo de vagas geradas é positivo, em 912 mil postos de trabalho com carteira assinada, mas está abaixo da meta do governo, que era de 1 milhão de novos postos. Com isso, houve uma queda de 38% frente ao mesmo período de 2013 – quando foram gerados 1,46 milhão de empregos formais.

O resultado da criação de empregos formais, no acumulado dos dez primeiros meses deste ano, também foi o pior, pelo menos, em 13 anos, ou seja, desde o início da série disponibilizada pelo governo em 2002. Também foi a primeira vez que o saldo ficou abaixo de um milhão neste período.

20 CIDADES QUE MAIS CONTRATARAM EM OUTUBRO:

Fortaleza (CE): 3.633
Rio De Janeiro (RJ): 3.022
Belo Horizonte (MG): 2.091
Uberlandia (MG): 1.421
Rio Largo: (AL): 1.288
Campo Alegre (SC): 1.265
Teotonio Vilela (AL): 1.218
Sao Paulo (SP): 1.150
Teresina (TO): 1.020
Maceió (AL): 974
Luziania (GO): 838
Itapevi (SP): 790
Pelotas (RS): 747
Barueri (SP): 746
Santa Rita (PB): 733
Osasco (SP): 697
Penedo (RJ): 692
Caucaia (CE): 691
Guarulhos (SP): 666
Angra Dos Reis (RJ): 666
20 CIDADES QUE MAIS DEMITIRAM EM OUTUBRO:

Nova Lima (MG): -5.284
Salvador (BA): -3.305
Pontal (SP): -3.212
Sao Luis (MA): -2.945
Ipojuca (PE): -2.821
Brasília (DF): -2.495
Tres Lagoas (MS): -2.085
Petrolina (PE): -1.864
Curitiba (PR): -1.784
Campos Dos Goytacazes (RJ): -1.544
Marabá (PA): -1.472
Altamira (PA): -1.310
Lauro De Freitas (BA): -1.291
Camaçari: (BA): -1.188
Santa Rita Do Passa Quatro (SP): -1.063
Cristalina (GO): -1.061
Itabirito (MG): -1.046
Vargem Grande Do Sul (SP): -1.046
Sao Bernardo Do Campo (SP): -1.045
Goiania (GO): –996

Do G1 CE

John Kerry anuncia medidas para reduzir tensões entre israelenses e palestinos

Brasília - O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, recebe o secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry

 

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, anunciou ontem (13) que foram concluídas negociações para reduzir a tensão entre israelenses e palestinos depois de conversações com dirigentes de Israel e da Jordânia.

Após encontrar-se com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e com o rei da Jordânia, Abdullah II, Kerry anunciou “compromissos firmes" para manter os direitos nos locais sagrados na região de Jerusalém Oriental.

Em entrevista, Kerry disse que não serão revelados os próximos passos, por ser “mais importante que sejam dados de uma forma tranquila e eficaz”.

As declarações de Kerry surgem depois de meses de tumultos na parte oriental de Jerusalém, que se estenderam às zonas ocupadas e às comunidades árabes de Israel nos últimos dias, o que aumentou os receios de nova revolta palestina.

justicaemfoco.com.br

Exclusivo: engenheiro denuncia a este blog como são tecnicamente fraudadas as nossas urnas eletrônicas

 

urna

(Foto: Agência Estado)

Amilcar Brunazo Filho é considerado uma das maiores autoridades mundiais em urna eletrônica. É a voz mais altissonante a denunciar que nossas urnas não são nada confiáveis. “O modelo de urna usado no Brasil é ainda de 1ª geração,  conhecida como DRE (Direct Recording Electronic voting machine), onde os votos são gravados apenas em meio digital eletrônico (e regravável) de forma que nem o eleitor pode conferir se seu voto foi gravado corretamente e nem os fiscais de partidos podem conferir se foi somado (apurado) corretamente”, disse em entrevista a este blog.

“É um absurdo votar num sistema que não lhe permite conferir para quem seu voto foi gravado”, estabelece. Todos os países que já adotaram o sistema de urna eletrônica empregado aqui no Brasil, nas últimas eleições, já o abandonaram, por seu alto grau de adulteração, explica o engenheiro Amilcar Brunazo Filho.

Confira:

Como começou seu interesse pelo assunto?

Brunazo: Sou engenheiro formado na Poli (1975), e acabei trabalhando na área de segurança de dados .

Em 1996, votei pela primeira vez numa urna eletrônica. Quando ví que o mesário digitava o número do meu título de eleitor no seu terminal que estava conectado com a urna, onde eu iria digitar o meu voto, me ocorreu a dúvida:

"Como posso saber se o programa (software) da urna não vai gravar o meu voto junto com a minha identidade?

E fiz essa pergunta ao mesário (representante oficial da autoridade eleitoral que me oferecia aquele equipamento), que me respondeu:

"Não se preocupe. Eu lhe garanto que seu voto não será identificado", bem no estilo: "La garantia soy Yo"

Logo percebi que não havia garantias concretas e, a partir daí, fui atrás se mais informação sobre o projeto e funcionamento das nossas urnas eletrônicas.

Percorri Cartórios Eleitorais e acabei indo até o TSE . Acabei descobrindo que não só o sigilo do voto, mas também a garantia da justa apuração do meu voto não tinha garantia real e também dependia exclusivamente de dar confiança pessoal aos projetistas, desenvolvedores e administradores da autoridade eleitoral.

A partir daí, iniciei meu périplo na luta por mais transparência do voto eletrônico no Brasil

Quais defeitos aponta em nossas urnas?

Brunazo : O modelo de urna usado no Brasil, é ainda de 1ª geração,  conhecida como DRE (Direct Recording Electronic voting machine) onde os votos são gravados apenas em meio digital eletrônico (e regravável) de forma que nem o eleitor pode conferir se seu voto foi gravado corretamente e nem os fiscais de partidos podem conferir se foi somado (apurado) corretamente.

É um sistema que é essencialmente dependente do software instalado no equipamento e a literatura técnica internacional toda condena esse tipo, pois é, na prática, inviável se demonstrar que um software complexo (mais de 17 milhões de linha de código) que esta gravado em cada uma das 450 mil urnas está comprovadamente livre de erro.

Tais defeitos ocorreram em que grau na ultima eleição?

Brunazo- Ocorreram sim, com certeza. O sistema não gera documentação que possa ser usada numa eventual auditoria contábil (recontagem) dos votos e assim, nem o eleitor teve como saber se seu voto foi gravado corretamente, nem os auditores podem saber se o voto que o eleitor digitou foi contado corretamente.

Em outras palavras, nem quem ganhou tem como provar que ganhou e nem quem perdeu tem como verificar que perdeu de fato. O sistema continua exatamente o mesmo de 1996, onde uma eventual garantia da sua confiabilidade é totalmente dependente da palavras dos administradores, ainda no mesmo tipo: "La garantia soy Yo"

Conhece algum caso de fraude de urna eletrônica no Brasil?

Brunazo: Muitos deles, como a fraude do mesário (que permite a inserção de voto por gente não autorizada), a clonagem de urnas (carregar urnas verdadeiras em duplicidade para inserir votos) e a modificação de votos na totalização poderiam ser detectadas por uma fiscalização eficiente dos Partidos, o que raramente ocorre. Outra modalidade de fraude, a inserção de código malicioso por gente de dentro do corpo de desenvolvedores do software, é praticamente impossível de ser detectada e impedida.

Por que os EUA não adotam nossos sistema de urnas?

Brunazo: Não só os EUA. Todos os países que se usam ou usaram urnas eletrônicas no mundo (como EUA Alemanha, Russia, Índia, Bélgica, Holanda, Argentina, Venezuela, Equador, México, etc.), fora o Brasil, já abandonaram o modelo DRE de 1ª geração, substituindo-o por outros modelos de 2ª e até de 3ª geração.

O motivo é exatamente a falta transparência no processamento do voto no modelo DRE.

Na Alemanha, esse modelo de urna foi declarado inconstitucional em 2009 porque não atende o Princípio de Publicidade, já que não permite ao eleitor comum, usando recursos próprios, conferir o destino do seu voto. Nos EUA, em 2007/9 foi emitida a norma técnica “Voluntary Voting System Guidelines” que descredencia máquina do tipo DRE.

Por que nossas urnas não emitem comprovante impresso sobre em quem votamos?

Brunazo: Porque a autoridade eleitoral brasileira, formada, em sua cúpula administrativa, por membros do STF e do STJ, tem poderes excepcionais de legislar, administrar e julgar em causa própria  e não admite adotar um sistema eleitoral eletrônico que permita à sociedade civil conferir se o resultado que eles publicam está correto.

Eles não aceitam terem seu trabalho na área eleitoral submetido a nenhum tipo de “controle externo”, que o voto impresso conferível pelo eleitor permitiria.

A autoridade eleitoral brasileira, agindo nem sempre às claras, já cuidou de derrubar duas leis (de 2002 e de 2009) que previam a adoção do voto impresso conferível pelo eleitor nas urnas eletrônicas e a migração para modelos de 2ª geração.

Enquanto o eleitor brasileiro não compreender que é um absurdo votar num sistema que não lhe permite conferir para quem seu voto foi gravado e será contado e não exigir mudanças concretas nas urnas-e brasileiras, a autoridade eleitoral brasileira vai continuar nos impondo abusivamente esse sistema sem nenhuma transparência efetiva e que já foi abandonado no resto do mundo.

Conheça o 1º Relatório CMind sobre as urnas eletrônicas brasileiras

              o 2º Relatório CMind sobre as máquinas de votar argentinas

            e o 3º Relatório CMind sobre as eleições eletrônicas no Equador – 2014

br.noticias.yahoo.com

Puxada por Petrobras, Bovespa fecha em queda nesta sexta-feira

Ações da estatal caíram com força após adiamento do balanço. Índice fechou a semana com quatro quedas e desvalorização de 2,72%.

graficodescendente

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda nesta sexta-feira (14), com investidores avaliando a decisão da Petrobras, na véspera, de adiar a divulgação do balanço da companhia referente ao terceiro trimestre, esperado para a noite desta sexta.

O Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, caiu 0,14%, a 51.772 pontos. Esta foi a quarta queda do índice na semana.

As ações preferenciais da Petrobras fecharam em queda de 2,94%, a R$ 13,20. Mais cedo, as ações passaram a cair cerca de 5%.

No mercado de câmbio, as incertezas sobre o futuro da política econômica no próximo mandato da presidente Dilma Rousseff fizeram o dólar fechar em R$ 2,60, maior patamar desde abril de 2005. Veja cotação.

Na semana, o Ibovespa perde 2,72% e, no mês de novembro, 5,23%. Em 2014, a bolsa brasileira sobe 0,51%.

Demonstrações adiadas
Na noite de quinta-feira, a Petrobras informou que não irá apresentar as demonstrações contábeis do terceiro trimestre de 2014 com o relatório de revisão dos seus auditores externos, PricewaterhouseCoopers (PwC) no prazo previsto pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Em comunicado à CVM, a estatal afirma que "não está pronta para divulgar as demonstrações contábeis referentes ao terceiro trimestre de 2014 nesta data". A empresa informou, AINDA, que estima apresentar, no dia 12 de dezembro, informações contábeis do período ainda não revisadas pelos auditores externos, "refletindo a sua situação patrimonial à luz dos fatos conhecidos até essa data".

A decisão de adiar a divulgação do balanço é motivada pelas investigações da Operação Lava Jato. Segundo a empresa, se as denúncias de desvios de Paulo Roberto Costa forem consideradas verdadeiras, "podem impactar potencialmente as demonstrações contábeis".

Também na quinta-feira, a Bovespa fechou em queda de 2,14%, a 51.846 pontos, a maior baixa diária desde o dia 29 de outubro, quando a bolsa caiu 2,45%.

Consequências
O relatório do banco UBS lembra que o adiamento da divulgação de resultado, cujo prazo regulamentar venceria nesta sexta-feira, ocorreu depois de notícias de que a auditora PriceWaterHouseCoppers questionou comunicados financeiros e controles internos de risco, após denúncias do ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa.

Para o analista Leonardo Alves, da Votorantim Corretora, o adiamento da divulgação do resultado coloca a credibilidade da companhia em xeque. "A perda de credibilidade pode ter um maior impacto nas percepções dos investidores estrangeiros (do que nos domésticos), tanto nos mercados de ações quanto nos de dívidas", afirmou à Reuters.

As consequências dos problemas da Petrobras podem ser uma mudança de rating pelas agências de classificação de risco. A Moody’s, a propósito, afirmou nesta sexta-feira que o atraso na publicação do resultado trimestral auditado não tem implicação no rating da companhia no curto prazo.

Um segundo impacto para a companhia seria uma baixa contábil em ativos fixos, uma vez que há indicações das investigações da polícia de que os investimentos podem não ter sido contabilizados corretamente, disse Alves.

"Essa baixa contábil poderia impactar materialmente nos lucros, reduzir dividendos de ações ordinárias em 2014", afirmou o analista Alves, acrescentando que a política de dividendos garante aos acionistas das preferenciais o pagamento de um dividendo mínimo.

Segundo o Credit Suisse Securities, a Petrobras ainda poderia ser impedida de acessar mercados de bônus nos Estados Unidos, onde a companhia toma emprestada a maior parte do dinheiro para suas operações.

"Estimativas indicam que a Petrobras precisaria tomar até 20 bilhões de dólares de investidores de bônus para financiar seu capex no ano que vem", afirmou o relatório do Credit Suisse.

Do G1, em São Paulo

PIB sergipano cresce quatro vezes mais que o do Brasil

Estudo do IBGE mostra que o PIB sergipano é o maior do NE

materia-2pib_secom_141114

Para o governador Jackson Barreto esse resultado é fruto de políticas integradas entre os setores públicos e privados (Foto: Secom)

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta sexta-feira, 14, a participação dos estados e setores da economia na composição do Produto Interno Bruto nacional (PIB). No estudo, Sergipe registrou o maior PIB per capita do Nordeste e um crescimento quatro vezes maior que o PIB do país. Enquanto o Brasil obteve um crescimento real de 0,9% no PIB, Sergipe alcançou 3,6%.

Para o governador Jackson Barreto esse resultado é fruto de políticas integradas entre os setores públicos e privados. “Recentemente o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada registrou que Sergipe foi o estado que mais erradicou a extrema pobreza. O Ministério do Trabalho mostra que Sergipe tem batido recordes na geração de empregos. Agora, esse indicador sobre o crescimento do PIB demonstra que o trabalho de atração de novas empresas executado pelo governo do Estado, aliado às políticas públicas na área social tem alavancado nossa economia e melhorado de maneira significativa a qualidade de vida da nossa gente”, disse o governador.
Desenvolvido em parceria com os órgãos de estatística de todas as unidades da federação, o estudo sobre a composição do Produto Interno Bruto mostrou que o PIB sergipano somou R$ 27,82 bilhões, representando 0,6% do PIB nacional. Os setores responsáveis pelos bons índices econômicos do estado foram serviços, indústria e agropecuária.
Já o cálculo de tudo o que Sergipe produziu dividido pela sua população mostra que o sergipano obteve a maior renda média do Nordeste. Com uma população de 2.110.867 habitantes, o PIB per capita do estado alcançou R$ 13.180,93, sendo superior a dos outros oito estados do Nordeste e deixando para trás estados maiores como Pernambuco (R$ 13.138,48) e Bahia (R$ 11.832,33).
O setor industrial foi o maior responsável pelo desempenho de Sergipe, com um valor corrente de R$ 7,08 bilhões e uma taxa de crescimento de 5,6%. Dentre as atividades que compõem o setor, merece destaque a construção civil, com incremento de 12,8%.
Marcel Resende, superintendente de Estudos e Pesquisa da Seplag e também coordenador do Observatório de Sergipe explicou que a construção civil foi a atividade que mais cresceu. “A construção civil foi atividade que mais se expandiu em 2012, com seu volume acrescido em 12,8%, alcançando o valor de R$ 1,720 bilhão. Sob influência de incentivos à habitação, percebeu-se um consumo maior de cimento e expansão da mão de obra, fatores que deram maior dinâmica ao setor desde 2010”, informou, Marcel, acrescentando que o estudo é referente ao PIB de 2012 porque a análise é realizada a cada dois anos.
Outra atividade que merece destaque é a indústria de transformação, com 9,5%. A atividade ‘produção e distribuição de eletricidade, gás, água, esgoto e limpeza urbana’ também apresentou crescimento, 3,1%. Apenas a indústria extrativa mineral apresentou queda (-3,4%).
Crescimento no setor de serviços
O setor de serviços somou R$ 16,41 bilhões, apresentando uma taxa de crescimento de 3,0%. Todas as atividades apresentaram avanço. A atividade de comércio, por exemplo, aumentou 6,4%, registrando um valor de R$ 2,787 bilhões. “A formalização crescente do mercado de trabalho com crescimento real da massa salarial expandiu o crédito ao consumo, sustentando o crescimento das vendas no comércio varejista”, explicou a diretora de Estudos e Pesquisa da Seplag, Michele Doria.
As atividades ‘transportes, armazenagem e correio’, ‘intermediação financeira, seguros e previdência complementar’ e ‘serviços de informação’ cresceram, 6,2%, 5,4% e 3,4%, respectivamente. A atividade com maior participação no valor adicionado, representando 27% de tudo que foi produzido no estado, foi a ‘administração, saúde e educação públicas’, que subiu 2,0%.
Atração de indústrias e redução da pobreza
Com índices crescentes de geração de emprego e renda e uma política sólida de atração de empresas, Sergipe conseguiu retirar 14.827 pessoas da extrema pobreza e aparece como estado do Nordeste com menor índice percentual de pessoas abaixo da linha da pobreza, 6,13%, conforme o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou no último dia 7.
As políticas de inclusão social se somam à gestão econômica, a qual investe na interiorização do desenvolvimento para gerar emprego e renda. Nos últimos sete anos, foram instalados103 novos estabelecimentos empresariais aqui, gerando mais de 12 mil empregos.

Este ano, foram aprovados 35 empreendimentos que, juntos, proporcionarão R$ 84,4 milhões em investimentos e aproximadamente 1.000 novos empregos. Os números mostram o dinamismo da economia do estado, que diversificou seu parque industrial, interiorizou as plantas industriais e implantou centros empresariais para fomentar o desenvolvimento regional.
O crescimento industrial de Sergipe é comprovado também pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Estudo organizado pela CNI destaca o estado como a segunda unidade da federação com maior proporção de grandes empresas industriais no Brasil, ficando atrás somente do Amazonas.
Metodologia
O Sistema de Contas Regionais do Brasil é um trabalho desenvolvido pelo IBGE em parceria com os órgãos estaduais de Estatística, as secretarias estaduais de Governo e a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa). Para estimar o PIB das Unidades da Federação em 2012, o IBGE usou como parâmetro os resultados do Sistema de Contas Nacionais Trimestrais, cujo detalhamento é menor que o Sistema de Contas Nacionais. Assim, a publicação traz informações apenas sobre as 12 atividades econômicas disponíveis no Sistema de Contas Nacionais Trimestrais e não as 17 que figuram na série 2002-2009.

Fonte: ASN

Vereadores querem reduzir 50% do empréstimo milionário que Raimundão enviou para a Câmara

 

camarajn

Na sessão desta quinta-feira (13), da Câmara Municipal, o vereador Nivaldo Cabral (DEM), líder do prefeito, e a vereadora Mara Torres, da bancada de apoio a Raimundão, surpreenderam os demais parlamentares. Os dois apresentaram emenda à mensagem enviada por Raimundão aos vereadores pedindo autorização para contratação de empréstimo, reduzindo o valor em 50%. Ou seja, de R$ 50 milhões, o empréstimo, agora seria de R$ 25 milhões.
Brincadeira ou piada? Você escolhe.
Como pode dois vereadores apresentarem uma proposta milionária sem nenhum critério técnico que a justifique. Percebe-se que o único interesse nessa caso é servir a vontade do prefeito. Mesmo reduzindo pela metade, o valor ainda é muito alto e compromete as finanças do município que vem dando sinais de retração há vários meses.
Tem mais.
Qual o critério ou estudo adotados por Nivaldo Cabral e Mara Torres para justificar que esse montante (R$ 25 milhões) seja suficiente para suprir as mesmas necessidades expostas na mensagem enviado por Raimundão à Câmara Municipal. Se o valor realmente suprir, porque Raimundão queria R$ 50 milhões?
Senhores vereadores, brincadeira tem hora. E com certeza, a Câmara Municipal não é lugar para isso. Muito menos para bajulação ou defender o que é indefensável.
Mais prudência, senhores, por favor.

Flavio Pinto News


Música de Qualidade - 24h!

300x250advert

VIDEOS EM DESTAQUE

GALERIA DE FOTOS

Previsão do Tempo


EDIÇÕES ANTERIORES

maio 2015
D S T Q Q S S
« abr    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Rede Blogs do Cariri




Clique no Logo acima e visite o site oficial da Rede.

Mural Chapada do Araripe



TV CHAPADA DO ARARIPE



A TV Chapada do Araripe é composta por uma coleção de vídeos, entrevistas e reportagens. Escolha o vídeo que deseja assistir, clicando sobre o título. Veja mais detalhes na página da TV Chapada do Araripe.

HOMENAGEM DA SEMANA


CORREINHA

O Chapada do Araripe presta homenagens a um dos maiores mestres da cultura popular que faleceu em Crato recentemente, Francisco Correia de Lima, o Correinha, artista de várias linguagens atuante no município do Crato. Mestre Correinha nasceu no município de farias Brito no dia 14 de fevereiro de 1940, mas era um amante inveterado do Crato, município ao qual costumava fazer referências em suas canções. Talvez por não ter tido seu nome incluído nas listas anuais de mestres reconhecidos pelo Governo do Estado desde 2004, mestre Correinha tenha sido sepultado em meio a homenagens comoventes de moradores do município, mas, como ressaltaram amigos e familiares, sem o devido destaque por parte do Poder Público. Situação destacada durante a sua missa de corpo presente, enriquecida pelo acordeon de Hugo Linard, com quem Correinha gravou recentemente, 15 canções que agora constituem o último registro de sua obra. Segundo o próprio Hugo Linard, as canções registradas nesse último trabalho de Correinha em estúdio são, na maioria, inéditas. ´Ele gravou também ´Belezas do Crato´, mas as outras não tinham registro´, diz, citando canções como ´Coisas do meu sertão´, ´Exaltação a Barbalha´, ´Crato de Açúcar´ e ´Meu Cariri´ e ´Balanceio´. ´Fazia tempo que a gente tava cutucando ele, dizendo que ele tinha que gravar de novo. Ele fez dois compactos e outros discos, no tempo do vinil, além de vários cordéis´. Hugo Linard chama atenção para aspectos peculiares da trajetória de Correinha. ´Ele mantinha um bar aqui no Crato e ainda trabalhava como agente carcerário. Era tão querido que os presos pediram à família por ocasião do seu velório, para deixar um pouco o corpo dele lá na cadeia, para eles o homenagearem´.
Dalwton Moura

Jornal do Vicelmo

Todos os dias na Rádio Chapada do Araripe - Internet, a partir das 07:00, ouça o Jornal do Cariri com Antonio Vicelmo. O Jornal é retransmitido da Rádio Educadora do Cariri em tempo real. Você pode ouvir o programa através da nossa imensa rede de Blogs e websites. Alguns programas antigos estão disponíveis no nosso website Jornal do Vicelmo.

AUXÍLIO À LISTA

Dicas de Filmes



Por trás de todo o grande homem se esconde um professor, e isso era certamente verdade para Bruce Lee que aclamava como seu mentor um expert em artes marciais chamado Ip Man. Um gênio do Wushu (ou a escola de artes marciais da China), Ip Man cresceu numa China recentemente despedaçada pelo ódio racial, radicalismo nacionalista e pela Guerra. Ele ressurgiu como uma Fênix das Cinzas graças à suas participações em lutas contra vários mestres Wushu e lutadores de kung-fu - finalmente treinando icones de artes marciais como Bruce Lee. Esta cinebiografia do diretor Wilson Yip mostra a história da vida de Ip.

Como Publicar seu Artigo


Agora você pode entrar em contato conosco diretamente. Se vc deseja publicar algum artigo que julgue importante para o Cariri, entre em contato conosco. Todos os artigos aprovados serão devidamente creditados aos autores. Os melhores artigos merecerão destaque, e se continuados, os escritores e cronistas poderão se tornar membros permanentes doportal Chapada do Araripe. Contatos: MSN e E-mail: blogdocrato@hotmail.com

Quem somos Nós

O Chapada do Araripe é um site sem fins lucrativos, que visa promover a imagem da região do cariri cearense na Internet. Se você deseja publicar algum artigo no portal Chapada do Araripe, entre em Contato conosco.

Direitos Autorais:

DM Studio – Comunicação & Marketing. Algumas partes do Chapada do Araripe estão sob uma “Licença Creative Commons”, e outras, de acordo com seus respectivos autores, com “Todos os Direitos Reservados” –

www.chapadadoararipe.com - 2014

Contatos: Dihelson Mendonça – MSN e E-mail: blogdocrato@hotmail.com

© 2015 Chapada do Araripe - -