Campanha atualiza vacinação de crianças com menos de 5 anos neste sábado (18)

VacinacontraapolioVacinacao_Plio_2012_2Na Campanha Nacional de Multivacinação para atualizar o esquema vacinal de todas as 14 milhões de crianças menores de 5 anos, o Ceará quer atrair para os postos de saúde 656.647 crianças de zero a 4 anos 11 meses e 29 dias, no período de 18 a 24 deste mês. Terão o cartão de vacinas avaliado e o esquema vacinal atualizado. Nos postos de saúde estarão disponíveis todas as vacinas do calendário básico de imunização da criança. Este sábado (18), das 08 horas às 17 horas, será o dia de mobilização nacional da Campanha.

Para o Dia D da campanha, além dos 2.113 postos fixos da vacinação em todo o Estado, haverá 22.000 postos volantes. Cerca de 32 mil profissionais do Estado e dos municípios estarão envolvidos na campanha, principalmente enfermeiros, técnicos de enfermagem, Agentes Comunitários de Saúde e motoristas. A multivacinação é a estratégia adotada pelo Ministério da Saúde para oferecer em um único momento à toda a população alvo várias vacinas ao mesmo tempo, a fim de ampliar a cobertura vacinal. A campanha também vai identificar as crianças de seis meses a 5 anos de idade com deficiência de vitamina A e distribuir o suplemento vitamínico para esse grupo.

Vacinação na Sesa

Um posto de vacinação funcionará na sede da Secretaria da Saúde do Estado (Avenida Almirante Barroso, 600 – Praia de Iracema), das 08 horas às 17 horas deste sábado (18). Com a meta de vacinar, de forma seletiva, todas as crianças menores de 5 anos, a campanha de multivacinação objetiva aumentar as coberturas vacinais para atingir a meta adequada, melhorar a homogeneidade das coberturas vacinais nos municípios, manter a eliminação do sarampo e da poliomielite e reduzir a incidência das doenças imunopreveníveis, conforme o calendário básico de vacinação das crianças menores de 5 anos.

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira / Marcus Sá ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220/ 8733.8213)

‘Robô-surfista’ vai ajudar a monitorar tubarões brancos no oceano Pacífico

Equipamento é movido a energia solar e propulsão das ondas. Intenção de cientistas é criar rede de informações sobre vida marítima.

 

 

Robopranchadsurf

Cientistas observam ‘robô-surfista’ em formato de prancha antes de ser lançado ao mar (Foto: Kip Evans/Universidade de Stanford/Divulgação)

Uma equipe da Universidade de Stanford desenvolveu um “robô-surfista” para ajudar a monitorar tubarões-brancos e outros animais marinhos na costa de São Francisco, na região oeste dos Estados Unidos.

O equipamento, movido a energia solar e à propulsão da energia das ondas, vai atuar integrado a outros aparelhos instalados em boias pelas águas do litoral.

A ideia é captar sinais sonoros emitidos por animais localizados a até 305 metros da costa. Os dados vão ser analisados por uma equipe da universidade em terra.

A ideia dos cientistas é criar uma rede marítima de dados, em que a movimentação de predadores e presas vai ser monitorada por uma série de “pontos de wi-fi oceânicos” atracados em boias e por outros “robôs-surfistas”.

Os robôs serão responsáveis por captar ondas de som emitidas por dispositivos presos aos corpos de vários tubarões, diz a professora da Universidade de Stanford Barbara Block.

O objetivo é usar a tecnologia para aumentar a capacidade de observar o oceano e calcular a população dos animais, melhorar as técnicas de pesca controlada e monitorar a resposta dos bichos às mudanças climáticas, de acordo com a cientista.

Block avalia que inicialmente só uma parte da costa dos EUA está sendo monitorada. Em alguns anos, a expectativa da professora é “conectar” toda a costa oeste do país, reunindo informações de animais que vão desde peixes de tamanho médio até os grandes predadores como o tubarão branco.

Robopranchadsurf2

Robô lançado no oceano Pacífico para monitorar tubarões brancos (Foto: Kip Evans/Universidade de Stanford/Divulgação)
Do Globo Natureza, em São Paulo

Livro retém memória e conta a história da dança regional

Obra literária fala a linguagem da dança regional, fazendo um resgate da história desta manifestação artística

Juazeiro do Norte. A linguagem da dança, sua evolução, história no Brasil, no Ceará, perpassa pelo Cariri. Pela primeira vez é contada a história da dança regional. O lançamento do livro “Memórias da Dança: recortes da dança”, do professor Alysson Amancio, coreógrafo e bailarino, de Juazeiro do Norte, aconteceu na noite de ontem, no Espaço de Dança Gisele Alvim.

DançacaririAlysson Amâncio traz para a literatura suas memórias e sua experiência como dançarino e coreógrafo, com novos conceitos FOTO: ALYSSON AMÂNCIO

No dia 31, será em Fortaleza, Espaço Artelaria, no Benfica. Por conta do desenvolvimento profissional dos artistas locais e profissionalização da dança, o autor defende a criação de uma Faculdade de Dança no Cariri, juntamente com diversos artistas regionais.

Segundo o autor, o livro nasce como um divisor de águas nas artes caririenses, por ser o primeiro sobre a temática. “Uma história que até então sobrevivia apenas na memória dos artistas, uma realidade delicada”, diz ele, ao acrescentar que muito até já se perdeu desses acervos particulares. No livro, ele faz um resgate, alertando para o fato de que, quando estas pessoas se fossem, a história da dança, certamente, também se extinguiria.

O movimento para a criação de um curso superior de dança no Cariri tem se fortalecido. Conforme Alysson, a dança cênica caririense assume novos posicionamentos diante do crescimento que vem obtendo nos últimos anos. Ele afirma, em seu livro, que o curso surge para atender uma série de demandas atuais. “Vivemos uma época de mudanças aceleradas, em que a cada dia surgem novas ferramentas que podem e devem contaminar as produções artísticas e formativas na dança”, defende.

Tríade

Para ele, a tríade do ensino, pesquisa e a extensão, na universidade, proporciona a produção de novos conhecimentos no pensar e fazer dança. Artistas da região são descritos em sua trajetória profissional. A homenagem é também uma forma de mostrar o potencial de cada um na construção desse novo panorama. Alysson destaca os questionamentos feitos ao longo do livro, trazendo uma visão técnica, como conhecedor não apenas de uma história, mas de quem viveu parte desse movimento.

Neste ano, foi realizada a segunda edição do II Festival Nacional de Dança do Cariri com apresentações de espetáculos de cinco Estados brasileiros e também da região. O tema do festival este ano é “Corpo, Performance e Política”. Foram mais de 200 dançarinos e coreógrafos integrados no movimento, encarando a arte da dança não apenas como um divertimento, mas de forma profissional. E o engajamento dos grupos do Cariri tem sido maior a cada ano, ao ponto de haver há quatro anos a Associação Dança Cariri (ADC), com a participação de 250 dançarinos. Alysson tem surgido nesse cenário como um dos principais incentivadores da iniciativa.

O artista se afastou por 10 anos de sua terra natal, Juazeiro do Norte, para se dedicar ao estudo em Fortaleza e no Rio de Janeiro, onde fez graduação em Dança. Ele afirma que as três cidades em que teve a oportunidade de morar marcaram a sua influência e, por isso, o lançamento do livro tem acontecido nos três locais. Em Juazeiro, o livro foi lançado em 28 de julho.

O prefácio do livro é feito pela professora doutora Isabel Marques, uma das maiores referências em Dança-Educação no País. A apresentação é do dramaturgo e jornalista Emmanuel Nogueira. Neste ano, Alysson completa quinze anos de história na dança. “Cinco anos da minha companhia e o lançamento deste livro também é uma comemoração desta luta diária, que é fazer dança na região”, afirmar isabel Marques.

Ela destaca a resistência e a ousadia do autor, além do talento do coreógrafo, que poderia ter desenvolvido o seu trabalho com sucesso em outras partes do Brasil. Conforme diz, a resposta pode ser encontrada no livro, que considera um manifesto de resistência e, ao mesmo tempo, um ato de ousadia.

Para o dramaturgo e jornalista Emmanuel Nogueira, o livro é uma voz aos que resistiram aos preconceitos social e familiar. Ele afirma que o retorno de Alysson representa a edificação de uma nova era. “Ao contar a história da dança, o autor institui uma vida de acesso à vida pública, uma identidade em movimento, que a custa de vontades pessoais tornou-se um corpo”, avalia. Para ele, o autor consegue ficar à vontade para atuar como narrador de uma história, por fazer parte dela.

FIQUE POR DENTRO

Dança Cênica surgiu a partir do preconceito

De acordo com trecho do livro, a Dança Cênica no Cariri nasce a partir de um sonho frustrado de um homem, Renato Serra. Quando jovem, sonhava em seu um bailarino profissional, mas temeroso pelos fortes preconceitos sociais que existiam sobre os homens que dançam, ele desistiu dessa profissão, porém incentivou a filha, Inês Silvia, reconhecida com a primeira professora que criou um espaço de ensino dança no Cariri e formando várias gerações de profissionais. A primeira academia de Inês foi criada em 1978, em Crato. Era uma sala pequena na Rua Irineu Pinheiro, no bairro Pimenta. Os estilos de dança ministrados era Ballet Clássico e Jazz Dance. A academia chegou a ter filiais nas cidades de Barbalha e Juazeiro do Norte,

Mais informações:

Associação Dança Cariri
Rua da Conceição, 1391 e 1307
São Miguel, Juazeiro do Norte
Telefone: (88) 9914. 2793/9981.7700

ELIZÂNGELA SANTOS
Repórter do Jornal Diário do Nordeste
Colaboradora do Blog do Crato e Portal Chapada do Araripe

Leitora do Blog do Crato solicita providências para o Centro de Convenções do Cariri – CCC

 

Centro de convenções do Cariri e outros
“Moro no Conjunto Residencial Belas Artes, em Crato-Ce, um bairro vizinho ao Centro de Convençõe do Cariri (CCC). A obra, como é de pleno conhecimento, está inacabada há muito tempo, de modo que o local se encontra escuro e em meio a um matagal, o que gera insegurança para a comunidade. 



Vi recentemente em noticiários locais e na internet que a construção será retomada e que a empresa vencedora da licitação foi a CONSTRUTORA GRANITO LTDA, sediada em Fortaleza-Ce. Considerando que o avanço e o término da referida obra trará mais tranquilidade e segurança aos moradores do bairro e adjacências, bem como valorizará a região do Cariri como um todo, gostaria de saber se o nobre responsável pelo RENOMADO BLOG poderia, na qualidade de competente e creditado jornalista que é, averiguar quando os trabalhos de reconstrução do CCC serão reiniciados ( se é que serão – é possível pois as eleições se aproximam ), já que o MEGA Centro de Eventos de Fortaleza (obra orçada em aproximdamente 470 milhões de reais) já foi recentemente inaugurado e o antigo Centro de Convenções passará,ou já está passando, por uma reforma que custará aos cofres do estado aproximadamente 8 milhões de reais. 



Para a conclusão do nosso (da região o Cariri) pequeno centro de convenções, só faltam ser investidos cerca de 4 milhões e a obra já se arrasta inacabada há mais de dois anos( uma vergonha e desespeito aos caririenses, notadamente a nós cratenses) . É bom frisar que o resultado da licitação já foi publicado desde o início deste mês no DOE e nada de vermos qualquer movimentação no local. Sabemos que há todo um trâmite para se começar uma obra pública (edital, licitação, ordem de serviço…), mas convenhamos, já esperamos tempo demais. Aguardamos também a conclusão da avenida Fábio Pinheiro Esmeraldo, ou será que já deram por terminada a obra? Segundo consta na placa que existe no local e informações veiculadas neste Blog, o valor total foi de 600 mil reais, sendo 200 da prefeitura do Crato e 400 do estado. Até agora só vimos a pavimentação em pedra tosca e os postes do canteiro central(cheio de terra). Falta o asfalto, a sinalização e outros benefícios no entorno da via. Será que já foram gastos os 600 mil com os primeiros. Em caso positivo seremos obrigados a acreditar que a referida obra foi realizada da mesma maneira que foi feita a “reforma” no famigerado “CANAL DO RIO GANGEIRO”.



SEMÁFOROS – DEMUTRAN


Outro assunto que gostaria de abordar é o seguinte: há alguns meses li uma reportagem neste blog na qual o diretor do Demutran do Crato, à época, o senhor Joatan de Sousa, informava que já se encontravam na referida repartição pública, cedidos que foram pelo Detran de Fortaleza, três semáforos, os quais seriam instalados, um na Avenida Teodorico Teles, próximo ao hospital São Raimundo; outro na rua Almirante Alexandrino e um terceiro em uma rua cujo nome não recordo, salvo engano em um bairro da parte alta da cidade( Independência). Todos são cruzamentos perigosos e que se complicam a cada dia, a exemplo do que acontecia na confluência das ruas Almirante Alexandrino e José Alves de Figueiredo( canal ), onde, só depois de várias reclamações e de matérias realistas veiculadas neste blog, resolveram colocar o bendito semáforo. Gostaria de saber do senhor Joatan ou do atual diretor do referido órgão, por que os novos semáforos ainda não foram instalados e quando, ou se não o serão.

Postei este comentário e enviei por E Mail ao Blog do Crato há algum tempo, porém não obtive resposta do nobre editor. Gostaria que mesmo não sendo publicados após análise, me seja enviada resposta sobre os temas acima.
Parabéns pelo Blog, os dois na foto são meus filhos Dudu e Bruna.

Atenciosamente, Antônia Eliene Duarte.

Crato(Ce), aos 17/08/2012




Uma resposta:



Prezada Antônia Eliane Duarte,



Sua excelente matéria e reivindicação está publicada no Blog do Crato na data de hoje ( 17/Ago ). Pedimos desculpas por não haver visto antes em nossa caixa de e-mails, mas devo informar que diariamente, no Blog do Crato, chegam muito mais de 100 e-mails, e muitas vezes eles se acumulam, sem contar ainda aqueles que caem na caixa de SPAM e ( podem até não ser spam ), mas o sistema considera e os exclui automaticamente. Peço inclusive aos outros leitores e comentaristas que insistam em nos contactar pelo e-mail blogdocrato@hotmail.com que é nosso canal de comunicação com os leitores, caso não hajam conseguido de outras formas. O antigo formulário amarelo ainda poderá ser usado, e novo sistema de comentários via Facebook pode ser usado também, embora ele ande apresentando certos problemas. De qualquer forma, estou sempre aqui pronto para atender aos anseios e reivindicações da comunidade cratense.



Dihelson Mendonça

www.blogdocrato.com

Bárbara de Alencar é homenageada em Crato

A honraria foi proposta pela Câmara Municipal do Crato, sendo votada e aprovada por unanimidade. A guerreira, nascida em Pernambuco, será representada pela primeira- dama da cidade, Mônica Araripe FOTO: ELIZÂNGELA SANTOS.

Crato. No aniversário de sua morte, Bárbara Pereira de Alencar irá receber o título de Cidadã Cratense e passará a ser reconhecida como a heroína nacional, nos termos do projeto de Lei número 522/2011, que determina a inscrição de seu nome no livro dos Heróis da Pátria.

Para celebrar o reconhecimento, hoje, na Câmara Municipal de Vereadores do Crato, haverá uma extensa programação, que terá início às 17 horas, com uma missa para relembrar os 180 anos do falecimento. Logo após será lançado um selo comemorativo da inscrição do nome dela o Livro de Heróis da Pátria. Já à noite, sua biografia, abordada na obra “Brabos Retumbantes de Uma Vida”, será lançada no Teatro Salviano Arraes Saraiva, onde também vai ser concedido a entrega do título. Bárbara será representada pela primeira-dama da cidade, Mônica Araripe.

A honraria foi proposta pela Câmara Municipal ainda em 2009, e votada e aprovada por unanimidade no mesmo ano. A guerreira nascida no Estado de Pernambuco mudou-se para o Crato na mocidade, logo após casar-se com o comerciante português José Gonçalves dos Santos, com quem teve três filhos, Tristão Gonçalves de Alencar Araripe, José Martiniano Pereira Alencar e padre Carlos José dos Santos, todos revolucionários.

Foi no solo cearense que ela planejou a instituição de um sistema republicano de governo. Em 1817, durante a Revolução Pernambucana, que visava a emancipação do Brasil em relação a Portugal, Bárbara de Alencar, Tristão Gonçalves e José Martiniano idealizaram o Decreto de Independência do Crato, que libertou a cidade da Coroa Portuguesa por sete dias.

O fato foi considerado inédito na história do País, mas as narrativas oficiais não ressaltam essa participação. Devido à sua luta política, Bárbara de Alencar projetou nacionalmente o nome do Município de Crato. Seus ideais renderam-lhe a alcunha de a primeira prisioneira política do Brasil. Mas, apesar de sua contribuição histórica, atualmente, na cidade, ela é lembrada apenas por dar nome a dois estabelecimentos comerciais e a uma rua. Além de uma placa no palco da mobilização da época, a Igreja da Sé e por uma Comenda de Destaque, oferecida pela Câmara de Vereadores. O Museu Histórico da cidade do Crato dispõe de um pequeno acervo da guerreira. Entre as peças estão um aparelho de jantar e uma foto pintada a carvão de José Martiniano. Já o prédio que foi a residência de Bárbara, hoje abriga a Secretaria da Fazendo do Estado (Sefaz).

Politização

Depois da morte de Bárbara de Alencar, o Crato tornou-se uma cidade mais politizada. Lideranças políticas como Miguel e Violeta Arraes foram influenciados pelo pensamento da revolucionária. Com o destaque da entrega do Título de Cidadã Cratense e Heroína Nacional, a história da cidade deverá ser retomada, proporcionando maior interação e, também, conhecimento para as novas gerações.

Para a historiadora Alexandra Bandeira, que está elaborando um documentário sobre a vida de Bárbara de Alencar, o título poderá representar o primeiro passo para uma mudança do compreensão dos fatos históricos. “É importante que a população conheça a conjuntura política da cidade. Só queremos que Bárbara de Alencar seja reconhecida pela mulher que ela foi”, afirma a historiadora.

Mais informações:

Câmara de Vereadores do Crato
Avenida Duque de Caxias- 714
Bairro; Centro- Crato
Telefone: (88) 3523.2749

Yaçanã Neponucena
Repórter do Jornal Diário do Nordeste

Distribuição de combustível para carreata não é compra de votos, afirma TSE

 

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral [TSE] rejeitaram, por unanimidade de votos, dois recursos especiais eleitorais.

Os doecumentos foram apresentados por Maria Jozeneide Fernandes Lima, candidata que ficou em segundo lugar no pleito municipal de 2008 na cidade de Guadalupe-PI. A interessada buscava a impugnação do mandato eletivo da chapa eleita – Wallen Rodrigues Mousinho [prefeito] e Francineth Lima da Costa [vice-prefeita]. O ministro relator do recurso, Marco Aurélio, manteve a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí [TRE-PI], segundo a qual a distribuição de combustível a cabos eleitorais para que possam participar de carreata não configura compra de votos.

“Consignou-se que, objetivando a feitura de carreata, realmente ocorrera a entrega gratuita de combustível à razão de dois litros para moto e cinco litros para carro, ou seja, ninguém teve o tanque completo. Conforme fez ver o regional, os pronunciamentos do Tribunal são no sentido de ‘em se tratando de distribuição limitada de combustíveis para viabilizar carreata descabe cogitar da figura do artigo 41-A da Lei nº 9.504/1997′. O TRE-PI apontou o gasto total como sendo de R$ 5,6 mil, contabilizado na prestação de contas entregue à Justiça Eleitoral e por esta aprovada”, enfatizou o ministro Marco Aurélio. A defesa da candidata derrotada argumentou, sem sucesso, que em uma cidade de apenas 10 mil habitantes, a diferença entre o candidato eleito e sua cliente foi de apenas 124 votos. Segundo ele, foram distribuídos 2,9 mil litros de combustível no dia 30 de setembro de 2008, com o abastecimento total de 438 veículos.

A defesa do prefeito eleito argumentou, por sua vez, que testemunhas arroladas pela própria recorrente [Maria Jozeneide] não confirmam que o combustível foi distribuído mediante pedido expresso de votos, o que afasta a tese de que teria havido captação ilícita de sufrágio. Além disso, sustentou o advogado da chapa eleita, não se pode falar em abuso de poder econômico tendo em vista que a pequena quantidade de combustível distribuída se esgotou no percurso da carreata.

* Com informações da Agência de Notícias da Justiça Eleitoral
Via Yuri Guedes

Novo presidente do Banco do Nordeste gera aprovação entre deputados

 

O nome do novo presidente do Banco do Nordeste do Brasil [BNB], Ary Joel Abreu Lanzarin, ex-diretor de micro e pequenas empresas do Banco do Brasil, recebeu a aprovação de deputados da Assembleia Legislativa.

O anúncio foi feito pelo Governo Federal e o líder interino do Governo na Assembleia [AL-CE], deputado Sérgio Aguiar [PSB], disse que a escolha foi “muito boa”. O parlamentar destacou que, apesar de Lanzarin ser de Santa Catarina, vai se envolver com as causas do Nordeste. “Ele tem uma visão técnica de desenvolvimento das micro-empresas. O Nordeste precisa desta visão e sei que será sensível às nossas causas”, ressaltou.

O presidente da Comissão de Agropecuária e vice-presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional, Recursos Hídricos Minas e Pesca, deputado Hermínio Resende [PSL], também aprovou a nomeação. “Tenho certeza que ele vai se sair bem”, disse. Segundo Hermínio, “ele saberá se envolver com as atividades do setor primário do Nordeste”. “Além do envolvimento nas atividades essenciais para o nosso crescimento, espero que Joel Lanzarin acabe com a burocracia das linhas de crédito. Muitas pessoas desistem por causa das complicações”, salientou. “Desejo que tenha sucesso e sei que ele vai suprir as expectativas boas de todos”, comemorou.

PERFIL – Ary Joel Lanzarin é catarinense de São Miguel D’Oeste. Tem MBA em formação geral para altos executivos do Banco do Brasil, pela Universidade de São Paulo [USP], e possui experiência na administração de bancos públicos, com mais de 25 anos dedicados ao Banco do Brasil. Além de diretor de micro e pequenas empresas do BB, Lanzarin também é conselheiro do Sebrae e vice-presidente da Associação Brasileira de Instituições Financeiras de Desenvolvimento. A presidência do BNB estava sendo ocupada interinamente por Paulo Ferraro, que era diretor de negócios da instituição.

Assembleia Legislativa do Estado do Ceará

Justiça condena candidato a vereador de Crateús por homicídio

 

A juíza Daniella Lima da Rocha, da comarca de Crateús (a 350 km de Fortaleza) condenou Luiz Carlos Martins Araújo (DEM), que é candidato a vereador naquele município, a 10 anos e três meses de prisão por homicídio doloso, lesão corporal grave e omissão de socorro.

Araújo bateu com seu carro em uma moto, provocando a morte de duas pessoas e ferimentos em outra. Fato inédito na comarca de Crateús, foi a primeira vez que um réu autor de atropelamento foi submetido a julgamento perante o Tribunal Popular do Júri. Luiz Carlos Martins Araújo foi denunciado pelo Ministério Público (MP). O fato aconteceu no dia 9 de abril daquele ano. O acidente matou a comerciária Maria Celma Leite Pereira Ribeiro, de 34 anos, e a adolescente Jussara Ribeiro Cipriano, de 11 anos. A colisão também provocou ferimentos graves em um bebê, que também era conduzido na motocicleta. A pena foi agravada em virtude do acusado ter fugido do local sem prestar socorro. A defesa dele, entretanto, alegou que Araújo só agiu dessa maneira porque teve medo de ser linchado. De acordo com o MP, no mesmo dia o réu havia atropelado dois ciclistas e igualmente não prestou socorro.

Prisão e indenização

Além da pena de reclusão, o réu também terá de pagar indenização de R$ 45 mil à família das vítimas do atropelamento. A promotoria argumentou que Araújo estava alcoolizado quando conduzia seu carro e bateu em uma moto que levava três pessoas.

Réu recorre em liberdade

Apesar da condenação, a juíza concedeu ao réu o direito de recorrer em liberdade por entender que ele possui bons antecedentes.

Continua candidato

A condenação em primeira instância não enquadra Araújo na lei da Ficha Limpa e ele continua candidato a vereador. Apenas se tivesse sido condenado em segunda instância, por um colegiado de juízes, Araújo seria impedido de disputar as eleições. O POVO Online tentou contato com a defesa de Luiz Carlos Araújo, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.

O Povo Online

Professores da UnB encerram greve; aulas voltam na próxima segunda-feira

 

Brasília – Os professores da Universidade de Brasília (UnB) decidiram hoje (17), em assembleia, encerrar a greve da categoria que teve início em maio. De acordo com a Associação dos Docentes da Universidade de Brasília (Adunb), as aulas serão retomadas na segunda-feira (20). O placar da assembleia foi 130 votos a favor do fim da paralisação e 115 contra.

Ontem (16), parte dos professores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) também decidiu pelo fim da greve. Também já decidiram retomar as atividades os docentes das Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), do Rio Grande do Sul (UFRGS) e do Instituto Federal de Educação Profissional e Tecnológica do Paraná (IFPR). No campus de Guarulhos da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), os docentes também decidiram ontem (16) pelo fim da greve.

A última proposta apresentada pelo governo prevê reajustes que variam entre 25% e 40% para todos os docentes, aplicados de forma parcelada até 2015. A Federação de Sindicatos de Professores de Instituições Federais de Ensino Superior (Proifes), uma das entidades que representam os docentes das universidades federais, aceitou o acordo com o governo.

Entretanto, a maior delas, o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN), entregou carta ontem à presidenta Dilma Rousseff pedindo a reabertura das negociações. De acordo com o Andes, o reajuste proposto atinge a categoria de forma desigual, causando distorções na carreira.

Em nota, o Ministério da Educação (MEC) reafirmou que as negociações com os sindicatos dos docentes estão encerradas e que não há hipótese de rever o critério da titulação na progressão – professores doutores e com dedicação exclusiva tiveram o maior reajuste. “As tabelas apresentadas pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão deixam claro que o governo federal buscou, principalmente, valorizar a titulação e a dedicação exclusiva”, diz o MEC.

Amanda Cieglinski
Repórter da Agência Brasil
Edição: Lana Cristina//Matéria alterada às 18h10 para correção de informação. Parte dos professores da UFSC decidiu ontem encerrar a greve, e não hoje, como foi publicado.

O Título de Cidadã Cratense a Bárbara de Alencar – Por: Alessandra Bandeira

Em 2007 comecei uma profunda pesquisa sobre a vida de D. Bárbara de Alencar e sua família, quando descobri fatos que nao constavam nos livros, como por exemplo, a vida da sua filha, por nome Joaquina, figura também importante na revolução de 1817. Até então, todos os livros já publicados só davam destaque a seus dois filhos homens e a Bárbara.  Em 2009, cheguei à conclusão que para podermos falar mais sobre Bárbara de Alencar, era preciso primeiro reconhece-lá como cidadã cratense, e que após desse reconhecimento, poderíamos reabilitar sua história, que é  desconhecida por muitos, e vista sob uma ótica positivista, não se trata em construir uma imagem de heroína, mas sim dar-lhe destaque como a primeira mulher revolucionaria, a primeira presa política, e sobre a  própria participação da mulher na política, que ainda hoje é pequena, embora as poucas que chegam ao poder são merecedoras de nossa admiração.
Foi uma longa jornada até chegarmos a este título, pois havia alguns vereadores sequer sabiam quem era  D. Bárbara e qual a sua importância na história, além de desconhecerem a concessão de títulos para pessoas já falecidas. Obviamente, como nao sou legisladora, tive que entregar o projeto a um vereador que acreditasse e conhecesse a importância de D. Bárbara e entendesse que esse era o primeiro passo para sua reentrada nos livros de história, e apenas o então presidente da câmara, na época Guer, acreditou e acolheu o projeto, e junto com o então presidente da fundação cultural J. de Figueiredo Filho, George Macario, esse processo aconteceu, já que minha preocupação maior fosse que usassem essa ação de forma eleitoreira ou pessoal já que muitos usam seu nome, mas nunca fizeram nada para que Bárbara tivesse seu reconhecimento e que garantisse a população o acesso a esse título; Nada mais justo do que ele ficar no museu histórico, junto com os pertences dessa grande mulher.
O caminho nao foi fácil, mas me sinto feliz e honrada, pois assim como Bárbara, nao sou cratense de nascimento, mas sim de coração e ver esse título entregue nesse sábado é ter a certeza de que de alguma forma, hoje Bárbara de Alencar obtém o justo reconhecimento da sua importância histórica . Demorou séculos para que esta heroína viesse a receber este reconhecimento, e hoje mais do que nunca tenho a certeza de ter feito minha parte como historiadora.
Por isso convido a todos e todas cratenses a se fazerem presentes neste sábado dia 18 de agosto, data comemorativa de Bárbara de Alencar, a se fazerem presentes às 19h no Teatro Salviano Arrais Saraiva, e juntos possamos abrilhantar mais essa noite em que o Crato reconhece a contribuição dessa grande mulher na história Cratense , Nordestina, Brasileira e Mundial.
Por: Alessandra Bandeira
Historiadora – Autora do projeto de cidadania cratense a Bárbara de Alencar 

Mensagem para você refletir – Por Maria Otilia

 

Hoje, no final da tarde, mais um jovem morre vítima da violencia humana.Violência esta que já se torna quase que rotina.É cruel, é desumano, é pavoroso acreditar em crime político.Tomara que não.Pois a nossa cidade realmente não combina com esta atitude bárbara de um louco que sai atirando e tirando a vida de um jovem.
Para você refletir, neste final de semana, posto um belo texto de Thiago de Melo, que fala do valor incalculável da vida.Que fala de respeito, de direitos, de sabedoria, de convivência harmoniosa.
 Faça uma boa leitura.
  
Os Estatutos do Homem 
 (Ato Instituicional Permanente)
A Carlos Heitor Cony

Artigo I
Fica decretado que agora vale a verdade.
agora vale a vida,
e de mãos dadas,
marcharemos todos pela vida verdadeira.

Artigo II
Fica decretado que todos os dias da semana,
inclusive as terças-feiras mais cinzentas,
têm direito a converter-se em manhãs de domingo.

Artigo III
Fica decretado que, a partir deste instante,
haverá girassóis em todas as janelas,
que os girassóis terão direito
a abrir-se dentro da sombra;
e que as janelas devem permanecer, o dia inteiro,
abertas para o verde onde cresce a esperança.

Artigo IV
Fica decretado que o homem
não precisará nunca mais
duvidar do homem.
Que o homem confiará no homem
como a palmeira confia no vento,
como o vento confia no ar,
como o ar confia no campo azul do céu.

Parágrafo único:
O homem, confiará no homem
como um menino confia em outro menino.

Artigo V
Fica decretado que os homens
estão livres do jugo da mentira.
Nunca mais será preciso usar
a couraça do silêncio
nem a armadura de palavras.
O homem se sentará à mesa
com seu olhar limpo
porque a verdade passará a ser servida
antes da sobremesa.

Artigo VI
Fica estabelecida, durante dez séculos,
a prática sonhada pelo profeta Isaías,
e o lobo e o cordeiro pastarão juntos
e a comida de ambos terá o mesmo gosto de aurora.

Artigo VII
Por decreto irrevogável fica estabelecido
o reinado permanente da justiça e da claridade,
e a alegria será uma bandeira generosa
para sempre desfraldada na alma do povo.

Artigo VIII
Fica decretado que a maior dor
sempre foi e será sempre
não poder dar-se amor a quem se ama
e saber que é a água
que dá à planta o milagre da flor.

Artigo IX
Fica permitido que o pão de cada dia
tenha no homem o sinal de seu suor.
Mas que sobretudo tenha
sempre o quente sabor da ternura.

Artigo X
Fica permitido a qualquer pessoa,
qualquer hora da vida,
uso do traje branco.

Artigo XI
Fica decretado, por definição,
que o homem é um animal que ama
e que por isso é belo,
muito mais belo que a estrela da manhã.

Artigo XII
Decreta-se que nada será obrigado
nem proibido,
tudo será permitido,
inclusive brincar com os rinocerontes
e caminhar pelas tardes
com uma imensa begônia na lapela.

Parágrafo único:
Só uma coisa fica proibida:
amar sem amor.

Artigo XIII
Fica decretado que o dinheiro
não poderá nunca mais comprar
o sol das manhãs vindouras.
Expulso do grande baú do medo,
o dinheiro se transformará em uma espada fraternal
para defender o direito de cantar
e a festa do dia que chegou.

Artigo Final.
Fica proibido o uso da palavra liberdade,
a qual será suprimida dos dicionários
e do pântano enganoso das bocas.
A partir deste instante
a liberdade será algo vivo e transparente
como um fogo ou um rio,
e a sua morada será sempre
o coração do homem.

Santiago do Chile, abril de 1964. Thiago de Mello

TRAGÉDIA EM CRATO – Rapaz é assassinado à queima-roupa durante caminhada do candidato Cícero França

 

Publicada ontem ( 17 ) às 18:34

Militante da Coligação União pelo Crato é assassinado durante caminhada

Mais um ato de violência contra a militância do candidato Dr. Cícero França (PV) da Coligação União pelo Crato. Atirador disparou covardemente à queima roupa em um eleitor e colaborador da campanha, durante ato político no Alto do Seminário.

Crato – O incidente aconteceu agora a pouco, por volta das 17 horas e 30 minutos, durante caminhada pelas ruas do bairro Seminário – o maior contingente eleitoral do Crato. O militante encontrava-se em uma rua paralela à manifestação, distribuindo santinhos quando foi atingido por três tiros à queima roupa. Ao ouvir os disparos os populares correram para socorrer a vítima que acabou falecendo no momento do crime. Imediatamente a polícia foi acionada para apurar os fatos. Os candidatos a prefeito Dr. Cicero França e o vice George Macário estavam próximos ao local, mas não sofreram nada e passam bem. Dr. Cícero cancelou a agenda do dia e se dirigiu à delegacia onde presta depoimento e toma providências legais para que a polícia investigue o ocorrido. O clima de tensão e nervosismo tomou conta dos participantes da caminhada que acabaram retornando abalados para suas casas. A tia da vítima esteve no local do assassinato e cobrou justiça pela morte do sobrinho.

Washington Nogueira  — com Davi F. Araripe Cariri em Crato.

Juazeiro do Norte-CE: Sistema de Monitoramento começa a funcionar

Com esses equipamentos, são possíveis a identificação de uma moeda em uma determinada rua do centro, o flagrante de crianças utilizando cola de sapateiro no sinal e as infrações que muitos motoristas da região estão acostumados a cometer, sem um agente do Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) por perto.

Todas essas situações, em detalhes, agora são captadas pelas lentes especiais das “speed dome”, com alcance de até 800 metros. A meta com o novo sistema é reduzir a criminalidade em Juazeiro em até 80%, no Centro da cidade, no primeiro mês de funcionamento do sistema.

A câmera instalada entre a Avenida Castelo Branco e a Rua Padre Cícero, por exemplo, registra imagens de dentro do Ginásio Poliesportivo. Os agentes da Guarda Municipal e Demutran acompanham os primeiros recursos disponibilizados com o sistema de segurança por meio do “vigimonitoramento”. Até o momento, três das dez câmeras foram ligadas. São as que ficam localizadas entre as Ruas São Pedro e Leão XIII; São Pedro e Carlos Gomes e a da Avenida Castelo Branco e Rua Padre Cícero. Hoje, deverá entrar mais uma delas em funcionamento, na Rua São Francisco.

As câmeras terão funcionamento 24 horas, incluindo a entrada e saída da cidade, onde estão instalados os equipamentos voltados para a leitura automática de placas dos veículos que entram e saem da cidade de Crato para Juazeiro do Norte. A perspectiva é que sejam instaladas câmeras nas saída para s Municípios de Barbalha e Caririaçu. Outros bairros movimentados também poderão receber o sistema de vigilância eletrônico, a exemplo dos Franciscanos e Pirajá, onde funciona um polo comercial do Município.

O sistema em fase de teste ainda não tem data para o lançamento. Além de combater a criminalidade, o projeto prevê uma redução significativa das infrações de trânsito. Equipes da segurança estarão disponíveis, na sala de monitoramento, para averiguar os diversos problemas identificados na cidade e acionar a segurança. Para isso, a proposta do serviço será atuar de forma integrada, com as polícias militar, civil e até federal, além do Corpo de Bombeiros, a Guarda Municipal e o Demutran.

Revezamento

As equipes treinadas se revezam na realização da vigilância. Estão disponíveis cinco monitores, dois pequenos e outros três em telas de 42 polegadas, para dar visibilidade de vários ângulos dos locais. A previsão era de que o serviço fosse iniciado no início de agosto, mas a equipe técnica, que veio de Fortaleza, para ligar e configurar os equipamentos, só chegou na semana passada.

O aumento dos assaltos registrados nos estabelecimentos comerciais de Juazeiro do Norte, além das “saidinhas” bancárias motivou várias reuniões na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), com responsáveis pela segurança, no intuito de atuar com o sistema de “vigimonitoramento” na cidade.

FIQUE POR DENTRO

Cariri investe em vigilância monitorada

O Cariri tem investido nesse tipo de vigilância monitorada por câmaras. Em Aurora, Altaneira, Assaré, Brejo Santo, Farias Brito esses sistemas já estão em funcionamento. Em Juazeiro, as câmeras são especiais, denominadas “speed dome”. São as giratórias, com alcance de até 800 metros e que perfazem um giro de 360 graus, específicas para o monitoramento feito em ruas. As câmeras fixas estarão voltadas exclusivamente para a leitura automática de placas de veículos que entram e saem de Juazeiro em direção ao Crato.

Mais informações:

Secretaria de Segurança Pública e Cidadania
Rua Beata Maria de Araújo, S/N – Romeirão – Juazeiro do Norte
Telefone: (88) 3571.5909

Diário do Nordeste

Confronto de polícia e mineiros na África do Sul mata 36, diz sindicato

Governo fala em mais de 30 mortos em mina de platina no noroeste. Confronto ocorreu após uma semana de greve.

Pelo menos 36 pessoas morreram na quinta-feira depois que a polícia da África do Sul abriu fogo contra mineiros em greve na mina de platina Marikana, no noroeste da África do Sul, afirmou nesta sexta-feira (17) o secretário-geral do influente sindicato de mineiros NUM.

“O número que temos de ontem (quinta-feira) é de 36 mortos”, disse o líder sindical Frans Baleni a uma rádio local. Pouco antes, o ministro da Polícia, Nathi Mthethwa, havia admitido que havia “mais de 30 mortos” e muitos feridos.

Mthethwa disse à “Talk Radio 702″ que também há muitos feridos na mina, a 100 quilômetros de Johanesburgo, onde os agentes abriram fogo contra mineiros armados com machetes e paus.

O número de mortos não é definitivo e pode aumentar, segundo a imprensa local.

“A polícia fez tudo o que pôde, mas os mineiros disseram que não deixariam o local e que estavam dispostos a lutar”, comentou o ministro sobre um incidente que causou comoção na África do Sul e evocou a violência do “apartheid”.

Mineiros-620

Policiais abriram fogo contra mineiros na África do Sul. (Foto: AP Photo)

Em comunicado oficial, o presidente sul-africano, Jacob Zuma, se disse “comovido e consternado por esta violência sem sentido”.

“Acreditamos que há espaço suficiente em nossa ordem democrática para resolver qualquer disputa mediante o diálogo, sem violência e sem descumprir a lei”, acrescentou Zuma.

Os distúrbios na mina começaram na sexta passada e, antes da tragédia desta quinta, já haviam morrido dez pessoas em incidentes violentos entre os próprios manifestantes e em confrontos dos mineiros com as forças de segurança.

O conflito começou pela disputa entre dois sindicatos rivais, a majoritária Associação de Trabalhadores da Mineração e Construção (AMCU) e a União Nacional de Mineiros (NUM), iniciada há uma semana, logo após a declaração de uma greve.

A polícia providenciou desde então um amplo dispositivo para conter os manifestantes, que a imprensa sul-africana calculou em cerca de três mil pessoas.

Do G1, com agências internacionais

Empresários calçadistas se reúnem em Juazeiro

Segmento mantém mais de 60 mil pontos comerciais espalhados no País, o que motiva debates de novos rumos

Juazeiro do Norte.
Como um dos principais polos calçadistas do Brasil, Juazeiro do Norte sedia Fórum de Lojistas para debater as principais tendências do setor, abordando “Produção e Vendas Sustentáveis – Workshop aproximação com o varejo”. O evento teve a participação do presidente da Associação Brasileira de Artefatos e Calçados (Ablac), Carlos Mamuro Ajita. Empresários do setor estiveram reunidos para tirar dúvidas e participar do fórum em formato de talk show. A adequação às novas tendências do mercado e a relação entre lojistas e fabricantes foi um dos pontos debatidos durante o evento.

Calcados2Os empresários têm preocupação em acertar na composição do lançamento de modelos em relação às estações, custos e benefícios FOTO: ELIZÂNGELA SANTOS

As próximas cidades a participarem do fórum são Campina Grande, na Paraíba, e Franca, em São Paulo. Juazeiro do Norte está entre as cinco cidades do Brasil consideradas polo na produção de calçados. Segundo o presidente do Sindicato das Indústrias de Calçados e Vestuários do Ceará (Sindindústria), Antônio Barbosa Mendonça. O debate teve a parceria com as duas entidades e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

De acordo com Jussara Vieira, responsável pelo evento, o fórum vem atender a uma importante ação, que é a de estreitar o relacionamento entre lojistas e fabricantes do polo industrial de Juazeiro do Norte, com o objetivo de fomentar as negociações. Segundo ele, a medida integra o Sindindústria, no intuito de pontuar estratégias de aprimoramento no trabalho com as empresas do setor, para o mercado competitivo.

O empresário do setor calçadista e presidente da Ablac, Carlos Mamuro, destacou a importância do evento como forma de ampliar o debate relacionado ao andamento do setor no Brasil. São mais de 60 mil pontos comerciais no Brasil. Ele ressaltou a importância da produtividade do calçado, aliada à sustentabilidade, com aproveitamento dos resíduos do couro e o próprio material utilizado na confecção do calçado.

Preocupação

“É importante pensarmos também no calçado após ele ser utilizado, no aspecto de ter absorção total do material pela natureza”, avalia. Essa, diz ele, é uma preocupação em nível mundial na fabricação de calçados. O presidente da Ablac aborda outra grande preocupação dos fabricantes, relacionada às pessoas obesas e diabéticas. “O calçado tem uma influência muito grande para esse público, que hoje representa 25% da população mundial”, salienta. São fatores que elevam, segundo Mamuro, a convivência entre a natureza e o homem.

Segundo Mendonça, atualmente o Cariri está com 250 indústrias de grande, pequeno e médio porte, com 16 mil empregos diretos. Ano passado, conforme o presidente do Sindindustria, foram fabricados 96 milhões de pares no ano passado, o que representou R$ 576 milhões de sapatos vendidos da região do Cariri para o Brasil, incluindo as exportações. Ele afirma que a indústria do Cariri tem feito grandes investimentos em tecnologia para a produção de sapatos de qualidade, e isso tem feito um diferencial no mercado com o destaque do Cariri como polo produtor. “Temos um potencial muito grande, com indústrias equipadas para atender o mercado nacional e internacional”, diz ele. Para Jussara, a escolha de Juazeiro do Norte, para sediar o evento, é justificada pelo seu potencial. Ela afirma que o mercado, na verdade, quer conhecer melhor esse importante polo que não para de crescer. Antônio Mendonça afirma que o evento vem trabalhado desde 2009, provocando o encontro de lojistas e fabricantes. “Às vezes, falamos tanto de exportação e esquecemos de um potencial tão grande, que é o mercado brasileiro”, diz.

Para a coordenadora estadual da carteira de projetos de moda do Sebrae, Diva Mercedes, o evento é uma forma de aproximar a indústria do comércio local e isso representa uma grande iniciativa. “É importante que o lojista perceba o que está acontecendo no mundo e o que o mercado está querendo comprar”, diz ela. Conforme a coordenadora, é importante perceber de que forma se estabelece essas parcerias. A Ablac representa 60 mil pontos de venda em todo o País.

ELIZÂNGELA SANTOS
Repórter do Jornal Diário do Nordeste
Colaboradora do Blog do Crato e Portal Chapada do Araripe

Estado do Ceará é condenado a pagar cerca de R$ 300 mil pela morte de três detentos em cadeia

 

A 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará [TJ-CE] manteve a sentença que condenou o Estado do Ceará a pagar indenização de R$ 299.942,40 aos familiares de três detentos mortos durante rebelião na cadeia de Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza.

A decisão, proferida na terça-feira [14], teve como relatora a desembargadora Maria Iraneide Moura Silva.

HISTÓRICO – Segundo os autos, no dia 18 de maio de 2004, presos começaram a discutir nas dependências do estabelecimento prisional, provocando rebelião de grandes proporções com queima de colchões. Os detentos G.R.S.M. e C.L.S. morreram no local, enquanto R.F.L. faleceu no hospital devido aos ferimentos. Certidões de óbito e laudos cadavéricos juntados ao processo atestaram que eles faleceram em decorrência de “asfixia mecânica por fuligem na árvore tráqueo-brônquica”, “asfixia mecânica por fuligem” e “desequilíbrio hidroelétrico consequente a queimaduras de 2º grau”. Por esse motivo, familiares dos falecidos ajuizaram ação contra o Estado requerendo indenização por danos morais e materiais. Alegaram que as mortes ocorreram porque os agentes prisionais foram negligentes e não tomaram as providências necessárias para controlar a rebelião.

Na contestação, o ente público defendeu não ter responsabilidade sobre o ocorrido, já que a morte dos presos foi consequência do fogo ateado nos colchões pelo prisoneiro “Bilú”. Por conta disso, solicitou a improcedência da ação. Em 16 de janeiro de 2009, a então juíza auxiliar da 6ª Vara da Fazenda Pública de Fortaleza, Nádia Maria Frota Pereira, condenou o Estado a pagar, a cada um dos familiares, R$ 30 mil por indenização moral. Também determinou o pagamento de danos materiais de R$ 64.447,80, R$ 82.983,00 e R$ 62.511,60, respectivamente, pelas mortes de G.R.S.M., C.L.S. e R.F.L. O critério utilizado para fixar a reparação material foi o salário mínimo da época, que era de R$ 415,00, bem como a idade dos falecidos, até a data em que eles completariam 65 anos.

“O simples fato de ter sido o fogo provocado por outro detento, não ilide a responsabilidade estatal, visto que o fato ensejador da responsabilidade é a omissão do ente público em evitar o evento potencialmente danoso, o que efetivamente não o fez, infringindo seu dever de custódia dos detentos”, explicou a magistrada.

APELAÇÃO – Objetivando modificar a decisão, o Estado do Ceará interpôs apelação [0072924-91.2005.8.06.0001] no TJ-CE. Sustentou os mesmos argumentos apresentados na contestação. Ao relatar o processo, a desembargadora Maria Iraneide Moura Silva destacou que a “administração pública não agiu de maneira eficiente, configurando omissão do serviço carcerário quanto à vigilância adequada e quanto à prevenção, porquanto executou com desídia a revista dos apenados, configurando a responsabilidade do ente público, sendo devida a indenização pleiteada pelos familiares das vítimas”.

A desembargadora ressaltou ainda que “morte de preso, dentro da cela de cadeia pública, sob a custódia do Estado, ainda que inexista culpa dos agentes públicos, a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça e do Supremo Tribunal Federal é no sentido de que a responsabilidade civil do ente público é objetiva”. Com esse entendimento, a 8ª Câmara Cível negou provimento ao recurso e manteve inalterada a sentença de 1º Grau.

* Com informações do TJ-CE
Via Yuri Guedes – Colaborador

Combate à seca – Liberação de recursos está atrasada no CE

Seca23No Interior do Ceará, os produtores rurais que sofrem com a seca, a falta de grãos e de água para alimentar e dar de beber aos animais, estão descontentes com o atraso na liberação de recursos financeiros especiais anunciados pelo Governo Federal. As propostas se acumulam nas agências do Banco do Nordeste, instituição responsável pela aprovação e liberação dos recursos dos financiamentos.

A região Nordeste enfrenta uma das piores secas dos últimos anos. Em decorrência da gravidade da estiagem, o Governo Federal anunciou a liberação de financiamentos especiais para os atingidos pelo fenômeno climático. Foram definidas duas linhas de crédito. O Pronaf Semiárido Seca 2012 que tem limite máximo de R$ 10 mil e o FNE Rural Seca 2012 que opera com até R$ 100 mil. O anúncio do Governo mostrava que o crédito seria de fácil acesso, rápido e desburocratizado. Resultado: os produtores rurais procuraram as secretarias de Agricultura, os escritórios da Ematerce e da Agência de Defesa Agropecuária (Adagri), nos Municípios, para o credenciamento, elaboração de projetos e encaminhamento ao banco. A demanda cresceu consideravelmente e faltou estrutura de atendimento nas agências do BNB.

Insatisfação

Nas últimas semanas, aumentou a insatisfação dos secretários de Agricultura dos Municípios, técnicos dos escritórios da Ematerce e produtores rurais. “A situação chegou a um ponto crítico”, disse o secretário de Agricultura de Iguatu, Valdeci Ferreira. “As insatisfações são generalizadas e quase nada foi liberado até agora”, afirmou. Ferreira fez questão de destacar que os funcionários da agência regional do BNB em Iguatu são atenciosos, mas insuficientes para atender a demanda elevada de propostas de crédito. “Há boa vontade, mas não há pessoal suficiente”, disse. “A direção do banco precisa enviar mais técnicos para o Interior”.

O secretário de Agricultura de Icó, Mailton Bezerra, disse que o anúncio do Governo criou uma expectativa entre os produtores que não está se concretizando. “É um absurdo a situação atual, pois fizemos várias propostas e nenhuma sequer ainda foi cadastrada”, disse. “Aqui todos estão insatisfeitos e as reclamações dos agricultores são diárias”. O gerente local do escritório da Ematerce em Icó, Francisco Alencar, avalia que a burocracia trouxe dificuldades para os produtores e para o banco. “As exigências são muitas e com a falta de funcionários a situação virou um caos”, disse. “Suspendemos o envio de novas propostas porque as 100 que já foram encaminhadas ainda não foram cadastradas e nem analisadas”.

O agrônomo do escritório da Ematerce em Iguatu, Jaime Uchoa, reafirma o clima de insatisfação e disse que também suspendeu o envio de propostas ao banco. “Não adianta porque as que estão lá não são analisadas”. Uchoa reclamou do excesso de burocracia. “O banco devolve por falta de um ponto, uma coisa mínima, e a gente tem de refazer quatro vezes um projeto”. Na manhã de anteontem, no escritório da Ematerce em Iguatu, três produtores reclamaram da demora na liberação dos financiamentos. Até os projetistas particulares suspenderam o serviço em decorrência do atraso. “Procurei um técnico e ele disse que não recebia mais porque no banco está tudo parado”, contou um produtor rural do Sítio Umarizinho, em Quixelô, que pediu para não ser identificado. Os produtores querem recursos para construção de poços, de pequenas barragens, canais de irrigação e cultivo de capineira. “Já gastei mais de R$ 300,00 e ainda não consegui dar entrada na proposta”, disse outro produtor, que também pediu para não ser identificado.

Acúmulo

O superintendente estadual do Banco do Nordeste (BNB), Rivônio Morais, disse que a demanda extra provocou acúmulo de serviço. “Há um esforço de nossa parte para atendermos os produtores e para isso estamos realizando mutirões de fim de semana nas agências do Interior. Já atendemos com equipe de reforço nas cidades de Crato, Boa Viagem e Quixeramobim e no próximo fim de semana possivelmente vamos para Iguatu”. Rivônio Morais disse que o Ceará é um dos Estados que mais liberaram crédito especial da estiagem no Nordeste. Ele frisou que apesar do encaminhamento de centenas de propostas, a agência de Iguatu já alcançou neste mês de agosto 90% da meta estabelecida para este ano do Pronaf. Este já liberou 100 operações, que totalizam R$ 1,182 milhão de financiamento para o programa da seca e há 350 propostas para serem analisadas em Iguatu. No Ceará, já foram disponibilizados R$ 25 milhões.

Mais informações:

Superintendência Estadual do BNB
Telefone: (85) 3457. 6200
Escritório da Ematerce em Iguatu
Telefone: (88) 3581. 9478

HONÓRIO BARBOSA
Repórter do Jornal Diário do Nordeste

SESC Convida: Circuito SESC de Incetivo a Leitura‏

 

Incêndios na Chapada do Araripe

As fotos foram publicadas no Facebook, no perfil do Sr. Lucieldo Moreira, e mostram cenas que os Cratenses já estão habituados nesta época do ano, de muita escassez de chuvas. As fotos são de ontem ( 16 ), próximo ao Clube Recreativo Grangeiro. Os bombeiros se dirigiram aos focos imediatamente. É bom ressaltar que 2012 e 2011 são dois anos consecutivos de sêca na região. Segundo especialistas, 2012 será um dos anos mais quentes de toda a  história.

Fotos: Lucieldo Moreira

MENSALÃO – Relator pede a condenação de Marcos Valério e João Paulo Cunha

 

O relator da ação penal do chamado mensalão, ministro Joaquim Barbosa, pediu nesta quinta-feira a condenação do publicitário Marcos Valério por corrupção ativa e peculato e do deputado João Paulo Cunha (PT-SP) pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato.

Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados, foi acusado na denúncia do Ministério Público Federal (MPF) de ter recebido 50 mil reais da empresa SMP&B, de Valério, para beneficiar a agência. Candidato à Prefeitura de Osasco (SP), João Paulo Cunha teria optado por receber o dinheiro em espécie para não ter o registro do valor recebido, segundo a acusação. Ele também foi acusado de ter desviado para próprio proveito 252 mil reais de contrato da SMP&B com a Câmara dos Deputados, quando era presidente. Teria ainda permitido subcontratações no contrato da agência para permitir a participação de empresa do jornalista Luiz Carlos Pinto, que atuaria como assessor do deputado.

A SMP&B teria terceirizado 99,9 por cento do contrato com a Câmara, segundo a denúncia.

“Condeno o réu João Paulo Cunha pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro… (e) por dois crimes de peculato, porque, mediante autorizações de subcontratações e pagamentos de honorários à agência SMP&B, desviou recursos públicos de que tinha posse em razão do cargo de presidente da Câmara”, disse Barbosa durante leitura do seu voto. Na mesma linha do pedido de condenação de Valério, o ministro incluiu sócios do publicitário.

“Condeno ainda Marcos Valério, Ramon Hollebarch e Cristiano Paz por corrupção ativa e peculato por terem oferecido vantagem indevida ao réu João Paulo Cunha em troca de atos de ofício que lhe seriam benéficos e por terem realizado desvio de recursos da Câmara.” Valério é apontado na denúncia como principal operador do suposto esquema de desvio de recursos e compra de apoio parlamentar, que veio à tona em 2005 e foi a maior crise política do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele é acusado dos crimes de formação de quadrilha, corrupção ativa, lavagem de dinheiro, peculato e evasão de divisas.

(Reportagem de Hugo Bachega e Ana Flor)

Reuters – Via Yahoo Notícias

Pesquisa IBOPE – Prefeito de Juazeiro do Norte é mal avaliado por quase metade dos eleitores

 

Segundo os dados do Ibope, 28% dos entrevistados acham a administração do petista péssima, 13% consideram-na ruim, 36% a classificam de regular, 17% de boa e, apenas, 3% de ótima. 3% disseram não saber ou não responderam a essa indagação, feita pelos pesquisadores.

Em Juazeiro do Norte, como tem sido em outros municípios pesquisados, o principal problema da população é na área da saúde. 56% dos eleitores apontam para esse setor. Para chegar aos resultados apontados, o Ibope apresenta uma lista “de áreas onde as pessoas vem enfrentando problemas de maior ou menor gravidade” e indaga: “por favor diga qual é a área em que, na sua opinião, a população de Juazeiro do Norte está enfrentando os maiores problemas. O entrevistado pode apresentar até três ítens.

Menor

Depois da saúde, em gráu bem menor, a preocupação do juazeirense é com a falta de rede de esgoto na cidade, 10%, ficando a segurança pública com apenas 8% e a educação com 4%.

Cid Gomes e Dilma Rousseff são bem avaliados

A administração da presidente é considerada ótima ou boa por 77% dos eelitores. 18% consideram regular e, apenas, 4% ruim ou péssima.

A gestão de Cid Gomes também foi avaliada como positiva por mais da metade do eleitorado. 64% dos entrevistados consideram a administração estadual ótima ou boa, 26% regular e 3% ruim ou péssima.

Publicado no Blog de Roberto Moreira – Diário do Nordeste

Frei Agatângelo de Crato – por Armando Lopes Rafael

 Dias atrás, conversando com monsenhor José Honor de Brito, este me contou um fato interessante. Disse-me monsenhor Honor que quando era pároco de São Miguel, em Crato, leu uma correspondência vinda da cidade italiana de Loreto, na qual fiéis católicos pediam informações biográficas sobre Frei Agantângelo de Crato, capuchinho cratense lá falecido com fama de santidade.
Os fiéis de Loreto tentavam reunir a  documentação exigida pela Igreja Católica para dar entrada ao processo de beatificação desse capuchinho, quase desconhecido entre nós.
Quem foi Frei Agantângelo de Crato? Seu nome civil era  Ambrósio Cícero Bezerra Lobo e foi o décimo sexto filho do casal Cícero Bezerra Lobo – antigo tabelião do Cartório de Crato – e Maria Rodrigues Bezerra. Seu pai  provém do tronco do ilustre Brigadeiro Leandro Bezerra Monteiro.  Ambrósio nasceu em Crato, aos 31 de maio de 1928, no seio de um família honrada e profundamente católica. Certamente por isso  ele  escolheu seguir a vida religiosa, o que o fez  dentro da Ordem dos Capuchinhos, recebendo lá o nome de Frei Agantângelo de Crato.
Com dezenove anos de idade o futuro Frei Agatângelo de Crato (anos depois ele também usaria o nome de Frei Ambrósio Bezerra Lobo), ingressou no seminário dos Capuchinhos da Bahia e Sergipe, na cidade de Esplanada (BA), onde iniciou o noviciado em 08 de março de 1947, tendo proferido os  votos solenes de capuchinho  em 19 de março de 1951. Depois disso ele foi mandado por seus superiores para cursar  teologia no Studio Teológico dei Cappuccini Piceni em Loreto, Itália, sendo ordenado sacerdote em 11 de julho de 1954.
          Após a ordenação ele veio visitar seus pais, irmãos e demais familiares,  residentes no antigo distrito do Muriti,  hoje bairro de Crato, onde foi feita a foto abaixo.
Retornando à Europa, viveu uma temporada na Inglaterra, onde aprendeu o idioma inglês. Após contrair tuberculose foi aconselhado a voltar ao Brasil, cujo clima ajudou na cura da doença. No Brasil viveu alguns anos na cidade de Alagoinhas, na Bahia, ocupando cargos de responsabilidade na Ordem dos Capuchinhos, inclusive o de guardião. Depois foi enviado por seus superiores para ser diretor  da Rádio Sociedade de Feira de Santana – Bahia.
Depois dessa temporada no Brasil, Frei Agatângelo de Crato pediu aos superiores para voltar à Província Franciscana  das Marcas, na Itália. Lá, no Santuário Mariano Internacional de Loreto, distinguiu-se pela cultura, oração e como confessor e orientador das famílias daquela região. Dotado de vasta cultura, ajudou na tradução para o português da “História dos Capuchinhos no Brasil”, obra historiador Frei Pietro Regni. Em Loreto, voltou a ser acometido da  implacável doença que o fizera sofrer décadas atrás. Após longa enfermidade,  bem preparado espiritualmente, terminou os seus dias de vida terrena, com a fama de um homem santo, sendo chamado pelo povo daquela localidade de  “Padre Agatângelo brasiliano”. O cratense Ambrósio Cícero Bezerra Lobo faleceu no convento capuchinho de Macerata, na  Itália, em 22 de fevereiro 1996, aos 68 anos de idade e 49 anos de exemplar  vida religiosa.
Sua cidade natal ainda está a lhe dever uma homenagem à altura da sua profícua vida…

A arte de ser positivo – Por: Emerson Monteiro

PensamentopositivoNas variantes de práticas adotadas, as palavras prestam inúmeras facilidades, das quais a principal sobrevive em meios adversos, oferecendo formas de superar bloqueios e contradições. Há sempre palavras que mostram alternativas, conduzem negócios, informam possibilidades, germinam saborosos frutos inúmeras vezes, matrizes do sucesso pleno. Os desdobramentos e acontecimentos abrem, com isso, janelas e portas imensas, donde saem (das palavras) os conceitos seguidos das atitudes.

Viver, portanto, quase significa estabelecer estados de compreensão das coisas deste mundo através das palavras formulam através dos pensamentos que a elas formularam palavras, no juízo de cada criatura humana. Destarte, a relação entre conceitos, ações e os sentimentos, somados, determina o estilo da vida que prevalece nas vontades individuais e no plano das coletividades. Assim, pessoas aborrecidas quase nunca sabem formular conceitos diferentes daquilo que todo dia praticam. Desempenham nas palavras e pensamentos o que acostumaram, na prática cotidiana, usar, pois o cachimbo põe a boca torta. Criam hábitos nocivos e deles se alimentam qual ficção natural, como quem diz a si não haver outro jeito de exercitar a existência senão sofrendo as amarguras e o desespero, na angústia de caminhar.
Noutras palavras, se conformam naquilo que lhes prejudica. Mesmo tolerando altos tombos, arrastam os pés quais seres frustrados e arrependidos, em tudo e por tudo vítimas na incoerência do sistema que adotam pela condenação antecipada do medo e da culpa, primos entre si.
Navegar é preciso; viver não é preciso, considerou Fernando Pessoa, verso que casa feito luva no modo existencial do viver só por viver, ao sabor das marés, entregue às ondas tempestuosas do desânimo e das enxaquecas, desilusões ao vento.
No entanto, falar de outro jeito de viver, do viver positivo contém milhões de esperanças pulando acesas em nosso caminho. Aquilo de reagir do gesto mecânico de apenas se abandonar às vagas a pura sorte. Porquanto há o estilo melhorado de tratar a condição humana, o trato habilidoso de conceitos revolucionários. Gerar palavras e sentimentos agradáveis, tecidos na malha da vontade livre e, em consequência, elaborar atitudes de ânimo construtivas em si e na sociedade harmoniosa e progressista.

Por: Emerson Monteiro

Obras do centro histórico de Barbalha finalizam neste mês

Barbalha As obras de revitalização do centro histórico deste Município deverão ser finalizadas até fim deste mês. A segunda etapa dos serviços começa nos próximos dias, com a sinalização das 20 ruas que estão recebendo nova pavimentação em paralelepípedo. O intuito padronizar as áreas mais antigas da cidade, com valorização desses espaços.

CentrobarbalhaAs 20 ruas recebem novo calçamento e sinalização para fortalecer o turismo. Rua Neroly Filgueira tem o asfalto substituído por paralelepípedo FOTO: ELIZÂNGELA SANTOS

Barbalha tem o patrimônio arquitetônico mais preservado da região, com 44 casas inventariadas, formando um conjunto de edificações que foi incluído há cerca de dois anos no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) das cidades históricas, do Governo Federal, mas, até o momento, não houve liberação por meio desse projeto para aplicar no centro. A obra está desenvolvida por meio da Secretaria das Cidades, em parceria com o Banco Mundial, com investimentos de mais de R$ 1,3 milhões.

Iniciada em março deste ano, a previsão era de entregar as ruas calçadas e com a sinalização em 120 dias. De acordo com o secretário de Infraestrutura e Obras da cidade, Magno Silva Coelho, o inverno foi o principal motivo do atraso. A previsão, segundo ele, era entregar todas as ruas pavimentadas e sinalizadas até a tradicional Festa de Santo Antônio, realizada em junho.

Terceira etapa

De acordo com o secretário, a meta agora é partir para uma terceira etapa da obra. Ele afirma que esta não estava inserida nessas primeiras etapas. A padronização das calçadas e a inclusão de acessibilidade para os deficientes, com rampas, deverá ser realizada pelo menos na Rua do Vidéo, uma das mais antigas da cidade de Juazeiro. O andamento das obras no centro acabou gerando vários transtornos para os moradores e quem trafegava pelo local. Magno Coelho afirma que, para minimizar esses problemas, foi realizada uma campanha de conscientização junto aos moradores, com a equipe da Ação Social.

“Tentamos dialogar com o povo e acredito que serviu para minimizar esse constrangimento junto a maioria das pessoas, que devem compreender essa situação”, afirma ele. Entretanto, nem todas as pessoas ficaram satisfeitas com o encaminhamento e afirmam que não houve um planejamento mais eficaz para que a população não fosse tão atingida.

Transtorno

Um dos moradores da cidade, o ex-segurança Fernando Vieira, deficiente físico, teve que sair nos braços dos trabalhadores para chegar até um cartório da cidade. Disse que, pelas suas condições, não tinha como transitar em vários pontos da cidade e que, se tentasse passar, poderia sofrer um acidente. “Ainda bem que já estão terminando, mas é necessário pensar mais na população antes de realizarem uma obra desse porte”, afirma.

Já o mototaxista José Roberto Félix da Silva fala que a obra de revitalização trará benefícios para a cidade, mas que teve que passar por vários transtornos, em virtude de seu trabalho no centro. “É importante que se restaure o centro, mas a cidade como um todo também precisa de um melhor tratamento”, diz ele.

Mesmo com várias edificações históricas, Barbalha tem apenas dois prédios tombados pelo Conselho Estadual do Patrimônio Histórico e Arquitetônico do Ceará (Copac), o Casarão Hotel, na Rua da Matriz, no centro da cidade e o Palácio 3 de Outubro. Atualmente, o Casarão Hotel abriga a Secretaria de Cultura. O prédio deverá passar por uma reforma, com supervisão do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

A cidade é detentora de um dos mais belos centros históricos da região. Seus casarões remontam à época do Império. O trabalho de conscientização para a preservação dos prédios tem sido permanente no local. A maioria dos prédios vem sendo preservada na cidade, por iniciativa dos seus próprios moradores. O Centro Histórico de Barbalha começa no Largo do Rosário, onde está a Igreja Nossa Senhora do Rosário, uma das mais antigas da cidade, que recentemente passou por uma recuperação, e vai até a Matriz de Santo Antônio e outras ruas da cidade.

As obras de recuperação envolve ruas como a Totonho Filgueira, Pero Coelho, Edmundo de Sá Sampaio, Neroly Filgueira, 14 de Maio, Padre Ibiapina, Umarizeira, Nézinho de Sá, Ruas 12, 13 e 14, Princesa Isabel, Santos Dumont, 7 de Setembro, Major Sampaio, Divino Salvador e Pátio da Igreja do Rosário, Rua do Vidéo, entre outras.

Fortalecimento

De algumas ruas inseridas no projeto, foi retirada a pedra tosca e, em outras, o asfalto, como é o caso da Neroly Filgueiras, uma das últimas a receber os serviços de requalificação. De acordo com Magno Coelho, esse projeto fortalece mais ainda os costumes da cidade, com a sua história, cultura, grupos de tradição, e um centro com uma padronização que valoriza o patrimônio edificado.

Aproximadamente 80% das obras de requalificação já estão prontas. O projeto é uma das ações do Programa Cidades do Ceará – Cariri Central (Cidades I). A sinalização turística, conforme informa o secretário, facilitará o fluxo dos visitantes e mobilidade urbana na cidade. Uma das metas é levar os turistas que vão ao Município seu centro histórico, onde estão atrativos como, por exemplo, as principais igrejas e praças da cidade.

Diário do Nordeste

Enquete quer opinião de internautas sobre pena para tráfico de crack

AlceenqueteA enquete desta semana do portal da Assembleia Legislativa pergunta ao internauta o que ele pensa sobre a ampliação da penalidade para o tráfico de crack. A Câmara dos Deputados aprovou, na última quarta-feira (08/08), o substitutivo da Comissão de Segurança e Combate ao Crime Organizado para o projeto de lei 5444/09, que aumenta as penas em dois terços até o dobro para o tráfico dessa substância tóxica.

O texto altera o artigo 33 da lei 11.343/06, que prevê reclusão de cinco a 15 anos de prisão para o tráfico da droga. A proposição segue agora para o exame do Senado, e em caso de nova aprovação, será submetido à sanção presidencial. Se a nova lei for sancionada, o traficante de crack poderá ser apenado de 10 a 30 anos de prisão.

O deputado federal Givaldo Carimbão (PSB-AL), relator da Comissão Especial sobre o Sistema Nacional de Políticas sobre Drogas, considera que o crack precisa ter um tratamento mais rigoroso em toda legislação. Para ele, não é justo dar as mesmas punições a quem trafica maconha e crack, já que esta droga provoca muito mais danos à sociedade.

A pergunta da enquete é “A penalidade por tráfico de crack no País deve ser ampliada?”. O internauta terá três opções de resposta: A) Sim, o crack apresenta elevado potencial de dependência e danos ao organismo e o tráfico é responsável ainda pelo aumento da criminalidade; B) Não, a legislação existente já é dura o suficiente; e C) Além do endurecimento nas punições, é preciso investir no tratamento para dependentes químicos. O questionamento ficará à disposição para a resposta do público por uma semana, e poderá ser acessado através da página principal do portal da Assembleia.  
JS/JU

Agência de Notícias da Assembleia

SHOW – Abidoral Jamacaru interpreta Noel Rosa – Conversa de Botequim

 

Dia 16 de Agosto ( sexta )
Às 20:00 no SESC Crato
Ingressos: R$ 10,00 ( R$ 5,00 meia )
postos de venda: Sesc Crato ( No SAC )
Ou pelo telefone: 99444161

Plácido Domingo é pura emoção na entrega do Centro de Eventos do Ceará

O tenor espanhol Plácido Domingo empolgou e emocionou os cerca de 800 convidado para a entrega do Centro de Eventosdo Ceará, com festa que se encerrou por volta de uma hora da madrugada desta quinta-feira. Ele selecionou um repertório com músicas conhecidas e inclui peças brasileiras como “Garota de Ipanema” e ‘Aquarela do Brasil.

Com ele, no palco, as sopranos Blue Angel e Micaëla Oeste executaram óperas, operetas e canções. A plateia cantarolou junto com o trio canções populares como “Besame Mucho” e “Over the Rainbow”, da trilha sonora do filme O Mágico de Oz (1939).

O que emocionou o público, no entanto, foi essa que captamos para nossos leitores que não puderam estar na festa.

O povo

TIM acata proibição de cobrança por ligação interrompida proposta pela Anatel

Celular-digito-9Curitiba – A TIM Celular, por meio de nota, manifestou sua concordância com a proposta feita pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) de proibir as operadoras de telefonia móvel de cobrar pela segunda chamada em caso de a primeira ter sido interrompida.

Conforme a proposta da Anatel, se o usuário fizer uma nova chamada em no máximo dois minutos, do mesmo aparelho e para o mesmo destino, a cobrança deverá ser feita como se a ligação não tivesse sido interrompida.

“A empresa buscará se antecipar, iniciando já na próxima semana o processo de implementação da nova solução em seis estados da Região Nordeste”, disse o vice-presidente de Assuntos Regulatórios e Institucionais da TIM, Mario Girasole.

A proposta da Anatel segue amanhã (16) para consulta pública. Durante um período de dez dias, as empresas e a população poderão se pronunciar sobre a mudança. De acordo com a agência, dentro de um mês a nova regulamentação deverá estar em vigor.

A medida valerá para todos os planos de todas as operadoras, tanto para chamadas para celular como para telefones fixos, independentemente dos motivos das interrupções dos telefonemas.

A nota divulgada pela TIM informa ainda que a empresa “propõe estender além dos 120 segundos” o período para a realização de uma nova chamada após qualquer interrupção. O documento, porém, não apresenta uma contraproposta.

Na noite de ontem (14), o Ministério Público (MP) do Paraná informou que irá recorrer da decisão da juíza Patrícia Lages de Lima, da 11ª Vara Cível de Curitiba, que determinou o envio à Justiça Federal do processo movido pelo MP contra a TIM em razão da queda de ligações do plano da operadora que cobra por chamadas, e não por minutos.

“A Anatel, como agência reguladora dos serviços prestados pela ré, poderá não só trazer aos autos dados relevantes para o julgamento da causa […] como também estudar a aplicação de penas administrativas à ré pela eventual não aplicação das normas referentes à prestação de serviços na área das telecomunicações”, diz a magistrada em sua decisão. “A intervenção da Anatel é motivo suficiente para determinar a remessa dos autos à Justiça Federal.”

De acordo com o MP, a justificativa apresentada pela juíza fere a Súmula Vinculante 27 do Supremo Tribunal Federal, segundo a qual compete à Justiça Estadual julgar causas entre consumidor e concessionária de serviço público de telefonia, quando a Anatel não seja parte do processo.

“Os pedidos realizados pelo MP-PR são todos contra a TIM e não envolvem a agência reguladora”, afirma nota divulgada pelo Ministério Público do Paraná. “Se a interpretação da magistrada fosse levada a outros temas, não poderia a Justiça Estadual, por exemplo, atuar em casos envolvendo planos de saúde, adulteração de combustíveis, energia elétrica, porque para todas estas áreas existem agências reguladoras.”

O recurso do MP será apresentado ao Tribunal de Justiça do Paraná. Uma outra ação similar contra a mesma operadora, movida pela Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Paraná, já tramita no âmbito da Justiça Federal.

 

Edição: Aécio Amado

Fernando César Oliveira

Repórter da Agência Brasil

Polícia Ambiental captura cobra de 2,5 metros em rua do Crato, no Ceará

Animal foi avistado pela população em bairro na periferia do Crato. Jiboia não é venenosa, mas polícia recomenda evitar contato com a cobra.

 

Cobra620x465

Animal não é venenosa, mas polícia recomenda que pessoas não se aproximem da jiboia (Foto: Agência Miséria)

A Companhia de Polícia do Meio Ambiente de Juazeiro do Norte, no interior do Ceará, capturou nesta quarta-feira (15) uma cobra da espécie jiboia de 2,5 metros na cidade do Crato. O animal foi visto por moradores na periferia da cidade, na manhã desta quarta, e chamou a polícia.

O animal foi capturado e levado para o Parque Ecológico das Timbaúbas, onde fizeram exames no animal, e em seguida o soltaram na Floresta da Chapada do Araripe. Em 26 de julho, em Juazeiro do Norte, a Companhia de Polícia do Meio Ambiente havia apreendido um outro animal, na residência de moradores da cidade de Barbalha.

Segundo a polícia, e jiboia não é venenosa e normalmente tem comportamento manso, mas recomenda que pessoas evitem se aproximar do animal e, em caso de aparecimento da cobra, comunique à polícia por meio do telefone 190.

Do G1 CE

Convite para Entrega do Título de Cidadã Cratense a Bárbara de Alencar

 

No próximo sábado, dia 18 de Agosto 

Por Huberto Cabral, especialmente para o BLOG DO CRATO

Ministério Público pede prisão preventiva de empresário acusado de desvio de dinheiro do BNB

 

O Ministério Público do Estado do Ceará [MPCE] entrou com uma ação civil pública e denúncia crime contra o empresário José Juaci Cunha Pinto Filho.

De acordo com a denúncia, ele é acusado de ser o principal responsável por um dos “esquemas” de desvio de dinheiro público do Banco do Nordeste do Brasil [BNB]. O promotor de Justiça Ricardo Rocha está a frente do caso. Além da ação, ajuizada na última sexta-feira [10], foi feito o pedido de prisão preventiva do empresário. Diante da pluralidade de desvios, as investigações foram divididas por “esquemas”. Essa primeira parte foi concluída após quase um ano de investigações. O MP acredita que o desvio foi de quase R$ 22 milhões, envolvendo 27 pessoas físicas e seis empresas. A estimativa é que juntando com os outros estados o desvio chegue a R$ 2 bilhões.

Ao todo, foram dez operações fraudulentas com seis empresas que caracterizam atos de improbidade administrativa. Além de José Juaci Cunha Pinto Filho, são acusados: Ceará Indústria e Comércio de Embalagens Plásticas Ltda.; Flexcar Comércio e Locação de Veículos Ltda.; R & J Locações Investimentos e Incorporações Ltda.; C4 Construções Ltda.; JCPF Empreendimentos Imobiliários e Incorporações Ltda.; Nordeste Indústria de Embalagens Ltda.; José Edmilson Sampaio de Santana; Carlos Antônio Sousa Maia; Gean Carlos Alves; José Edson Cavalcante Soares; Jackson Roberto de Moura; Aurileda dos Santos Oliveira; Carlos Antônio Souza Maia; José Leorne Juca de Morais; Antônio Gonçalo Sousa; Zulene Sampaio Matias Bezerra de Menezes; Francisco Jocivan Costa de Lima; Marcelo de Oliveira Sindeaus; Alano Bastos Costa Filho; Antônio José Pamplona; Marcus Antônio Tabosa Lopes e Silva; Flávio Reis Garcia; José Marcelo Almeida dos Santos; Márcio Carneiro de Mesquista; Antônio Gonçalo de Souza; Claudiana da Silva Mendonça; Silvana Dorta de Souza; Francisco Bento de Araújo; Nilton Pereira Bento; Nelsivan Alves Ferreira; José Ricáscio Mendes Sousa; e Flávio César Peixoto.

Dentre as ilegalidades do esquema estão: notas fiscais falsas, falsificação de documentos públicos e particulares, superfaturamento e superavaliação de imóveis dados em garantia dos empréstimos contraídos.

Na ação civil pública, o MPCE requereu a imediata decretação da indisponibilidade dos bens e a quebra do sigilo bancário e fiscal de todos os promovidos. Pediu também o ressarcimento integral do valor desviado [R$ 21.690.254,03], a perda de função pública, a suspensão de direitos políticos, o pagamento de multa civil de até três vezes o valor do acréscimo patrimonial e a proibição de todos os réus de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais/creditícios.

* Com informações da Assessoria de Comunicação do MPCE
Via Yuri Guedes

Governo vai conceder mais de 17 mil quilômetros de rodovias e ferrovias para a iniciativa privada

 

Brasília – O governo anuncia neste momento o Programa de Investimentos em Logística para rodovias e ferrovias com o objetivo de estimular uma maior participação da iniciativa privada nos investimentos de infraestrutura no país. Serão concedidos 7,5 mil quilômetros de rodovias e 10 mil quilômetros de ferrovias.
Os investimentos, nos próximos 25 anos, vão somar R$ 133 bilhões, sendo que R$ 79,5 bilhões serão investidos nos primeiros cinco anos. Para as rodovias, o total investido será R$ 42 bilhões e para as ferrovias, o programa de investimentos soma R$ 91 bilhões. Segundo o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, estão previstas a duplicação dos principais trechos rodoviários do país e a expansão da malha ferroviária brasileira. “Temos a convicção de que o o imperativo para o desenvolvimento acelerado do país é a disponibilização de uma ampla e moderna rede de infraestrutura logística eficiente e a prática de tarifas módicas, custos de operações de transportes baratos”, disse Passos.
Nas próximas semanas, serão anunciadas também concessões para portos e aeroportos. Participam do solenidade no Palácio do Planalto, os ministros da Fazenda, Guido Mantega; do Planejamento, Miriam Belchior; de Minas e Energia, Edison Lobão; da Secretaria de Portos, Leônidas Cristino, e da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt. Estão presentes alguns dos principais empresários do Brasil.
No início da manhã, antes da cerimônia de anúncio, o plano foi apresentado aos representantes das centrais sindicais pelo ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho. As medidas também foram discutidas com empresários do setor.
Daniel Lima, Pedro Peduzzi, Sabrina Craide e Yara Aquino
Repórteres da Agência Brasil
Edição: Carolina Pimentel

Anuncie onde todo mundo Lê !!! – Blog do Crato – 180.000 Acessos por mês – A Maior visibilidade do Interior do Estado.

Chega de Amadorismo !

 

Anuncie Onde Todo Mundo Lê – BLOG DO CRATO


Motivos para você divulgar a sua empresa conosco:


- Anuncie no maior veículo de internet do Interior do Estado.
- Mais de 180.000 acessos de páginas por mês
- 7 Anos no mercado.
- Qualidade e Credibilidade
- Mais de 5 milhões de páginas acessadas
- Mais de 23.000 artigos
- Solidez e Experiência em Internet
- trabalhamos com Webdesign desde 1995
- Publique em diversos sites pelo mesmo preço
- Anuncie no Facebook para milhares de clientes
- Cuidamos de tudo para você
- Planejamento da Publicidade, direcionado ao tipo de Anúncio.
- Planos Semestrais e Anuais
- Anúncios intercalados entre as postagens
- Matérias intercaladas com Fotos e Vídeos sobre o Anunciante
- Publicação de anúncios em horários e posições estratégicas para o anunciante
- Excelentes Preços – Planos Básico, Médio e Premium
- Sua publicidade automaticamente vai para o Facebook, onde atinge potenciais clientes da sua região.
- Em breve: Agora quem anuncia no Blog do Crato, ganha de brinde, publicidade na Rádio Chapada do Araripe Internet, ouvida em mais de 50 Blogs do Ceará e milhares de ouvintes.

Não perca seu dinheiro! – Esqueça os Jornais de papel. A mídia rápida hoje é a Internet. Divulgue a sua empresa para o mundo. Faça como: Mercadinho Matos, Aço Cariri, Top Móveis, Crajubatur, Shopping Residence..Venha para o Blog do Crato. Chega de amadorismos e de sites mesquinhos onde você fica confinado a um pequeno Banner. No Blog do Crato publicamos reportagens com fotos ( e Vídeos em Breve ) da sua empresa. No Blog do Crato sua empresa é tratada com o respeito que ela merece!

Contato pelo E-mail: blogdocrato@hotmail.com ( todos os e-mails recebidos referentes a publicidade, são respondidos. Agendamos dia e horário para conversar pessoalmente com o cliente e realizar sessão fotográfica. Se desejar, entre em contato pelo telefone de recados: (088) – 3523-2272

Blog do Crato – Mais de 5 milhões de Acessos de Páginas em 7 Anos

www.blogdocrato.com
Há 7 Anos, o Crato na Internet

Amazônia abriga terceira corrida do ouro no Brasil

 

Brasília – O que o resultado das operações de fiscalização de crimes ambientais sinalizava, e o governo temia, está sendo confirmado agora por especialistas em mineração e órgãos ambientais: começou, há quase cinco anos, a terceira corrida do ouro na Amazônia Legal, com proporções, provavelmente, superiores às do garimpo de Serra Pelada, no sul do Pará, no período entre 1970 e 1980.

Nos últimos cinco anos, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) desativou 81 garimpos ilegais que funcionavam no norte de Mato Grosso, no sul do Pará e no Amazonas, na região da Transamazônica. O Ibama informou que foram aplicadas multas no total de R$ 75 milhões e apreendidos equipamentos e dezenas de motores e balsas. Nesta semana, fiscais do Ibama e da Fundação Nacional do Índio (Funai) e agentes da Polícia Federal, desativaram três garimpos ilegais de diamante no interior da Reserva Indígena Roosevelt, em Rondônia. Dezessete motores e caixas separadoras usadas no garimpo ilegal foram destruídos, cessando o dano de imediato em área de difícil acesso.

A retomada do movimento garimpeiro em áreas exploradas no passado, como a Reserva Roosevelt, e a descoberta de novas fontes de riqueza coincidem com a curva de valorização do ouro no mercado mundial. No ano passado, a onça – medida que equivale a 31,10 gramas de ouro – chegou a valer mais de US$ 1,8 mil. Com a crise mundial, a cotação no mercado internacional, recuou um pouco este ano, mas ainda mantém-se acima de US$ 1,6 mil. No Brasil, a curva de valorização do metal continua em ascensão. No início deste ano, o preço por grama de ouro subiu 12%, chegando a valer R$ 106,49.

“É um valor muito alto que compensa correr o risco da clandestinidade e da atividade ilegal. Agora qualquer teorzinho que estiver na rocha, que antes não era econômico, passa a ser econômico”, afirma o geólogo Elmer Prata Salomão, presidente da Associação Brasileira de Pesquisa Mineral e ex-presidente do Departamento Nacional da Produção Mineral (DNPM), ligado ao Ministério de Minas e Energia. Como a atual corrida do ouro é muito recente, os dados ainda são precários e os órgãos oficiais não têm uma contagem global. Segundo Salomão, que presidiu o DNPM na década 1990, depois da corrida do ouro de Serra Pelada, foram feitos levantamentos que apontaram cerca de 400 mil garimpeiros em atividade no Brasil.

O secretário executivo da Agência para o Desenvolvimento Tecnológico da Indústria Mineral Brasileira (Adimb), Onildo Marini, cita duas regiões em Mato Grosso consideradas estratégicas para o garimpo: o Alto Teles Pires, no norte do estado, que já teve forte movimento da atividade e hoje está em fase final, e Juruena, no noroeste mato-grossense, onde o garimpo foi menos explorado.

“Tem garimpos por toda a região e tem empresas com direitos minerários reconhecidos para atuar lá”, relata. Como ainda há muito ouro superficial que atrai os garimpeiros ilegais, a área tem sido alvo de conflitos. As empresas tentaram solucionar o problema no final do ano passado, quando procuraram o governo de Mato Grosso e o DNPM. “A notícia que tive é que a reunião não foi muito boa. Parece que o governo local tomou partido do garimpo”, disse ele. Procurado pela Agência Brasil, o governo de Mato Grosso não se manifestou. “Os garimpos mais problemáticos são os de ouro e diamante. Na Amazônia, incluindo o norte de Mato Grosso, estão os mais problemáticos e irregulares, tanto por estarem em áreas proibidas, como por serem clandestinos.”

A Reserva Roosevelt, no sul de Rondônia, a 500 quilômetros da capital, Porto Velho, é outro ponto recorrente do garimpo ilegal. A propriedade de mais de mil índios da etnia Cinta-Larga, rica em diamante, foi palco de um massacre, em 2004, quando 29 garimpeiros, que exploravam clandestinamente a região, foram mortos por índios dentro da reserva. O episódio foi seguido por várias manifestações dos Cinta-Largas, incluindo sequestros, que pediam autorização para explorar a reserva. “Agora existe um grupo de garimpeiros atuando junto com os índios, ilegalmente. Agora, eles estão de mãos dadas. A gente viu fotografias com retroescavadeiras enormes”, diz o geólogo.

Os garimpos na Reserva Roosevelt voltaram a ser desativados esta semana, quando o Ibama deflagrou mais uma operação na região, com o apoio da Polícia Federal.

Marini explicou que ainda não é possível contabilizar os números da atividade praticada ilegalmente na região. “Não há registro. Na região do Tapajós, onde [o garimpo] está na fase final, falava-se em valores muito altos, em toneladas de ouro que teria saído de lá, mas o registro oficial é pequeno, a maior parte é clandestina. Ouro, diamante e até estanho, que é mais barato, na fase de garimpo, mais de 90% era clandestino”.

Edição: Nádia Franco
Carolina Gonçalves
Repórter da Agência Brasil

Sentimos falta da Coluna Armando Rafael ! – Volta, Volta, Volta !!!

 

O professor Armando Lopes Rafael, uma das maiores autoridades em história do Cariri há cerca de 4 anos escrevia semanalmente uma excelente coluna aqui no Blog do Crato, que era só prazer de ler. Quem acompanhou o Blog nos últimos anos, com certeza se tornou fã deste, que sabe como poucos, redigir uma coluna, sempre trazendo à baila fatos que pouca gente viu ou ouviu falar durante a semana. E além das notícias, a sua visão crítica acerca dos fatos, sempre “ferino” e “dócil” quando precisava ser, a tornaram famosa. E, como tudo que começa a ganhar notoriedade, aparece sempre os INVEJOSOS.  Nos últimos tempos, a coluna vinha sendo periodicamente atacada por alguns extremistas, que sem ter argumentos para debater de igual para igual com o nobre professor, preferiram o lado da baixaria. Lamentável. Isto fez com que, alegando outras ocupações, o Armando, educadamente escreveu a crônica da semana passada com uma ressalva de que aquela seria a sua última.
Diante dos fatos, venho por meio desta mensagem pedir encarecidamente ao Prof. Armando Rafael que reconsidere, e ao invés de levar em conta o que meia dúzia de descontentes falaram sobre sua coluna, ouça também a opinião das centenas, quiçá milhares de leitores que lêem a sua coluna semanelmente. Obra tão fenomenal não pode deixar de continuar.
Na vida, temos que formar alianças, e sempre dar mais importância ao que as pessoas que gostam de nós tem a dizer. Um ditado que sempre veiculo é: “Nunca dê ouvidos a quem te detesta”. Deixando de publicar a Coluna Armando Rafael é igual a entregar o jogo no primeiro tempo, é fazer  o jogo do inimigo, que a esta altura, deve estar pulando de contente e dizendo consigo mesmo: “Vencemos! – Menos um”.
Por isso, eu e vários amigos pedimos ao Armando que reconsidere a sua decisão e volte a publicar a sua coluna aqui no Blog do Crato, e faço também uma promessa: A de que ao publicar, me comprometo em não deixá-lo ser mais importunidado por quem quer que seja. Tem o meu aval e a minha proteção esta famosa, bem feita e necessária Coluna, que muito enobrece e dignifica o Cariri. Vamos ficar no aguardo, Armando Rafael. Conto com você !
E termino, deixando um pensamento que recebi ontem via facebook, que dá oquesepensar:
Abraços
De todo o Povo que quer o bem do Cariri e particularmente do seu amigo
Dihelson Mendonça

Altamiro Carrilho deixou sua marca em 70 anos de música popular

Flautista se apresentou em mais de 48 países, lançou mais de 112 discos e compôs cerca de 200 músicas

Altamirocarrilho001Disseram dele que se sentia tão à vontade numa schottische de Pixinguinha como num concerto de Mozart. De Benedito Lacerda, tirou um tanto do estilo. Do duplo staccato de Pixinguinha veio o ritmo, a brasilidade. De Dante Santoro, a capacidade de fundir duas flautas em uma.

O francês Jean Pierre Rampal disse certa vez que, para ele, existiam flautistas e existia Altamiro Carrilho. Vindo de uma tradição de flautistas brasileiros que começou no início do século 20, com Patápio Silva, Carrilho fez a aproximação entre a arte dos chorões nacionais com a obra de Bach, Mozart, Vivaldi, Beethoven e Chopin. Nunca torceu o nariz para o popular, entretanto. “Basta dizer que é minha aquela flautinha que aparece na música Detalhes, de Roberto Carlos.”

O flautista se apresentou em mais de 48 países, lançou mais de 112 discos e compôs cerca de 200 músicas. Entre 2009 e 2010, comemorou 68 anos de carreira com o lançamento de três discos, quatro DVDs e um longa-metragem. Acompanhou quase toda a galáxia da MPB com sua flauta: Francisco Alves, Orlando Silva, Caetano Veloso, Gal Costa, Chico Buarque, Bethânia, Linda e Dircinha Batista, Caubi Peixoto, entre muitos outros.

Menino ainda, em sua cidade natal, Santo Antônio de Pádua (RJ), tocava uma flautinha de bambu e integrava a Banda Lira de Árion (cujos integrantes eram todos da família), tocando tarol (um tipo de caixa de percussão).

Em 1940, mudou-se para Niterói, onde se empregou em uma farmácia. Um dia, Moreira da Silva foi fazer um show ali e mandou procurarem por um flautista. Lembraram do menino que trabalhava na farmácia: Altamiro, então com uns 15 anos. Foi com Moreira que gravou pela primeira vez em disco, pela Odeon.

O flautista Benedito Lacerda interessou-se pelo talentoso garoto, e lhe ensinou alguns dos seus segredos: técnica, ritmos, mas também uma iniciação ao mundo dos maxixes, lundus, choros, baiões, valsas. Iniciou-se no regional de César Moreno e no de Canhoto, até organizar o seu próprio. Em 1949, gravou seu primeiro choro, Flauteando na Chacrinha (que, contam, inspiraria o nome do famoso apresentador da TV, Chacrinha).

Em 1951, já tendo acompanhado em gravações, na Rádio Mayrink Veiga, astros como Vicente Celestino, Sílvio Caldas e outros, apareceu no filme Mulher do Diabo, de Milo Marbisch. Ainda nos anos 1950, desfrutou popularidade com o programa Em Tempo de Música, na TV Tupi. Nos anos 1960, internacionalizou a carreira, tocando na Inglaterra (onde gravou para a BBC), Alemanha, Líbano, Egito. Chegou a ficar um ano no México.

A carreira de Altamiro alternou fases glamourosas com outras revoltosas. Em 1955, quando seu regional ganhou a TV (a única vez em que o campeão de audiência foi um programa de música brasileira), viveu a glória. Depois, houve um período de desilusão com os rumos da música. Quando o iê-iê-iê e as guitarras elétricas dominaram o cenário, ele chegou a vender 12 de suas 18 flautas e destruir todos os seus troféus. “De 1962 a 1971, o músico brasileiro ficou totalmente relegado. Como muitos dos meus colegas que chegaram a ser até chofer de táxi, eu também procurei emprego numa corretora. Só não comecei o trabalho porque fui desestimulado pelo próprio gerente”, contaria, em 1975.

Em 1955, ao lançar um dos seus discos mais festejados, Altamiro Carrilho e Sua Bandinha na TV (Copacabana Discos), ele gravou clássicos como Fita Amarela, Tico-Tico no Fubá, Dorinha Meu Amor e Vassourinha, entre outros. E escreveu, nas notas do disco: “E confesso que toquei essas músicas mais de ouvido, mais de memória do que por música, propriamente. Cada uma delas era uma saudade que sonorizava o meu coração, que me distanciava do dever de gravar para o prazer de ouvir. Vi-me dançando com minha namorada ao lado de uma retreta do interior. Vi meu mestre corrigindo erros numa partitura minha”.

Resistiu sempre ao rock. “Somos formiguinhas lutando contra elefantes. Há muito dinheiro do lado de lá, mas há mais talento do lado de cá”, dizia.

 

REPERCUSSÃO
Zuza Homem de Mello
Crítico e escritor
“Para mim, ele foi o mais exímio, o mais virtuoso de todos os flautistas brasileiros. Dominava todos os recursos, as notas quebradas, interrompidas. Aquilo para ele era um brinquedo, não conhecia dificuldades.”

Hermeto Pascoal
Instrumentista
“Quando eu estava começando com o Quarteto Novo, passei com a flauta desajeitada na boca. Ele me chamou e disse: ‘Mas menino, não é assim não, você está tocando todo torto.’ E me disse como eu deveria tocar. Altamiro não morreu. O carro em que ele estava apenas deu uma pifadinha e ele foi para o mundo dele. Um dia a gente se encontra.”

Amilton Godoy
Pianista
“Para mim, Altamiro foi o flautista mais importante da música brasileira. Ele conseguiu ser respeitado pelos músicos e pelo público. Era um showman, não gostava de apenas acompanhar. No fim de seus shows, tinha dificuldade para sair do palco. A plateia o chamava de volta várias vezes.”

Mauro Senise
Flautista
“Ele era a própria flauta. Toquei com ele no início da minha carreira, minha professora me levava para ouvi-lo. Foi uma grande inspiração. É um símbolo. O fôlego, interminável, mesmo em músicas difíceis. Gostava de mostrar aquelas coisas que ninguém mais conseguia fazer.”

Gilson Peranzzetta
Pianista
“A flauta era parte dele, então tudo ele fazia parecer que era muito fácil de tocar. E era um melodista incrível. Tinha sempre algo engraçado para falar, era o rei do trocadilho. Vou imitá-lo: ‘Altamiro vai fazer muita flauta’.”

O Estado de S. Paulo

Técnicos inspecionam obras do Roteiro da Fé nesta Terça-feira

Roteirodafe

Arquitetos da Secretaria das Cidades estão em Juazeiro do Norte nesta terça-feira, 14, inspecionando as obras do Roteiro da Fé que seguem em ritmo acelerado.  O objetivo é avaliar algumas adequações sugeridas e verificar quais já estão em execução para que o projeto atenda plenamente as necessidades.  Para o Secretário de Turismo e Romarias de Juazeiro, José Carlos dos Santos, a expectativa da população em torno dessa iniciativa é grande.

Diversas reuniões serão realizadas durante o dia de hoje, começando às 08h30min com o Padre Francisco Luiz, pároco da Igreja de Nossa Senhora de Lourdes (São Miguel), às 10h o encontro dos técnicos com os padres César e Pereira, da Ordem Salesiana, e no período vespertino, com os sacerdotes responsáveis pela Paróquia de São Francisco e Capela do Socorro.

Os encontros, nessa fase de execução da obra e adequação do projeto do Roteiro da Fé, segundo Zé Carlos, tem sido constantes. Na última terça-feira, por exemplo, houve reunião com os proprietários dos boxes que ficam ao lado do muro do cemitério que serão realocados em novos e estilizados quiosques que serão construídos na Praça José Sarney, na frente do Memorial.  O titular da SETUR destaca ainda a preocupação e a atenção ampla com o aspecto social da obra, a fim de não prejudicar ninguém.

Prefeitura Municipal de Juazeiro do Norte

Serviço de saúde auxilia fumante a largar o vício

Programa oferece profissionais e medicação para combater a dependência química

Crato Os fumantes cratenses que pretenderem largar o vício poderão, a partir de hoje, cadastrarem-se para o Programa Nacional de Combate ao Tabagismo (PNCT), oferecido através de uma parceria entre a Secretaria de Saúde do Estado e Ministério da Saúde.

SaudecratoAções de combate ao tabagismo estão sendo ampliadas no Município do Crato FOTO: YAÇANÃ NEPOMUCENA

Na cidade, a referência neste tipo de atendimento é o Posto de Saúde Teodorico Teles, onde há mais de um ano são realizadas semanalmente ações em prol do fortalecimento pessoal dos que querem parar de fumar. Devido aos altos índices da doença, as ações do programa estão sendo estendidas. Agora, o Bairro Romualdo e o Distrito de Ponta da Serra também contam com profissionais que oferecem o tratamento necessário.

Desde que foi implantado até agora, o PNCT já atendeu a três turmas de fumantes. Um novo grupo está sendo formado, há vagas para 15 pessoas. Até o fim deste ano, a expectativa é de que 70% dos pacientes consigam abandonar totalmente o vício. Como resultado das atividades do programa, a unidade de saúde apresenta dados de que 90% dos usuários que receberam o tratamento pararam de fumar definitivamente.

Apenas um apresentou recaídas, voltou a fumar e a buscar apoio. Entre as iniciativas para o combate ao tabagismo estão a promoção da saúde e tratamento para os fumantes. De acordo com a médica Penha Uchoa, as principais barreiras ocorrem durante as crises de abstinência do fumo, associadas às atividades cotidianas. “Os pacientes fazem muitos elos, e entre o cigarro e suas funções diárias. Eles chegam a questionar como vão poder viver sem o cigarro”, afirma a especialista.

No Ceará, o PNCT foi implantado ainda no ano de 2002. De acordo com os dados da pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2011), realizada pelo Ministério da Saúde, o número de fumantes permanece em queda no Brasil. De 2006 a 2011, o percentual de usuários de cigarro passou de 16,2% para 14,8%.

A incidência de homens fumantes no período diminuiu a uma taxa média de 0,6 % ao ano. Em Fortaleza, o percentual da população de adultos fumantes é de 10%, segundo a pesquisa. Para a Secretaria de Saúde, o número representa a amostragem geral do Estado.

O Vigitel 2011 apontou, ainda, que 11,8% dos brasileiros não fumantes moram com pelo menos uma pessoa que fuma dentro de casa. Além disso, 12,2% das pessoas que não fumam convivem com algum colega fumante no local de trabalho.

Conforme o Instituto Nacional do Câncer (Inca), pelo menos 2,6 mil não fumantes morrem no Brasil por ano devido a doenças provocadas pelo tabagismo passivo. O PNCT oferece acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, em que os fumantes são analisados por médicos, psicólogos e terapeutas.

Após as avaliações necessárias, eles passam a receber a medicação apropriada para o caso. A remédios repassados auxiliam no alivio da síndrome da abstinência e tornam o parar de fumar mais confortável.

Disponibilidade

Toda a medicação é disponibilizada gratuitamente pelo Sistema único de Saúde (SUS) e formam a terapia de reposição da Nicotina na apresentação de 21,14 e sete mililitros, goma de mascar e pastilhas de dois e quatro mililitros, além do ante depressivo Bupropiona. Por meios dos atendimentos psicológicos individualizados, os pacientes recebem orientações de como desassociar o cigarro das atividades cotidianas, ao mesmo tempo em que trabalham a recuperação da autoestima.

Já as sessões terapêuticas proporcionam momentos voltados para a aprendizagem dos modos corretos de respiração e o relaxamento profundo do corpo. Os fumantes que participam do programa são orientados a praticar hábitos alimentares saudáveis e a realizarem exercícios físicos com frequência. O tratamento tem duração de seis meses. Após o período, o paciente passa a receber ligações telefônicas de apoio para fortalecer a decisão.

Mais informações:

Secretaria de Saúde do Ceará
Endereço: Av. Almirante Barroso-600
Praia de Iracema- Fortaleza
Telefone: (85) 3101.4062

YAÇANÃ NEPONUCENA
COLABORADORA DIÁRIO DO NORDESTE

Professores da UFC e Unilab decidem manter a greve

Ufcfortaleza

Os professores da Universidade Federal do Ceará (UFC) e da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) decidiram manter a greve. Eles recusaram a proposta salarial do Governo Dilma Rousseff, em plebiscito realizado na última segunda-feira e terça-feira. O Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado do Ceará (Adufc) divulgou o resultado na madrugada desta quarta-feira.

A Aduf adiantou o resultado do plebiscito: 818 votos contrários e 707 a favor, 10 votos brancos e dois nulos.  Para a proposta do governo, foram contabilizados 988 votos contrários, 529 favoráveis, 17 brancos e três nulos.  Participaram da consulta 1.537 professores de todos os campi da UFC e da Unilab.  Nesta quinta-feira, pela manhã, o resultado do plebiscito será homologado em assembleia.

O Povo

Serviço Street View adiciona 77 novas cidades brasileiras

Usuários podem realizar um passeio virtual pelas ruas da cidade. Google planeja mapear todas as cidades-sede da Copa de 2014.

 

 
Google-street-view-620-400Google Street View fez mapeamento em Brasília
(Foto: AFP)

O Google adicionou nesta terça-feira (14) 77 novas cidades brasileiras ao serviço Street View, que permite realizar um passeio virtual pelos locais e encontrar pontos de referência para ajudar na localização. A proposta do Google é que, até a Copa do Mundo de futebol no Brasil em 2014, todas as cidades-sede estejam abastecidas pelo serviço.

Com isso, Brasília, Salvador, Recife, Natal e Fortaleza agora permitem que os usuários visitem suas ruas virtualmente. Cidades como Cascavel, no Paraná, Ribeirão Preto e Bauru, em São Paulo, e Paraty, no Rio de Janeiro também foram adicionadas ao serviço. Entre as cidades-sede da Copa, Manaus e Cuiabá ainda receberão o Street View.

O Google não divulgou a lista completa de cidades brasileiras que já possuem o serviço Street View. A empresa, no entanto, possui um site que mostra locais mapeados pelo sistema (clique aqui para acessar).

O serviço, que disponibiliza imagens panorâmicas em 360º na horizontal e 290º na vertical, foi lançado em 2010 no país, o primeiro da América do Sul a contar com o Street View. Na época,  51 municípios foram mapeados, incluindo regiões metropolitanas das capitais e cidades históricas como Diamantina e Ouro Preto, em Minas Gerais. Atualmente, Porto Alegre, Florianópolis e Curitiba também possuem o serviço.

Googlebrasília1

Congresso Nacional, em Brasília, visto pelo Street View (Foto: Reprodução)

De acordo com o Google, “o objetivo é mapear toda a malha viária do Brasil no Google Maps”. No lançamento do serviço em 2010, Felix Ximenes, diretor de comunicação do Google Brasil, disse que o objetivo da empresa “é ter coberto 90% das ruas do país nos próximos anos”.

Em locais em que o carro do Google não tem acesso, a empresa dá sequência ao passeio virtual utilizando fotos feitas por usuários. Por meio de imagens tratadas, é possível ver o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, por exemplo. A Reserva do Rio Negro, por exemplo, pode ser visitada virtualmente pelo Street View. “A novidade permite que você faça uma visita virtual de barco pelo rio Negro e flutue sobre os afluentes menores”, informa Karin Tuxen-Bettman, funcionário do Google responsável pelo projeto que quer levar a Amazônia ao Street View. Segundo ele, o projeto foi feito em parceria com a fundação Amazonas Sustentável.

Confira a lista com as 77 novas cidades que possuem o Street View:

Angra dos Reis

Apucarana

Aracaju

Araguari

Arapongas

Araraquara

Assis Chateaubriand

Assis

Avaré

Barra do Piraí

Bauru

Brasília

Cabo Frio

Cambé

Campina Grande

Campo Mourão

Campos

Cascavel

Castro

Catanduva

Cianorte

Cruzeiro

Feira de Santana

Fortaleza

Franca

Goiânia

Goioerê

Guaratinguetá

Ihéus

Imperatriz

Ipirá

Itabuna

Itapetininga

Itapeva

Jaboticabal

João Pessoa

Juazeiro do Norte

Juiz de Fora

Lençóis Paulista

Londrina

Lorena

Luziânia

Macaé

Maceió

Marília

Maringá

Matão

Mossoró

Muriaé

Natal

Ourinhos

Paranavaí

Paraty

Petrolina

Piraju

Presidente Epitácio

Presidente Prudente

Recife

Resende

Ribeirão Preto

Rolândia

Salvador

São José do Rio Preto

São Luis

Sertãozinho

Teresina

Toledo

Trairi

Ubatuba

Uberlândia

Umuarama

Vila Velha

Vitória da Conquista

Volta Redonda

 

 

Do G1, em São Paulo


Música de Qualidade - 24h!

300x250advert

VIDEOS EM DESTAQUE

GALERIA DE FOTOS

Previsão do Tempo


EDIÇÕES ANTERIORES

maio 2015
D S T Q Q S S
« abr    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Rede Blogs do Cariri




Clique no Logo acima e visite o site oficial da Rede.

Mural Chapada do Araripe



TV CHAPADA DO ARARIPE



A TV Chapada do Araripe é composta por uma coleção de vídeos, entrevistas e reportagens. Escolha o vídeo que deseja assistir, clicando sobre o título. Veja mais detalhes na página da TV Chapada do Araripe.

HOMENAGEM DA SEMANA


CORREINHA

O Chapada do Araripe presta homenagens a um dos maiores mestres da cultura popular que faleceu em Crato recentemente, Francisco Correia de Lima, o Correinha, artista de várias linguagens atuante no município do Crato. Mestre Correinha nasceu no município de farias Brito no dia 14 de fevereiro de 1940, mas era um amante inveterado do Crato, município ao qual costumava fazer referências em suas canções. Talvez por não ter tido seu nome incluído nas listas anuais de mestres reconhecidos pelo Governo do Estado desde 2004, mestre Correinha tenha sido sepultado em meio a homenagens comoventes de moradores do município, mas, como ressaltaram amigos e familiares, sem o devido destaque por parte do Poder Público. Situação destacada durante a sua missa de corpo presente, enriquecida pelo acordeon de Hugo Linard, com quem Correinha gravou recentemente, 15 canções que agora constituem o último registro de sua obra. Segundo o próprio Hugo Linard, as canções registradas nesse último trabalho de Correinha em estúdio são, na maioria, inéditas. ´Ele gravou também ´Belezas do Crato´, mas as outras não tinham registro´, diz, citando canções como ´Coisas do meu sertão´, ´Exaltação a Barbalha´, ´Crato de Açúcar´ e ´Meu Cariri´ e ´Balanceio´. ´Fazia tempo que a gente tava cutucando ele, dizendo que ele tinha que gravar de novo. Ele fez dois compactos e outros discos, no tempo do vinil, além de vários cordéis´. Hugo Linard chama atenção para aspectos peculiares da trajetória de Correinha. ´Ele mantinha um bar aqui no Crato e ainda trabalhava como agente carcerário. Era tão querido que os presos pediram à família por ocasião do seu velório, para deixar um pouco o corpo dele lá na cadeia, para eles o homenagearem´.
Dalwton Moura

Jornal do Vicelmo

Todos os dias na Rádio Chapada do Araripe - Internet, a partir das 07:00, ouça o Jornal do Cariri com Antonio Vicelmo. O Jornal é retransmitido da Rádio Educadora do Cariri em tempo real. Você pode ouvir o programa através da nossa imensa rede de Blogs e websites. Alguns programas antigos estão disponíveis no nosso website Jornal do Vicelmo.

AUXÍLIO À LISTA

Dicas de Filmes



Por trás de todo o grande homem se esconde um professor, e isso era certamente verdade para Bruce Lee que aclamava como seu mentor um expert em artes marciais chamado Ip Man. Um gênio do Wushu (ou a escola de artes marciais da China), Ip Man cresceu numa China recentemente despedaçada pelo ódio racial, radicalismo nacionalista e pela Guerra. Ele ressurgiu como uma Fênix das Cinzas graças à suas participações em lutas contra vários mestres Wushu e lutadores de kung-fu - finalmente treinando icones de artes marciais como Bruce Lee. Esta cinebiografia do diretor Wilson Yip mostra a história da vida de Ip.

Como Publicar seu Artigo


Agora você pode entrar em contato conosco diretamente. Se vc deseja publicar algum artigo que julgue importante para o Cariri, entre em contato conosco. Todos os artigos aprovados serão devidamente creditados aos autores. Os melhores artigos merecerão destaque, e se continuados, os escritores e cronistas poderão se tornar membros permanentes doportal Chapada do Araripe. Contatos: MSN e E-mail: blogdocrato@hotmail.com

Quem somos Nós

O Chapada do Araripe é um site sem fins lucrativos, que visa promover a imagem da região do cariri cearense na Internet. Se você deseja publicar algum artigo no portal Chapada do Araripe, entre em Contato conosco.

Direitos Autorais:

DM Studio – Comunicação & Marketing. Algumas partes do Chapada do Araripe estão sob uma “Licença Creative Commons”, e outras, de acordo com seus respectivos autores, com “Todos os Direitos Reservados” –

www.chapadadoararipe.com - 2014

Contatos: Dihelson Mendonça – MSN e E-mail: blogdocrato@hotmail.com

© 2015 Chapada do Araripe - -